Governo da Bahia empresta obras de Frans Krajcberg para casa de festas

Foto : Divulgação.

O governo da Bahia firmou um contrato de comodato para a realização de um empréstimo de obras do artista plástico Frans Krajcberg para o Cerimonial Loreto, espaço de festas administrado pela Fundação Baía Viva, na Ilha dos Frades, baía de Todos os Santos. As obras ficarão no local  por três meses, de acordo com informações da Folha de S. Paulo.

As obras de Krajcberg pertencem ao governo da Bahia desde 2009. O artista doou seu acervo de 48 mil itens, como esculturas, gravuras, pinturas e fotografias, com o objetivo de preservá-los após sua morte. Suas artes estão armazenadas no Sítio Natura, antiga casa e ateliê do artista em Nova Viçosa, extremo-sul da Bahia.

O termo de doação ao governo da Bahia prevê que a coleção seja mantida para “fins culturais e ecológicos”, e por isso, a cessão tem sido alvo de críticas pelos admiradores do artista. “A cessão nos causa arrepios. Ela viola não só os termos da doação, mas também as regras mais elementares da preservação de um patrimônio desta importância”, afirma Leonardo Amarante, vice-presidente da Associação Amigos de Frans Krajcberg. Ele também critica os valores inferiores dos seguros.

O Ipac (Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia) é o responsável pela cessão das obras. O diretor do órgão, João Carlos Cruz de Oliveira ressaltou que parte do acervo já foi emprestada para instituições culturais do Rio de Janeiro e São Paulo e “precisa ser melhor conhecido pelos baianos”.

A Fundação Baía Viva é presidida por Isabela Suarez, filha do empresário Carlos Seabra Suares, um dos fundadores da OAS. A fundação já teve atuação questionada pelo Ministério Público Federal e foi ré em processo por crime ambiental por realização de obras sem licença na Ilha dos Frades.

*Com informações do Metro1.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *