Itabuna: policial acusado de matar fotógrafo segue foragido

O policial militar Felipe Prado de Araújo segue foragido.

O assassinato do fotógrafo, Sandro Silva, de 36 anos, que segundo familiares foi motivado por ciúmes, chocou Itabuna e região no primeiro dia de 2020. A vítima foi atingida por vários tiros de uma pistola ponto 40.

O acusado do crime, o policial militar Felipe Prado de Araújo, que se auto-intitula, Cabo Laurindo, ex-marido da namorada de Sandro, fugiu após o atentado e está foragido. Várias diligências estão sendo feitas na tentativa de encontrá-lo. Amigos e familiares também estão à procura do suspeito.

A família da vítima está em estado de choque e clama por justiça. “Esse PM enciumado matou meu irmão como se ele fosse um bicho.”, desabafou Loana Santos. Ela publicou em suas redes sociais, várias fotos do acusado. “Você foi arrancado de nós por esse monstro, meu coração está dilacerado.”, disse.

Com informações do iPolítica



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *