OMS diz que jovens não são “invencíveis” ao coronavírus

Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da OMS — Foto: Salvatore Di Nolfi/Keystone/AP.

Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da OMS, afirmou em uma entrevista coletiva online: “Hoje tenho uma mensagem para os jovens: vocês não são invencíveis, esse vírus pode colocá-los no hospital por semanas ou até matá-los. Mesmo que você não adoeça, as escolhas que você faz sobre onde vai podem ser a diferença entre a vida e a morte para outra pessoa.”

Em meio à escassez de equipamentos de proteção para profissionais de saúde e testes de diagnóstico, serão necessárias “pontes aéreas” para levar suprimentos para profissionais de saúde, disse o principal especialista em emergências da OMS, Mike Ryan.

A OMS distribuiu 1,5 milhão de testes de laboratório em todo o mundo, mas a demanda pode chegar a ser 80 vezes maior para o combate à pandemia, disse ele.
O diretor-geral alertou também que ainda que não apresente sintomas, ficar em casa pode fazer a diferença entre a vida e a morte de outras pessoas. A OMS reforçou o pedido de distanciamento social e recomendou maneiras de se manter saudável durante o isolamento.

Segundo a organização, é importante manter uma alimentação saudável, evitar fumar e consumir álcool com exagero além de procurar manter as rotinas de exercícios diárias com o acompanhamento de vídeos de exercícios, subir e descer escadas ou dançar dentro de casa.

Do Terra.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *