Governo inicia busca de 960 toneladas de materiais de saúde da China

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas. Foto: Marcelo Casall Jr/Agência Brasil.

Fonte: Agência Brasil

Duas aeronaves contratadas pelo governo brasileiro já estão no Oriente Médio, de onde partirão para a China, amanhã (15), para buscar a primeira remessa de equipamentos de proteção para profissionais de saúde, comprados pelo governo federal, e que serão usados no combate à pandemia do novo coronavírus. De acordo com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, serão realizados cerca de 40 voos, ao longo das próximas seis a oito semanas, com o objetivo de importar 960 toneladas de materiais.

“É realmente uma operação de guerra, que começa amanhã. Nós temos dois Boing 777, que estão em Abu Dhabi [Emirados Árabes Unidos], e se deslocam para Xiamen, e assim que a carga estiver liberada pelas autoridades chinesas, a gente inicia esse retorno”, detalhou o ministro durante coletiva de imprensa, no Palácio do Planalto, para atualizar as ações do governo no combate à doença. O plano de logística do Brasil usará rotas aéreas com escalas no Oriente Médio e no norte da África.

A expectativa é que essa primeira carga, composta por 15 milhões de máscaras cirúrgicas, pesando 53 toneladas, chegue ao Brasil, pelo aeroporto internacional de Guarulhos (SP), até o próximo dia 21. De São Paulo, os equipamentos serão distribuídos, por via aérea e terrestre, para todas as regiões do país.

Segundo o ministro-chefe da Casa Civil, Braga Netto, o governo federal também recebeu, nesta terça-feira (14), uma doação de equipamentos da empresa Vale do Rio Doce. São 660 mil máscaras modelo N95, 2,7 milhões de máscaras cirúrgicas comuns, 200 mil aventais e um milhão de testes rápidos para a covid-19.

Pacientes internados com coronavírus recebem ‘visitas virtuais’ em hospital de Itabuna: ‘Família fica mais incluída’

Projeto oferece “visita virtual” para pacientes com Covid-19 em hospital de Itabuna — Foto: Santa Casa de Misericórdia / Divulgação.

Além de toda preocupação com a saúde, pacientes em tratamento contra o Covid-19 convivem com a angústia do distanciamento. Ao darem entrada nos hospitais, eles passam a seguir protocolos estabelecidos pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e não podem receber visitas até a completa recuperação. Mas, a fim de aliviar toda essa aflição e diminuir a saudade, a Santa Casa de Misericórdia de Itabuna, oferece aos pacientes uma forma de continuarem, de certa forma, próximos dos familiares.

A unidade destina aos pacientes em tratamento contra o coronavírus um tablet com a acesso à internet, que oferece a eles a possibilidade de conversar e ver os familiares. Chamada de “visita virtual”, a ação é coordenada por psicólogos da Santa Casa de Misericórdia. A psicóloga Laíse Nascimento explica que os pacientes que não estão sedados e ainda conseguem falar podem realizar as chamadas. Quem está sem condições de fala recebe outros estímulos, através de áudios, mensagens e músicas enviadas pela própria família.

O projeto foi implantado há 15 dias na Santa Casa de Misericórdia, e nove pacientes foram contemplados. A unidade tem, nesse momento, sete pessoas internadas com Covid-19. Para Laíse Nascimento, a ação ajuda a trazer conforto às pessoas internadas e aos familiares.

“O fato de o familiar estar acompanhando o tratamento contribui para o bem-estar do paciente e para a redução da necessidade de sedativos. As visitas virtuais receberam muitos elogios por parte das famílias envolvidas, traduzindo-se em palavras como confiança, afeto, carinho, segurança e amor”. “A equipe entende que só tem benefícios. Percebem nas avaliações que já foram feitas que a família fica mais incluída no processo de melhora, e o paciente fica mais seguro por ter um ente querido mais próximo”, continua Laíse.

Coronavírus na Bahia
De acordo com o último balanço divulgado pela Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab) na terça-feira (14), o estado possui um total de 776 casos confirmados de coronavírus, com 25 mortes. Ao todo, 191 pessoas estão recuperadas.

Do G1 Bahia.