Moradores desconfiam que árvore de 40 anos seria derrubada hoje; caixa coletora levanta dúvidas

Caixa coletora poderia receber restos da árvore morta. Fotos enviadas via WhatsApp por moradores da Rua General Câmara.

A matéria do BG sobre a derrubada de uma árvore de 40 anos, que sombreia uma pequena praça em frente à Barrakítika, no centro de Ilhéus, mobilizou muitos internautas ontem, 21, nas redes sociais.

O texto recebeu mais de 500 compartilhamentos no Facebook e foi amplamente disseminado via WhatsApp.

A sensibilização por um tema tão importante mostra que apesar dos tempos difíceis, de incentivo à destruição do meio ambiente, muitas pessoas estão interessadas em conservar o pouco que ainda resta.

Moradores da Rua General Câmara, em contato com o BG, desconfiam que a árvore seria derrubada na manhã deste sábado, 22, pois na manhã de hoje foi colocada uma caixa coletora em frente à clínica Médico Center.

O recipiente, ao que tudo indica, receberia os galhos, folhas e pedaços de tronco da árvore ameaçada.

A secretaria de Meio Ambiente afirma que não autorizou a supressão da planta e que não há pedido com esse objetivo.

Já o secretário de Serviços Urbanos, Hermano Fahning, disse que há um pedido em análise.

Diante das informações contraditórias, é possível que a derrubada ocorresse neste sábado sem consentimento do órgão responsável pela avaliação.

A mobilização na internet conseguiu salvar a árvore, pelo menos por enquanto.

Vamos manter a vigilância, pois em Ilhéus é normal derrubar árvores sem motivos justos e sem a previsão de replantio.



2 responses to “Moradores desconfiam que árvore de 40 anos seria derrubada hoje; caixa coletora levanta dúvidas

  1. Isso é um absurdo, se alguém plantou uma árvore no passeio, tornou-se pública.
    Veja se a clinica paga algum tipo de custa pra ser a dona do pedaço

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *