Valderico Junior afirma que vai reintegrar servidores afastados, desde que haja condições legais

Valderico Junior durante reunião com diretoria da APPI.

A APPI (Associação dos Professores Profissionais de Ilhéus) convidou o presidente municipal do DEM, Valderico Junior, para uma reunião com dirigentes do sindicato. O encontro ocorreu nessa segunda-feira, 13, na sede da entidade. Representantes dos servidores municipais afastados pelo Decreto 128/2018, publicado em 7 de janeiro de 2019, também participaram, assim como membros de outros partidos.

A comissão apresentou dados sobre a folha salarial do município. Conforme o sindicato, o custo dos contratos temporários feitos após o afastamento é duas vezes maior do que a despesa que o município tinha com os servidores afastados.

Depois de avaliar as informações do sindicato, Valderico concluiu que “o prefeito afastou servidores contratados antes de 1988, mas encheu a prefeitura de aliados”.

Na reunião, Junior tratou a postura do prefeito Mário Alexandre como “maldosa”, porque afastou os trabalhadores sem demiti-los formalmente. Dessa forma, não garantiu o direito dos servidores ao pagamento correspondente à rescisão dos contratos. “Deixou sem nada e abandonou”.

“É importante lembrar que essas pessoas, pais e mães de família, entraram legalmente no serviço municipal, há mais de 30 anos. Naquela época, o concurso público não era uma exigência legal. Por isso, assumo o compromisso de devolver esses trabalhadores aos seus cargos, se houver as condições jurídicas para isso”, comprometeu-se o pré-candidato a prefeito.

Atualmente, boa parte das famílias dos servidores afastados depende das cestas básicas coletadas pelos sindicatos, inclusive a APPI, presidida pelo professor Osman Nogueira.

Além disso, segundo a APPI, os afastados não podem obter o auxílio de emergência do governo federal, medida contra a crise do coronavírus. Isso porque a declaração do imposto de renda exigida é a de 2018, quando ainda estavam no serviço público.

Da ASCOM/DEM-Ilhéus.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *