Covid-19: população de Ilhéus e Itabuna fará parte de estudo para medir propagação de vírus no Brasil

Com apoio do Ministério da Saúde, a Universidade Federal de Pelotas vai entrevistar e testar 99.750 pessoas, de 133 municípios, para avaliar a velocidade de expansão da Covid-19. Entre os municípios selecionados estão Ilhéus e Itabuna, no nordeste.

O estudo ainda irá determinar o percentual de infecções assintomáticas ou subclínicas; avaliar os sintomas mais comuns; obter cálculos precisos da letalidade da doença; estimar recursos hospitalares necessários para o enfrentamento da pandemia, além de permitir o desenho de estratégias de abrandamento das medidas de distanciamento social com base em evidências científicas.

A pesquisa incluirá três inquéritos populacionais, realizados a cada duas semanas por meio de visitas domiciliares, conduzidas por equipes do IBOPE.

Os agentes da pesquisa coletam uma amostra de sangue (uma gota) da ponta do dedo do participante, que será analisada pelo aparelho de teste em aproximadamente 15 minutos. Se o resultado for positivo, os profissionais entregam um informativo com orientações e repassam o contato do participante para acompanhamento e suporte da secretaria de saúde do município.

A seleção das residências e pessoas que serão entrevistadas e testadas ocorre por meio de um sorteio aleatório, utilizando os setores censitários do IBGE como base.

O estudo envolve apenas a aplicação de um questionário curto e o exame sorológico. Se houver qualquer desconforto, o participante poderá deixar de participar a qualquer momento. E terá acesso a assistência integral e gratuita pelo tempo necessário. O material e informações só serão coletados após assinatura do termo de consentimento livre e informado.

O cronograma da pesquisa prevê três fases, com coletas de dados previstas para os dias 28 e29 de maio de 2020, na 2ª fase, e 11 e 13 de junho, na 3ª fase.

Além de Ilhéus e Itabuna, também foram selecionadas, na Bahia, as cidades de Salvador, Santo Antônio de Jesus, Vitória da Conquista, Guanambi, Barreiras, Irecê, Juazeiro, Paulo Afonso e Feira de Santana.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *