Para Valderico Junior, Ratinho Menezes é referência das lutas da comunidade LGBT

Ratinho Menezes e Valderico Junior.

Em Ilhéus, muita gente conhece Lindomar Souza do Nascimento apenas por “Ratinho”. Ele não vê problema nisso. Tanto que acrescentou um sobrenome ao apelido. Virou Ratinho Menezes há mais de vinte anos.

Ratinho explica a decisão de caminhar ao lado do presidente municipal do Democratas (DEM). “Eu resolvi apoiar Valderico Junior porque acredito no potencial dele. É um jovem empresário com boas propostas para o município. Ele vai tirar Ilhéus desse marasmo e resgatar a nossa cidade”.

Pré-candidato a vereador filiado ao DEM, Ratinho nasceu no distrito de Castelo Novo, onde viveu até a adolescência. Hoje, aos 44 anos, é uma referência do ativismo social em defesa dos direitos da comunidade LGBT na Bahia. Para ele, a Câmara de Vereadores de Ilhéus precisa de representantes dessa população historicamente silenciada.

Segundo Ratinho Menezes, os serviços públicos deixam muito a desejar no atendimento da população gay. Faltam recursos para cuidar da saúde física e mental dessas pessoas, além do preconceito que enfrentam no dia a dia.

Criada por Ratinho há dez anos, a ONG Mais Você preenche parte dessas lacunas do serviço público, sobretudo em bairros periféricos. Promove atividades de educação para o autocuidado, distribui preservativos e auxilia pessoas dispostas a mudar de nome e sexo conforme o gênero com o qual se identificam. No Presídio Ariston Cardoso, também ajuda detentos da comunidade LGBT com assessoria jurídica e cuidados de saúde.

A ONG liderada por Ratinho trabalha em outras frentes. Com o patrocínio de supermercados de Ilhéus, prepara e distribui o famoso sopão em comunidades humildes. A iniciativa tem sido ainda mais importante nas últimas semanas, por causa da crise do novo coronavírus.

Da ASCOM-DEM-ILHÉUS.

Ilhéus amplia coeficiente da Covid-19 entre os municípios mais populosos

O número de casos da Covid-19 tem crescido em Ilhéus e em outras cidades do sul da Bahia. Nesta segunda-feira, 20, a cidade chegou a 79 casos confirmados da doença. E até o momento, a pandemia já fez 47 mortes no estado.

O momento pede cautela e a população deve seguir as orientações das autoridades sanitárias para não figurarem em estatísticas desastrosas.

Há mais de uma semana Ilhéus encabeça a lista de cidades mais populosas com o maior coeficiente de contaminação do coronavírus na Bahia. Na última segunda-feira, 13, o índice estava em 271,06. Hoje, uma semana depois, a cidade chegou ao número de 486,67.

A informação foi divulgada pela Secretaria de Saúde da Bahia no Boletim Epidemiológico divulgado ontem (segunda-feira, 20).

O município está acima de cidades como Salvador, Itabuna, Lauro de Freitas, Feira de Santana e Vitória da Conquista. Itabuna, que está com 53 casos confirmados, segue no 3º lugar desta lista com 248,57.

O índice mede a incidência do vírus em relação à população e calcula o risco que uma pessoa corre de desenvolver a doença.

Entre todos os municípios baianos, Ilhéus foi para a 5ª posição, atrás apenas de Gongogi (701,46), Uruçuca (633,56), Barra do Rocha (525,03) e Itapebi (487,38).

Prefeitura de Ilhéus divulga lista dos beneficiários do Bolsa Família para auxílio emergencial

Cartão Bolsa Família – Imagem Internet.

A Prefeitura de Ilhéus anuncia que a lista das mais de 18 mil famílias cadastradas no programa Bolsa Família, e que irão receber o auxílio emergencial, está disponível para acesso. A listagem foi disponibilizada à secretaria de desenvolvimento social (SDS) pelo Governo Federal, por meio do Ministério da Cidadania.

Os beneficiários do Bolsa Família irão receber as parcelas do auxílio emergencial normalmente na data do seu benefício, conforme o calendário habitual do programa e o último número do NIS, de onze dígitos que está no cartão.

A listagem se refere às famílias beneficiárias do programa bolsa família, disponível aqui.

Em caso de dúvidas, o beneficiário pode ligar para o número 111 ou acessar o endereço https://auxilio.caixa.gov.br.

O público do cadastro único, referente às famílias que estão com o benefício do bolsa família cancelado, microempreendedor individual, contribuinte individual ou trabalhador informal, podem acessar mais detalhes aqui. Dúvidas ou maiores informações, acesse o site https://auxilio.caixa.gov.br ou ligue para o número 111.

Bahia tem 1.377 confirmações de Covid-19

Imagem ilustrativa.

A Bahia registra 1.377 casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19), o que representa 13,18% do total de casos notificados. Até o momento, 5.357 casos foram descartados e houve 47 óbitos, registrados nos municípios de Adustina (1); Araci (1); Belmonte (1); Feira de Santana (1); Gongogi (2); Ilhéus (3); Ipiaú (1); Itabuna (1); Itagibá (1); Itapé (1); Itapetinga (1); Juazeiro (1); Lauro de Freitas (5), um dos óbitos era residente no Rio de Janeiro; Salvador (23); Uruçuca (2); Utinga (1); Vitória da Conquista (1). Estes números contabilizam todos os registros de janeiro até as 17 horas desta segunda-feira (20).

O 47º óbito ocorreu no dia 15 de abril. Era uma mulher de 60 com comorbidades que estava internada em um hospital público em Salvador. Ela residia na capital baiana.

Ao todo, 351 pessoas estão recuperadas e 158 encontram-se internadas, sendo 64 em UTI. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais.

Os casos confirmados ocorreram em 98 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (59,62%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 1.000.000 habitantes foram Gongogi (701,46), Uruçuca (633,56), Barra do Rocha (525,03), Itapebi (487,38) e Ilhéus (486,67).

A mediana de idade foi 39 anos, variando de 4 dias a 97 anos. A faixa etária mais acometida foi a de 30 a 39 anos, representando 29,80% do total. O coeficiente de incidência por 1.000.000 habitantes foi maior na faixa etária de 80 anos e mais (250,72/ 1.000.000 habitantes), indicando que o risco de adoecer foi maior nesta faixa seguida de 30 a 39 anos (170,44/ 1.000.000 habitantes).

Ressaltamos que os números são dinâmicos e, na medida em que as investigações clínicas e epidemiológicas avançam, os casos são reavaliados, sendo passíveis de reenquadramento na sua classificação. Outras informações em saude.ba.gov.br/coronavirus.

Para acessar o boletim completo, com a lista de municípios com casos confirmados, clique aqui. (mais…)

Hospital da Costa do Cacau emite nota de pesar pela morte do médico Gilmar Calazans


Ilhéus, 20 de abril de 2020.

A direção do Hospital Regional da Costa do Cacau, (HRCC), vem através desta informar com grande pesar o falecimento do nosso colaborador o médico Gilmar Calazans Lima de 55 anos.

O médico testou positivo para o novo Coronavírus e tinha como fatores de risco obesidade, diabetes e hipertensão. O colaborador permanecia em isolamento domiciliar na última semana quando nas últimas 48hs apresentou piora, sendo internado de urgência no HRCC.

Neste momento de dor e consternação, deixamos os nossos mais sinceros pêsames aos familiares e amigos.

MPBA recomenda que comércio de Itabuna continue fechado

O Ministério Público Bahia recomendou à Prefeitura de Itabuna que reforce a necessidade da permanência de parte do comércio fechada.

A prefeitura informou que o comércio será reaberto na próxima quarta-feira.

O MP aconselhou Itabuna a não publicar novo decreto autorizando as atividades.

O prefeito Fernando Gomes havia informado ao Presidente da CDL, Carlos Leahy, na manhã desta segunda-feria, 20, a autorização para reabertura do comércio, com algumas ressalvas.

Ainda não se sabe se a prefeitura vai acatar a orientação do Ministério Público.

Atualizado às 15h30min.

Na tarde desta segunda-feira,20, o prefeito de Itabuna, Fernando Gomes (PTC), questionado sobre a recomendação do Ministério Público para a prefeitura manter o comércio da cidade fechado disse: “Vou enviar o decreto para o Ministério Público, se for aprovado eu mando publicar no Diário Oficial, se eles não aprovarem o comércio continua fechado”.

As informações são do site Políticos do Sul da Bahia.

Ex-prefeito Jabes Ribeiro diz que Ilhéus pode ter 600 mortes por Covid-19

Em entrevista à rádio Santa Cruz, nesta segunda-feria, 20, o ex-prefeito Jabes  Ribeiro disse ter conversado com vários profissionais da saúde e especialistas sobre a pandemia do coronavírus.

Segundo Jabes, Ilhéus pode ter 600 mortes por conta da Covid-19.

A entrevista foi dada ao apresentador Jota Carlos.

Jabes tentou não politizar a discussão sobre o momento de pandemia, mas cobrou do governo medidas de guerra contra a doença.

O ex-prefeito colocou o  PP à disposição para ajudar. Sugeriu reuniões por meio de videoconferências para passar ideias e propostas ao governo Mário Alexandre.

No início da entrevista Jabes disse que estava isolado em casa. Ele disse que faz parte do grupo de risco por estar em tratamento contra um câncer.

Presidente, vai cair no colo de quem?

Como estão em jogo, no mínimo, dezenas de milhares de vidas humanas, o que realmente importa neste momento é minimizar ao máximo o número de óbitos, pois diante da morte, da perda de um ente querido – ou da própria vida – torna-se não sem importância, mas inteiramente secundário saber de quem foi a culpa.

Por Julio Gomes.

Durante a recente cerimônia de posse do novo Ministro da Saúde, Nelson Teich, na qual se encontrava presente o Presidente da República, ao discursar neste evento e falando acerca da defesa que sempre fez de reabertura imediata do comércio e do retorno de todas as atividades econômicas, Bolsonaro afirmou que “é um risco que eu corro, porque se agravar, vem pro meu colo”.

O que se deve entender por vir para o meu colo, para qualquer pessoa que tenha um mínimo de capacidade interpretativa, quer dizer que tanto os acertos quanto os erros resultantes da reabertura do comércio deverão ser lançados na conta do Presidente, que assim se coloca no centro absoluto do debate, com se as vidas que podem ser perdidas fossem secundárias, ou mesmo desprovidas de importância.

Vamos, então, averiguar quais seriam as consequências passíveis deste cair no colo do Presidente.

Caso o Bolsonaro esteja correto, e a reabertura do comércio ocorra com um baixo número de mortes – e só Deus sabe o que isto significa na cabeça dele, porque somente até a manhã do dia 20 de abril já temos 2.484 óbitos oficialmente causados pela COVID-19 – a economia estaria “salva” e ele colheria os dividendos políticos positivos.

Ao revés, caso Bolsonaro esteja errado e a abertura do comércio nesta hora venha a causar muitos milhares de mortes – algo que pode chegar a um número inimaginável de perdas humanas – a “culpa” também recairia sobre o Presidente.

Ora, em primeiro lugar, mostra-se tremendamente equivocado este enfoque de reduzir a luta contra a COVID-19 a uma opção pessoal do Presidente, porque a responsabilidade de quem governa vai muito além disso: passa por escutar os técnicos da área de saúde; por pautar-se por seguir orientações científicas; por mobilizar a sociedade civil (empresas, ONGs, instituições diversas) nesta luta; por articular-se com governadores e prefeitos para ações conjuntas; por dar condições aos profissionais de serviços essenciais para que tenham segurança para trabalhar; por prover de alimentos todos aqueles que não têm como se manter; por comprar respiradores, EPIs, medicamentos e testes; por instalar hospitais de campanha e providenciar pessoal capaz de fazê-los funcionar, e tudo isso vai muito, muito além do que seria uma opção pessoal do Presidente. (mais…)

Morador reclama de obra da Embasa na estrada do Sol e Mar

Foto enviada por leitor.

Em contato com a redação do BG, um morador do condomínio Sol e Mar, zona sul de Ilhéus, solicitou providências em relação à estrada que dá acesso ao local.

Segundo ele, a Embasa iniciou um serviço que deixou a estrada em condições ruins que pioram a cada dia.

“Já não basta a situação que vivemos com o Covid-19, temos que nos preocupar em desviar de buracos e pedestres. Sem contar que pode acontecer um acidente grave se as autoridades não intervierem com urgência”.

A Embasa enviou uma nota ao BG respondendo ao pedido dos moradores.

Segue a nota:

A Embasa informa que a finalização de qualquer serviço de recomposição de pavimento após manutenção corretiva de redes de água e esgoto depende, entre outros fatores, do tempo; havendo melhora nas condições, a empresa contratada fará o reassentamento conforme o pavimento original da via.

Pela extensão do problema, evidenciada nas imagens, é possível perceber que o desgaste da via local não foi provocado apenas pela Embasa, que faz a abertura de vala no trecho necessário para a execução do serviço. Manutenções periódicas na pavimentação da cidade competem à prefeitura.

Itabuna decide reabrir o comércio

Itabuna.

Nesta segunda-feira, 20, o Presidente do CDL de Itabuna, Carlos Lee, divulgou o áudio na rede social relatando que o prefeito Fernando Gomes (PTC), comunicou que na próxima quarta-feira vai determinar a reabertura do comércio da cidade.

O prefeito da cidade, Fernando Gomes comentou sobre o assunto. Segundo ele, “Vamos publicar o decreto hoje ainda, mas será com algumas restrições, como só entrar três pessoas por vez, álcool e gel disponibilizado na entrada e na saída, todos funcionários com máscaras, assim como todos os clientes, quem não seguir a orientação vamos cancelar o alvará e interditar a loja”, declarou o prefeito.

Questionado sobre o shopping ele respondeu: “Vai seguir a determinação do nosso decreto, que será publicado ainda hoje, se não cumprir vamos fechar”, finalizou o prefeito.

Com informações do site Políticos do Sul da Bahia.

PROSIS segue com inscrições abertas para seleção de projetos que visem o enfrentamento ao COVID-19

A Pró-Reitoria de Sustentabilidade e Integração Social (PROSIS), por intermédio da Diretoria de Sustentabilidade e Integração Social e da Coordenação de Extensão, tornou público o processo de seleção e apoio financeiro a projetos de Extensão para enfrentamento da emergência de saúde pública de importância internacional decorrente do Coronavírus (COVID-19).

O edital visa o fomento a projetos de Extensão submetidos por docentes e/ou técnicos/as que enfatizem a cooperação, a solidariedade e as intervenções de relevância social no enfrentamento ao COVID-19 e na mitigação de problemas decorrentes do mesmo. O valor máximo destinado a cada projeto contemplado será de R$5.000,00

As inscrições devem ser realizadas do dia 15 ao dia 26 de abril, através do módulo de Extensão do SIGAA. A proposta deverá ser executada de 20 de maio a 20 de dezembro.

Para mais informações, acesse: CHAMADA INTERNA DE APOIO A PROJETOS DE EXTENSÃO PARA O ENFRENTAMENTO DA EMERGÊNCIA DE SAÚDE PÚBLICA DE IMPORTÂNCIA INTERNACIONAL DECORRENTE DO CORONAVÍRUS (COVID – 19).

Ilhéus: médico morre no Hospital Costa do Cacau com suspeita da Covid-19

Gilmar Calazans. Foto: Reprodução.

Na manhã desta segunda-feira (20) o médico Gilmar Calazans morreu no Hospital Costa do Cacau, em Ilhéus.

Gilmar chegou em estado grave e foi levado para a UTI e foi intubado, mas acabou não resistindo.

Gilmar Calazans é de Santo Antônio de Jesus, mas morava em Ilhéus.

Do site Jornal Bahia Online.

Ministros do STF e parlamentares reagem à presença de Bolsonaro em protesto com pedidos de intervenção militar

O presidente Jair Bolsonaro discursa para apoiadores em Brasília Foto: Pedro Ladeira/Folhapress / Agência O Globo.

Fonte: O Globo

A presença do presidente JairBolsonaro em um protesto em frente ao Quartel General do Exército, em Brasília, fez com que ministros do Supremo, parlamentares e governadores repudiassem a sua participação. No ato, que foi transmitido ao vivo pelas redes sociais de Bolsonaro, os manifestantes fizeram demandas inconstitucionais, como o fechamento do Congresso e do STF e um novo AI-5, ato que marcou a fase mais violenta da ditadura militar. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, disse que é preciso lutar contra o “vírus do autoritarismo”. O episódio causou mal-estar entre integrantes da ala militar do governo.

No ato, os manifestantes utilizaram cartazes e gritos de ordem para expressar demanda inconstitucionais, como uma intervenção militar, o fechamento do Congresso e do STF e um novo AI-5, ato que marcou o início da fase mais violenta da ditadura militar. Entre os principais pedidos estava também a retomada de atividades econômicas não-essenciais, interrompidas por prefeitos e governadores como forma de combater o avanço do novo coronavírus.

Mal-estar entre militares
Segundo informações do blog do jornalista Gerson Camarotti, no G1, o episódio causou grande mal-estar entre integrantes da ala militar do governo. O blog da jornalista Andréia Sadi também noticiou que a cúpula militar do governo diz, nos bastidores, que não existe qualquer ameaça concreta à democracia porque as Forças Armadas rechaçam a ideia. Generais ouvidos pelo jornal “O Estado de S. Paulo” dizem que Forças Armadas são instituições permanentes, que servem ao Estado brasileiro, e não ao governo.

O incômodo com o episódio ficou evidente em mensagens publicadas nas redes sociais pelos ministros do Supremo Marco Aurélio Mello e Luis Roberto Barroso, recém-eleito para presidir o Superior Tribunal Eleitoral (TSE). Também se manifestaram o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e os governadores João Doria (SP), Wilson Witzel (RJ), Flávio Dino (MA), Camilo Santa (CE) e Rui Costa (BA). Além desses, outros governadores assinaram uma carta em defesa do Congresso e contrária às manifestações recentes de Bolsonaro. (mais…)

Vale-alimentação estudantil será distribuído ao longo da semana; Assaí vai abastecer estudantes de Ilhéus

Imagem ilustrativa.

O vale-alimentação estudantil começa a ser distribuído nesta segunda-feira (20), pelo Governo da Bahia, para 284 mil estudantes da rede estadual de ensino em Salvador e 21 cidades do interior do estado. A recomendação da Secretaria da Educação do Estado é para que o estudante, o pai, a mãe ou o responsável, cujo CPF está cadastrado na escola, procure evitar aglomerações como medida de proteção, diante do combate ao novo coronavírus, planejando a retirada dos alimentos ao longo da semana. O vale-alimentação poderá ser usado durante o período de suspensão das aulas.

Parte dos estudantes receberá o benefício na Cesta do Povo e em suas lojas credenciadas, e parte, na Rede Assaí. A ida aos supermercados está orientada por escola. A lista com esta distribuição está disponível no Portal da Educação. Na lista há também uma indicação para que o estudante vá, preferencialmente, à rede localizada mais próxima da sua escola.

Horário de funcionamento

A rede Assaí funciona das 7h às 22h. A Cesta do Povo e as lojas conveniadas, na capital, abrem das 7h às 20h, e no interior, das 8h às 20. Por conta do decreto municipal de Salvador, os supermercados atendem, preferencialmente, aos idosos das 7h às 9h.

O superintendente de Planejamento Operacional da Rede Escolar da Secretaria da Educação, Manoel Calazans, chama a atenção para a ida planejada ao supermercado. “Somente deve ir uma pessoa por família, mesmo que sejam dois, três ou mais estudantes beneficiados. Orientamos que o beneficiado, antes de ir ao supermercado, consulte seu nome na lista no Portal da Educação ou ligue para a escola em que estuda para ver qual é a loja do Assaí ou da Cesta do Povo e conveniadas onde fará a retirada dos alimentos. Só saia de casa com máscara de proteção e, nos supermercados, faça suas compras de forma rápida”, afirmou. (mais…)