Exclusivo. Físico da UESC desmente estudo que justificou reabertura do comércio de Ilhéus

 

Gráfico 1 da análise. Em azul, curva de crescimento dos casos de infecção em Ilhéus. Em laranja a curva de crescimento exponencial, segundo estudo do Prof. Dr. Zolacir Trindade.

O Blog do Gusmão obteve, com exclusividade, acesso a um estudo do Dr. Zolacir Trindade de Oliveira Jr., físico e docente da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC).

O material apresentado pelo professor Zolacir analisa os dados da Covid-19 em Ilhéus e, fundamentalmente, desmente números e gráficos do “estudo técnico” da secretaria municipal de saúde (Sesau), que serviu como justificativa para a reabertura gradual do comércio no município, a partir dessa quarta-feira (03).

O documento da Sesau foi aprovado e assinado pelo historiador, Geraldo Magela, atual secretário da pasta, que não possui formação na área de saúde ou estatística.

Em sua análise, ilustrada a partir da utilização de dados presentes em boletins fornecidos pela própria Prefeitura de Ilhéus, professor Zolacir afirma, “sem risco de errar”, que o município ainda se encontra em fase de crescimento exponencial dos casos da Covid-19, com curva de infecção consistente.

Clique aqui e veja na íntegra o estudo do Prof. Dr. Zolacir Trindade.

O professor relembra que, neste momento, o município ainda figura entre os cinco do estado com maior índice de contaminação por cem mil habitantes, e declara, diante da condição analisada, que a reabertura do comércio caracteriza-se, para ele, como “colocar em risco a população da cidade”.

Dr. Zolacir Trindade possui graduação em física pela Universidade de Brasília, mestrado em física pela Universidade de Brasília e doutorado em física pela Universidade Estadual de Campinas. Entre suas áreas de interesses estão temas como: sistemas dinâmicos e física estatística.

Ainda nessa semana, o neurocientista Miguel Nicolelis já havia dito, em entrevista à Rede Bahia, que o momento deveria ser de “cautela”, e até mesmo de lockdown (bloqueio total) em Ilhéus, já que o número de contaminados continuava a subir no município. Relembre aqui.

Máscaras e garrafas descartadas em praia de Ilhéus indicam farra durante pandemia

Fotos enviadas por leitor.

Leitor do Blog do Gusmão enviou flagrantes que realizou durante uma caminhada na zona sul de Ilhéus.

As imagens mostram uma área da Praia dos Milionários (nas proximidades da Cabana Tropical) com garrafas de cerveja e até máscaras faciais descartadas na areia, indicando que houve uma reunião de pessoas naquele local durante o período de pandemia.

Além de um problema sanitário, trata-se também de um problema ambiental. O descarte correto de máscaras faciais ajuda a preservar o meio ambiente e também evita novas contaminações pelo coronavírus.

O acesso às praias na cidade foi proibido através de um decreto municipal, no entanto, não há informações oficiais sobre atividades de fiscalização recentes na cidade.

Mil casos de Covid-19 são confirmados em Itabuna; 2 óbitos novos também foram registrados

Boletim epidemiológico 02/06.

Nessa terça-feria, dia 2, o município de Itabuna chegou aos 1.000 casos confirmados de Covid-19. A informação foi dada pela Prefeitura Municipal, através de atualização do Boletim Epidemiológico. Outros 3.929 casos já foram notificados e 1.627 pessoas estão monitoramento e isolamento social.

Até essa terça-feira, o município conta com 5 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) livres e 13 ocupados. Aguardam o resultado de exames 168 pessoas. O número de curados é de 275.

Em relação ao boletim anterior, foram registrados 2 novos óbitos pela Covid-19 no município. O número de vítimas fatais agora é 39.

Um dia antes de reabrir comércio, Ilhéus tem 623 casos confirmados de Covid-19 e 31 pessoas em UTI’s

Comércio da cidade volta a funcionar nessa quarta-feira (03)

Atendendo ao decreto do prefeito Mário Alexandre, amanhã (quarta, 03), o comércio de Ilhéus irá reabrir gradualmente. Hoje, (02), o município tem 623 casos confirmados da Covid-19, segundo Boletim Epidemiológico da secretaria de saúde da Bahia.

De acordo com a secretaria de saúde de Ilhéus, existem 36 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) disponíveis exclusivamente para casos de Covid-19. Desses, 31 estão ocupados.

No último sábado (30), durante entrevista ao canal de televisão CNN Brasil, o governador Rui Costa demonstrou ser contrário à decisão do prefeito ilheense de reabrir o comércio neste momento (veja aqui), e na segunda-feira (01), o neurocientista Miguel Nicolelis disse, durante entrevista à Rede Bahia, que o momento deveria ser de “cautela” ou até mesmo bloqueio total no município (veja aqui).

Governador anuncia medidas mais restritivas no extremo-sul baiano

Governador Rui Costa.

Desta quarta-feira (3), data em que sai publicado o decreto com a medida no Diário Oficial, até a próxima terça-feira (9), os 19 municípios do extremo-sul da Bahia terão medidas restritivas mais duras com o intuito de conter o avanço do novo coronavírus na região.

O anúncio foi feito pelo governador Rui Costa, durante uma live nas redes sociais, no início da tarde desta terça-feira (2). O documento determina que apenas serviços essenciais poderão funcionar, além da proibição da circulação de pessoas entre 18h e 5h. O governador deu a notícia logo após concluir uma reunião com todos os prefeitos e prefeitas da região.

“Acertamos que amanhã [3] sairão decretos estadual e municipais, determinando uma ampla restrição até a próxima terça-feira [9], permitindo o funcionamento apenas dos serviços essenciais, a exemplo de agências bancárias, supermercados, farmácias, casas de alimentos para animais e serviços de emergências de saúde”, listou Rui, que ainda informou que “na próxima quinta ou sexta-feira, será aberto um hospital de campanha em Teixeira de Freitas, e que o Estado está tratando da abertura de 20 novos leitos de UTI, além dos que já existiam”.

Por fim, o governador pediu a cooperação e a compreensão de todos os baianos, sobretudo os que residem na região.

“A região que mais preocupa nossa gestão, no que se refere ao avanço do coronavírus, é o extremo-sul. Hoje, conversamos sobre a necessária e urgente medida de maior restrição, após constarmos taxas altíssimas, com cidades chegando a 200 casos e crescimentos médios diários de 28%,inclusive Eunápolis, Porto Seguro, Teixeira de Freitas, Itamaraju. Se não tomarmos medidas, poderemos presenciar uma explosão de casos e uma explosão de demanda de UTI de leitos clínicos, que não podemos ofertar. Quero pedir a compreensão de todos da região extremo-sul, pois não podemos ter uma explosão e depois contabilizar um grande número de mortes”, alertou.

Estarão incluídos no decreto estadual os municípios de Itamaraju, Teixeira de Freitas, Nova Viçosa, Mucuri, Prado, Ibirapuã, Vereda, Itanhém, Medeiros Neto, Alcobaça Lajedão, Caravelas, Eunápolis, Porto Seguro, Santa Cruz Cabrália, Itapebi, Belmonte, Itabela e Guaratinga.

MP aciona Coelba por cobrança retroativa indevida de ICMS em contas de energia

Ministério Público da Bahia requer que a Coelba se abstenha de realizar cobranças retroativas de ICMS.

A Coelba/Grupo Neoenergia (Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia) foi acionada pelo Ministério Público estadual por irregularidades em relação aos valores do Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação (ICMS) cobrados reatroativamente em contas de energia de consumidores baianos.

Na ação, de autoria da promotora de Justiça Joseane Suzart, o MP requer, em caráter liminar, que a Justiça determine que a Coelba se abstenha de realizar cobranças retroativas de ICMS nas faturas de energia elétrica, ainda que em razão de equivocada redução da base de cálculo.

“A concessionária deve ser a única responsável pela quitação dos débitos de ICMS relacionados à essa equivocada redução da base de cálculo, sendo vedada que ela transfira esse ônus aos consumidores”, destacou a promotora de Justiça.

O MP requer também que a Justiça determine que a Coelba não utilize o nome da Secretaria Estadual da Fazenda (Sefaz), ou qualquer outro órgão público, em eventuais informes de cobrança, sem a prévia ciência ou autorização deles.

Como pedido final, o MP pede que a Coelba se responsabilize pelo pagamento dos danos materiais, da restituição de indébito em dobro e dos danos morais individualizados sofridos pelos consumidores prejudicados pelas práticas e condutas da acionada, a serem fixados após a devida liquidação promovida individual ou coletivamente.

Frota de ônibus em Ilhéus passa por readequação para voltar a circular até a próxima semana

Gilson Nascimento vistoriando veículo. (Imagem: O Tabuleiro)

Conforme publicado anteriormente (veja aqui), os ônibus também voltarão a circular em Ilhéus. De acordo com o site O Tabuleiro, a previsão é que o serviço de transporte coletivo volte a funcionar no município até a próxima semana.

Segundo as informações, nessa última segunda-feira (01), o diretor da Superintendência de Trânsito, Gilson Nascimento, vistoriou os veículos das empresas São Miguel e Viametro. A frota de ônibus passa por readequações.

Cortinas de proteção estão sendo instaladas ao lado da área destinada aos motoristas, e os funcionários das empresas deverão receber álcool em gel e máscara para uso individual, fornecidos pelas concessionárias. Além disso, os veículos devem ser higienizados a cada passagem pelo Terminal Urbano. Outros detalhes possivelmente serão anunciados por meio de decreto municipal.

Mês de maio termina com menor número de mortes violentas na Bahia

Crimes contra a vida tiveram redução de 25% em relação ao mês de abril.

O mês de maio na Bahia terminou com o menor número de mortes violentas, na comparação com os primeiros quatro meses do ano. Os crimes contra a vida tiveram redução de 25% em relação ao mês de abril.

Foram registrados 398 casos em maio contra 535 em abril, 523 em março, 477 em fevereiro e 455 no primeiro mês do ano. “As polícias Militar, Civil e Técnica aumentaram os esforços e alcançaram essa grande diminuição”, destacou o secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa.

O chefe da SSP lembrou ainda que os três últimos anos, com quedas das mortes violentas, coloca 2020 como grande desafio para manutenção do decréscimo.

“O crescimento no quadrimestre está relacionado com o tráfico de drogas e analisamos também, se no meses de março e abril, as solturas de 3 mil detentos, devido a pandemia da covid-19, impulsionaram negativamente”, completou Barbosa.

Fernando Gomes anuncia reabertura do comércio em Itabuna na próxima semana

Fernando Gomes.

O prefeito Fernando Gomes anunciou nesta terça-feir (2), que o comércio de Itabuna será reaberto na próxima segunda-feira, 8 de junho.

O prefeito disse que “o comércio não suporta mais os efeitos do período de inatividade, há quase 80 dias fechado”. No entanto, afirmou que a abertura será realizada com base em um plano envolvendo a CDL, Secretaria de Saúde e Secretaria de Sustentabilidade Econômica e Meio Ambiente.

Gomes também pediu o apoio da população para os devidos cuidados que podem evitar a transmissão do coronavírus, e disse ainda que haverá fiscalização do uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPI).

Reabertura do comércio em Ilhéus – quem pagará por isso?

Some-se a tudo isto os interessem que envolvem a retomada das atividades do comércio em Ilhéus: interesse – legítimo, mas talvez intempestivo – das empresas lucrarem; interesse de alguns órgãos que representam setores poderosos para viabilizar objetivos inconfessáveis; interesse – novamente legítimo, mas não prioritário – de reeleição de alguns políticos locais; e outros ligados às pessoas e grupos que detém de fato o poder em Ilhéus.

Por Julio Gomes.

Foi publicado no dia 1º de junho, em Ilhéus, o Decreto nº 042/2020 que “dispõe sobre o Plano para reabertura do comércio de Ilhéus” e, na prática, autoriza a reabertura de parte significativa das atividades comerciais a partir do próximo dia 3 de junho.

Segundo o Poder Executivo Municipal, a reabertura se dará em função, sobretudo, das condições favoráveis para tanto a partir de “estudos e conclusões técnicas emitidas pela Secretaria Municipal de Saúde”, conforme se lê nas considerações que antecedem aos artigos do citado Decreto.

Já haveria, segundo a Secretaria de Saúde, condições que apontam para uma reabertura “consciente” do comércio ilheense, pois os dados do estudo que compõe o anexo I do Decreto indicariam tal condição; e as indicações do anexo II, o Plano para Reabertura do Comércio, da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, assegurariam, segundo alguns critérios, a retomada gradual e segura destas atividades.

Ocorre que quando comparamos a situação de Ilhéus com a dos demais municípios da Região em que se insere, e com outros números, percebemos fortes inconsistências.

Primeiro me permito a descrer da adequada aplicação de testes para a detecção do coronavírus realizada em Ilhéus. Desde sempre surgiram denúncias de que pessoas sintomáticas não eram testadas, e não há segurança de que os testes tenham sido feitos em quantidade suficiente para estabelecer um quadro real da pandemia em Ilhéus. Ou seja: poucos testes realizados resultariam em poucos resultados positivos.

Ilhéus, apesar de ser o segundo município com mais óbitos por COVID-19 na Bahia com 28 mortes, perdendo apenas para Salvador, segundo o Boletim Epidemiológico nº 69, publicado pelo Governo do Estado da Bahia em 01/06/2020, aparece em terceiro lugar em números de casos confirmados (após Salvador e Itabuna) e em sexta colocação dentre os municípios com casos ativos (atrás de Salvador, Itabuna, Feira de Santana, Lauro de Freitas e Jequié). Tais números podem indicar uma subnotificação dos casos nas últimas semanas justamente para criar o “cenário” adequado para a reabertura do comércio. Pode não ter sido intencional, porém também não é impossível que o seja.

Outra questão a ser verificada é que Ilhéus possui apenas 31 leitos de ITI para COVID-19 e, segundo Boletim da secretaria Municipal de Saúde, em 27/05 todos estavam ocupados. Além destes há 29 leitos clínicos (de enfermaria) sendo que o Município de Ilhéus não divulga em seu boletim diário resumido quantos deles estão ocupados, gerando incertezas e insegurança, conforme dados extraídos do Anexo I, fls. 13 e 20 do Decreto em discussão.

Ora, ante a quase inexistência de leitos de UTI disponíveis e a não divulgação dos leitos clínicos ocupados, como podemos acreditar que Ilhéus estaria preparada para evitar uma elevação brutal de mortes, caso haja um aumento repentino na taxa de contágios?

Da mesma forma, não vemos Ilhéus como tendo cumprido nenhum dos seis critérios da OMS – Organização Mundial de Saúde para que se reabra o comércio, que vão desde o controle da transmissão até o engajamento pleno da sociedade às novas normas de convívio social, passando pela capacidade de detectar, testar, isolar e tratar cada caso, entre outros requisitos, conforme consta das páginas 30 do anexo I e página 10 do Anexo II do Decreto em análise.

(mais…)

Itabuna: 1.700 servidores da saúde serão submetidos ao teste rápido da Covid-19

1.700 testes serão aplicados.

A Prefeitura Municipal de Itabuna disponibilizará na quinta-feira (04) cerca de 1.700 testes rápidos para detecção da Covid-19 (Anticorpos IgG/IgM) nos servidores públicos que atuam na área da saúde.

Serão testadas todas as pessoas que trabalham na área da saúde, seja na administração centralizada ou descentralizada.

Com o objetivo de facilitar a logística da ação e atingir um número maior de pessoas num curto espaço de tempo, nos postos de saúde, por exemplo, serão os próprios enfermeiros do local que farão a manipulação dos testes. O resultado do exame fica disponível em aproximadamente 20 minutos.

Governo do Estado prorroga suspensão das aulas e eventos na Bahia

Decreto foi prorrogado até o dia 21 de junho.

O decreto n° 19.586, que determina a suspensão das aulas na rede estadual e a realização de eventos com mais de 50 pessoas em todo o território baiano, foi prorrogado até o dia 21 de junho. O governador Rui Costa anunciou a continuidade da suspensão das atividades na noite de ontem (segunda-feira, 1º), via transmissão ao vivo, por meio das redes sociais.

O decreto venceria nesta terça-feira (2), mas a prorrogação das medidas por mais 19 dias acontece com a finalidade de conter o avanço do novo coronavírus na Bahia. O decreto também mantém suspenso o transporte coletivo intermunicipal em 247 cidades baianas que registraram casos da Covid-19 recentemente. O governador lembrou que os dados da doença são analisados diariamente.

“Essas medidas de proteção são necessárias para que possamos diminuir a taxa de crescimento. Antes da antecipação dos feriados, por exemplo, a média de crescimento diário do número de novos casos e da necessidade de novos leitos era superior a 5%, agora conseguimos baixar os casos para 4,6% e a necessidade de novos leitos para 2%. A nossa expectativa é controlar esse avanço da doença para que possamos, em breve, voltar à normalidade”, disse Rui.

As suspensões previstas no decreto incluem as atividades que envolvem aglomeração de pessoas, como eventos desportivos, inclusive jogos de campeonatos de futebol, profissionais e amadores, religiosos, shows, feiras, apresentações circenses, eventos científicos, passeatas, aulas em academias de dança e ginástica, além da abertura e do funcionamento de zoológicos, museus, teatros, dentre outros.

Também ficam suspensas até 21 de junho a circulação, a saída e a chegada de ônibus interestaduais no território baiano. A suspensão do transporte coletivo intermunicipal é adotada nas cidades que não possuem mais de 14 dias sem registros de casos do novo coronavírus. A medida envolve a circulação, a saída e a chegada de qualquer transporte intermunicipal coletivo, público e privado, rodoviário e hidroviário, nas modalidades regular, fretamento, complementar, alternativo e de vans.

“Augustão” deverá assumir cargo de vereador após renovação do afastamento de Lukas Paiva

Augustão e Lukas Paiva. (Montagem: Galera de Ilhéus)

Carlos Augusto (PSB), o “Augustão”, deverá assumir o cargo de vereador na Câmara de Ilhéus. Augustão é suplente de Lukas Paiva, que está preso em Salvador, acusado de integrar um esquema de corrupção.

Nessa última segunda-feira (01), o juiz Alex Vinícius Miranda, da 1ª Vara da Fazenda Pública de Ilhéus, renovou, por mais 180 dias, o afastamento de Lukas Paiva, no entanto, sem corte de salário.

Anteriormente, o Ministério Público da Bahia, responsável pela operação Xavier (que investigou Lukas), pediu a perda do seu cargo no legislativo ilheense, o que foi indeferido pelo juiz.

Além de renovar o afastamento, o juiz Alex Vinicius também determinou que o suplente Augustão assuma o cargo, e que todos os assessores de Lukas sejam exonerados.

* Com informações do Correio das Cidades e Políticos Sul da Bahia.

Comer só com os olhos: Marão liberou restaurantes, mas tornou uso de máscara obrigatório

Imagem ilustrativa. (Foto: reprodução\Youtube)

O decreto publicado ontem (segunda, 01), assinado pelo prefeito Mário Alexandre permitindo a reabertura gradual do comércio na cidade a partir dessa quarta-feira (02), traz uma questão curiosa.

Entre os setores liberados para funcionamento, das 08h às 18h, estão os restaurantes e lanchonetes (sem permissão para venda de bebidas alcóolicas).

Porém, o mesmo decreto impõe que o uso de máscaras faciais é obrigatório durante toda a permanência das pessoas nos estabelecimentos.

Com isso, este Blog pressupõe que, atendendo os protocolos de prevenção, os clientes  dos restaurantes e lanchonetes poderão apenas “comer com os olhos” os pratos oferecidos.

Em tempo: a expressão “comer com os olhos” surgiu na antiga Roma. Os rituais fúnebres eram realizados com grandes banquetes, mas não era permitido comer, apenas admirar as refeições.

Prefeitura de Ilhéus esclarece sobre pagamento de adicional de insalubridade

O setor de Recursos Humanos da Prefeitura de Ilhéus esclarece que a suspensão do percentual de insalubridade e periculosidade descrita na Portaria n° 182/2020, refere-se à folha dos trabalhadores que não estão exercendo as atividades durante a pandemia do novo coronavírus (Covid-19), visto que se trata de salário condição. O servidor que não está exposto aos riscos ocupacionais que comprovem o recebimento, não faz jus ao benefício.

Além disso, a decisão se ampara no Princípio da Moralidade Administrativa, pois a insalubridade e a periculosidade decorrem do exercício. Uma vez que o mesmo foi cessado, a suspensão dos respectivos adicionais fica justificada.

A Prefeitura envida esforços para preservar o equilíbrio fiscal, considerando as medidas adotadas para enfrentamento ao coronavírus. Os colaboradores que atuam efetivamente na linha de frente do combate à doença continuarão recebendo o acréscimo salarial.