Secretário de saúde acusa CDL de praticar “crime” por recomendar a suspensão das atividades do comércio

O BG teve acesso a mensagens trocadas entre o secretário de saúde de Ilhéus, Geraldo Magela, e representantes de entidades da sociedade civil dentro de um grupo do Whatsaap chamado “CDL/Iate Covid-19”.

Nas conversas com a data de ontem (sábado, 21), Magela diz que a decisão da CDL em recomendar a suspensão das atividades do comércio é “crime”.

A revolta do secretário surgiu após a divulgação de um “card” em que a CDL defende a suspensão das atividades lojistas a partir do seguinte título: “Pelo nosso maior valor: as pessoas”. Na opinião do secretário, a CDL antecipou uma medida que entraria em um novo decreto municipal como determinação. Magela disse que vai propor à Procuradoria Geral do Municío medidas judiciais contra a entidade.

Card da CDL que incomodou o secretário.

Integrantes do grupo ouvidos pelo BG nos disseram que o secretário Magela não passa confiabilidade, por isso, decidiram se antecipar devido à grande repercussão negativa das medidas do governo Mário Alexandre na opinião pública, principalmente nas redes sociais.

“Hoje a prefeitura publicou um decreto que determina o fechamento do comércio só a partir de zero hora de quarta-feira. Nossa solicitação pediu que os lojistas adotassem logo as medidas necessárias para proteger a vida dos clientes, trabalhadores, lojistas e seus familiares”, explicou um participante do grupo.

O BG tentou ouvir Geraldo Magela, mas ele não respondeu nossas mensagens enviadas às 16h24min.

A mensagem de Geraldo Magela.


2 responses to “Secretário de saúde acusa CDL de praticar “crime” por recomendar a suspensão das atividades do comércio

  1. Eles ficam querendo ter um protagonismo na narrativa política e enquanto isso nós o povo estamos em risco a recomendação da CDL é louvável se a prefeitura vai editar um decrero. Otimo, mas o principal é cuidar do povo e principalmente dos mais carentes

  2. Esse Geraldo Magela é um idiota irresponsável, mais um ignorante deste governo de Mário Alexandre. Estão esperando a situação sair de controle para depois tentar remediar e alegar que não tem condições e leitos suficientes. Falar de casa é muito fácil, quero saber se ele vai pegar ônibus lotado para trabalhar? Trabalhar de 07 as 13 horas sem intervalo NÃO É REDUÇÃO DE JORNADA, e sim concentração de jornada, só retiraram o Horário de almoço

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *