Faculdade de Ilhéus lança campanha pela doação de sangue

Dalmê Ramos, coordenador de Captação do Banco de Sangue de Ilhéus, fala para estudantes da Faculdade de Ilhéus sobre o necessidade da doação de sangue, que salva vidas.

A Faculdade de Ilhéus iniciou o ano letivo de 2020 com o lançamento de uma campanha de incentivo à doação de sangue para alimentar o estoque do Banco de Sangue de Ilhéus, que necessita a cada dia de mais doadores. A recepção aos alunos veteranos e calouros foi feita em clima de carnaval, com a participação da Charanga da Alegria.

No contexto do entusiasmo dos estudantes, a instituição lançou a campanha “Doe Sangue. Seja solidário. Precisamos de você para que vidas sejam salvas”, criada pela RCM Propaganda. O evento contou com a participação de Dalmê Ramos, coordenador do Serviço de Captação do Banco de Sangue de Ilhéus.

A diretora acadêmica da Faculdade, Sandra Milanesi, afirma que a instituição sempre incentiva a doação de sangue através de eventos e projetos realizados na instituição. Desta vez, ela salienta que foi observado o constante apelo feito pelo Banco de Sangue de Ilhéus para que os cidadãos e cidadãs não deixem de fazer a doação em virtude da premente necessidade apresentada nas unidades de saúde.

Além de visitar as salas de aula no primeiro dia do ano letivo para dar orientações sobre o processo de doação de sangue, a equipe técnica do Banco de Sangue de Ilhéus repetiu o trabalho durante a primeira semana do mês de fevereiro, com a entrega de fichas a serem preenchidas por prováveis doadores. E, de 2 a 6 de março, novas visitas serão feitas às salas de aula dos cursos de Administração, Ciências Contábeis, Direito, Enfermagem, Engenharia Civil, Nutrição, Odontologia e Psicologia.

A campanha será abordada intensamente durante o mês de fevereiro e março.  O coordenador do Serviço de Captação do Banco de Sangue de Ilhéus, Dalmê Ramos, explica que podem doar sangue pessoas na faixa etária entre 16 e 69 anos, com mais de 50 quilos. E informou que o sangue doado não é aplicado apenas em casos de urgência. (mais…)

Tragédia em Senhor do Bomfim mata mãe e filho em acidente de trânsito; Hilux bateu numa moto

Acidente matou três pessoas da mesma família.

Um acidente provocado por uma colisão tirou a vida de Edvan Alves dos Santos, Rosana Gomes Pereira e Edson Gomes dos Santos (filho do casal). O acidente aconteceu na madrugada desta sábado, 14, na BR 407, altura do km 122,9, trecho entre as “Casinhas” e Momentos Motel, em Senhor do Bonfim.

Edvan morreu após a colisão.

Ao que tudo indica, uma Hilux de cor branca, placa NZQ 9770, quando fazia o sentido “Casinhas” ao motel, colidiu na traseira da moto Honda modelo antigo, sem sinalização traseira e com placa pintada a dedo, matando instantaneamente a família.

A moto foi arrastada por mais de 100 metros do local da batida. O condutor da Hilux não foi encontrado no local. O carro está em nome de Arivaltina Ribeiro Lima. Os corpos foram levados para o DPT.

O advogado do condutor da Hilux manteve contato com a delegacia que investiga o caso.

Com informações e fotos do Blog do Netto Maravilha.

A batata de Marão está assando

Moradores estão revoltados com a falta de calçamento na rua. Foto: Emílio Gusmão.

Rua das Oliveiras, zona sul de Ilhéus, uma transversal de chão de barro que liga a Avenida Nossa Senhora Aparecida (Barreira) à BA 001, Rodovia Ilhéus – Olivença.

Os moradores, insatisfeitos com o governo municipal, colocaram uma faixa de advertência: “SEM CALÇAMENTO SEM VOTO.”.

Atitudes como esta repercutem em toda cidade. Há exemplos de insatisfação em vários bairros da zona urbana e também nas localidades da zona rural.

No bairro Hernani Sá, os moradores estão revoltados com a falta de manutenção nos canais pluviais. A TV Santa Cruz esteve no bairro no dia 04 de dezembro e fez uma matéria sobre a situação. Os moradores foram bem taxativos e advertiram que só votarão no prefeito se ele cumprir com as obrigações.

Após a veiculação da reportagem, a prefeitura enviou uma máquina para realizar a limpeza do canal, mas a tal máquina quebra constantemente e o serviço fica incompleto, gerando mais descontentamento.

Enquanto isso, o prefeito se concentra em atrair partidos, que hoje em dia, dado o desprestígio que a política partidária vem tendo com a população, não representam muito.

Os partidos são dominados por pequenos grupos, que na maioria das vezes não representam os anseios da população.

Ao invés de pensar em atrair os partidos, o prefeito se quiser se reeleger, tem que primeiro combinar com o povo.

Em agosto de 2019, pesquisa da Sócio Estatística revelou que 78% do eleitorado ilheense não está disposto a votar em Marão.

Veja quais praias estão impróprias para banho em Ilhéus neste final de semana

Praia do Marciano.

Neste fim semana em Ilhéus, estão impróprias para banho as praias do Marciano (próximo ao Bar Litrão) e Malhado (Próximo à escultura da sereia) de acordo com o Inema.

A Rede Amostral de Monitoramento da balneabilidade no estado atualmente é composta por 133 pontos, distribuídos em toda a costa baiana. As amostras de água para análises da balneabilidade são coletadas sistematicamente semanalmente, no período da manhã em locais com maior concentração de banhista.

De acordo com a resolução Conama a praia é considerada imprópria quando mais de 20% das amostras coletadas em cinco semanas consecutivas, apresentar resultado superior a 1.000 coliformes fecais ou 800 Escherichia coli, ou quando, na última coleta, o resultado for superior a 2500 coliformes termotolerantes ou 2000 Escherichia coli ou 400 enterococos por 100 mL de água.

No período em que o tempo estiver chuvoso, as praias podem ser contaminadas por arraste de detritos diversos, carregados das ruas através das galerias pluviais, podendo causar doenças. Além disso, é desaconselhável, ainda em dias de sol, o banho próximo à saída de esgotos, desembocadura dos rios urbanos, córregos e canais de drenagem.

Baixe o aplicativo “Vai Dar Praia”, disponível para dispositivos móveis com sistema operacional Android, e confira a qualquer momento as informações sobre a qualidade das praias.

Governo da Bahia empresta obras de Frans Krajcberg para casa de festas

Foto : Divulgação.

O governo da Bahia firmou um contrato de comodato para a realização de um empréstimo de obras do artista plástico Frans Krajcberg para o Cerimonial Loreto, espaço de festas administrado pela Fundação Baía Viva, na Ilha dos Frades, baía de Todos os Santos. As obras ficarão no local  por três meses, de acordo com informações da Folha de S. Paulo.

As obras de Krajcberg pertencem ao governo da Bahia desde 2009. O artista doou seu acervo de 48 mil itens, como esculturas, gravuras, pinturas e fotografias, com o objetivo de preservá-los após sua morte. Suas artes estão armazenadas no Sítio Natura, antiga casa e ateliê do artista em Nova Viçosa, extremo-sul da Bahia.

O termo de doação ao governo da Bahia prevê que a coleção seja mantida para “fins culturais e ecológicos”, e por isso, a cessão tem sido alvo de críticas pelos admiradores do artista. “A cessão nos causa arrepios. Ela viola não só os termos da doação, mas também as regras mais elementares da preservação de um patrimônio desta importância”, afirma Leonardo Amarante, vice-presidente da Associação Amigos de Frans Krajcberg. Ele também critica os valores inferiores dos seguros.

O Ipac (Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia) é o responsável pela cessão das obras. O diretor do órgão, João Carlos Cruz de Oliveira ressaltou que parte do acervo já foi emprestada para instituições culturais do Rio de Janeiro e São Paulo e “precisa ser melhor conhecido pelos baianos”.

A Fundação Baía Viva é presidida por Isabela Suarez, filha do empresário Carlos Seabra Suares, um dos fundadores da OAS. A fundação já teve atuação questionada pelo Ministério Público Federal e foi ré em processo por crime ambiental por realização de obras sem licença na Ilha dos Frades.

*Com informações do Metro1.

Justiça aceita denúncia contra 16 pessoas pela tragédia de Brumadinho

Foto: Adriano Machado/Reuters/Direitos reservados.

Fonte: Agência Brasil

A Justiça aceitou ontem (14) denúncia do Ministério Publico de Minas Gerais (MPMG) contra 16 pessoas envolvidas no rompimento da barragem da mina do Córrego do Feijão, em Brumadinho, no ano passado. Com a decisão, os investigados passam à condição de réus no processo.

No mês passado, os promotores responsabilizaram criminalmente funcionários da mineradora Vale e da empresa Tüv Süd pela tragédia. De acordo com o MP, os denunciados devem responder na Justiça pelo crime de homicídio doloso, quando há intenção de matar, porque teriam responsabilidade na morte de 270 pessoas, que foram soterradas pela avalanche de rejeitos da represa.

Desde a tragédia, o Corpo de Bombeiros permanece realizando buscas para encontrar os corpos. A barragem se rompeu em janeiro de 2019, resultando em mortes e na destruição de casas e equipamentos públicos na cidade, que fica próxima à capital mineira, Belo Horizonte.

Entre os réus estão o ex-presidente da Vale, Fabio Schvartsman, e mais dez funcionários da mineradora, além de cinco funcionários da Tüv Süd.

Defesa

Em nota, a defesa de Fabio Schvartsman lamentou o recebimento da denúncia e disse que as informações recebidas pelo ex-presidente da área técnica da empresa davam conta que as barragens estavam estáveis e em “perfeito estado de conservação”.

“Depreende-se que o único motivo para a denúncia de Fabio Schvartsman foi o fato dele ser presidente da Vale por ocasião da tragédia”, declarou a defesa.

A Tüv Süd declarou que “continua profundamente consternada” pela tragédia e que as causas ainda não foram esclarecidas de forma conclusiva.