Sempre atrasado, Marão ainda não exigiu o uso de máscaras em Ilhéus

Notinhas.

Mário Alexandre, prefeito de Ilhéus.

A Prefeitura de Itabuna publicou um decreto, na quinta-feria, 23, que exige o uso de máscaras de proteção e determina multa no valor de 102,68 para quem descumprir. As medidas têm como objetivo conter a disseminação do novo coronavírus.

O uso das máscaras passou a ser obrigatório nas ruas, feiras livres, praças públicas, transporte coletivo, táxis, comércio, repartições públicas, transporte por aplicativo, dentre outros.

Ilhéus ainda não conta com nenhuma determinação do tipo. Por sinal, foi uma das cidades que mais demoraram em adotar o isolamento. No início da crise, o prefeito externava um riso desnecessário em fotos bem humoradas e trocava cumprimentos com os pés e cotovelos.

Repetidas vezes acenou com o gesto de “ok” em vídeos mal editados. Apesar de ser médico, Marão demorou para compreender o tamanho do problema que tomava conta da cidade.

Uma simples comparação com a cidade vizinha mostra a diferença. O prefeito Fernando Gomes fez barreiras sanitárias, fechou o comércio e ordenou o isolamento social.

A letargia de Marão persiste e o número de casos cresce assustadoramente em Ilhéus. Parte significativa da população não segue as regras e a cidade ocupa o lamentável primeiro lugar com o maior coeficiente de incidência da doença.

O prefeito de Ilhéus inegavelmente é uma figura decorativa que tem o respeito de poucos.



One response to “Sempre atrasado, Marão ainda não exigiu o uso de máscaras em Ilhéus

  1. Nisso aí concordo com Mário por que isso aí é nada mas que uma forma de arrecadar dinheiro de Um povo que já não tem….Me.poupe isso tudo é política lógico que o caso é grave é mas cadê que eles deram máscaras e Álcool em gel pro povo…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *