O erro de Valderico Junior

ACM Neto, prefeito de Salvador e Valderico Junior.

Valderico Junior tem se projetado como nome viável para substituir o prefeito Mário Alexandre a partir de 2021. O jovem pré-candidato tem andado pela cidade, conversado com muitas pessoas e adotado o estilo “simpático” para tentar atrair eleitores.

É inegável que Valderico Júnior entrou na disputa para valer e reúna condições para sair vitorioso.

Valderico não tem criticado com intensidade a atual gestão. Percebeu que a crítica em período pré-eleitoral nem sempre consegue agregar simpatizantes. Adotou uma linha tranquila e por meio de sua imagem aliada à juventude propõe ser o rosto da novidade, como mostram alguns outdoors.

Contudo, Valderico pode ter cometido um erro ao desistir da base de sustentação de Rui Costa, e ter aderido ao partido Democratas (DEM), apadrinhado pelo oposicionista ACM Neto, prefeito de Salvador.

Com a inauguração da nova ponte Ilhéus-Pontal, que pode ocorrer entre março e junho deste ano, a força do governador Rui Costa tende a crescer ainda mais.

Atualmente, já se ouve nas ruas e pode ser lido nas redes sociais que Rui Costa é o prefeito de fato da cidade, por conta do asfalto que o Estado tem colocado nas ruas devido também à obra da nova ponte. A alta impopularidade do prefeito Marão também contribui.

A concretização do novo elo já brilha nos olhos de muitos moradores de Ilhéus que naturalmente sempre admiraram a paisagem da Baía do Pontal.

Há muito tempo é aguardado o fim dos engarrafamentos no trânsito do centro para a zona sul, e vice-versa. Com a ponte, Rui Costa terá mais força no jogo eleitoral e os candidatos que estiverem debaixo do seu guarda-chuva terão mais chances.

Ao se colocar na oposição ao governador, Valderico Junior abre margem para muitos questionamentos, pois o senso comum pode entender que votar num candidato de oposição seria um atraso para Ilhéus, que inegavelmente vem sendo bem atendida pelo governo estadual.

Valderico Junior pode ter cometido um erro desnecessário, pois ACM Neto não tem influência no jogo eleitoral ilheense.

Não se pode crer que o jovem pleiteante aderiu ao Democratas pensando apenas nos recursos do fundo eleitoral para ajudá-lo na campanha.

Seria uma justificativa minúscula diante do que está em jogo, apesar da perspectiva de repasse de uma quantia satisfatória.



2 responses to “O erro de Valderico Junior

  1. Acho muito cedo esse julgamento sobre Valderico e ACM Neto. Suponha que o tráfego da ponte se intensifique e, em curto espaço de tempo, venha se observar a destruição urbana do principal cartão postal da cidade, av. Soares Lopes e, a não condição da prefeitura em proporcionar manutenção das vias urbanas, acontecerá um rol de críticas que, por mais que a ponte traga benefícios, o estrago será enorme. Vamos adiante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *