Apesar da pandemia do coronavírus, empresas do Polo de Informática não pararam

Em contato com a redação do BG, trabalhadores do Polo de informática de Ilhéus reclamaram que as fábricas estão em pleno funcionamento.

A decisão dos empresários em não parar as linhas de montagem expõe os funcionários a uma
possível contaminação pelo coronavírus, pois há aglomerações nos galpões das fábrica, afirmam os colaboradores.

Os donos das empresas atuam respaldados nos decretos do prefeito Mário Alexandre, que não determinou o fechamento temporário das fábricas.

Os trabalhadores alegam que com o transporte público paralisado, não há como ir e voltar.

O Polo de Informática de Ilhéus conta hoje com empresas como a Hometech, BoardTec, Login e Positivo além de outras. Cerca de mil funcionários trabalham no polo.

O BG conversou com Sílvio Comin, presidente do Sindicato das Indústrias de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos, Computadores, Informática e Similares de Ilhéus e Itabuna Estado Bahia (SINEC).

Sílvio Comin informou que a orientação do governo municipal é voltada para comércio e transporte público e não alcança o setor de produção.

Disse que todas as medidas e precauções estão sendo tomadas, mas não há como parar por completo o trabalho na cadeia de produção, pois isso afetaria até os serviços mais básicos, já que há ligação entre todos os meios de serviço.

O presidente do SINEC afirmou que as empresas estão utilizando a menor escala possível, mas não soube precisar o quantitativo da redução.

Sílvio Comin informou que as fábricas operam com capacidade mínima e que a partir da terça-feira, 24, o número de trabalhadores será ainda menor.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *