Nizan Lima: permanência de Magela na secretaria de saúde vai atestar a desmoralização do governo Mário Alexandre

Nizan Lima. Foto encontrada no Google.

A reportagem investigativa do BG que revelou uma acusação grave contra o secretário de saúde de Ilhéus causou forte indignação em muitos leitores.

Geraldo Magela é acusado de aplicar um golpe numa senhora de 73 anos que lhe vendeu uma casa em Olivença.

O ex-vereador e advogado Nizan Lima, que esteve no legislativo ilheense durante cinco mandatos, num comentário enviado ao blog encarou a reportagem como motivo suficiente para a exoneração de Magela, classificado por ele como “secretário estelionatário”.

Segundo Nizan, a permanência de Magela vai atestar a desmoralização do governo Mário Alexandre. “Manter um indivíduo desse na Administração da Secretaria de Saúde, gerindo milhões do Poder Público, é um ato insano do Prefeito que devia, também ser acompanhado pela Câmara Municipal de Ilhéus, se esta realmente existisse”, escreveu.

Leia abaixo o comentário completo do ex-vereador.

“O processo que tramita no Fórum em Ilhéus/BA e essa matéria publicada no Blog do Gusmão seriam suficientes para o Prefeito exonerar o Secretário Estelionatário. Se o mantém no Cargo de Secretário, é no mínimo conivente, atestando a existência de um Governo desmoralizado. Manter um indivíduo desse na Administração da Secretaria de Saúde, gerindo milhões do Poder Público, é um ato insano do Prefeito que devia, também ser acompanhado pela Câmara Municipal de Ilhéus, se esta realmente existisse”.



2 responses to “Nizan Lima: permanência de Magela na secretaria de saúde vai atestar a desmoralização do governo Mário Alexandre

  1. Ante os fatos graves trazidos a publico pela reportagem do Blog do Gusmão sobre a conduta pessoal do secretário de Saúde. Fica muito claro que o Magela passa à condição de corpo estranho e a pesar negativamente sobre a imagem e campanha, mais um entrave para reeleição do Marão. No entanto cabe observar: quem é o senhor Magela? Pelo que se sabe o mesmo acumula algumas nomeações de peso em prefeituras do Sul da Bahia, mesmo não possuindo capacitação técnica ou preparo como gestor ou administrador, tendo, no entanto, ocupado a Secretaria de Saúde de Ilhéus. Isso denota que o mesmo deve possuir forte um apadrinhamento político o qual lhe possibilita boas nomeações a cargos de confiança municipais, dentre outros. Fica uma dúvida: Teria o Marão devida autonomia, para não dizer autoridade, para solicitar um pedido de exoneração ao Magela? Ou quem sabe, remanejá-lo para a Secom, sem perdas de proventos, claro? Acho que ele fica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *