Rui Costa precisa intervir; número de casos da Covid-19 em Ilhéus é mais do que o dobro de Feira de Santana

Notinhas.

Nesta quinta-feira, 23, Ilhéus registrou 127 casos confirmados da Covid-19. O número alarmante chama a atenção para a disparada de casos da doença no município. Ontem, 22, eram 95 casos confirmados.

Ilhéus, com 162.327 habitantes, tem mais que o dobro de casos de Feira de Santana, que conta com 63 e cuja população é de 614.872 pessoas. Ilhéus permanece na liderança das cidades com o maior coeficiente de contaminação do coronavírus na Bahia.

A situação de Ilhéus é preocupante. O prefeito Mário Alexandre não possui autoridade para convencer a população a ficar em casa. Por outro lado, muitas pessoas não tem consciência do perigo e não respeitam o isolamento social.

O número de leitos de UTI a ser implantados na cidade não será suficiente para atender a demanda projetada.

Ilhéus pede uma intervenção do governo estadual urgente. Rui Costa precisa tomar as rédeas da cidade.

Bahia registra 9 mortes por Covid-19 em 24 horas

A Bahia registra 1.845 casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19), o que representa 16,9% do total de casos notificados no estado. Considerando o número de 428 pacientes recuperados e 62 óbitos, 1.355 pessoas permanecem monitoradas pela vigilância epidemiológica e com sintomas da Covid-19, o que são chamados de casos ativos.

Os casos confirmados ocorreram em 108 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (61,3%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 1.000.000 habitantes foram Ilhéus (782,37), Uruçuca (682,29), Barra do Rocha (525,03), Itapebi (487,38) e Itabuna (464,30).

No momento, 231 pacientes confirmados para Covid-19 em toda a Bahia encontram-se internados, sendo 67 em UTI. O boletim epidemiológico registra 5.360 casos descartados e 10.919 notificações. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais.

Óbitos

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) contabiliza 62 mortes pelo coronavírus nos seguintes municípios: Adustina (1); Água Fria (1); Araci (1); Belmonte (1); Capim Grosso (1); Feira de Santana (1); Gongogi (2); Ilhéus (3); Ipiaú (1); Itabuna (2); Itagibá (1); Itapé (1); Itapetinga (1); Juazeiro (1); Lauro de Freitas (5), um dos óbitos era residente no Rio de Janeiro; Salvador (34); Uruçuca (3); Utinga (1); Vitória da Conquista (1). Estes números contabilizam todos os registros de janeiro até as 17 horas desta quinta-feira (23).

O 60º óbito ocorreu ontem (22), em um hospital público de Salvador. A paciente era uma mulher de 83 anos, com histórico de demência avançada, AVC hemorrágico, hipertensão, insuficiência de comunicação, imobilidade, disfagia, tromboflebite crônica de veia cefálica e dupla incontinência.

O 61º óbito foi registrado ontem, em um hospital público da capital. A paciente era uma mulher de 90 anos, com Doença de Alzheimer em fase avançada.

A 62ª morte aconteceu na última segunda (20), em uma unidade de saúde do município de Uruçuca. O paciente era um homem de 35 anos, cardiopata.

Faixa etária

A mediana de idade foi 40 anos, variando de 4 dias a 99 anos. A faixa etária mais acometida foi a de 30 a 39 anos, representando 28,29% do total. O coeficiente de incidência por 1.000.000 habitantes foi maior na faixa etária de 80 anos e mais (322,36/ 1.000.000 habitantes), indicando que o risco de adoecer foi maior nesta faixa seguida de 30 a 39 anos (227,54/ 1.000.000 habitantes).

Ressaltamos que os números são dinâmicos e, na medida em que as investigações clínicas e epidemiológicas avançam, os casos são reavaliados, sendo passíveis de reenquadramento na sua classificação. Outras informações em saude.ba.gov.br/coronavirus.

Para acessar o boletim completo, com a lista de municípios com casos confirmados, boletim epidemiológico. (mais…)

Uruçuca chega a 20 casos confirmados de Covid-19

Foto: Reuters.

A Secretaria de Saúde de Uruçuca, através da Vigilância Epidemiológica, notificou nesta quinta-feira, 23, mais quatro casos suspeitos de Covid-19. Destes, 20 estão confirmados como casos positivos, sendo três por critérios clínicos e epidemiológicos.

A secretaria de saúde informou, também, que o óbito ocorrido em 20 de abril, foi confirmado como positivo através do resultado laboratorial do Lacen.

O Prefeito Moacyr Leite Junior, adiantou que “todos permanecemos trabalhando para conter o avanço deste vírus e contamos com o apoio de todos nesta luta mantendo o distanciamento Social.

Covid-19: coeficiente cresce e Ilhéus continua líder entre as cidades mais populosas

A região sul da Bahia permanece alvo de sucessivos comentários do secretário estadual de Saúde, Fábio Vilas- Boas e também do governador Rui Costa. Até a quarta-feira, 22, Ilhéus contava com 95 casos confirmados da doença.

O momento pede cautela e a população deve seguir as orientações das autoridades sanitárias para não figurarem em estatísticas desastrosas como as que Ilhéus está.

Ilhéus permanece na liderança das cidades com o maior coeficiente de contaminação do coronavírus na Bahia. Segundo informação divulgada pela Secretaria de Saúde da Bahia no Boletim Epidemiológico de ontem, o índice chegou a 585,24.

O município está acima de cidades como Salvador (359,98), Itabuna (328,29), Lauro de Freitas (186,45), Feira de Santana (99,21) e Vitória da Conquista (67,95).

O índice mede a incidência do vírus em relação à população e calcula o risco que uma pessoa corre de desenvolver a doença.

Entre todos os municípios baianos, Ilhéus, que ocupava a 4ª posição, saltou para a 2ª, ficando atrás apenas de Uruçuca (633,56).

Moro pede demissão após troca na PF, e Bolsonaro tenta reverter

Sérgio Moro. Imagem: Agência Brasil.

Fonte: Folha de São Paulo

O ministro Sergio Moro (Justiça) pediu demissão a Jair Bolsonaro nesta quinta-feira (23) ao ser informado pelo presidente da decisão de trocar a diretoria-geral da Polícia Federal, hoje ocupada por Maurício Valeixo.

Bolsonaro informou o ministro, em reunião, que a mudança na PF deve ocorrer nos próximos dias. Moro então pediu demissão do cargo, e Bolsonaro tenta agora reverter a decisão do ex-juiz federal.

Os ministros Braga Netto (Casa Civil) e Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo) foram escalados para convencer o ministro a recuar da decisão. Se Valeixo sair, Moro sairá junto, segundo aliados do ministro.

Valeixo foi escolhido por Moro para o cargo. O atual diretor-geral é homem de confiança do ex-juiz da Lava Jato. Desde o ano passado, Bolsonaro tem ameaçado trocar o comando da PF. O presidente quer ter controle sobre a atuação da polícia.

Moro topou largar a carreira de juiz federal, que lhe deu fama de herói pela condução da Lava Jato, para virar ministro. Ele disse ter aceitado o convite de Bolsonaro, entre outras coisas, por estar “cansado de tomar bola nas costas”.

Tomou posse com o discurso de que teria total autonomia e com status de superministro. Desde que assumiu, porém, acumula recuos e derrotas.

Moro se firmou como o ministro mais popular do governo Bolsonaro, com aprovação superior à do próprio presidente, segundo o Datafolha. Pesquisa realizada no início de dezembro de 2019 mostrou que 53% da população avalia como ótima/boa a gestão do ex-juiz no Ministério da Justiça. Outros 23% a consideram regular, e 21% ruim/péssima. (mais…)

Conselho de Medicina diz a Bolsonaro que não há evidência de benefício da cloroquina, mas autoriza prescrição por médicos

O presidente do Conselho Federal de Medicina (CFM), Mauro Luiz Britto Ribeiro, após reunião com o presidente Jair Bolsonaro Foto: Daniel Gullino/Agência O Globo.

Fonte: O Globo

O presidente do Conselho Federal de Medicina (CFM), Mauro Luiz Britto Ribeiro, entregou nesta quinta-feira ao presidente Jair Bolsonaro um parecer em que afirma não haver evidências da eficácia do uso da hidroxicloroquina no tratamento da Covid-19. Entretanto, Ribeiro afirmou que os médicos estão autorizados a prescrever a substância para os pacientes em determinadas situações. Bolsonaro já defendeu diversas vezes a utilização da hidroxicloroquina contra o novo coronavírus. O ministro da Saúde, Nelson Teich, participou do encontro.

— O posicionamento é de que não existe nenhuma evidência científica forte que sustente o uso da hidroxicloroquina para o tratamento da Covid — disse o presidente do CFM após a reunião. — No entanto, existem estudos observacionais, que têm pouco valor científico, mas são importantes, e baseado nisso o Conselho Federal de Medicina liberou o uso da hidroxicloroquina pelos médicos brasileiros em três situações.

Num texto de sete páginas, o CFM conclui que as drogas poderão ser usadas em três estágios da doença: em pacientes com sintomas leves desde que outras viroses tenham sido descartada e que haja confirmação de infecção pelo coronavírus; em pacientes com sintomas mais significativos ainda que não tenham sido internados e que não precisem de cuidados intensivos; e, por último, em pessoas cujo quadro seja grave. O uso preventivo da hidroxicloroquina não está autorizado.

— Fica a critério do médico, dentro da sua autonomia profissional, em decisão compartilhada com o paciente — explicou.

De acordo com Ribeiro, trata-se de uma autorização, mas não uma recomendação.Os médicos poderão optar por seu uso sem que haja sanção por “infração ética”: (mais…)

Bahia tem 1.789 casos confirmados de Covid-19 e 59 óbitos

A Bahia registra 1.789 casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19), sendo 202 profissionais de saúde. Considerando o número de 419 pacientes recuperados e 59 óbitos, 1.311 pessoas permanecem monitoradas pela vigilância epidemiológica e com sintomas da Covid-19, o que são chamados de casos ativos.

No momento, 225 pacientes em toda a Bahia encontram-se internados, confirmados para Covid-19, sendo 63 em UTI. Foram registrados 5.360 casos descartados e 10.863 notificações. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais.

Óbitos

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) contabiliza 53 mortes pelo coronavírus nos seguintes municípios: Adustina (1); Araci (1); Belmonte (1); Capim Grosso (1); Feira de Santana (1); Gongogi (2); Ilhéus (3); Ipiaú (1); Itabuna (2); Itagibá (1); Itapé (1); Itapetinga (1); Juazeiro (1); Lauro de Freitas (5), um dos óbitos era residente no Rio de Janeiro; Salvador (33); Uruçuca (2); Utinga (1); Vitória da Conquista (1). Estes números contabilizam todos os registros de janeiro até as 12 horas desta quinta-feira (23).

O 54º óbito ocorreu no dia 17 de abril, em um hospital público de Salvador. A paciente era uma mulher de 87 anos, com doença respiratória crônica. Ela deu entrada na unidade de saúde em 5 de abril.

O 55º óbito aconteceu em 18 de abril, em um hospital público da capital. A paciente era uma mulher de 94 anos, que apresentava diabetes e Doença de Parkinson.

O 56º óbito foi registrado em 19 de abril, em um hospital público de Salvador. A paciente era uma mulher de 86 anos, com histórico de hipertensão. Ela foi admitida na unidade de saúde em 10 de abril e apresentou os primeiros sintomas no dia 15.

A 57ª morte aconteceu na última terça-feira (21), em um hospital público de Salvador. A paciente era uma mulher de 87 anos, com doença pulmonar obstrutiva crônica. Ela apresentou os primeiros sintomas no dia 15 de abril.

A 58ª morte foi registrada no município de Itabuna, em um hospital público, no dia 19 de abril. A paciente era uma mulher de 72 anos, cardiopata, com doença renal, diabetes e hipertensão. Ela foi admitida na unidade em 5 de abril.

O 59º óbito ocorreu na última terça (21), em um hospital público de Salvador. O paciente era um homem de 70 anos, com histórico de infarto, diabetes, hipertensão e demência vascular.

Aumento expressivo de internações por síndromes respiratórias indica subnotificação da Covid-19, diz estudo

Foto : Josué Mamacena/Fiocruz.

Um estudo da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) mostra um aumento expressivo nas internações por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) neste ano no Brasil, em comparação com a média dos últimos dez anos. Especialistas afirmam que estes dados indicam uma subnotificação dos casos da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

A Síndrome Respiratória Aguda Grave é uma doença respiratória que exige internação e é causada por um vírus, seja ele o novo coronavírus, o influenza ou outro. Os casos são relatados pelos hospitais ao Ministério da Saúde e consolidados pela Fiocruz, que os divulga pela plataforma Infogripe.

Na contagem da Fiocruz até 4 de abril deste ano, o Brasil teve 33,5 mil internações por SRAG, muito acima da média registrada desde 2010, de 3,9 mil casos. Mesmo em 2016, quando houve um surto de H1N1, foram contabilizados 10,4 mil casos no mesmo período do ano.

Cientistas da Fiocruz listam três motivos que apontam o novo coronavírus como responsável pelo crescimento dos casos: o aumento das internações fora da época, a maior incidência em idosos e o porcentual mais alto de testes negativos para outras gripes.

Do Metro1.

Rui Costa anuncia compra de 10 milhões de máscaras para distribuição

Rui Costa. Foto: Fernando Vivas (GOV-BA).

“Nós queremos comprar até 10 milhões de máscaras para distribuir para toda a população, porque, se todo mundo estiver usando a máscara, nós vamos conseguir derrubar a taxa de infecção”. A declaração foi dada pelo governador Rui Costa durante live nas redes sociais, na noite desta quarta-feira (22).

De acordo com o chefe do Executivo, já foram compradas 3 milhões de máscaras e a distribuição deve ter início nos próximos dias. Em Salvador, acrescentou o governador, serão distribuídas máscaras nas estações de metrô, onde será exigido – após a distribuição ser iniciada – que todos os passageiros utilizem a proteção facial.

Rui pediu que empresários, prefeitos e toda a sociedade se unam em torno de um grande mutirão para fortalecer a produção e distribuição de máscaras no estado. “Com isso, a gente vai poder acelerar a volta à normalidade. Voltar à normalidade significa salvar vidas humanas e, para isso, o uso da mascara é fundamental”, acrescentou o governador durante o pronunciamento ao vivo no Facebook e Instagram.

Edital

No último dia 14, foi divulgado o resultado do edital do Governo do Estado que habilitou fabricantes de máscaras artesanais de proteção facial. No total, 603 empreendimentos foram cadastrados, em todos os 27 Territórios de Identidade da Bahia. A Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) responsável pelo edital, identificou 6.338 máquinas de costura apropriadas a este tipo simplificado de confecção, com 9.969 costureiras e costureiros em condições de trabalharem na fabricação desse equipamento de proteção individual (EPI).

Farmacêutico é demitido após liberar cloroquina a médico que morreu por Covid-19 na BA, diz Sesab

Médico Gilmar Calazans morreu na manhã de segunda-feira (20) — Foto: Reprodução/Redes Sociais.

O farmacêutico do Hospital Costa do Cacau, que vendeu remédios ao médico que morreu por coronavírus, foi demitido por cometer uma infração ao liberar medicamento controlado de uso hospitalar. A informação foi divulgada pela Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), na quarta-feira (22).

O profissional tinha liberado a hidroxicloroquina e a azitromicina, que podem ter contribuído para a morte de Gilmar Calasans, de 55 anos. A receita foi feita por um outro médico que trabalha no hospital e, segundo a Sesab, foi advertido.

Gilmar estava em tratamento domiciliar, quando teve um mal súbito e morreu, na segunda (20). A Sesab informou que ele era hipertenso e diabético mas Daniela Calasans, sobrinha do médico, negou que o tio fosse diabético; confirmou apenas a hipertensão.

Até o início da noite desta quarta (22), a Bahia tinha registrado mais de 1.600 casos confirmados de coronavírus, com mais de 50 mortes.

Do G1 Bahia.

Bancária de Ilhéus testa positivo para Covid-19

Na manhã da quarta-feira, 22, o Sindicato dos Bancários recebeu a informação de que uma bancária do Bradesco de Ilhéus foi diagnosticada com a Covid-19.

O sindicato cobrou à gerência regional do banco, que cumpra as normas exigidas pela Organização Mundial de Saúde (OMS), como manter a agência fechada por 72 horas, higienizar, desinfetar e preservar do local de trabalho.

O sindicato pede também que seja imposta a quarentena para funcionários que tiveram contato com a colega, e que total assistência à bancária.

O sindicato pede que os bancos e o poder público permaneçam com as medidas necessárias para a diminuição dos riscos de contágio das pessoas. Ainda se coloca à disposição para seguir contribuindo com o diálogo necessário à construção das melhores soluções para enfrentarmos esse momento difícil.

*Com informações do site Blog do Chicó.

Bahia tem mais 7 cidades com transporte intermunicipal suspenso


Os municípios de Acajutiba, Candeias, Cravolândia, Ibicaraí, Paulo Afonso, Rio Real e Serra Preta terão o transporte intermunicipal suspenso a partir de sexta-feira (24). A medida, que visa conter o avanço da pandemia do novo coronavírus na Bahia, foi publicada em decreto no Diário Oficial do Estado (DOE) desta quinta-feira (23) e é válida até 3 de maio.

Com a decisão, a Bahia passa a ter de 83 municípios com a restrição no transporte intermunicipal. A determinação considera a circulação, saída e chegada de qualquer transporte coletivo intermunicipal, público e privado, rodoviário e hidroviário, nas modalidades regular, fretamento, complementar, alternativo e de vans.

O decreto também autoriza a retomada do transporte em Barra, Barra do Choça, Campo Formoso, Ibotirama e Santa Maria da Vitória, cidades com 14 dias ou mais sem novos casos de Covid-19 confirmados.

Os outros municípios com transporte suspenso são: Abaíra, Aiquara, Alagoinhas, Amélia Rodrigues, Araci, Aurelino Leal, Barro Preto, Belmonte, Brumado, Buerarema, Camacã, Camaçari, Canavieiras, Cansanção, Capim Grosso, Castro Alves, Catu, Coaraci, Conceição do Coité, Conceição do Jacuípe, Coração de Maria, Cravolândia, Dias D’Ávila, Euclides da Cunha, Eunápolis, Feira de Santana, Floresta Azul, Gongogi, Ibirataia, Ilhéus, Ipiaú, Ipirá, Irecê, Itabela, Itaberaba, Itabuna, Itacaré, Itagi, Itagibá, Itajuípe, Itamari, Itaparica, Itapé, Itapebi, Itapetinga, Itatim, Ituberá, Jaguaquara, Jequié, Juazeiro, Lauro de Freitas, Luís Eduardo Magalhães, Mirante, Morpará, Mucugê, Paramirim, Porto Seguro, Ribeira do Pombal, Rio do Pires, Salvador, Santa Cruz Cabrália, Santa Luzia, Santa Teresinha, São Francisco do Conde, Serra do Ramalho, Serrinha, Simões Filho, Taperoá, Teixeira de Freitas, Ubatã, Una, Uruçuca, Valença, Valente, Vera Cruz e Vitória da Conquista.

Senado aprova PL que amplia beneficiários do auxílio emergencial

Foto: © Marcello Casal Jr/Agência Brasil.

Fonte: Agência Brasil

O plenário do Senado Federal, em sessão remota, aprovou por unanimidade (81 votos) o texto substitutivo do PL 873/2020, que amplia o auxílio emergencial de R$ 600 previsto na Lei nº 13.982/2020 para categorias de trabalhadores ainda não contempladas e que tenham perdido renda em função da pandemia do novo coronavírus.

Com a decisão, o Congresso Nacional incluiu mais de 20 categorias na lista do benefício, entre eles extrativistas, assentados da reforma agrária, artesãos, profissionais da beleza (como cabeleireiros), ambulantes que comercializem alimentos, diaristas, garçons, motoristas de aplicativos, taxistas e catadores de recicláveis.

O texto aprovado proíbe que instituições financeiras façam descontos ou compensações sobre o valor do auxílio emergencial, mesmo que o beneficiário esteja em débito com a Caixa Econômica Federal ou outra instituição responsável pelo pagamento do auxílio.

O substitutivo proíbe a recusa de concessão do auxílio emergencial a trabalhador civilmente identificado sem CPF ou título de eleitor regularizado e estabelece, também, mecanismos de regularização do CPF.

O projeto original é do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e foi aprovado na casa por unanimidade. A proposta foi alterada na Câmara dos Deputados e, por isso, o texto substitutivo teve que voltar à apreciação do Senado. Com a nova votação no Senado, o projeto agora deve ser sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro.