Vídeo: itabunense na Itália relata “fobia” sobre o novo coronavírus

Ludmila Andrade mora na Itália e contou como está a rotina no país.

Ludmila Andrade nasceu em Itabuna, mas viveu boa parte de sua infância em Ilhéus. Há 15 anos, ela e sua família residem em Cairate, região da Lombardia, ao norte da Itália.

No último fim de semana, Ludmila relatou, com exclusividade ao Blog do Gusmão, como está a sua rotina na pequena comunidade italiana, após o surto de infecções pelo vírus Covid-19 (“novo coronavírus”), que até essa quarta-feira, dia 18, levou ao óbito 2.978 pessoas no país europeu.

Segundo Ludmila, o governo italiano vem, progressivamente, impondo restrições mais duras à população. “Hoje, é permitido sair de casa apenas para ir ao supermercado, quando realmente não tem comida em casa, e em casos de extrema necessidade, como uma urgência médica”, relatou.

Ela também acrescentou que nos supermercados há um limite de cinco pessoas por vez que são liberadas para realizar as compras, e que essas devem utilizar luvas distribuídas pelos estabelecimentos.

Ao blog, Ludmila disse que a situação mais assustadora para ela diz respeito aos hospitais. “Não tem mais vaga para novos pacientes em UTI’s, está tudo superlotado”, revelou.

De acordo com Ludmila, a principal fonte de notícias sobre o assunto são médicos que utilizam as redes sociais, e que diante a situação, há uma “fobia”, pois o número crescente de infectados assusta e, por enquanto, o governo italiano, e nem qualquer órgão no mundo, encontrou uma forma eficiente de combater o vírus. “O governo está desesperado”, contou.

Álcool em gel
Ludmila comentou que a busca por álcool em gel na Itália também levou ao crescimento exorbitante no preço do produto. Antes, segundo ela, o produto custava cerca de €2,00 (dois Euros) e hoje é comercializado, na internet, por até € 100,00 (100 Euros), cerca de R$ 560,00.

Veja o vídeo de Ludmila:

Em SP, operadora de saúde confirma mais duas mortes por coronavírus

Hospital Sancta Maggiore, no Paraíso Foto: Divulgação.

Fonte: O Globo

A operadora de saúde Prevent Senior confirmou nesta quarta-feira a morte de mais dois pacientes com coronavírus. De acordo com a empresa, que é voltada para o público idoso, um dos pacientes tem 65 anos e o outro 80.

Ambos estavam internados Hospital Sancta Maggiore, no Paraíso, região central da capital paulista, desde 15 de março. A Secretaria de Saúde de São Paulo também confirmou os dois novos óbitos.

Ainda segundo o boletim do hospital, a vítima de 65 anos tinha comorbidades, mas a de 80 anos, não. Com esses dois novos casos, sobe para três o número de óbitos por coronavírus no Brasil. O primeiro foi registrado nesta terça-feira, no mesmo hospital. Trata-se de um porteiro, de 62 anos.

Ainda segundo boletim da Prevent Senior, há 55 pacientes internados sob protocolo do coronavírus. Do total, 26 estão em UTI, sendo 12 já com testes positivos para Covid-19 e outros 14 ainda aguardam resultados de exames.

Outros 29 estão acomodados em apartamentos: sete testes são positivos para coronavírus e 22 aguardam resultado do exame.

Entre os pacientes internados com confirmação de coronavírus, segundo a operadora de saúde, oito são colaboradores da empresa.

Brasil tem 291 casos

De acordo com o último boletim divulgado pelo Ministério da Saúde, há 291 infectados por coronavírus no país e mais de 8 mil suspeitos. Só em São Paulo, afirma a Secretaria de Saúde, há 196 testes positivos para Covid-19.

Faculdade Madre Thaís suspendeu aulas por 15 dias

A Faculdade Madre Thaís (FMT-Ilhéus), através de comunicado do seu diretor geral Eusínio Lavigne Gesteira comunicou aos seus alunos e ao publico, a suspensão das aulas por quinze dias. A medida foi anunciada pelas redes sociais, diante do avanço do coronavírus.

Em compromisso com a saúde, o bem-estar e a segurança da comunidade acadêmica, a Faculdade Madre Thaís suspenderá as aulas presenciais de graduação e pós-graduação, a partir desta quarta-feira, dia 18 de março, durante os próximos 15 (quinze) dias, com possibilidade de prorrogação a ser estabelecido pelas autoridades competentes, em razão da COVID-19, doença causada pelo novo coronavírus.

A nota alerta que “para garantir o cumprimento do semestre letivo, sem prejuízos pedagógicos, as aulas presenciais serão ministradas remotamente, nos dias e horários das referidas disciplinas a partir do dia 18 de março.

As medidas tomadas estão baseadas nas definições/orientações da organização mundial de Saúde e do Ministério da Educação – MEC.

Fique atento, acesse diariamente os canais oficiais da UNIFACS: site, portal do aluno e redes sociais para orientações adicionais e atualizações sobre qualquer mudança de cenário.

Governador solicita à Anvisa e à Anac suspensão de voos da Bahia para RJ e SP

O governador Rui Costa.

O governador Rui Costa anunciou, no início da tarde desta quarta-feira (18), que vai solicitar às agências nacionais de Aviação Civil (Anac) e de Vigilância Sanitária (Anvisa) a suspensão, em caráter emergencial, de voos saindo ou chegando de aeroportos baianos para o exterior e para cidades brasileiras com casos de contaminação comunitária, como Rio de Janeiro e São Paulo.

“Vou assinar esse pedido para as agências ainda hoje, a fim de suspender, imediatamente e em caráter emergencial, todos esses voos. Afinal, os casos registrados na Bahia são de pessoas que chegaram do exterior e dessas duas cidades”, explicou o governador.

A medida, que visa frear a transmissão do coronavírus em todo o território baiano, soma-se a uma série de ações executadas pelo governo estadual, a exemplo da suspensão das atividades de todas as escolas públicas e privadas de todos os municípios baianos e do fechamento de terminais rodoviários em cidades com casos confirmados do novo Coronavírus, que são Porto Seguro, Prado, Feira de Santana e Salvador. “São medidas duras de restrição de circulação, mas são absolutamente necessárias para que vidas humanas sejam salvas”, conclui Rui.

Faculdade de Ilhéus suspende aulas presenciais até o dia 1º de abril

Para reforçar as medidas de prevenção e contenção do Coronavírus (Covid-19), a Faculdade de Ilhéus suspendeu as aulas presenciais dos cursos de graduação e pós-graduação no período de 18 de março a 1º de abril de 2020. A decisão da instituição se baseia em orientações dos órgãos de saúde pública, conforme o comunicado distribuído à comunidade acadêmica.

Mesmo não havendo nenhum caso confirmado no município de Ilhéus, a instituição levou em consideração os casos de Coronavírus diagnosticados, recentemente, no Estado da Bahia, e a decisão tomada minimiza as possibilidades de futuras contaminações através de aglomerações de alunos na sede da Instituição.

O comunicado está em sintonia com o Informativo 02/2020, datado de 17 de março, disponibilizado no Portal do Aluno, que orienta sobre o procedimento das atividades acadêmicas, a partir do dia 19 de março, e os encontros casuais com os professores em seus respectivos horários de aulas, mediante o controle de fluxo na sede da Faculdade. Diante dessa alteração, o calendário acadêmico e de provas serão, posteriormente, alterados.

A Faculdade de Ilhéus, que completa 18 anos em 2020, funciona com os cursos de graduação em Administração, Ciências Contábeis, Direito, Enfermagem, Engenharia Civil, Nutrição, Odontologia e Psicologia, além de 11 cursos em nível de pós-graduação.

Administração – Embora as aulas presenciais estejam suspensas nesse período de 18 de março a 1º de abril, a Faculdade de Ilhéus informa que as atividades administrativas funcionarão normalmente, seguindo todos os protocolos de segurança estabelecidos no Informativo nº 01/2020, também disponível no Portal do Aluno.

Embasa orienta população a solicitar serviços pelo 0800 0555 195 e agência virtual

A Embasa (Empresa Baiana de Águas e Saneamento) orienta seus clientes a procurarem os pontos de atendimento presencial somente para solicitar os serviços inadiáveis de nova ligação de água, transferência de titularidade e parcelamento de débitos. Demais serviços, como religação da água, emissão de 2ª via de fatura, entre outros, podem ser solicitados pelo 0800 0555 195, pela Agência Virtual no site (agenciavirtual.embasa.ba.gov.br) ou pelo App de celular.

A orientação é para atender às medidas de precaução visando evitar o contágio pelo Coronavírus e garantir a saúde pública.

Seguem algumas orientações aos clientes que precisem se dirigir a um ponto de atendimento presencial da Embasa:

-Fazer a higienização das mãos com álcool gel antes e depois do contato com o atendente;
-Evitar levar crianças e idosos para o espaço de atendimento.

Apesar da ameaça do coronavírus, Igreja Católica de Ilhéus não suspende as missas

Catedral de São Sebastião.

O bispo diocesano de Ilhéus, Dom Mauro Montagnoli, emitiu nota em nome das igrejas católicas de Ilhéus com recomendações sobre a Covid-19. Mesmo com o risco de contágio do novo coronavírus, as missas em Ilhéus estão mantidas.

O comunicado saiu após reunião realizada entre a Diocese e a Secretaria Municipal de Saúde. No texto, a igreja afirma que já desaconselhava o abraço da paz, o apertar das mãos durante o “Pai Nosso” e a distribuição das hóstias nas bocas (agora será nas mãos) .

Entre as recomendações para evitar aglomeração, as paróquias devem aumentar o número de missas durante os finais de semana na matriz. Nas comunidades, as celebrações devem ser breves durante a semana.

Idosos, diabéticos, hipertensos e doentes crônicos, incluindo seus cuidadores, devem evitar as celebrações religiosas para não correrem riscos. As celebrações eucarísticas poderão ser acompanhadas pela televisão, rádio e redes sociais.

No comunicado, a Igreja Católica não segue as recomendações da OMS. Muitos segmentos da sociedade ilheense indicam que, como ainda não há casos registrados na cidade da COVID-19, as aglomerações não devem ser evitadas. Isso é um absurdo.

Em entrevista à Folha de São Paulo, a médica curitibana Mariângela Simão, diretora-assistente da OMS (Organização Mundial de Saúde), elogiou a China pelo trabalho de isolamento na crise e, após ver uma foto de uma praia lotada no Rio de Janeiro, afirmou que os brasileiros não estão levando a pandemia a sério.
Vale ressaltar que praias são ambientes abertos e, mesmo assim, oferecem riscos. Nos espaços fechados das igrejas inexistem ameaças à saúde? É claro que não. Os riscos são ainda maiores em relação ao coronavírus.

Veja a nota da Diocese de Ilhéus na íntegra.

Atualizado às 14h31min.

A Diocese de Ilhéus enviou uma nova nota de esclarecimento.

Rui anuncia fechamento das escolas em todo o estado

Rui Costa durante pronunciamento. Foto: Secom/BA.

O governador Rui Costa anunciou há pouco a suspensão de aulas nas escolas estaduais e da rede privada em todos os municípios da Bahia, a partir de amanhã, 19.

A decisão foi informada durante visita de inspeção às instalações do Hospital Espanhol. Outra medida é a suspensão de transporte intermunicipal de e para as cidades com casos confirmados: Salvador, Feira de Santana, Porto Seguro e Prado.

Esta medida passa a valer a partir da zero hora de sexta-feira, 20. A decisão inclui as vans. As alterações têm por objetivo evitar a disseminação do vírus do Covid-19. Penalidades para quem não observar as determinações podem chegar à prisão.

MP institui teletrabalho como medida de prevenção ao coronavírus

O Ministério Público do Estado da Bahia instituiu novas medidas emergenciais de prevenção ao coronavírus. Portaria editada pela procuradora-geral de Justiça Norma Angélica Cavalcanti que será publicada no Diário da Justiça Eletrônico de amanhã, dia 18, dispõe sobre as medidas que têm vigência imediata e prevê a instituição do regime de teletrabalho, facultando o rodízio para atendimento de demandas em casos específicos.

A portaria disciplina ainda que os integrantes da Instituição ficarão dispensados do comparecimento à sede física da sua unidade de lotação, mas não do exercício das suas atribuições e funções, devendo praticar todos os atos sob sua responsabilidade para que se evite violação ou perda de direitos, prescrição ou decadência. Os integrantes do MP deverão avaliar as atividades que importem em exposição a risco de contágio do coronavírus, informando à Administração Superior eventual suspensão.

Sobe para 17 nº de casos confirmados do coronavírus na BA; paciente é um médico contaminado em atendimento a infectado

© Divulgação/Josué Damacena (IOC/Fiocruz).

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) confirmou o 17º caso de contaminação por coronavírus, na manhã desta quarta-feira (18). Segundo Fábio Vilas-Boas, secretário de saúde da Bahia, a vítima é um médico que se contaminou cuidando de um dos primeiros pacientes também infectado pela doença.

O secretario não passou mais detalhes sobre esse novo paciente, nem a cidade onde ocorreu a contaminação. Apesar disso, pontuou que ele está em em casa e com boa evolução.

Também na publicação nas redes sociais, o secretario chamou atenção dos profissionais, pediu cuidado e que se atentem ao uso dos equipamentos de proteção. “Precisamos reforçar o chamamento à atenção ao uso de equipamentos de proteção individual das equipes de saúde nas emergências”, disse na postagem.

Dos casos registrados na Bahia, até esta terça, sete foram em Salvador, outros cinco foram na cidade de Feira de Santana, três foram registrados em Porto Seguro e um em Prado. A primeira paciente infectada no estado foi liberada de isolamento domiciliar, na sexta-feira (13). Ela passou por um novo exame do coronavírus, e o resultado deu negativo para o vírus.

Casos confirmados (mais…)

Governo pedirá reconhecimento de calamidade pública no país

Fonte: Agência Brasil

© Reuters / Rahel Patrasso / Direitos Reservados.

O governo federal solicitará ao Congresso Nacional que aprove o reconhecimento de estado de calamidade pública no país, com efeito até 31 de dezembro deste ano. A medida, prevista no Artigo 65 da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), dispensa a União do cumprimento da meta de resultado fiscal prevista para este ano, que é de déficit primário de R$ 124,1 bilhões. O estado de calamidade pública também suspende obrigações de redução de despesa com pessoal quando este gasto ultrapassa os limites previstos na própria lei.

A medida foi tomada em virtude da pandemia de Covid-19, aliada a questões econômicas como a  perspectiva de queda de arrecadação.

“O governo federal reafirma seu compromisso com as reformas estruturais necessárias para a transformação do Estado brasileiro, para manutenção do teto de gastos como âncora de um regime fiscal que assegure a confiança e os investimentos para recuperação de nossa dinâmica de crescimento sustentável”, informou a Secretaria Especial de Comunicação da Presidência da República, em nota oficial.

Confira a íntegra da nota oficial da Presidência da República que pede o reconhecimento de estado de calamidade pública

NOTA

Em virtude do monitoramento permanente da pandemia Covid-19, da necessidade de elevação dos gastos públicos para proteger a saúde e os empregos dos brasileiros e da perspectiva de queda de arrecadação, o Governo Federal solicitará ao Congresso Nacional o reconhecimento de Estado de Calamidade Pública. A medida terá efeito até 31 de dezembro de 2020.

O reconhecimento do estado de calamidade pública tem suporte no disposto no Art. 65 da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), o qual dispensa a União do atingimento da meta de resultado fiscal prevista na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e, em consequência, da limitação de empenho prevista na LRF.

O Governo Federal reafirma seu compromisso com as reformas estruturais necessárias para a transformação do Estado brasileiro, para manutenção do teto de gastos como âncora de um regime fiscal que assegure a confiança e os investimentos para recuperação de nossa dinâmica de crescimento sustentável.

Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República