Morre o cantor Nozinho

Nozinho ficou conhecido na região por interpretar as músicas do cantor Tim Maia.

 

Faleceu na tarde desta segunda-feira, 20, o cantor Nozinho. Ele sofria de diabetes e estava internado no Hospital Regional da Costa do Cacau desde a última segunda (12). Segundo informações de familiares, Nozinho sofria um quadro de infecção generalizada.

O músico teve atuação destacada no cenário artístico da região e ficou conhecido por ser um respeitado intérprete dos sucessos de Tim Maia.

Abaixo, um vídeo de 2014 em que Nozinho canta a música “Velho Camarada”, num dueto com o cantor Jorge Lago (falecido em 2007).

O velório acontecerá no SAF no bairro da Conquista a partir das 22h e o sepultamento ocorrerá na terça-feira, 21, às 10h.

Regina Duarte aceita convite para secretaria de Cultura de Bolsonaro, dizem interlocutores

Presidente Jair Bolsonaro e ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, em reunião com Regina Duarte — Foto: Reprodução

A atriz Regina Duarte aceitou o convite feito pelo presidente Jair Bolsonaro para a Secretaria de Cultura do governo federal. A decisão foi confirmada ao blog por membros da classe artística. Os dois se reuniram nesta segunda-feira (20), no Rio de Janeiro.

Após a reunião, o Palácio do Planalto confirmou que Regina irá a Brasília na quarta-feira (22) para conhecer a estrutura da Secretaria Especial de Cultura – mas não cravou que ela assumirá o cargo. O comunicado do Planalto diz:

“Após conversa produtiva com o presidente Jair Bolsonaro, Regina Duarte estará em Brasília na próxima quarta-feira, 22, para conhecer a Secretaria Especial de Cultura do governo federal. ‘Estamos noivando’, disse a artista após o encontro ocorrido nesta tarde no Rio de Janeiro.”
Pela manhã, Regina publicou em rede social que teria uma conversa “olho no olho” com o presidente da República. “Olha só , querido seguidor, que dia importante para ter sido chamada ao Rio para uma conversa ‘olho no olho’ do nosso Presidente da República”, dizia a postagem.

“De tudo quero tirar uma lição , um aprendizado . E vambora ! Com muito amor no coração”, concluiu a atriz.

A Globo afirmou que “a atriz Regina Duarte tem contrato vigente com a Globo e sabe que, se optar por assumir cargo público, deve pedir a suspensão de seu vínculo com a emissora como impõe a nossa política interna de conhecimento de todos os seus colaboradores”.

Fonte: G1

SineBahia Itabuna oferta 32 vagas de emprego nesta terça-feira (21)

Há uma vaga para auxiliar administrativo (PCD).

Confira abaixo as oportunidades de emprego do Sinebahia Itabuna. As vagas estarão disponíveis nesta terça-feira, 21 de janeiro. A agência funciona no Shopping Jequitibá. Não esqueça de levar o número do PIS, PASEP ou NIS, Carteira de Trabalho, RG, CPF, comprovante de residência e certificado de escolaridade.

OPERADOR DE TELEMARKETING (PCD)

Vaga Exclusiva Para Pessoas Com Deficiência

Ensino Médio Completo

Não exige experiência

05 VAGAS

INSPETOR DE DISCIPLINA (PCD)

Vaga Exclusiva Para Pessoas Com Deficiência

Ensino Médio Completo

Não exige experiência

02 VAGAS

AUXILIAR ADMINISTRATIVO (PCD)

Vaga Exclusiva Para Pessoas Com Deficiência

Ensino Médio Completo

Não exige experiência

01 VAGA

AUXILIAR DE LIMPEZA (PCD)

Vaga Exclusiva Para Pessoas Com Deficiência

Ensino Médio Incompleto

Não exige experiência

01 VAGA

AUXILIAR DE COZINHA (PCD)

Vaga Exclusiva Para Pessoas Com Deficiência

Ensino Fundamental Incompleto

Não exige experiência

01 VAGA

AUXILIAR DE LIMPEZA

Ensino Médio Completo

Experiência mínima de 6 meses na carteira

Disponibilidade para trabalhar a noite

01 VAGA

(mais…)

Começa hoje pagamento do Bolsa Família

Foto: Arquivo.

Fonte: Agência Brasil

Começa hoje (20) o pagamento de janeiro do Bolsa Família para os beneficiários cujo Número de Identificação Social (NIS) termina em 1. O número vem impresso no cartão do programa. Quem tem cartão com final 2 pode sacar o benefício no segundo dia de pagamento, e assim por diante, até o dia 31.

Em fevereiro, os primeiros pagamentos serão feitos no dia 12 e seguem até 28. De acordo com o Ministério da Cidadania, serão repassados R$ 2,5 bilhões para mais de 13 milhões de famílias em todo o país. O valor médio do benefício é de R$ 191.

Criado em 2003 como programa de distribuição de renda, o Bolsa Família atende a famílias em situação de extrema pobreza, com renda mensal de até R$ 85 por pessoa, e de pobreza, com renda mensal entre R$ 85,01 e R$ 170.

No caso das famílias pobres, têm acesso ao benefício aquelas com gestantes, crianças e adolescentes entre 0 e 17 anos. Os beneficiários recebem o dinheiro mensalmente e, em contrapartida, cumprem compromissos nas áreas de saúde e educação.

Para fazer parte do programa, o responsável pela família deve procurar um Centro de Referência de Assistência Social (Cras) ou um posto de atendimento do Bolsa Família no município. É necessário levar documentos de identificação pessoal, como carteira de identidade ou carteira de motorista e certidão de nascimento de todas as pessoas que vivem na residência.

A semana em que 47 povos indígenas brasileiros se uniram por um manifesto anti-genocídio

O cacique Raoni, ao centro, entre líderes indígenas de 47 povos, que estiveram reunidos por quatro dias no Mato Grosso para relançar a “aliança dos povos da floresta”.Ricardo Moraes/ Reuters

Fonte: El País

Em um momento de pouco diálogo e muitas brigas no meio político internacional, 47 povos indígenas brasileiros se reuniram entre os dias 14 e 17 de janeiro para dar uma aula de diplomacia. O Encontro dos Povos Mebengokrê e Lideranças Indígenas do Brasil era um desejo que o cacique Raoni Metuktire nutria há três anos: um momento em que as diferentes lideranças de povos indígenas que vivem espalhados pelo território brasileiro estivessem finalmente juntos e que, em união, pudessem assinar um compromisso de defesa de seus direitos. Intitulado Manifesto do Piaraçu – das Lideranças Indígenas e Caciques do Brasil na Piaraçu, o documento de quatro páginas sintetiza as principais demandas de todos os signatários e o compromisso de esforço coletivo para construção de uma agenda política nacional e internacional em defesa da natureza.

A construção do texto final se assemelhou aos procedimentos diplomáticos para assinatura de acordos internacionais. Primeiro foram realizadas mesas de conversa por três dias. As grandes pautas abordadas foram os assassinatos de lideranças; os empreendimentos governamentais previstos para serem construídos sobre as Terras Indígenas; a atividade garimpeira e do mercado de mineração; a ação de madeireiros ilegais; a municipalização do sistema de saúde indígena, que ignora o tratamento especial dado atualmente a essas comunidades; e o desmonte da Funai.

O relatório original de trinta páginas foi então finalmente convertido por jovens indígenas formados em Direito em um documento enxuto, apresentado em português, por meio do qual eles denunciavam o “projeto político do Governo brasileiro de genocídio, etnocídio e ecocídio”. “As ameaças e as falas de ódio do atual governo estão promovendo a violência contra os povos indígenas, os assassinatos de nossas lideranças e a invasão de nossas terras”, afirma o relatório. “O atual presidente da República está ameaçando os nossos direitos, a nossa saúde e o nosso território. (…) O governo atual está nos atacando, querendo tirar a terra de nossas mãos.”

Sob a cobertura de palha da Casa dos Homens, espaço que usado como plenária ao longo do encontro, Raoni estava cercado de outros caciques Kayapó enquanto os jovens liam a primeira proposta do texto. Os anciões pediram que os 47 povos pudessem se organizar em delegações ―pequenos grupos que se reuniram em rodas pela aldeia―, formados pelos anciões de cada povo e um jovem que pudesse traduzir o documento do português para a língua nativa de cada um. Após cada delegação ouvir a tradução em seu idioma, as lideranças fizeram uma lista de propostas de emenda ao documento. (mais…)

Após erro na correção do Enem 2019, participantes temem perder vagas nas universidades federais

Foto: Marcello Casal/Agência Brasil.

Foto: G1

A apreensão dos candidatos a uma vaga no ensino superior aumentou desde que o ministro da Educação, Abraham Weintraub, reconheceu no sábado (18) que houve “inconsistências” na correção dos gabaritos do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019. Segundo Weintraub, a falha ocorreu na transmissão das informações – quem fez prova de uma cor teve o gabarito corrigido como se fosse outra cor.

O desempenho no Enem é critério para concorrer no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que oferece 237 mil vagas em universidades federais em todo o país. O período de inscrições foi mantido: vai de terça-feira (21) a sexta-feira (24).

Virgínia Medina, 20 anos, tenta pela quarta vez entrar em medicina – o primeiro ano foi como “treineira”. Ela procurou o Inep e, até a manhã de domingo quando conversou com o G1, não sabia se as suas notas estavam sendo revisadas.

“Meu medo é o erro não ser corrigido e eu ser prejudicada no Sisu. Foi um ano inteiro de investimento. Eu morei em outra cidade para fazer cursinho, paguei as aulas, estudei bastante e agora comecei a me preocupar, porque aquela nota não condiz com a minha preparação” – Virgínia Medina, 20 anos, que fez prova em Viçosa (MG).

De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira (Inep), responsável pelo Enem, 3,9 milhões de pessoas fizeram as provas em 3 e 10 de novembro. A princípio o erro havia atingido apenas a correção de gabaritos do 2º dia, quando houve provas de ciências da natureza e matemática. Neste domingo (19), o Inep afirmou que a revisão será feita nos dois dias do exame.

Até a manhã de sábado, o MEC e o Inep não sabiam informar quantas pessoas poderiam ter sido atingidas, mas admitiram o erro em ao menos quatro provas de Viçosa (MG) – justamente a cidade em que Virgínia fez o exame. O governo não descartou que as falhas podem ter ocorrido em outros estados e afirmou que investiga o caso. (mais…)

Concurso da PM registra abstenção de 20,67%

Concurso da PMBA, domingo (19).

As provas do concurso público da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar registraram índice de abstenção de 20,67% ontem (19).

De acordo com a Secretaria de Administração do Estado (Saeb), 89 mil candidatos realizaram as provas objetivas e discursiva do certame.

As provas correspondem a primeira e segunda etapas do concurso e ocorreram em 183 locais, distribuídos entre as cidades de Salvador e mais seis cidades baianas.

Com início às 9h15, a avaliação teve cinco horas de duração e contou com 80 questões, entre gerais e específicas, além de uma redação.

O concurso teve, no total, 112,3 mil inscritos, sendo que 89,1 mil compareceram para realizar as provas. Outros 23 mil não se apresentaram nos locais de prova.

Os candidatos podem acompanhar o andamento das demais fases do concurso através do site institucional do Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação, empresa responsável pela organização do concurso.

Fonte: Metro1