Após pedido de advogadas, TJ-BA concede medidas protetivas por tempo indeterminado para mulheres vítimas de agressões

Imagem ilustrativa.

Do G1 Bahia.

Após pedido de três advogadas baianas, o Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) concedeu, por tempo indeterminado, as medidas protetivas para mulheres vítimas de violência doméstica e familiar. A informação foi divulgada ontem (2).

A decisão foi tomada pela Coordenadoria da Mulher do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), em conjunto com as Varas de Violência Doméstica do estado.

O TJ-BA informou que as medidas protetivas que já estavam em andamento, antes do isolamento social por causa do coronavírus, só serão revogadas se a vítima solicitar.

A carta aberta escrita pelas advogadas baianas Catarina Lopes, Juliana Borges e Tais da Hora, foi inspirada em ações parecidas que ocorreram no Rio Grande do Sul e em São Paulo.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *