Diretora explica dados divergentes nos boletins da Covid-19 de Itabuna e Ilhéus

 

Márcia São Pedro. Imagem: Rede Bahia.

A diretora de vigilância epidemiológica da Bahia, Márcia São Pedro, em entrevista à Rede Bahia nessa quarta-feira, 20, apresentou explicações sobre a divergência de dados relacionados ao número de casos confirmados de Covid-19 nos boletins distribuídos pela secretaria estadual de saúde e nos que são divulgados pelas secretarias de Itabuna e Ilhéus.

De acordo com Márcia, a diferença está relacionada principalmente ao tratamento das informações sobre os pacientes. Ela explica que casos oriundos de outros municípios acabam permanecendo contabilizados em outras localidades pela falta de retificação por parte das secretarias municipais.

Ela também explicou que alguns registros são feitos diretamente pelo sistema das unidades de saúde, e estes não são encaminhados imediatamente para os municípios. Testes de laboratórios privados e testes rápidos também entram na conta realizada pelo estado.

Márcia reconheceu que existem falhas no processo, mas descartou a possibilidade de duplicação de casos, por exemplo. Ela demonstrou que há um esforço para que a sincronia de dados aconteça, e para isso, reforçou o pedido aos profissionais envolvidos.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *