Antropóloga diz que imagem de “meninão” do prefeito Mário Alexandre estimula desobediência na quarentena

Imagem desenvolvida por Marão não ajuda na crise da Covid-19.

Na última terça-feira, 7, o prefeito Mário Alexandre lançou um vídeo nas redes sociais em que tentou, pela primeira vez, expressar sua autoridade. Apesar do tom duro e taxativo em defesa do isolamento social, muitas pessoas não levaram a sério a mensagem. O aborrecimento demonstrado com a desobediência aos decretos municipais gerou vários comentários irônicos.

Esse fato motivou o BG a entrevistar a professora e antropóloga Georgia Couto. O tema principal da conversa, gravada nesta quarta-feira, 8, foi o comportamento de grande parte da população de Ilhéus diante da autoridade do prefeito Mário Alexandre.

Assim como muitos leitores deste blog, Georgia Couto também ficou surpresa com o grande movimento nas ruas, apesar da quarentena e dos decretos do prefeito que determinam o fechamento temporário do comércio e a suspensão do transporte coletivo.

Georgia Couto. Foto do arquivo pessoal.

Demora em ouvir a OMS.

Georgia Couto considera o governo federal fluido e inquieto. Não tem sustentação para “dominar” a sociedade. “Dominar” com base no conceito de Max Weber, que passa pela legitimidade conferida pelas leis, e sobretudo, pelo voto. O governo federal está enfraquecido. O ministro da saúde, Luiz Henrique Mandetta, monta ações e o presidente Bolsonaro desmonta.

Ao não ouvir as medidas sugeridas pela Organização Mundial de Saúde (OMS), o governo Bolsonaro gera inconsistência e medo na população. Ilhéus é um reflexo disso no momento em que muitas pessoas decidem ir às ruas em desobediência às determinações municipais.

Na opinião da professora, o prefeito Mário Alexandre demorou a agir. Ilhéus é uma cidade turística com aeroporto, porto e rodovias, com fluxo de passantes intenso no verão. Por ter essas características, as ações de combate ao coronavirus na cidade deveriam ter acontecido mais cedo. O fato de o prefeito ser médico e não ter tomado as providências adequadas sugeridas pela OMS incentivou mais incertezas.

Representação “líquida”.

Segundo Geórgia Couto, Ilhéus possui um gestor com representação escorregadia, ou como disse Zygmunt Bauman, “líquida”. A percepção geral da população é de insegurança em relação a ele.

Além da luta contra o coronavírus, travamos também uma luta política, na qual ninguém compreende muito bem o que está acontecendo. Lembrando Émile Durkheim, há um estado de “anomia” (ausência de leis). No momento ocorre desrespeito às leis existentes, situação que torna a vida em sociedade desregrada e deixa a população de Ilhéus confusa.

O comportamento do prefeito de Ilhéus é caricato. Ele faz jus às expressões “boa gente” e “meio malandro”. Ao não impor a autoridade que o cargo requer, sua representação fica deslegitimada. A aparência de “meninão” confunde o povo. As pessoas questionam quem devem respeitar. Diante da representação do “moleque” que dança nos palcos das festas, e das incertezas passadas por ele, as pessoas não percebem a gravidade da pandemia e seguem lotando feiras e o comércio.

O gestor e o “menino/malandro”.

Georgia Couto afirma que falta ao prefeito a capacidade de impor a vontade do gestor aos demais, em nome do interesse público. A população percebe que as determinações feitas por ele, seguem o protocolo, mas não expressam a sua própria vontade. Desta forma, ele não consegue ter a obediência, pois a dominação legal não se consolida de forma plena. A representação do “menino/malandro” se sobrepõe à do gestor.

Bahia autoriza tratamento que associa hidroxicloroquina e azitromicina para pacientes com coronavírus

Foto: Reprodução.

O secretário da Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, anunciou hoje (8) que o Governo do Estado vai liberar, mediante prescrição médica, o uso da associação dos medicamentos hidroxicloroquina e azitromicina para pacientes internados no Sistema Único de Saúde (SUS) com diagnóstico positivo para coronavírus (Covid-19). A deliberação ocorreu durante reunião da comissão científica criada pela Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) para analisar as evidências científicas envolvendo a Covid-19, que aconteceu na tarde desta quarta-feira.

De acordo com Vilas-Boas, que preside a comissão, “a recomendação é que os pacientes hospitalizados recebam os medicamentos o mais precocemente possível após a internação”, ao apontar que temos estoque suficiente para atender até 50 mil pacientes. Já o infectologista e presidente do Comitê Estadual de Combate ao Coronavírus, Antônio Bandeira, destaca que “outras alternativas terapêuticas também serão disponibilizadas para emprego no tratamento de pacientes hospitalizados, tais como Ivermectina e Tocilizumabe”. (mais…)

Funcionários do Hospital Regional Costa do Cacau trabalham usando EPIs e têm treinamento contínuo para prevenção do Covid-19

Foto: Ascom/HRCC.

O Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (SESMT) e o Núcleo de Educação Permanente em Saúde (NEPS) do Hospital Regional Costa do Cacau (HRCC), em Ilhéus, intensificaram ações de prevenção e orientação no combate ao novo coronavírus (Covid-19) para todos os colaboradores da unidade hospitalar.

Funcionários de todos os setores são treinados, com frequência, referente a higienização e uso adequado dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para diminuir o risco de contágio pelo Covid-19. Além disso, a distribuição de EPIs ocorre para trabalhadores de todo hospital, de acordo com suas funções.

As máscaras cirúrgicas, por exemplo, são distribuídas para colaboradores de diversos setores, como recepções, portaria, administrativo, entre outros.

Já no caso das máscaras n95 ou PFF2, sua entrega é feita para profissionais em ambiente hospitalar para proteção contra aerossóis contendo agentes biológicos, conforme recomendações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Dois setores estão responsáveis pela distribuição de EPIs no HRCC, a Central de Abastecimento Farmacêutica (CAF) e o SESMT.

De acordo com a engenheira de Segurança do Trabalho da unidade, Bruna Sobral, a máscara cirúrgica distribuída protege o trabalhador de Saúde de infecções por inalação de gotículas transmitidas à curta distância. (mais…)

5°GBM/Ilhéus confecciona máscaras de proteção facial

Nesta quarta-feira (8) militares do 5° Grupamento de Bombeiros Militar (5°GBM) de Ilhéus, participaram de uma instrução para confecção de máscaras de proteção facial. A Face Shield 3D, foi projetada pelo Centro de Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico em Informática e Eletroeletrônica (Cepedi) de Ilhéus, e atende às normas estabelecidas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

A finalidade é ampliar o campo de proteção em procedimentos que possam gerar gotículas na face do militar, principalmente em ocorrências relacionadas ao Covid-19. Cerca de 400 máscaras serão confeccionadas dentro da própria unidade e posteriormente distribuídas nas cidades e distritos atendidos pelo 5º GBM.

“É sabido que, uma das formas de transmissão do vírus é por meio de gotículas, por isso, é de extrema importância que os militares usem máscaras durante atuação nas ocorrências, não apenas para sua segurança mas também para proteção de terceiros”, disse o Tenente-coronel Ednei Factum, comandante do 5º Grupamento de Bombeiros Militar de Ilhéus.

Ilhéus: projeção aponta 800 casos positivos de Covid-19 no início de maio, segundo Magela

Geraldo Magela.

Uma nova projeção feita há pouco pelo secretário municipal de Saúde, Geraldo Magela, aponta para novos 800 casos em Ilhéus da Covid-19 no início de maio. A projeção mostra um número diferente ao que ele apresentou em uma entrevista.

Nas entrevistas que tem concedido, o secretário tem criticado a postura da população que tem ido às ruas. A concentração de pessoas em lugares como feiras livres e bancos chega a assustar.

O número do secretário é menos otimista do que a projeção que vem sendo feita pela Universidade Estadual de Feira de Santana, que estima para o mesmo período em Ilhéus, 700 novos casos positivos.

*Com informações do Jornal Bahia Online.

Itabuna: acidentalmente, enfermeiro (a) contaminou quatro membros da própria família

De acordo com a Secretaria de Saúde de Itabuna, os quatro últimos casos de Covid-19 na cidade têm relação com um profissional de enfermagem que foi contaminado no trabalho.

O “herói da saúde” atua nos hospitais Costa do Cacau e Calixto Midlej Filho.

As últimas pessoas com exames confirmados são a sogra, a esposa, o enteado e o filho do profissional.

Todos estão em isolamento domiciliar, segundo a Sesau de Itabuna.

Atualizado às 19h55min.

Algumas pessoas, provavelmente enfermeiros, interpretaram como se fosse uma ironia o uso da expressão “herói da saúde” entre aspas. 

O uso de aspas serve para enfatizar expressões ou para utilizar palavras de outros textos. A Rede Globo de Televisão, por exemplo, tem utilizado bastante a expressão “heróis da saúde”.

No título usamos a palavra acidentalmente, para deixar claro que as contaminações ocorreram de maneira casual.

Jamais seríamos irônicos com um profissional extremamente preocupado e triste no momento.

Repetimos: todo profissional de saúde é sim um “herói”, notadamente aqueles na linha de frente dessa guerra.

Ministério Público vai investigar construção de posto de gasolina na Praia do Sul

Após questionamentos de moradores, usuários e associações do entorno da Praia dos Milionários, o Ministério Público da Bahia, por meio do promotor Paulo Sampaio, vai apurar as denúncias sobre a construção de um posto de combustíveis no local.

O novo empreendimento fica nas proximidades da Cabana Guarany, na zona sul de Ilhéus, e gerou danos ao meio ambiente, como remoção de vegetação, derrubada de 17 (dezessete) coqueiros, aterramento de área, supressão de restinga, salinidade do solo, entre outros.

A ação da 11ª Promotoria de Justiça vai ouvir as pessoas responsáveis pela construção. No local há uma placa da Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Sustentável de Ilhéus, indicando razão social, CNPJ, número do processo, número da licença ambiental e sua data de vencimento.

Ilhéus pode ter 35 mil infectados até maio, disse Magela em entrevista

Geraldo Magela.

“Ilhéus pode chegar a 35 mil infectados em maio”, lamentou o secretário de Saúde do município, Geraldo Magela. Esses dados se referem a uma projeção feita pela Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), através do Programa de Pós-graduação em modelagem em Ciências da Terra e do Ambiente (Ppgm), pela Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), pela startup Geodatin, e pelo Laboratório de Biossistemas da Universidade Federal da Bahia (Ufba).

Durante participação no programa O Tabuleiro, ele lamentou profundamente o comportamento de parte da população que age como se não tivéssemos vivendo uma pandemia. “As pessoas estão indo para a rua e está aumentando a propagação dessa terrível doença”, disse ele.

Já foram confirmados 21 casos de coronavírus em Ilhéus e Magela reforçou que o município está trabalhando monitorando e avaliando os casos. Ele explicou que Ilhéus está fazendo mais testes que outras cidades, por isso o maior número de confirmações. Todos os pacientes confirmados com a doença seguem em isolamento domiciliar.

Outro importante alerta feito pelo secretário se direciona para as aglomerações e reuniões de pessoas nos distritos da cidade. “Estão fazendo festas com paredões, churrascos. Já existe um caso confirmado de uma pessoa que contraiu pois compartilhou o garfo”, pontuou ele .

Ontem (07), segundo dados oficiais , morreram no país 114 pessoas e o secretário imagina que a falta de bom senso da população também pode ter sido por influência das falas do presidente Jair Bolsonaro, que chegou a chamar a doença de “gripezinha”. “Infelizmente o presidente fez um desserviço para a sociedade”, opinou. Magela contou que hoje o município deverá concluir a instalação de UTI’s para atendimento à pessoas com COVID-19 no município.

Uruçuca: idosa morre com suspeita de Covid-19

Uma idosa de 63 anos, moradora de Uruçuca, faleceu nesta quarta-feira, 8, em um hospital de Itabuna. A paciente estava sendo investigada para Covid-19 e tinha histórico de diabetes e outras patologias, o que agravou o quadro levando-a óbito. O resultado do exame para Covid-19 ainda não foi liberado. Por isso o caso ainda é tratado como suspeito.

O Prefeito Moacyr Leite Junior, já determinou que todas as providências fossem tomadas no sentido de minimizar a dor dos familiares.

Itabuna: sobe para 16 o número de casos confirmados da Covid-19

De acordo com informações da Secretaria de Saúde de Itabuna, a cidade tem quatros novos casos confirmados da Covid-19.

O município conta agora com 16 casos confirmados da doença.

Dos quatro novos casos, dois são de crianças, uma de 3 anos e outra de 8 anos.  Há também dois adultos de 52 anos e 31 anos, todos em isolamento domiciliar.

Outro caso foi confirmado na cidade de Gongogi, o exame foi coletado pela Vigilância Epidemiológica de Itabuna.

MP intensifica atuação do Centro de Defesa da Saúde no combate à pandemia

O Centro de Apoio Operacional de Defesa da Saúde do Ministério Público estadual (Cesau) apresentou um balanço das ações desenvolvidas até agora para combater a disseminação da pandemia da Covid-19 na Bahia. O Centro, que é coordenado pela promotora de Justiça Patrícia Medrado, mantém seu funcionamento e intensificou sua atuação durante todo esse período de quarentena.

Cerca de 240 atos foram praticados do início de março até o dia 2 de abril. Foram expedidas orientações técnicas, ofícios, realizadas diligências e reuniões de articulação com diversas Promotorias de Justiça com atuação na área da Saúde em toda a Bahia.

O Cesau integra o Grupo de Trabalho para enfrentamento da pandemia, criado pelo MP no dia 12 de março. Também coordenado por Patrícia Medrado, o GT tem acompanhado e auxiliado a atuação dos promotores de Justiça em todo o estado para defesa do direito à saúde da população, por meio da fiscalização de políticas públicas e da atuação dos gestores municipais.

Além disso, o Ministério Público orientou alguns municípios a adquirirem equipamentos de respiração, insumos e medicamentos necessários ao combate da Covid-19. Os integrantes do GT expediram também recomendações às secretarias de Saúde Estadual e municipais para que acompanhassem casos pontuais, como o funcionamento das Instituições de Longa Permanência de Idosos (ILPIs).

A Secretaria Municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza (Sempre) de Salvador foi recomendada, assim como diversos municípios, através de seus órgãos responsáveis, a reorganizar o serviço socioassistencial contínuo voltado à população em situação de rua. Diversas outras recomendações foram expedidas para os municípios propondo o imediato cancelamento ou adiamento de eventos que implicassem aglomeração de pessoas. (mais…)

Fiocruz divulga possível eficácia de medicamento contra covid-19

Foto: Fiocruz.

Fonte: Agência Brasil

Pesquisadores da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) identificaram, em laboratório, que o antirretroviral atazanavir pode inibir a replicação do novo coronavírus em células infectadas. Os resultados obtidos ainda precisam ser confirmados através de testes clínicos com pacientes para que o medicamento se torne uma possibilidade no combate à doença.

A pesquisadora Milene Miranda, do Laboratório de Vírus Respiratórios e do Sarampo do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz), avaliou que os resultados foram muito promissores, já que o antirretroviral, usado no combate ao HIV, não só inibiu a replicação viral como reduziu o quadro inflamatório das células infectadas.

“Se a pessoa tem um processo inflamatório menor, ela tem um melhor prognóstico”, resumiu a bióloga.

Para a realização dos ensaios in vitro, pesquisadores utilizaram um isolado viral produzido a partir de uma amostra de paciente infectado no Rio de Janeiro. Antes dos ensaios, a metodologia contou com a utilização de análises de modelagem computacional para simular como o atazanavir interage com a enzima usada pelo vírus para se replicar no corpo humano.

O trabalho foi enviado para a revista científica Nature Communications e disponibilizado para a comunidade científica internacional em formato preprint – sem revisão formal por outros especialistas da área -, o que acelera a troca de informações entre pesquisadores, enquanto os trâmites de uma publicação científica seguem paralelamente. (mais…)

Recém-nascida testa positivo para Covid-19; mãe tinha 28 anos e morreu por causa da doença

Rafaela e o marido Erisvaldo à espera do primeiro filho do casal na Bahia — Foto: Tiago Bottino/Itapetinga Agora.

A recém-nascida filha de Rafaela de Jesus Silva, de 28 anos, também foi infectada pelo novo coronavírus. Rafaela tinha 28 anos e morreu vítima da doença no dia 1° de abril, em Itapetinga. Segundo o pai do bebê, Erisvaldo Lopes dos Santos, 47 anos, a menina está isolada e não apresenta sintomas. Ela tem apenas 13 dias de vida.

“O resultado saiu na tarde desta terça (7). Todas as pessoas que tiveram contato com a Rafaela fizeram os exames, mas só a Alice que testou positivo”, contou Erisvaldo.
Ao todo, sete pessoas da família de Rafaela, incluindo Erisvaldo e a recém-nascida, fizeram o exame para coronavírus. Todos vão continuar isolados na casa onde moram, em Trancoso, na cidade de Porto Seguro.

“Ela [filha de Erisvaldo e Rafaela] não apresentou nenhum sintoma, graças a Deus! Ela está comendo direitinho, está muito bem. Uma amiga minha está cuidando dela, nem eu estou tendo contato”, contou.
Uma amiga de Erisvaldo está cuidando da bebê. Ele conta que tem seguido todas as orientações de prevenção ao novo coronavírus.

“Ela fica no quarto e, às vezes, na sala, mas estamos tendo todo o cuidado do mundo. Minha amiga sempre fica de luvas e com máscara. A casa está higienizada, e estamos cumprindo o pedido do pessoal da saúde, de ficar em casa por pelo menos mais uma semana”, disse o marido. (mais…)

Monarca, mito, besta-fera e vingador: o que a “Caverna do dragão” nos diz de Bolsonaro?

Na contramão da maioria dos líderes mundiais, o mito coloca-se acima das autoridades científicas. Em tom profético, insiste que a Covid-19 – doença que já ceifou milhões de vidas mundo afora – no Brasil se manifesta na forma de pequenos surtos gripais.

Por Caio Pinheiro.

À semelhança de Luís XIV, monarca francês que verbalizou “O Estado sou eu”, marcando o caráter absolutista do seu reinado, onde todas as garantias individuais foram suprimidas por um governo autocrático, despótico e teocrático, Bolsonaro, até aqui presidente da República, também tenta se afirmar simbolicamente como “monarca absoluto”. Para os amantes da alternância democrática do poder, o “mito” torna-se ameaçador da sucessão democrática, visto que se mostra refratário à transitoriedade do seu cargo. O mito utilizará artifícios para se manter no poder à semelhança da ditadura?

Alguns sinais preocupam. Na contramão da maioria dos líderes mundiais, o mito coloca-se acima das autoridades científicas. Em tom profético, insiste que a Covid-19 – doença que já ceifou milhões de vidas mundo afora – no Brasil se manifesta na forma de pequenos surtos gripais. Para sustentar mais esse absurdo, apoia-se na tese pseudocientífica da “natural imunidade” dos brasileiros. Daí sentenciar que “o brasileiro tem que ser estudado. Ele não pega nada. Você vê o cara pulando em esgoto ali, sai, mergulha, tá certo? E não acontece nada com ele. Eu acho até que muita gente já foi infectada no Brasil, há poucas semanas ou meses, e ele já tem anticorpos que ajuda a não proliferar isso daí”.

Pelo andar da carruagem, eu, simples mortal, começo a especular que o coronavírus é um ser extraterrestre com poderes de invisibilidade, e Bolsonaro, depois de ter sido abduzido, voltou à terra tendo como tarefa comandar uma invasão alienígena, que, pelo quadro, objetiva liquidar a espécie humana. Mas calma, não se assuste, apenas estou tentando acompanhar o modus operandi do pensamento bolsonarista. Resolvi seguir o conselho do deputado Sargento Isidoro: “para conversar com doido, só outro doido”. Então, interessado em entender o mito, ao mesmo momentaneamente, me dei o direito de ser doido. (mais…)