Uma amizade verdadeira enverga mas não quebra

Por Walmir Rosário.

Sinceramente, não sei como abordar esse assunto, dada sua complexidade e polêmica que poderá causar nas hostes religiosas, culminando com sentença proferida com base no Código Canônico, me condenando a arder no fogo do inferno. Antes disso ainda poderei receber novos castigos como ser excomungado, o que convenhamos não fica bem para um cristão, mesmo assim não me furtarei a abordar o fato.

É que, por acaso, encontrei o jornalista desocupado Tyrone Perrucho acabrunhando. Logo ele que não esquenta a cabeça por nada, ainda mais depois que desafiou a medicina no trato pós-cirúrgico, vencendo de goleada a peleja. Após uma abordagem cuidadosa para não inflamar os exaltados ânimos, finalmente descobri o motivo da prostração. A razão do estado macambúzio tinha como motivo a falta de atenção dispensada a ele por um velho amigo.

Poucas horas antes, ao acessar o whatsapp, Tyrone dá de cara com uma mensagem postada pelo velho amigo Tolé (Antônio Amorim Tolentino), dando conta das novidades. Assim dizia a missiva: “Já voltei pra praça São Boaventura, agora me encontro longe da zona de pecados de outrora”. Um recado alvissareiro e que prometia uma retumbante comemoração pela casa recém-reformada.

Mas que rapidamente, Tyrone dá continuidade ao que pareceria ser mais um proveitoso e auspicioso bate-papo e, quem sabe, contribuir com o planejamento de uma baita festa, daquelas que promoviam nos mais conceituados botequins canavieirenses. Do outro lado do whatsapp, o amigo Tyrone pergunta: “Que ótimo, quando faremos a inauguração festiva da requalificada mansão?”.

Ponto final. O colóquio morreu ali. Tolé não reponde que sim nem que não, muito menos pelo contrário. Esse silêncio ensurdecedor foi o bastante para causar quase a depressão do amigo. E o único remédio conhecido por Tyrone para esses males é rodar um disco de Vicente Celestino e uma cerveja gelada, não importando a marca. E assim cumpriu o destino no bar do amigo Erpídio. Desce mais uma!

Na segunda cerveja toma a decisão de dar uma resposta atrevida ao s desrespeitoso e mal-educado Tolé. Sem pestanejar, começa a escrever: “Apesar do nome santo, sua praça tem longo histórico de profanações. Você mesmo deixou a zona de pecados de outrora e voltou a essa pecaminosa praça de ontem e, quiçá, de hoje”. Juro que ele não falou dos padres, mas daí pra frente me recuso a transcrever para não atentar contra o decoro, muito menos sofrer um processo com base no Código Canônico.

Mesmo assim, Tyrone não se deu por satisfeito e resolveu cometer a indiscrição de retransmitir a despudorada postagem a seu bel prazer. De minha parte, não concordo minimamente com esse bate-boca fora de mesa de bar, que não levará a nada. E o motivo é dos mais simples, há mais de longos 20 anos que Tolé não pertence mais a vida mundana e nem sente falta de uma boa cachaça de folha ou uma cerveja gelada.

(mais…)

Mário Alexandre reduz em até 50% pagamento de salários

Redução atinge salários de prefeito e vice-prefeito

O prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, como forma de promover a economicidade dos recursos municipais, publicou a Portaria nº 182 para a redução de 10% nos salários de comissionados e de agentes políticos, (Prefeito, Vice-Prefeito e secretários).

O estabelecimento de medidas para gestão das despesas e controle do gasto público de pessoal, enquanto perdurar o isolamento social, vai gerar uma economia de aproximadamente 1 milhão de reais do dinheiro público do município.

“Com a sensível redução da receita, é necessário adequar o município à nova realidade financeira e orçamentária neste cenário de pandemia, justamente para que os recursos financeiros possam ser garantidos e suficientes para executar políticas públicas, principalmente nas áreas da Saúde, Educação e Assistência Social”, destacou o prefeito Mário Alexandre.

Entre as outras medidas adotadas por meio da Portaria, passou a ser suspenso o pagamento de horas extras a todos os servidores municipais, com exceção dos servidores da Secretaria de Saúde, Guarda Municipal, SUTRAM e nos casos de interesse do serviço público.

Os contratos temporários de trabalho da Secretaria de Educação terão os pagamentos reduzidos em 50%, enquanto durar a suspensão das aulas.

As medidas seguem vigentes pelo período em que durar o isolamento social. Informações da Secom\Ilhéus.

Itabuna: sesab confirma 884 casos de Covid-19; 611 aguardam coleta de exame

Boletim epidemiológico 30/05.

A secretaria de saúde da Bahia confirmou, nesse sábado (30) 884 casos de Covid-19 em Itabuna, enquanto a prefeitura municipal, 870. De acordo com os dados municipais, 611 pessoas aguardam a coleta de exames, enquanto outras 410 esperam o resultado dos testes. Ainda de acordo com a Prefeitura, 3 pessoas passaram a ocupar Unidades de Terapia Intensiva (UTI), que agora somam 14 pacientes nesse tipo de leito.

Bahia tem 17.626 casos confirmados de Covid-19

A Bahia registra 17.626 casos confirmados de coronavírus (Covid-19), o que representa 15,44% do total de notificações no estado. Os 29 óbitos contabilizados no boletim epidemiológico deste sábado (30) referem-se a um período de 14 dias, conforme observado nos perfis detalhados. Ou seja, não ocorreram em 24 horas. Estas notificações tardias estão sendo apuradas pela Auditoria do Sistema Único de Saúde (SUS) e pela Corregedoria.

Considerando o número de 17.626 casos confirmados, 5.709 recuperados e 638 óbitos, 11.279 pessoas permanecem monitoradas pela vigilância epidemiológica e com sintomas da Covid-19, o que são chamados de casos ativos. Na Bahia, 2.556 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19.

Os casos confirmados ocorreram em 297 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (62,09%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 1.000.000 habitantes foram Uruçuca (4.922,27), Ipiaú (4.294,27), Itabuna (4.145,89), Salvador (3.733,53) e Itajuípe (3.464,94).

O boletim epidemiológico registra 40.746 casos descartados e 114.157 notificações em toda a Bahia. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17h30 deste sábado (30).

Taxa de ocupação

Na Bahia, dos 1.725 leitos disponíveis do Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivos para coronavírus, 996 possuem pacientes internados, o que representa uma taxa de ocupação de 58%. No que se refere aos leitos de UTI adulto e pediátrico, dos 766 leitos exclusivos para o coronavírus, 524 possuem pacientes internados, compreendendo uma taxa de ocupação de 68%. Cabe ressaltar que o número de leitos é flutuante, representando o quantitativo exato de vagas disponíveis no dia. Intercorrências com equipamentos, rede de gases ou equipes incompletas, por exemplo, inviabilizam a disponibilidade do leito. Ressalte-se que novos leitos são abertos progressivamente mediante o aumento da demanda.

Boletim epidemiológico (30/05): estado confirma 523 casos em Ilhéus

 

Boletim Epidemiológico da Bahia nesse sábado (30) traz novos dados sobre a Covid-19 no estado. Em Ilhéus, são 523 casos (+11) confirmados até o momento. Outros 10 aguardam a validação do município. As informações são da secretaria estadual de saúde. O Boletim da Prefeitura de Ilhéus confirma 509 casos (+4). De acordo com as informações municipais, houve uma redução do número pessoas em Unidades de Terapia Intensiva (UTI). Agora são 27 (-4). No município, 207 pessoas aguardam resultado de exame.  * Atualizado às 20h18 para acréscimo dos dados municipais, disponibilizados posteriormente.

Sobre a reabertura – ou não – dos templos religiosos em Ilhéus

Religiosidade, penso eu, é amor ao próximo e a si mesmo, ao idoso que se encontra em nosso lar, aos fragilizados, às pessoas dos grupos sociais que, voluntariamente ou por força de nossas obrigações, temos de frequentar.

Por Julio Gomes.

No dia 23 de maio foi publicado, em Ilhéus, o Decreto nº 037/2020 que, entre outras coisas, dispõe sobre “regras de funcionamento dos templos de qualquer culto ou religião” e, na prática, autoriza a abertura de todos a partir do próximo dia 1º de junho.

Não se pretende, aqui, fazer uma discussão de natureza teológica, até porque isto seria impossível em poucas linhas, já que o Decreto abrange a igreja católica, todas as denominações evangélicas, os diversos centros espíritas, as religiões de matriz africana (candomblé, umbanda) e as de origem oriental, como a Seicho-No-Ie, isso para sermos sucintos.

Pretendemos, isto sim, falar ao coração de cada pessoa, trazendo o seguinte questionamento: Qual a real necessidade de nos reunirmos em uma situação onde o distanciamento social se torna quase impossível, e onde estaremos excluindo pessoas maiores de 60 anos e deverão se auto excluir todos os portadores de determinadas comorbidades (portadores de imunodeficiências, por exemplo) para exercermos nossa prática religiosa? Ou questionando de forma mais simples: Qual a necessidade de em um momento de grave risco de morte por contágio irmos ao local físico de culto para entrarmos em contato com Deus?

As igrejas, sobretudo evangélicas, dispõem de admirável aparato de comunicação social tais como emissoras de rádio, canais de televisão, mídias na internet e em redes sociais, no que foram secundadas, embora talvez com menor eficácia, pelas demais denominações religiosas (católicos, espíritas, etc.), podendo chegar aos seus seguidores com facilidade similar ao acesso a uma emissora de TV aberta.

Também podemos, no lar, realizar a leitura de um texto sagrado, fazer a oração neste grupo e assim reforçar a prática da oração em família, tão esquecida nos dias de hoje.

Podemos orar também em momentos determinados, como ao acordar, antes das principais refeições e ao deitar, sendo certo que se a prática religiosa coletiva é importante, a mesma prática individual, seja em forma de oração, meditação ou outra de acordo com o credo escolhido, é igualmente fundamental e existe em todas as denominações religiosas.

Por fim, cumpre salientar que se a ida coletiva aos locais de culto ficou impedida, a assistência religiosa não ficou, já que os diversos ministros religiosos não deixaram de assistir, consolar, orientar, doutrinar, amparar àqueles fiéis que lhes solicitaram a assistência da Palavra, e até mesmo, em muitos casos, a assistência material da comunidade religiosa a que pertencem.

Sim, faz falta aos nossos corações a congregação nas igrejas ou similares, e também me ressinto desta falta. Mas o momento ainda é de cautela, de restrições, de abstinências.

Acompanho desde o início da pandemia na Bahia os boletins emitidos pela Secretaria Estadual de Saúde, que somente ontem, dia 27/05, demonstrou o perfil (omitindo nomes, evidentemente) do 496º ao 531º óbito ocorrido em nosso Estado.

No Município de Ilhéus, há uma semana todos os 31 leitos de UTI para COVID-19 estão ocupados (100% de ocupação) e o número destes pacientes internados em leitos clínicos simplesmente não é divulgado no quadro resumido que é mostrado à população. Também não há disponibilização de testes para quem os queira fazer (como ocorre em Salvador) e continuam as queixas de pessoas com sintomas, mas que apesar de solicitarem reiteradamente não são submetidas a testagem.

Religiosidade, penso eu, é amor ao próximo e a si mesmo, ao idoso que se encontra em nosso lar, aos fragilizados, às pessoas dos grupos sociais que, voluntariamente ou por força de nossas obrigações, temos de frequentar.

Neste momento me alinho com as denominações religiosas – e não quero aqui citar quais foram – que decidiram permanecer fechadas, apesar da permissão legal de funcionamento, porque entendo que o amor a Deus e ao próximo consiste, neste momento, em dar nossa humilde contribuição no combate à COVID-19, ficando o máximo possível em casa, em isolamento social, exercendo a prática doutrinária, a oração (em rede de comunicação, em família e/ou sozinho) e a solidariedade que expressa esse amor, dentro das possibilidades de que se dispõe, em uma atitude responsável que nos coloca em paz com nossa consciência e com o Ser Supremo.

Julio Cezar de Oliveira Gomes é graduado em História e em Direito pela UESC – Universidade Estadual de Santa Cruz.

Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Blog do Gusmão.

R$ 1,2 milhão em cocaína era refinado em casa de luxo em Eunápolis

Material apreendido em casa de luxo. (Foto: divulgação)

Em um imóvel de luxo alugado no bairro de Antares, na cidade de Eunápolis, a polícia encontrou mais de R$ 1,2 milhão em cocaína, R$ 38 mil em dinheiro e diversos objetos utilizados no refino e pesagem de drogas. O laboratório foi desmontado nesta última sexta- feira (29), durante operação conjunta. Dois criminosos foram presos em flagrante.

Integraram a ação a 23ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin) e a 7ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/), com apoio de Diva, cadela do 8° Batalhão de Polícia (BPM/Porto Seguro), especialista em farejar entorpecentes.

Na segunda-feira (25), um dos líderes do tráfico na região se hospedou em um hotel da cidade e começou a ser acompanhado por policiais 23ª Coorpin. A investigação levou as equipes até o imóvel, alugado e mobiliado por ele, em um bairro nobre. O local era fachada para o refino e distribuição de cocaína.

Na casa foram achados 13 quilos de cocaína pura que, após processo de mistura com cafeína e creatina, renderiam 60 quilos e seriam vendidos por R$ 1,2 milhão de reais. No laboratório também foram apreendidos um revólver calibre 38,126 munições, um liquidificador e uma prensa industriais, uma balança e outros acessórios usados no refino e divisão da droga. Dois traficantes foram capturados em flagrante.

De acordo com coordenador da operação e titular da 23ª Coorpin, delegado Moisés Damasceno, no hotel usado pelo líder foram achados R$ 38 mil em espécie e três automóveis modelos Sandero, Gol e Siena. O criminoso não foi alcançado. “Um dos presos já era investigado por participação em um roubo”, contou o delegado.

Mesaque Soares: acusação de idosa contra Magela existe e o prefeito deve demiti-lo

Dona Clarice (a vítima) e o silencioso Geraldo Magela.

Em publicação com vídeo no Facebook, o advogado Mesaque Soares confirma a existência da acusação feita por uma idosa de 73 anos contra o secretário de saúde de Ilhéus.

Geraldo Magela é acusado de aplicar um golpe na aposentada Clarice de Cunto que em 2013 lhe vendeu uma casa em Olivença.

Mesaque Soares.

No vídeo postado neste sábado, 30, Mesaque Soares afirma que a informação da reportagem procede. “É verdadeiro esse processo que ele responde. Fake news é o que eles produzem. Aos invés de enfrentar a verdade, discutir a verdade, eles promovem mentira”.

No texto que acompanha o vídeo, o advogado declarou que o prefeito de Ilhéus “deveria demitir Magela, que além de ter comprado álcool em gel numa ‘budega’ de Coaraci, fato que está sendo investigado pelo Ministério Público Estadual, é acusado de lesar uma senhora de 73 anos”.

Mesaque Soares é o segundo profissional do Direito que se manifesta sobre o caso. Ontem publicamos o comentário do advogado e ex-vereador Nizan Lima, que classificou Magela como “secretário estelionatário“.

Veja o vídeo de Mesaque Soares.

Bahia tem mais 20 municípios com transporte suspenso; total chega a 247

O município de Irerecê entrou para lista.

Buritirama, Caculé, Canudos, Casa Nova, Irecê, Itaquara, Muniz Ferreira, Novo Triunfo, Ourolândia, Paripiranga, Pedro Alexandre, Poções, Rafael Jambeiro, Santa Rita de Cássia, São Gonçalo dos Campos, São José da Vitória, São José do Jacuípe, Tanhaçu, Tanquinho e Uauá terão o transporte intermunicipal suspenso a partir de domingo (31).

A medida tem o objetivo de conter o avanço do coronavírus na população baiana. Ficam proibidas nesses municípios a circulação, saída e chegada de qualquer transporte coletivo intermunicipal, público e privado, rodoviário e hidroviário, nas modalidades regular, fretamento, complementar, alternativo e de vans.

A decisão foi publicada em decreto no Diário Oficial do Estado (DOE) deste sábado (30). O decreto ainda autoriza a retomada do transporte em Abaíra, Água Fria, Arataca, Aurelino Leal, Banzaê, Barra, Caetanos, Cravolândia, Jaguarari, Lafaiete Coutinho, Lajedo do Tabocal, Livramento de Nossa Senhora, Maracás, Mirangaba, Morpará, Mucugê, Nova Ibiá, Piatã e Taperoá, cidades com 14 dias ou mais sem novos casos de Covid-19.

Lista de municípios

A Bahia possui 247 municípios com transporte suspenso. São eles: Acajutiba, Adustina, Aiquara, Alagoinhas, Amargosa, Amélia Rodrigues, Anagé, Anguera, Antônio Cardoso, Aporá, Apuarema, Aracatu, Araci, Aratuípe, Baianópolis, Barra do Choça, Barra do Mendes, Barra do Rocha, Barreiras, Barro Preto, Barrocas, Belmonte, Boa Vista do Tupim, Bom Jesus da Lapa, Bom Jesus da Serra, Boquira, Brumado, Buerarema, Buritirama, Cachoeira, Caculé, Caém, Caetité, Cairu, Caldeirão Grande, Camacã, Camaçari, Camamu, Campo Alegre de Lourdes, Campo Formoso, Canavieiras, Candeias, Cândido Soares, Cansanção, Canudos, Capela do Alto Alegre, Capim Grosso, Caraíbas, Cardeal da Silva, Casa Nova, Castro Alves, Catu, Cícero Dantas, Cipó, Coaraci, Cocos, Conceição da Feira, Conceição do Almeida, Conceição do Coité, Conceição do Jacuípe, Conde, Condeúba, Coração de Maria, Coronel João Sá, Crisópolis, Cristópolis, Cruz das Almas, Curaçá, Dário Meira, Dias D’Ávila, Encruzilhada, Entre Rios, Esplanada, Euclides da Cunha, Eunápolis, Fátima, Feira de Santana, Floresta Azul, Gandu, Glória, Gongogi, Governador Mangabeira, Guanambi, Iaçu, Ibicaraí, Ibirapitanga, Ibirapuã, Ibirataia, Igrapiúna, Iguaí, Ilhéus, Ipecaetá, Ipiaú, Ipirá, Irará, Irecê, Itabela, Itaberaba, Itabuna e Itacaré.

(mais…)

Rui Costa e ACM Neto seguem com avaliação positiva em alta, mostra pesquisa

Rui Costa e ACM Neto.

A avaliação positiva do trabalho no combate ao coronavírus do governador da Bahia, Rui Costa, e do prefeito de Salvador, ACM Neto, segue em alta. De acordo com pesquisa A Tarde-DataPoder360 57% dos baianos consideram a gestão do petista ótima ou boa. Na capital baiana, 76% aprovam o trabalho de Neto.

A pesquisa fez levantamentos com dois recortes. Na etapa estadual, foram ouvidas 2.500 pessoas em 209 municípios, com margem de erro é de 2 pontos percentuais. Em Salvador, 800 pessoas foram entrevistadas e a margem de erro é de 3,5% pontos percentuais. As pesquisas foram feitas por telefone e possuem intervalo de confiança de 95%.

Em relação a pesquisa anterior, feita entre os dias 11 e 13 de maio, Rui Costa teve um crescimento de quatro pontos. Os que consideram a gestão regular caiu de 34% para 26%, enquanto “ruim e péssimo” oscilou de 10% para 11%.

Por outro lado, ACM Neto teve oscilação negativa de três pontos, mas permanece acima da média. Regular saiu de 15% para 20%, enquanto “ruim e péssimo” subiu de 1% para 3%.

Bolsonaristas

A pesquisa ouviu qual a opinião dos que avaliaram positivamente o governo Bolsonaro. Nesse grupo, 36% consideram a administração ótima ou boa, 26% acham regular e 26% ruim ou péssima. No caso de Neto, 65% acham que a gestão é ótima ou boa; 21%, regular; e 11%, ruim ou péssima.

Informações do Bahia Notícias.

Luke Rey e Marcos Bezerra vão estrear novo programa jornalístico na Gabriela FM

Luke Rei e Marcos Bezerra.

A partir das 19h da próxima segunda-feira (01), o rádio ilheense vai ganhar um novo programa jornalístico. Apresentado por Luke Rey e Marcos Bezerra, o “Gabriela News” fará a sua estreia na Gabriela FM (102.9) no Dia da Imprensa. Com uma hora de duração, o programa irá ao ar de segunda a sexta-feira.

Tem gente!

O homem primitivo da idade pedra fez contato com o medo quando ainda nos primórdios da sua irracionalidade; o temor do desconhecido que impactava a sua estúpida animalidade instintiva teria sido uma das suas primeiras reações no sentido da auto sobrevivência. A inexplicabilidade do que via diante a sua primordialidade fazia despertar um sentimento que, para ser mais direto, vou resgatar aqui no nosso futuro presente, o medo, misto de incerteza, de curiosidade; o temor em sua primordialidade racional.

Por Jamal Padilha

Bati à porta do “quartinho” já aflito. Uma cagada coroada, todos sabem, é coisa difícil segurar. Apertado, escutei a voz lá de dentro. _ Tem gente! Tem gente cagando… Tem gente vivendo… Tem gente morrendo e tem gente roubando. E silenciou.

Medrando no meio do medo: O homem sempre temerá o desconhecido, as incógnitas que por mais que nos esforcemos não conseguimos chegar sequer a um resultado aproximado sobre sua real equivalência. Ao aproximar-se de um resultado sempre irá se deparar com uma dízima periódica que o estarrece ante a sua incapacidade lógica, sua pouca racionalidade; sua léxica flutua no vazio dos porquês, não só os exatos quanto os filosóficos. Dai o medo que incute o desconhecido e o improvável por sua imprevisibilidade.

Que partido é esse, gente? O homem primitivo da idade pedra fez contato com o medo quando ainda nos primórdios da sua irracionalidade; o temor do desconhecido que impactava a sua estúpida animalidade instintiva teria sido uma das suas primeiras reações no sentido da auto sobrevivência. A inexplicabilidade do que via diante a sua primordialidade fazia despertar um sentimento que, para ser mais direto, vou resgatar aqui no nosso futuro presente, o medo, misto de incerteza, de curiosidade; o temor em sua primordialidade racional.

Estou com “Furcht”, mas vou escrever. Os fenômenos climáticos preencheram parte da sua perigosa e disputada sobrevivência entre as feras à época. Raios, trovões, terremotos, o fogo e a morte, supomos, já deviam fazer despertar no seu inconsciente primitivo reações do tipo “Furcht”, que significa medo no sentido de receio, temor. A “Angst”, que pode ser mais visceral e imediata, indica uma reação intensa em face de uma ameaça, e desencadeia uma ação (de ataque ou fuga) ou, mais raramente, algo que causa tanto pavor, segundo a teoria freudiana. Nesse paradoxo de emoções incompreendidas, quando o cérebro e psiquismo humano ainda dependiam de alguns de alguns milhares de anos para evoluir da irracionalidade até os níveis vistos hoje na humanidade, que prefiro não denominar inteligentemente eubiótico, racional ou gregário/humanista. Ainda estamos em franco processo de transformação, pois não me parece justo dizê-lo em evolução. Ou não?

Era ainda mocinha quando deu! Entendo as atuais relações humanas ditas civilizadas como se um misto de encarniçada disputa pelas primazias individuais sobre as coletivas; a saciedade dos instintos, o poder, a riqueza, o domínio. Vivemos sob um processo moral e ético sociologicamente apenso ao relativismo. Coisa que não podemos minimizar com meros eufemismos para um atávico niilismo coletivo ou uma simples derivação da moral social na plenitude da sua informalidade. Nesse caso, os pressupostos da inocência dão lugar à ambiguidade e põe dúvidas sobre velhos comportamentos agora considerados popularescos quanto ao cultivo da honradez; da verdade, da justiça… É tudo muito relativo; um relativismo impositivo e convenientemente direcional.

(mais…)

Agências da Caixa em Ilhéus e Itabuna estão abertas nesse sábado para saque do auxílio emergencial

Agências ficam abertas até às 12h desse sábado (30).

A Caixa abre hoje (30), até às 12h, 2.213 agências para atendimento aos beneficiários do auxílio emergencial que receberam a primeira parcela até 30 de abril, nascidos em janeiro e que queiram fazer o saque em espécie do benefício.

A partir de hoje, também será possível a transferência do benefício para contas correntes da Caixa ou de outros bancos.

As agências em Ilhéus e Itabuna estão em funcionamento (consulte aqui as unidades que estarão abertas).

Desde o dia 20 de maio, foram creditadas em 31 milhões de contas o pagamento da segunda parcela, totalizando R$ 20,3 bilhões.

Empenho dos profissionais do Hospital Regional Costa do Cacau fortalece a qualidade da assistência hospitalar

Profissionais de saúde do Costa do Cacau. (Foto: Ascom \ HRCC)

Além de contar com uma equipe profissional e especializada na assistência em saúde, o Hospital Regional Costa do Cacau (HRCC), em Ilhéus, tem funcionários empenhados e dedicados às suas funções. O que fortalece a qualidade e a humanização no atendimento aos pacientes.

O reflexo da relação respeitosa que o HRCC tem com os seus colaboradores se demonstra em cada retorno de um funcionário à unidade hospitalar e nos esforços por ofertar um serviço de qualidade para a saúde pública. Recentemente, a técnica de enfermagem, Layane Alves Nascimento, expressou o seu sentimento por sua profissão, colegas, amigos, pacientes e local de trabalho.

Nesta semana, por meio de uma rede social, Layane Alves publicou em um post onde lembra que, há um mês, recebeu a notícia do seu diagnóstico positivo para a Covid-19. A técnica de enfermagem relatou que inicialmente, tomou um susto, por não apresentar nenhum sintoma da doença, e iniciou seu isolamento de 14 dias.

Layane descreveu que foram dias difíceis e a única coisa que sentiu foi tédio. “Com a graça do Deus que eu sirvo, não senti uma dor na unha. Fui completamente assintomática. Sempre disse a Deus que estava ali para servir e para cuidar das pessoas doentes que precisam de nós, profissionais, e que nessa pandemia eu iria me dedicar cada vez mais”, confessou.

A técnica de enfermagem chegou a se perguntar: “não entendo. Deus está precisando de tantos profissionais e eu aqui, em um quarto, trancada. Será que não tenho utilidade?” Ao terminar o isolamento, Layane disse que havia voltado para o lugar donde não deveria ter saído: o hospital. A profissional retornou ao local onde tanto se dedica ao cuidado dos pacientes.

Com um propósito planejado, Layane retornou ao trabalho e está atuando na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da ala Covid-19 do HRCC. Ela relata a satisfação: “Deus hoje me colocou em uma UTI Covid. Só agora eu pude entender que Deus ouviu o meu pedido, que era cuidar mais ainda dessas pessoas que precisam nessa pandemia. Ele me trouxe aqui imune e cheia de forças para trabalhar. São momentos difíceis. A luta é grande, mas estamos vencendo”, reconheceu a técnica de enfermagem.

(mais…)

Preocupado com dengue, zika e chikungunya, vereador solicita retorno do “fumacê” em Ilhéus

Solicitação do retorno do fumacê foi feito à secretaria de saúde.

Ilhéus, além dos casos de covid-19, tem passado por outro problema de saúde que é a proliferação do mosquito aedes aegypti.  O mosquito gera a contaminação de doenças como dengue, chikungunya e zika.

Preocupado com a situação o vereador Makrisi Sá solicitou à Secretaria de Saúde que retome o uso do sistema do fumacê, bem como pede às famílias das comunidades que façam a verificação em suas casas, quintais e lajes, a fim de eliminar os possíveis lugares de reprodução do mosquito.

Makrisi também tem cobrado do governo municipal que, por meio de comunicação eficaz, esclareça à população para qual unidade de saúde se dirigir em caso de adoecimento. “Sempre que uma pessoa perde tempo e dinheiro indo para o lugar errado de atendimento por falta de comunicação do poder público acontece uma grande injustiça” ressalta o vereador Makrisi.