Mesaque Soares: acusação de idosa contra Magela existe e o prefeito deve demiti-lo

Dona Clarice (a vítima) e o silencioso Geraldo Magela.

Em publicação com vídeo no Facebook, o advogado Mesaque Soares confirma a existência da acusação feita por uma idosa de 73 anos contra o secretário de saúde de Ilhéus.

Geraldo Magela é acusado de aplicar um golpe na aposentada Clarice de Cunto que em 2013 lhe vendeu uma casa em Olivença.

Mesaque Soares.

No vídeo postado neste sábado, 30, Mesaque Soares afirma que a informação da reportagem procede. “É verdadeiro esse processo que ele responde. Fake news é o que eles produzem. Aos invés de enfrentar a verdade, discutir a verdade, eles promovem mentira”.

No texto que acompanha o vídeo, o advogado declarou que o prefeito de Ilhéus “deveria demitir Magela, que além de ter comprado álcool em gel numa ‘budega’ de Coaraci, fato que está sendo investigado pelo Ministério Público Estadual, é acusado de lesar uma senhora de 73 anos”.

Mesaque Soares é o segundo profissional do Direito que se manifesta sobre o caso. Ontem publicamos o comentário do advogado e ex-vereador Nizan Lima, que classificou Magela como “secretário estelionatário“.

Veja o vídeo de Mesaque Soares.



3 responses to “Mesaque Soares: acusação de idosa contra Magela existe e o prefeito deve demiti-lo

  1. Não há o que se temer pela publicação desta reportagem por parte do jornalista e blogueiro Emílio Gusmão. Se o processo envolvendo o secretário Magela e família não consta ou ocorria em segredo de justiça, não há porque esconder do conhecimento publico. À primeira vista, uma atitude deplorável do secretário contra uma pessoa vulnerável e despreparada para lidar com gente assim. Espanta-nos apenas a lentidão da nossa Justiça em transitar sentença do processo com a rapidez que é devida por se tratar de pessoa idosa, mais de 60 anos, carente e, por se tratar do único bem que essa pobre senhora possuía. Que se faça justiça o quanto antes. Parabéns ao Gusmão por dar visibilidade e divulgação devidas à matéria de direito, justiça ao conhecimento público.

  2. Não quero pôr lenha na fogueira, mas no tocante a compra de álcool em gel em uma “budega” de Coaraci, deveria se investigar também as licitações referentes às próteses dentárias que são feita por uma empresa de Gandu, existem tantos protéticos em Ilhéus? Acho estranho e duvidodso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *