Secretário de Saúde é contra reabertura do comércio de Feira de Santana

O secretário estadual de saúde, Fábio Vilas-Boas e o prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins.

Alguns comerciantes de Ilhéus pretendem organizar carreatas como forma de pressão para que as lojas sejam reabertas.

Nos grupos de WhatsApp circula o áudio de uma mulher que faz críticas ao governo Marão, e se posiciona contra o isolamento social.

Ela afirma que o comércio deve ser reaberto, porém, não lembra que o desrespeito ao isolamento pode acarretar em muitas mortes por falta de leitos de UTI.

Feira de Santana, cidade onde os primeiros casos da Covid-19 foram confirmados, anunciou ontem, 15, algumas mudanças para que o comércio não fique totalmente fechado, contrariando as indicações do Governo do Estado.

O novo decreto autoriza o funcionamento de estabelecimentos como açougues, supermercados, motéis, borracharias, madeireiras e lojas de ração.

O secretário Fábio Vilas-Boas classificou como “horrível” a decisão do prefeito. Segundo ele, Feira de Santana foi o local que propagou o vírus na Bahia.

Vilas-Boas afirma que a situação não está sob controle e que neste momento a Bahia está com uma quantidade maior de pacientes em UTI’s.

“Não concordo com a ação de flexibilizar neste momento”, afirmou o secretário.

Ouça o áudio de Fábio Vilas-Boas.

Ilhéus ultrapassa Feira de Santana em número de casos confirmados de Covid-19

Ilhéus e Feira de Santana.

No boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde nesta terça-feira, 16, Ilhéus ultrapassou a cidade de Feira de Santana no número de casos confirmados da Covid-19.

Feira de Santana, município com 614.872 habitantes, onde os primeiros casos de coronavírus foram percebidos, aparece com 51 casos.

Ilhéus, com 162.327 habitantes, alcançou a marca de 55.

Bahia tem 967 casos confirmados de Covid-19

A Bahia registra 967 casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19), o que representa 9,64% do total de casos notificados. Até o momento, 5.285 casos foram descartados e houve 34 óbitos, sendo 18 no município de Salvador e 16 nos municípios de Lauro de Freitas (3), Gongogi (1), Itapetinga (1), Utinga (1), Adustina (1), Araci (1), Itagibá (1), Uruçuca (2), Ilhéus (2), Belmonte (1), Vitória da Conquista (1) e Itapé (1).

O 34º óbito foi registrado nesta quinta-feira (16), em um hospital público da capital. O paciente era um homem de 81 anos, residente em Salvador, com comorbidade. Ele foi admitido na unidade hospitalar no dia 12 e veio a falecer ontem (15).

Este número contabiliza todos os registros de janeiro até as 17 horas desta quinta-feira (16). Ao todo, 253 pessoas estão recuperadas e 104 encontram-se internadas, sendo 45 em UTI. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais.

Os casos confirmados estão distribuídos em 87 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (58,84%). Quanto ao sexo dos casos confirmados, 56,84% foram do sexo feminino. A mediana de idade foi 39 anos, variando de 4 dias a 97 anos. A faixa etária mais acometida foi a de 30 a 39 anos, representando 29,39% do total. O coeficiente de incidência por 1.000.000 habitantes também foi maior nesta faixa etária (127,72/ 1.000.000 habitantes), indicando que o risco de adoecer passou a ser maior entre os adultos jovens, seguida da faixa de 50 a 59 anos (118,41/ 1.000.000 habitantes).

Ressaltamos que os números são dinâmicos e, na medida em que as investigações clínicas e epidemiológicas avançam, os casos são reavaliados, sendo passíveis de reenquadramento na sua classificação. Outras informações em saude.ba.gov.br/coronavirus.

Para acessar o boletim completo, com a lista de municípios com casos confirmados, clique aqui.

(mais…)

Sobe para 55 o número de casos confirmados da Covid-19 em Ilhéus

Ilhéus está com 55 casos confirmados de Covid-19.

Os pacientes são duas mulheres, de 31 e 43 anos, residentes nos bairros São Miguel e Esperança, respectivamente, zona norte da cidade.

Os números são do boletim da Secretaria Municipal da Saúde (Sesau), divulgado nesta quinta-feira, 16.

Na última quinta-feira, 09, a cidade tinha 27 casos confirmados da doença.

Na manhã de hoje a Secretaria de Saúde da Bahia divulgou a segunda morte causada pelo vírus na cidade.

Bolsonaro anuncia oncologista Nelson Teich como ministro da Saúde

Nelson Teich é o novo ministro da Saúde.

Anunciado como substituto de Luiz Henrique Mandetta no Ministério da Saúde, o oncologista Nelson Teich disse hoje, durante pronunciamento, que existe um “alinhamento completo” entre ele e o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

O médico ainda defendeu que saúde e economia são complementares e não devem competir, declaração que também vai ao encontro do que pensa Bolsonaro.

Teich, porém, não defendeu o fim do isolamento social, política criticada pelo presidente mas tida por órgãos de saúde internacionais como crucial para o combate ao novo coronavírus.

Do UOL.

Mandetta anuncia em rede social que foi demitido do Ministério da Saúde

Foto: Renato Strauss/Ministério da Saúde.

Do G1.

Em meio à pandemia do novo coronavírus, o presidente Jair Bolsonaro demitiu nesta quinta-feira (16) o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. A informação foi divulgada pelo próprio ministro em uma rede social.

“Acabo de ouvir do presidente Jair Bolsonaro o aviso da minha demissão do Ministério da Saúde. Quero agradecer a oportunidade que me foi dada, de ser gerente do nosso SUS, de pôr de pé o projeto de melhoria da saúde dos brasileiros e de planejar o enfrentamento da pandemia do coronavírus, o grande desafio que o nosso sistema de saúde está por enfrentar”, escreveu Mandetta.

“Agradeço a toda a equipe que esteve comigo no MS e desejo êxito ao meu sucessor no cargo de ministro da Saúde. Rogo a Deus e a Nossa Senhora Aparecida que abençoem muito o nosso país”, prosseguiu.

Ex-deputado federal, Mandetta estava à frente da pasta desde o início do governo, em janeiro de 2019, e ganhou maior visibilidade com a crise provocada pelo novo coronavírus. Na tarde desta quinta, Mandetta foi chamado ao Planalto para uma última reunião com Jair Bolsonaro.

Nas últimas semanas, contudo, Bolsonaro e Mandetta tiveram divergências públicas em razão das estratégias para conter a velocidade do contágio da Covid-19, doença provocada pelo vírus.

Em entrevista ao Fantástico, no domingo (12), Mandetta disse que a população não sabe “se escuta o presidente ou o ministro” da Saúde em relação a medidas.

Em coletiva nesta quarta (15), no Palácio do Planalto, o então ministro da Saúde disse que era claro o “descompasso” entre a pasta e as orientações do presidente Jair Bolsonaro. Segundo Mandetta, pessoas cotadas para a sucessão no cargo chegaram a ligar para ele em busca de aconselhamento.

Na entrevista, o ministro também disse que a equipe montada por ele e empossada em 2019 trabalharia em conjunto, e ajudaria na transição para evitar uma ruptura na política contra a Covid-19.

O último dia
Na manhã desta quinta, Mandetta participou de um seminário virtual sobre o enfrentamento ao coronavírus. Durante o papo, afirmou que a perspectiva era de que a mudança no comando do ministério acontecesse “hoje, no mais tardar amanhã”. (mais…)

Advogado Diran Filho questiona contrato do governo Marão com gráfica

Diran Filho.

Num vídeo divulgado nas redes sociais, o advogado ilheense Diran Filho questiona o governo Marão por ter feito um contrato emergencial com a Gráfica e Editora Mesquita, empresa sediada em Itabuna.

No contrato, publicado em 06 de abril no Portal da Transparência, a prefeitura adquire material gráfico para ajudar no enfrentamento à Covid -19.

Tais materiais como cartazes e folderes, serão comprados por meio de uma dispensa de licitação no valor de R$ 86 mil.

O advogado questiona como um material gráfico pode se tornar uma compra emergencial no momento em que toda população deve ficar em casa por conta da pandemia.

“Que material é esse? Onde e a quem será distribuído? Por que a compra foi feita numa empresa de Itabuna”, pergunta Diran Filho.

O mais curioso, segundo Diran, é que a gráfica já foi condenada judicialmente por fraude em licitação pública em 2018, e está desde então, impossibilitada de fazer contratos com o poder público por três anos.

Veja o vídeo:

Rui afirma que não há previsão de corte nos salários dos servidores estaduais

Rui Costa. Foto: Fernando Vivas (GOV-BA).

O governador Rui Costa (PT) afirmou que não há previsão de corte nos salários dos servidores estaduais por causa da pandemia do coronavírus.

O petista ressaltou que o governo estadual está tentando reduzir o custeio “do que for possível”.

“Não há previsão de cortes nos salários. O que nós estamos fazendo é tentar reduzir o custeio daquilo que for possível, mas não temos no horizonte de curto prazo corte nos salários. Espero que a situação não se agrave e chegue a esse ponto. Vamos manter trabalho firme e cortar o que podemos cortar”, disse em áudio disponibilizado pela Secretaria de Comunicação.

Do Bahia.ba.

Ciência x Política

Se Mandetta vier a sair do comando do Ministério da Saúde, será uma derrota da Ciência, da responsabilidade, da técnica, e talvez mais um mergulho na insensatez de consequências criminosas que o Presidente da República e alguns de seus Ministros têm protagonizado, da pior forma possível.

Por Julio Gomes.

Faz-se necessário atentarmos para os rumos que o debate, e sobretudo as decisões acerca do combater à expansão do Corona Vírus e da COVID-19, estão tomando em nosso país.

Enquanto em todos os lugares do mundo estão prevalecendo, desde o início ou mesmo um pouco mais tarde, como ocorreu na Itália e nos Estados Unidos, os caminhos indicados pela pesquisa científica, pelos avanços técnicos de que já dispomos, pelas duríssimas lições em tempo real que a COVID-19 dá todos os dias com milhares de mortes, aqui no Brasil o combate à pandemia se tornou uma questão eminentemente política, com o viés mais negativo que este enfoque possa oferecer.

Vemos de um lado as pessoas identificadas com o bolsonarismo defenderem, com ardor messiânico, fundamentalista, as afirmações desprovidas de bases científicas e técnicas que o Presidente repete incansavelmente e, sobretudo, protagoniza, exemplificando-as de forma deprimente ao andar pelas ruas sem máscara de proteção, tirando selfies, apertando mãos e causando aglomerações, em total confronto com tudo aquilo que as autoridades de Saúde Pública do Brasil e do mundo inteiro indicam que deveria ser feito.

Por outro lado, pessoas de caráter mais progressista, ou simplesmente mais esclarecidas, defendem também com ardor a necessidade de copiarmos o isolamento que está sendo feito na Espanha, na Itália, na Inglaterra, nos EUA e em outros países, para tentar impedir que ocorra nas terras brasileiras a catástrofe que se abateu sobre aqueles países.

Esta divergência de posições fica ainda mais evidente quando vemos todos os dias, pela televisão, as atitudes do Presidente em contraposição direta a tudo aquilo que seu Ministro da Saúde indica como sendo a conduta correta e mais do que necessária neste momento. (mais…)

Uruçuca registra segunda morte por Covid-19

A Prefeitura de Uruçuca registrou, nesta quinta-feira (16), o 2º óbito pelo novo coronavírus (Covid-19) no município. O paciente era um homem de 62 anos, com histórico de outras patologias associadas e estava internado em um hospital do município de Itabuna onde veio a falecer.

O paciente e familiares já estavam em isolamento e monitorados desde o dia do início dos sintomas.

O Prefeito Moacyr Leite Júnior lamentou a perda prestou solidariedade à família. Moacyr reforçou a recomendação para que todos continuem a adotar todas as medidas para se precaver e monitorem possíveis sintomas da doença e ressaltou a importância do isolamento social.

Bahia tem 102 profissionais de saúde com casos confirmados de Covid-19

A Bahia registra 951 casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19), sendo 102 profissionais de saúde. Até o momento, 5.268 casos foram descartados e houve 31 óbitos, sendo 16 no município de Salvador e 15 nos municípios de Lauro de Freitas (2), Gongogi (1), Itapetinga (1), Utinga (1), Adustina (1), Araci (1), Itagibá (1), Uruçuca (2), Ilhéus (2), Belmonte (1), Vitória da Conquista (1) e Itapé (1).

A 29ª morte foi de um homem de 62 anos, residente em Uruçuca, com histórico de hipertensão e tabagismo. Já o 30º óbito foi de uma mulher de 61 anos, residente em Ilhéus, com histórico de doença renal crônica, hipertensão e pneumonia. Ambos estavam internados em um hospital público em Ilhéus e tiveram o registro de óbito nesta quinta-feira. Já o 31º falecimento foi de uma mulher de 90 anos, residente em Salvador, com comorbidades associadas, a exemplo de obesidade e doença renal crônica. Ela estava internada em um hospital público em Salvador e foi a óbito ontem (15).

Este número contabiliza todos os registros de janeiro até as 12 horas desta quinta-feira (16). Ao todo, 250 pessoas estão recuperadas e, do total de casos confirmados, 104 encontram-se internados, sendo 45 em UTI. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais.

Entre as cidades mais populosas, Ilhéus continua com maior coeficiente de incidência da Covid-19

Foto: Arquivo

Na lista dos municípios baianos mais populosos, Ilhéus segue com o maior coeficiente de incidência por contaminação do coronavírus.

No segunda-feira, 13, Ilhéus tinha o coeficiente de 271,06. Na quarta-feira, 15, Ilhéus alcançou a marca de 301,86.

A informação foi divulgada pela Secretaria de Saúde da Bahia em seu boletim epidemiológico.

O município segue na dianteira, acima de cidades como Salvador, Lauro de Freitas, Feira de Santana e Vitória da Conquista.

Entre todos os municípios baianos, Ilhéus aparece em 4º lugar atrás de Uruçuca, Barra do Rocha e Itapebi.

O índice mede a incidência do vírus em relação à população e calcula o risco que uma pessoa corre de desenvolver a doença.

MP já encaminhou 58 recomendações para garantir uso correto dos recursos públicos durante quarentena

Foto: Alan Oliveira/G1.

O Ministério Público estadual já encaminhou, durante a quarentena, 58 recomendações e instaurou o mesmo número de procedimentos administrativos com o objetivo de que os municípios adotem o adequado, transparente e efetivo uso dos recursos públicos durante a execução de medidas de prevenção e contenção do coronavírus. Os dados são do Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Proteção à Moralidade Administrativa (Caopam).

Segundo o coordenador do órgão, promotor de Justiça Frank Ferrari, a prioridade da atuação do MP é a prevenção de danos ao patrimônio público a partir das recomendações e processos administrativos. Ele explicou que isso não exclui a adoção, em um segundo momento, de “medidas de responsabilização criminal e por atos de improbidade administrativa por meio de procedimentos investigatórios e ações judiciais”, nos casos de indícios da prática de ilícitos, “sobretudo aqueles intencionais que impliquem danos ao erário, com desvios de recursos públicos”.

A atuação do MP na área de proteção do patrimônio está orientada por recomendação expedida pela procuradora-geral de Justiça Norma Cavalcanti, na qual ela orientou o acompanhamento e a fiscalização continuada das políticas públicas e atuação dos governantes no combate à pandemia; em notas técnicas do Grupo de Trabalho de enfrentamento do coronavírus e em orientação enviada pela Caopam a todos os promotores de Justiça com atuação na área de probidade administrativa e proteção ao patrimônio público.

Com base nessa diretriz geral de atuação, os promotores de Justiça têm orientado as prefeituras, entre outras medidas, a elaborarem plano de contingência, com a previsão de ações conforme os níveis de resposta, indispensável ao balizamento da necessidade e adequação das ações empreendidas, dentre elas as contratações diretas; a reavaliarem todas as despesas fixadas na Lei Orçamentária Anual para o exercício em curso, de modo a identificar aquelas que se destinem a priorizar a área da saúde; a redirecionarem para as ações, bens e serviços imprescindíveis ao enfrentamento da pandemia os recursos de transferências voluntárias a órgãos ou entidades públicas ou privadas que tenham por objeto festividades, comemorações, shows e eventos esportivos e de despesas com consultoria, propaganda e marketing, ressalvadas aquelas relativas à publicidade legal dos órgãos e entidades; e a instaurar processos formais nas contratações emergenciais realizadas com base na Lei nº 13.979/2020, mesmo que de maneira simplificada, de modo a garantir a motivação, a transparência e posterior fiscalização.

Mais cinco cidades baianas têm transporte intermunicipal suspenso para conter avanço da Covid-19

Rodoviária de Ilhéus.

Mais cinco cidades baianas tiveram o transporte intermunicipal suspenso para conter o avanço da Covid-19 no estado. A determinação foi feita por meio de decreto publicado no Diário Oficial do Estado hoje (16).

A medida chega às cidades de Irecê, Jequié, Paramirim, Taperoá e Valente. Com isso, passa para 74 o número de cidades com a restrição, que vale até 3 de maio.

A partir da primeira hora de amanhã (17), ficará suspensa nas cinco cidades a circulação e a saída do transporte intermunicipal. Já a chegada do transporte será suspensa às 9h.

O governo tinha autorizado o retorno do transporte em Jequié na segunda-feira, mas, com o decreto de hoje, voltou a ser suspenso.

A suspensão abrange qualquer transporte coletivo intermunicipal, público e privado, rodoviário e hidroviário, nas modalidades regular, fretamento, complementar, alternativo e de vans.

Confira a lista de cidades com transporte suspenso:

1. Abaíra

2. Adustina

3. Alagoinhas

4. Araci

5. Aurelino Leal (mais…)