SineBahia oferece 84 vagas de emprego para a segunda-feira (09)

Há vaga para escovista.

Confira abaixo as oportunidades de emprego do Sinebahia Itabuna. As vagas estarão disponíveis nesta segunda-feira, 09 de dezembro. A agência funciona no Shopping Jequitibá. Não esqueça de levar o número do PIS, PASEP ou NIS, Carteira de Trabalho, RG, CPF, comprovante de residência e certificado de escolaridade.

RECEPCIONISTA (PCD)

Vaga Exclusiva Para Pessoas com Deficiência.

Ensino Médio Completo

Experiência mínima de 06 meses na área.

04 VAGAS (Temporária)

AUXILIAR DE PORTARIA(PCD)

Vaga Exclusiva Para Pessoas com Deficiência.

Ensino Médio Completo

Experiência mínima  de 06 meses na área.

04 VAGAS (Temporária)

REPOSITOR DE MERCADORIA (PCD)

Ensino Fundamental Completo

Não exige experiência

01 VAGA

OPERADOR DE TELEMARKETING (PCD)

Vaga Exclusiva Para Pessoas Com Deficiência

Ensino Médio Completo

Não exige experiência

05 VAGAS

TÉCNICO DE ENFERMAGEM DO TRABALHO

Ensino Médio Completo com curso Técnico de Enfermagem do Trabalho

Experiência mínima de 6 meses na função

01 VAGA

(mais…)

Faculdade de Ilhéus oferece curso gratuito preparatório para concurso da Polícia Militar

Faculdade de Ilhéus – Fachada (Foto: Pedro Augusto)

A Faculdade de Ilhéus oferece, a partir desta segunda-feira, dia 9 de dezembro, um curso gratuito preparatório para o concurso da Polícia Militar da Bahia (PM) que será realizado em 19 de janeiro de 2020. As aulas serão transmitidas ao vivo pelo canal da Faculdade no Youtube, de segunda a sexta-feira, a partir das 19 horas, e no sábado, a partir das 9 horas. Os interessados devem acessar o site.

Segundo o diretor-geral da Faculdade de Ilhéus, Almir Milanesi, o curso será ministrado até o dia 18 de janeiro próximo, véspera da realização do concurso público da PM. Haverá aulas de Língua Portuguesa, Matemática/Raciocínio Lógico, História do Brasil, Geografia do Brasil, Atualidades, além de Direito Constitucional, Direitos Humanos, Direito Administrativo, Direito Penal, Igualdade Racial e de Gênero, Informática e Direito Penal Militar.

A Faculdade de Ilhéus reuniu professores experientes para ministrarem as aulas com o objetivo de contribuir com os candidatos na preparação para as provas do concurso. No ano passado, a instituição também ofereceu um curso preparatório para o ingresso na Polícia Militar, mas de forma presencial. Desta vez, a programação foi ampliada no sentido de oferecer uma quantidade maior de aulas.

Conforme o edital 02/2019, da Secretaria de Administração do Estado da Bahia, de 15 de outubro deste ano, o concurso preencherá 1.000 vagas para o Curso de Formação de Soldado da Policia Militar e 250 vagas para participação no Curso de Formação de Soldado do Corpo de Bombeiros Militar da Bahia.

Sob Salles, ministério deixa 8 em 10 jornalistas sem resposta

No último dia de julho, Salles apresentou imagens Planet em coletiva onde contestou os dados do Deter, o sistema de alerta de desmatamento do INPE. Foto: Marcos Corrêa/PR.

Fonte: O Eco

Nos primeiros nove meses do governo Bolsonaro, a procura da imprensa por informações do Ministério do Meio Ambiente quadruplicou. No entanto, 77% dos pedidos de jornalistas não foram respondidos pela assessoria de comunicação do ministério. Quase oito em cada dez solicitações dos repórteres ficaram na gaveta.

Os dados são do próprio ministério e foram obtidos pelo Observatório do Clima e por O Eco por meio da Lei de Acesso à Informação. Eles consideram o período de janeiro a setembro.

Nesse intervalo, a assessoria de comunicação (Ascom) recebeu 2.221 demandas de imprensa e respondeu a 528 (23% do total). No ano passado, nos mesmos nove meses, foram 584 pedidos recebidos e 315 respondidos (54% do total). Mesmo considerando o aumento de 280%, o número de atendimentos caiu 40% em relação ao ano passado.

Os dados refletem a estratégia de comunicação imposta pelo ministro Ricardo Salles ao ministério e às autarquias vinculadas, em especial o Ibama e o Instituto Chico Mendes. Segundo funcionários e ex-funcionários da pasta, Salles centralizou a comunicação do ministério nele próprio, frequentemente deixando a Ascom às escuras.

O ministro tem um estilo peculiar de manejar a imprensa. Diferentemente de todos os seus antecessores, Salles evita conversar com repórteres especializados na cobertura ambiental e frequentemente, quando confrontado, critica o noticiário sobre sua pasta, dizendo que este ou aquele episódio “não é como foi noticiado”.

No caso da explosão do desmatamento em junho, por exemplo, o ministro convocou uma entrevista coletiva para apresentar resultados de uma análise supostamente feita pelo ministério que provaria que os dados do sistema Deter, do Inpe, continham “imprecisões” e que as manchetes eram, portanto, “sensacionalistas”. Nem a imprensa, nem o Inpe jamais tiveram acesso ao estudo.

A centralização das comunicações tem dificultado à imprensa cumprir a regra de ouro do jornalismo: ouvir sempre o outro lado de qualquer história. Reportagens que envolvem polêmicas ou decisões antiambientais do ministério em geral vêm com a explicação: “Procurado, o Ministério do Meio Ambiente não se manifestou”. Um caso típico ocorreu nesta quinta-feira (5), quando a Folha de S.Paulo publicou que Salles, após se reunir com criminosos ambientais, determinou a suspensão da fiscalização do ICMBio na Reserva Extrativista Chico Mendes, uma unidade de conservação federal.

O autor da reportagem, Fabiano Maisonnave, correspondente da Folha na Amazônia, conta que está acostumado a não ter resposta do MMA. “Enviei 11 solicitações a eles por e-mail desde o começo do ano e nenhuma foi respondida”, afirma.

Repórter com mais de duas décadas de experiência, Maisonnave já trabalhou como correspondente em Caracas, Pequim e nos EUA. “O único outro lugar em que nunca me respondiam era a Venezuela”, conta.

Mordaça (mais…)

Talento ilheense é destaque nas plataformas digitais

Eric Ricardo é a nova revelação musical ilheense.

O ilheense Eric Ricardo, 16 anos, desponta no cenário da música como um artista promissor e completo. Filho do publicitário, músico, cantor e compositor Hélio Ricardo e da empresária Nice Bezerra, Eric traz no DNA a influência de uma família artística e musical.

Despertou para as artes muito cedo e aos três anos de idade descobriu a paixão por pintura, desenhos e música. Recentemente, Eric Ricardo ganhou projeção no mercado fonográfico, justificado pela aceitação nas plataformas digitais, como YouTube, Spotify, Deezer e Apple Music.

A música se destaca num país em que a fase do sertanejo vigora, mas que não veda ou extingue qualquer tentativa de novidade, principalmente aquela voltada para o público  entre 14 e 25 anos.

Sob essa perspectiva da trap music e Tio Patinhas parecem indissociáveis a canção serve como símbolo dessa nova vertente musical, que ganha corpo no Brasil. Agradável aos ouvidos – e aos pés – está fazendo geral espalhar na pista e começa a enfileirar pedidos dos ouvintes e internautas em emissoras de rádio, por exemplo. Há duas semanas, o novo single Malvadeza foi lançado e já está alcançando todas as expectativas.

Em um ano, casos de Aids diminuem 60% na Bahia, aponta Sesab

Reprodução da internet.

O número de casos de Aids, doença provocada pelo Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV), diminui em 60% entre os anos de 2017 e 2018, segundo dados da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab). Em 2017 foram registrados 1.817 casos em todo o estado. No ano seguinte, em 2018, o total foi de 736, número menor do que a metade do total de registrado no ano anterior. Em 2017, só em Salvador, houve o registro de 732 pessoas com a doença. Feira de Santana, que fica a cerca de 100 Km da capital baiana, ocupou a segunda posição, com 144 casos. Juazeiro, na região norte do estado, teve 50 pessoas infectadas no mesmo período. Já Lauro de Freitas e Camaçari, ambas na região metropolitana de Salvador, foram, respectivamente, 46 e 41 casos.

Na época, os números foram divulgados também pela Sesab e mostrava que Salvador, Feira de Santana, e Juazeiro eram os municípios com o mais casos da doença. Em 2018, Salvador continuou na liderança da lista, com 313 casos. A segunda cidade com maior número de pessoas infectadas no ano passado foi Feira de Santana, com 54. Já em Itabuna, em todo ano de 2018, 17 pessoas descobriram que estavam contaminadas pelo vírus. Lauro de Freitas e Juazeiro vieram em seguida, com 14 e 13 casos, respectivamente. Ainda não existe um balanço consolidado com dados de 2019. Apesar disso, segundo a Sesab, até maio, 834 novos casos de HIV foram registrados no estado. A maior parte das ocorrências é de Salvador. A cidade tinha, na época, 404.

Aids
A Aids é uma doença causada pelo vírus HIV que afeta o sistema de defesa do corpo humano. O vírus ataca e mata os glóbulos brancos (células do sangue que combatem as doenças). Conforme eles contra-atacam, tentando combater o HIV, há um sobrecarregamento do sistema imunológico. As células de defesa acabam morrendo por inflamação crônica e o sistema fica vulnerável a qualquer outra doença que acomete a pessoa infectada.

Onde buscar tratamento
Em Salvador, o Centro Estadual Especializado em Diagnóstico, Assistência e Pesquisa (CEDAP), localizado no bairro do Garcia, presta assistência a pessoas vivendo com HIV/Aids, infecções sexualmente transmissíveis e realiza assistência multidisciplinar à população transgênero.

O atendimento é realizado a partir do encaminhamento dos pacientes por outras unidades de saúde ou também por demanda espontânea, após triagem.

No local, os pacientes são avaliados por equipe multidisciplinar composta por enfermeiros e assistentes sociais, que acolhem, escutam e orientam quanto à prevenção de doenças, realizam abordagem sindrômica, quando indicado, e encaminham para atendimento médico imediato, quando necessário. Após esta avaliação os pacientes que têm o perfil para o acompanhamento em Centro de referência são encaminhados para os ambulatórios da unidade de acordo com a sua necessidade.

Também na capital, as pessoas podem fazer testes rápidos de HIV nas 120 unidades básicas de saúde (UBS). O procedimento é semelhante ao teste de glicemia, obtido através de uma gota de sangue após uma picada no dedo.

Economia baiana registra alta de 0,8% no terceiro trimestre

Ilustração – Agência Brasil

O Produto Interno Bruto (PIB) baiano apresentou crescimento de 0,8%, na comparação do terceiro trimestre de 2019 com igual período de 2018. O resultado foi decorrente do crescimento de 0,9% no Valor Adicionado das atividades econômicas e da retração de 0,3% nos impostos. A informação foi divulgada na quinta-feira (5), pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia vinculada à Secretaria do Planejamento (Seplan), cuja estimativa para o encerramento do ano 2019 é de 0,9%.

O crescimento do terceiro trimestre de 2019 foi decorrente das seguintes variações dos setores produtivos da economia baiana: agropecuária (0,8%), indústria (-1,9%) e os serviços (1,9%). “O setor de serviços baiano foi o principal destaque deste trimestre, ao registrar expansão de 1,9% e indicar um processo de recuperação da economia visto que a dinâmica desse setor está diretamente associada à capacidade de compra das famílias e seu potencial de disseminação sobre toda a economia”, avaliou o secretário estadual do Planejamento, Walter Pinheiro. O comportamento do setor foi determinado, em grande medida, pelo desempenho positivo do comércio (1,7%) e da administração pública (2,2%). Outro destaque positivo foi à expansão de 3,3% das atividades de transportes.

Em valores correntes, o PIB no terceiro trimestre de 2019 totalizou R$ 73,7 bilhões, sendo R$ 65,9 bilhões referentes ao Valor Adicionado a preços básicos – o que representa 89% do PIB – e R$ 7,8 bilhões aos Impostos sobre Produtos líquidos de Subsídios. No que diz respeito aos grandes setores, a Agropecuária apresentou valor adicionado de R$ 6,8 bilhões, a Indústria R$ 14,5 bilhões e os Serviços R$ 44,7 bilhões. Levando-se em conta a série com ajuste sazonal (3º trimestre de 2019 ante o 2º trimestre de 2019), a taxa foi de -0,6%.

A agropecuária baiana apresentou resultado positivo de 0,8% no 3º trimestre. Segundo o calendário agrícola do estado e os dados do LSPA, as principais culturas do terceiro trimestre que interferiram no resultado do setor foram: feijão (com alta de 68,8%); algodão (+19,7); e mandioca (+21,6%).

Com relação à indústria baiana, o destaque positivo ficou com a construção civil, que cresceu 2,7% e com a atividade de eletricidade e água, com alta de 3,7% devido ao aumento da geração de energia em 38,0%. Esse ganho na geração deve-se a contínua expansão da energia por fonte eólica e da energia fotovoltaica – que atualmente já responde por 5,0% da geração de energia elétrica na Bahia.

Acumulado

No período de janeiro a setembro, a economia baiana registrou expansão no PIB em volume de 0,7% e o Valor Adicionado com alta de 0,8%. Essa taxa de crescimento do PIB deve-se ao comportamento do setor agropecuário, que expandiu 0,6% e principalmente ao setor de serviços, que cresceu 1,5% devido à recuperação na atividade de comércio (0,8%), das taxas verificadas na administração pública (0,9%) e nas atividades de transportes (4,3%).

Nascidos em setembro e outubro sem conta na Caixa podem sacar FGTS

Caixa Econômica Federal. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Fonte: Agência Brasil

A Caixa Econômica Federal inicia hoje (6) mais uma etapa de liberação do saque imediato do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), que paga até R$ 500 por conta ativa ou inativa. Os trabalhadores nascidos em setembro e outubro sem conta no banco poderão retirar o dinheiro.

O saque começou em setembro para quem tem poupança ou conta corrente na Caixa, com crédito automático. Segundo a Caixa, no total os saques do FGTS podem resultar em uma liberação de cerca de R$ 40 bilhões na economia até o fim do ano.

Originalmente, o saque imediato iria até março, mas o banco antecipou o cronograma, e todos os trabalhadores receberão o dinheiro este ano.

Atendimento

Os saques de até R$ 500 podem ser feitos nas casas lotéricas e terminais de autoatendimento para quem tem senha do cartão cidadão.

Quem tem cartão cidadão e senha pode sacar nos correspondentes Caixa Aqui, apresentando documento de identificação, ou em qualquer outro canal de atendimento.

No caso dos saques de até R$ 100, a orientação da Caixa é procurar casas lotéricas, com apresentação de documento de identificação original com foto.

Segundo a Caixa, mais de 20 milhões de trabalhadores podem fazer o saque só com o documento de identificação nas lotéricas.

Quem não tem senha e cartão cidadão e vai sacar mais de R$ 100, deve procurar uma agência da Caixa. (mais…)