Coeficiente de incidência da Covid-19 cresce em Ilhéus, Uruçuca e Itabuna

Ilhéus, Uruçuca e Itabuna.

O coeficiente de incidência das três cidades do sul da Bahia que encabeçam a lista continua a subir. Nesta segunda-feira, 04, Ilhéus está com 241 casos confirmados e índice em 1.484,66; Uruçuca tem 28 casos e 1.364,59 e Itabuna com 246 casos e índice 1.153,72, de acordo com o os números informados pela Secretaria de Saúde da Bahia.

O índice mede a incidência do vírus  e calcula o risco que uma pessoa corre de desenvolver a doença. No domingo, 03, o índice de Ilhéus estava em 1.441,53; Uruçuca em 1.315,85 e Itabuna com 1.116,20.

Na lista dos mais populosos da Bahia, Ilhéus, desde o dia 11 de abril, continua com o maior coeficiente de contaminação do coronavírus. Itabuna segue no segundo lugar desta lista. Ambos estão acima de cidades como Salvador (825,11), Lauro de Freitas (357,79), Jequié (250,05), Feira de Santana (156,76) e Vitória da Conquista (100,45).

Taxa de ocupação dos leitos de UTI é de 58% na Bahia

Imagem ilustrativa.

A Bahia possui 313 leitos de UTI exclusivos para a Covid-19. Deste total, 182 estão com pacientes internados, segundo o Boletim Epidemiológico da Secretaria de Saúde da Bahia publicado nesta segunda-feira, 04.

Em relação à estrutura necessária para os casos mais graves, o estado está com 58% dos leitos de UTI ocupados. Ontem, 03, a taxa era de 54% com 180 pessoas internadas.

A Secretaria Estadual de Saúde afirma que nesta semana serão abertos novos leitos clínicos e de UTI nos municípios de Salvador, Vitória da Conquista e Ilhéus. Lembrando que os novos leitos são abertos progressivamente mediante o aumento da demanda.

Bahia registra 13 mortes em 24 horas devido ao coronavírus e total de casos chega a 3.734

A Bahia registra 3.734 casos confirmados de Covid-19, o que representa 24,35% do total de casos notificados no estado. Considerando o número de 817 pacientes recuperados e 141 óbitos, 2.776 pessoas permanecem monitoradas pela vigilância epidemiológica e com sintomas da Covid-19, o que são chamados de casos ativos.

Os casos confirmados ocorreram em 150 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (63,43%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 1.000.000 habitantes são: Ilhéus (1.484,66), Uruçuca (1.364,59), Itabuna (1.092,75), Coaraci (1.059,26) e Salvador (825,11).

O boletim epidemiológico registra 7.930 casos descartados e 15.336 notificações em toda a Bahia. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais.

Taxa de ocupação

Na Bahia, dos 742 leitos disponíveis do Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivos para Covid-19, 382 possuem pacientes internados, o que representa uma taxa de ocupação de 51%. No que se refere aos leitos de UTI adulto e pediátrico, dos 313 leitos exclusivos para o coronavírus, 182 possuem pacientes internados, compreendendo uma taxa de ocupação de 58%. Cabe ressaltar que o número de leitos é flutuante, representando o quantitativo exato de vagas disponíveis no dia. Intercorrências com equipamentos, rede de gases ou equipes incompletas, por exemplo, inviabilizam a disponibilidade do leito. Nesta semana, serão abertos novos leitos clínicos e de UTI nos municípios de Salvador, Vitória da Conquista e Ilhéus. Ressalte-se que novos leitos são abertos progressivamente mediante o aumento da demanda.

Exames

O Laboratório Central de Saúde Pública da Bahia (Lacen-BA) realizou 21.602 exames do tipo RT-PCR, que é o padrão ouro para identificar o genoma viral do coronavírus, no período de 1° de março a 4 de maio de 2020. Atualmente, 1.663 amostras estão em análise laboratorial e os exames são liberados em até 48 horas.

Óbitos

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) contabiliza 141 mortes pelo novo coronavírus nos seguintes municípios: Adustina (1); Água Fria (1); Araci (1); Belmonte (1); Buerarema (1); Camaçari (1); Capim Grosso (1); Catu* (1); Feira de Santana (2); Gongogi (2); Ibirataia (1); Ilhéus (5); Ipiaú (2); Itabuna (5); Itagibá (1); Itapé (1); Itapetinga (2); Jequié* (1); Juazeiro (1); Lauro de Freitas (5); Maraú (1); Nilo Peçanha (1); Salvador (91); São Francisco do Conde (1); Ubaitaba (1); Uruçuca (4); Utinga (1); Vereda* (1); Vitória da Conquista (4). Estes números contabilizam todos os registros de janeiro até as 17 horas desta segunda-feira (4). (mais…)

Covid-19: Número de casos confirmados em Ilhéus chega a 241

Nesta segunda-feira, 04, o número de casos confirmados pela Covid-19 em Ilhéus chegou a 241.

Há um mês a cidade estava com 11 casos da doença.

Na última segunda, 27, o município contava com 178 pessoas infectadas.

Ontem, 03, eram 234 casos confirmados.

As informações são do Boletim Epidemiológico da Secretaria de Saúde da Bahia.

Feirantes mudam de lugar, mas aglomeração permanece na Central de Abastecimento do Malhado

Imagem: TV Santa Cruz.

Uma reportagem veiculada no Jornal Bahia Meio Dia desta segunda-feira, 04, mostrou que o nível de aglomeração na Central de Abastecimento do Malhado não diminuiu como previsto pelo governo estadual.

No último sábado, 02, a Vigilância Sanitária do Estado interditou a feira com o objetivo de diminuir o agrupamento de pessoas e oferecer mais segurança para o funcionamento do local.

No domingo, 03, o espaço foi reaberto pela Prefeitura de Ilhéus, que afirmou ter entrado em consenso com os feirantes para que estes sigam as normas de proteção e higiene contra o coronavírus.

Os feirantes reclamaram da exposição ao sol, da falta de aviso sobre o fechamento da Central e do desperdício de produtos que não foram vendidos no sábado. Segundo clientes entrevistados, a aglomeração apenas mudou de lugar.

O Estado informou que vai enviar 100 barracas, 1.200 máscaras reutilizáveis e 100 frascos de álcool em gel a 70% para serem distribuídos aos feirantes da Central de Abastecimento, cuja entrega será feita pela Prefeitura.

Comentário do blog.

A interferência do governo municipal na ação do Estado foi eleitoreira. A atual gestão está mais preocupada com a possibilidade de reeleição do prefeito do que com o combate à pandemia do coronavírus.

215 profissionais de saúde têm diagnóstico positivo para Covid-19 na Bahia

A Bahia registra 3.708 casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19). Considerando o número de 784 pacientes recuperados e 134 óbitos, 2.970 pessoas permanecem monitoradas pela vigilância epidemiológica e com sintomas da Covid-19, o que são chamados de casos ativos.

O boletim epidemiológico registra 7.930 casos descartados e 15.310 notificações. Até o momento, 215 profissionais de saúde tiveram diagnóstico positivo para Covid-19. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais.

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) contabiliza 134 mortes pelo novo coronavírus nos seguintes municípios: Adustina (1); Água Fria (1); Araci (1); Belmonte (1); Buerarema (1); Camaçari (1); Capim Grosso (1); Catu (1); Feira de Santana (2); Gongogi (2); Ilhéus (5); Ipiaú (1); Itabuna (5); Itagibá (1); Itapé (1); Itapetinga (2); Jequié (1); Juazeiro (1); Lauro de Freitas (5); Maraú (1); Nilo Peçanha (1); Salvador (86); São Francisco do Conde (1); Ubaitaba (1); Uruçuca (4); Utinga (1); Vereda (1); Vitória da Conquista (4). Estes números contabilizam todos os registros de janeiro até as 12h horas desta segunda-feira (4).

129° óbito – homem de 62 anos. Ele apresentou os primeiros sintomas no dia 28 de abril e foi a óbito no dia 02 de maio em um hospital público em Salvador. Apresentava diabetes e doenças cardíacas crônicas

130° óbito – homem de 58 anos. Apresentou os primeiros sintomas no dia 20 de abril e foi a óbito no dia 02 de maio em um hospital público em Salvador. Apresentava diabetes e doenças cardíacas crônicas. (mais…)

Mais uma medida fracassada

Notinhas.

Imagem feita por Cézar Rodrigo Lucena na manhã desta segunda-feira, 03, às 9h15min, no centro de Ilhéus.

Ilhéus tem vivido uma sucessão de fracassos no combate à Covid-19.

Foi uma das últimas a fechar o comércio, a paralisar o transporte coletivo, a limitar o acesso aos supermercados, a determinar o uso obrigatório de máscaras e demorou a organizar a Central de Abastecimento do Malhado.

Tentou copiar o bom exemplo de Vitória da Conquista, com a marcação de espaços nas filas. A imagem mostra que também não deu certo.

Mesa Diretora da Câmara de Ilhéus decide fazer sessões presenciais

Salão Nobre do Palácio Paranaguá.

A Câmara de Ilhéus, após concordância da Vigilância em Saúde do Município, e respeitando as recomendações dispostas, volta a realizar sessões plenárias presenciais todas as terças-feiras, a partir das 09h no Salão Nobre do Palácio Paranaguá.

Para que as sessões aconteçam, terão que ser seguidas normas como limitação de no máximo 25 pessoas no Salão Nobre e uso obrigatório de máscaras, luvas e álcool em gel. Além disso, as sessões terão que ser transmitidas ao vivo pelas mídias oficiais da Câmara. As sessões terão que suprimir o Grande Expediente e reduzir do fluxo de proposições a serem apreciadas na Ordem do Dia.

Os efeitos da Portaria 010/2020, que institui a realização das sessões terão duração enquanto permanecer a situação de pandemia do Coronavírus (Covid-19).

Músicos de Ilhéus aguardam pagamento de cachês da Prefeitura há 120 dias

Imagem ilustrativa.

Músicos de Ilhéus, em contato com BG, afirmam que não receberam cachês de eventos realizados pela Prefeitura de Ilhéus.

Segundo um deles informou ao BG, em 2019, 11 bandas foram selecionadas após cumprirem etapas de um edital para tocar em festas tradicionais como Réveillon, Puxada do Mastro e Festa de Iemanjá.

O contrato criado para as bandas contém uma cláusula informando que a Prefeitura teria até 60 dias para realizar o pagamento. Cada banda teria direito a receber o valor segundo a pontuação alcançada no edital.

Algumas dessas bandas chegaram a tocar em dois eventos. O secretário informou que as bandas teriam que tocar duas vezes para receber apenas um cachê, coisa que não estava prevista no edital e não foi acordada anteriormente com os músicos.

Pouco antes de completar os 60 dias para o pagamento, as bandas tiveram que enviar nova documentação para a Secretaria de Cultura. Segundo o músico, o secretário disse que o pagamento pode sair após o dia 20 de maio, mas não confirmou a data específica.

“A situação está complicada. Estamos correndo atrás para receber e poder pagar os músicos. Queremos que o prefeito tenha conhecimento do que está acontecendo. Cerca de 12 famílias aguardam o pagamento há 120 dias. Alguns músicos possuem outras fontes de renda, mas a maioria vive exclusivamente da música e muitos deles não conseguiram o auxílio emergencial do governo federal. Temos um secretário sem conhecimento de como fazer um edital e nessa crise, não dá para esperar”, afirmou um músico da cidade.

Segundo o Sindicato dos Músicos Profissionais de Ilhéus (Sindmupi), bandas de outras cidades, como Psirico, que não chegou a tocar, recebeu o pagamento em forma de crédito para eventos que ainda poderão acontecer.

Governo do Estado envia barracas, máscaras e álcool a 70% para feirantes de Ilhéus

Imagem ilustrativa.

O Governo do Estado enviou, ontem (3), 100 barracas, 1.200 máscaras reutilizáveis e 100 frascos de álcool em gel a 70% para serem distribuídos aos feirantes da Central de Abastecimento de Ilhéus, que teve abertura autorizada após os ajustes determinados pela Vigilância Sanitária do Estado. A ação tem como objetivo ofertar mais segurança para o funcionamento do local, em virtude da pandemia do novo coronavírus.

A distribuição dos materiais será realizada pela Prefeitura de Ilhéus para uso dos feirantes, de acordo com protocolo da Secretaria de Saúde do Estado (Sesab). De acordo com o comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar da Bahia, coronel Francisco Telles, a corporação realizará uma desinfecção preventiva no local. A cidade, até ontem, estava com 234 casos confirmados da doença.

“Esta é uma importante ação, que faz parte da política da Secretaria de Desenvolvimento Rural em ajudar os municípios, organizando e adotando medidas para o funcionamento das feiras, com a parceria das secretarias do Planejamento e de Desenvolvimento Econômico”, ressalta o secretário estadual do Planejamento, Walter Pinheiro.

Itabuna chega a 252 casos confirmados da Covid-19

Itabuna.

No último domingo, 03, Itabuna estava com 252 casos confirmados de Covid-19, sendo 14 deles de outros municípios.

No domingo, 26, eram 161 casos da doença, dos quais 09 eram de outras cidades.

O município tem 1.221 casos notificados/exames coletados; 706 descartados; 263 aguardando resultado; 54 casos curados; 214 aguardando coleta e 6 mortes.

Coronavírus pode ser transmitido pelo ar sem contato físico, mostra estudo chinês

Foto: Reprodução.

Fonte: O Globo

Wuhan, onde a pandemia começou, foi isolada no dia 23 de janeiro. No dia seguinte, a mil quilômetros dali, na cidade de cantão, um homem recém-chegado de Wuhan reunia a família num restaurante. Ele não tinha sintomas, mas estava infectado pelo novo coronavírus.

A vigilância epidemiológica da China, que mapeia todos os movimentos de quem é testado positivo para a Covid-19, percebeu que dez pessoas de três famílias diferentes que almoçaram no restaurante naquele dia foram contaminadas. Mas a maioria não teve contato físico com o homem – chamado de paciente A1. Nem tocou nas mesmas superfícies. Mas, então, como houve o contágio? É possível a transmissão aérea do vírus? Pesquisadores e autoridades chinesas juntaram técnicas de investigação criminal e ciência para resolver esse mistério.

Pelas imagens das câmeras de segurança foi possível descobrir que todos os infectados estavam sentados nas três mesas no fundo do terceiro dos cinco andares do restaurante. Na linha de ventilação de um único ar-condicionado. As mesas com as famílias A — do paciente com a Covid-19 –, B e C ficavam, aproximadamente, a um metro uma da outra.

Os pesquisadores reconstituíram a cena, usando bonecos com a temperatura do corpo humano. E soltaram um gás marcador que se propaga no ar como o coronavírus pra representar a respiração do único infectado, o paciente A1. Eles concluíram que o fluxo do ar-condicionado, no ambiente fechado, infectou as outras pessoas. Quatro da família a, do paciente A1, testaram positivo nas semanas seguintes. Três dos quatro membros da família B. E dois dos sete da família C.

“Nesse corredor de ar, provavelmente, a pessoa contaminada estava emitindo as partículas enquanto falava, em aerossol, e isso estava rodando sobre esse ambiente. Tanto que nenhum garçom se contaminou. E as outras mesas que estavam fora desse corredor onde o ar ficava circulando também não se contaminaram. Então é um estudo bem elegante que mostra um indício muito claro de que pode ter transmissão pelo ar”, explica Natalia Pasternak da USP

Aerossóis são micropartículas — muito, muito pequenas — de poeira, poluição, que ficam em suspensão no ar. Em um centímetro cúbico de ar, pode haver de dez a vinte mil aerossóis.o vírus é ainda menor. E pode se colar a essas micropartículas –- que se transformam em superfícies de transmissão.

“Então se uma pessoa contaminada passou numa sala que está fechada e contaminou o ambiente com o vírus, você chegando três horas depois, você corre, sim, o risco de pegar”, Paulo Artaxo da USP

Outro estudo foi feito em dois hospitais de Wuhan. Os pesquisadores encontraram partículas do vírus principalmente em banheiros, refeitórios e salas onde os médicos tiram a roupa de proteção. Todos os espaços mal-ventilados.

“Nos ambientes fechados, que têm pouca ventilação, que têm pouca troca de ar com o ambiente externo, são os ambientes onde o vírus se concentra mais em aerossol. É mais cuidado pra gente tomar”, afirma Natália Pasternak da USP. (mais…)