Nilton Cruz perde força no PT; empresário quer a vice de Marão mesmo com o drama dos servidores afastados

Notinhas.

Nilton e Mário.

A candidatura errante de Nilton Cruz, além de não conquistar espaço no cenário geral, começa a gerar descontentamento dentro do Partido dos Trabalhadores.

Na última semana, Nilton e o deputado estadual Rosemberg Pinto (PT) se encontraram com o prefeito Mário Alexandre. Na reunião, Nilton e Rosemberg demonstraram a intenção de preencher a vaga de candidato a vice-prefeito na chapa de Mário.

O encontro não agradou a ala majoritária do PT de Ilhéus, comandada pelo professor Ednei Mendonça, ligado ao deputado Josias Gomes (hoje licenciado e com uma secretaria no governo do estado).

Ednei tem demonstrado total solidariedade ao drama dos servidores municipais afastados, e sabe que uma aliança com Mário vai implodir a candidatura de sua irmã, Enilda Mendonça, à Câmara de Vereadores.

A posição de Ednei tem o apoio do único vereador da sigla em Ilhéus, Makrisi Angeli, que também tem demonstrado solidariedade ao drama dos servidores municipais. Com o ato impensado de Nilton Cruz, ele passou a ser mal visto por muitos militantes, principalmente pelos dirigentes, que admitem repulsa a uma aliança com Mário.

Por trás desse jogo, também existe a disputa pela base. Rosemberg Pinto quer ser candidato a deputado federal nas eleições de 2022, e Ilhéus é base de Josias Gomes. Se Nilton tiver um papel destacado na próxima gestão municipal, Rosemberg terá mais condições de ampliar sua votação em Ilhéus, cujo grupo pequeno sempre lhe deu em torno de mil votos em cada eleição.

Boletim Covid-19 (03/06): 651 casos são confirmados pela Sesab em Ilhéus

Boletim epidemiológico 03/06.

Nessa quarta-feira, 3, a secretaria estadual de saúde confirmou 651 casos da Covid-19 em Ilhéus. A informação consta no 71ª edição do Boletim Epidemiológico da Bahia. Outros 8 casos aguardam validação do município. Já segundo a Prefeitura Municipal de Ilhéus confirma 591 casos da Covid-19 e informa que 350 pessoas seguem em monitoramento. Até hoje, 4.997 casos foram notificados e 378 pessoas foram curadas da infecção. Permancem em Unidades de Terapia Intensiva 31 pessoas.

Ilhéus: Ministério Público pede suspensão de decreto que reabriu comércio

Movimento no comércio de Ilhéus no primeiro dia de reabertura. (Foto: IlhéusOnline)

O Ministério Público estadual requereu à Justiça que determine o fechamento dos estabelecimentos e a suspensão de todas as atividades comerciais não essenciais de Ilhéus, cuja reabertura foi estabelecida por decreto municipal pulicado nesta última segunda-feira, dia 1º.

Em ação civil pública ajuizada hoje, dia 3, o promotor de Justiça Pedro Nogueira Coelho solicita decisão liminar que suspenda os efeitos do decreto.

Conforme a ação, a reabertura deve estar condicionada a cenário epidemiológico favorável, com disponibilidade regular dos leitos de UTI existentes no município, estabilização do número de casos ativos, diminuição da taxa de letalidade do coronavírus, redução contínua da taxa de infecção diária e aumento do índice de isolamento social local.

Segundo o promotor, os dados sobre pandemia em Ilhéus mostram que o cenário segue desfavorável, ao contrário do que alega estudo técnico apresentado pelo governo municipal para fundamentar o decreto.

Segundo dados apresentados na ação, coletados dos últimos boletins epidemiológicos divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesab), a taxa de ocupação dos 31 leitos de UTI para Covid-19 permaneceu em 100% em quase todos os dias entre o período de 21 de maio a 2 de junho de 2020, com exceção do dia 31, quando 27 leitos estavam ocupados.

No boletim de ontem dia 2, foram registrados cinco novos óbitos nas últimas 24 horas, chegando a um total de 34 mortes por coronavírus em Ilhéus, número menor apenas que Salvador e Itabuna. “Circunstância essa que, de plano, desperta dúvida se tais óbitos teriam sido causados justamente pela inacessibilidade aos leitos de UTI, diante da máxima lotação acima citada”, afirmou o promotor.

Pedro Nogueira destacou também que a taxa de letalidade na cidade é 5,3%, uma das cinco maiores do estado, e que na semana entre 26 de maior e 2 de junho, o número de casos diários cresceu em mais de 5%, com 163 novos casos confirmados, depois de ter havido redução nas semanas anteriores de maio.

“Tais dados mostram que na última semana do mês ocorreu uma verdadeira explosão em tal curva de crescimento, evidenciando de forma indiscutível que o município está no pico da epidemia com clara tendência de piora no seu cenário epidemiológico”, disse.

O promotor de Justiça apontou ainda que a taxa de isolamento, segundo o próprio estudo apresentado pelo Município, esteve sempre abaixo de 50% entre os dias 21 e 26 de maio, com exceção do dia 24, quando atingiu 53,8%.

“A taxa mínima de isolamento social aceitável deve estar acima de 50% e a desejável para conter a disseminação do vírus seria de 70% (setenta por cento)”, pontuou.

Segundo o promotor, análise gráfica elaborada pelo físico Zolacir Trindade de Oliveira Junior (publicado com exclusividade pelo Blog do Gusmão – veja aqui), professor da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), aponta que Ilhéus atravessa fase exponencial no número de casos de infecção por Covid-19 e ressalta o equívoco do estudo apresentado pela Secretaria Municipal de Saúde.

Universidades, institutos e outras entidades se posicionam sobre reabertura do comércio de Ilhéus

Nota de Posicionamento a respeito do Decreto n. 042 de 01 de junho de 2020 

Nós, entidades reunidas no Grupo de Trabalho – GT comVida 46, formado a partir do Fórum Sul da Bahia Global, nos pronunciamos quanto ao Plano para reabertura do comércio de Ilhéus disposto no Decreto n. 042 de 01 de Junho de 2020.

O referido decreto traz um relatório detalhado da Secretaria Municipal de Saúde que descreve diversas exigências sanitárias e epidemiológicas com medidas que devem ser observadas em todos os casos, desde a necessidade da utilização de EPI’s por parte tanto dos funcionários como do público (uso de máscara), o distanciamento mínimo obrigatório entre pessoas, o número máximo de pessoas em um mesmo espaço físico, a higienização dos ambientes, a proteção de grupos de risco, a testagem dos colaboradores entre outras. Há também neste relatório as ações que foram realizadas pela Secretaria para o combate à pandemia, sendo algumas dessas ações consideradas positivas por este grupo.

O relatório informa o número total de leitos de UTI e de enfermaria que Ilhéus possui, ressalta o número de leitos exclusivos ao tratamento da COVID, traz a relação do número de leitos para cada 10 mil habitantes enaltecendo que os resultados estão acima da média nacional, estadual e até de outros países. Mas não se pode considerar apenas a população de Ilhéus, pois todo o aparelhamento que está sendo realizado pelo Governo do Estado é para atender a todos os municípios da região. Considerando-se apenas 7 municípios mais próximos, Aurelino Leal, Ubaitaba, Itacaré, Una, Uruçuca, Canavieiras e Santa Luzia, somados à Ilhéus, a população dessa região é de 311.357, perfazendo uma relação de 0,28 leitos de UTI para cada 10 mil habitantes considerando os 87 leitos ativos atualmente na cidade, índice muito abaixo do que preconiza a Organização Mundial da Saúde.

É importante ressaltar que a Covid-19 não é uma doença para a qual há cura ou vacina disponível, que a mesma tem vitimado por volta de 5% dos casos oficialmente reconhecidos no Brasil, em que pese haver alta subnotificação, tanto de óbitos quanto de infecções. Esse índice oficial de letalidade tem sido o mesmo observado em Ilhéus, onde já faleceram 29 pessoas e há registrados 557 casos, segundo boletim informativo de 01 de junho de 2020.

O agente desta doença, o vírus SARCS-COV-2 é transmitido por meio do contato físico entre as pessoas e gotículas que projetam em curtas distâncias ao ar livre, mas que podem ficar em suspensão no ar em ambientes fechados.

Em lugares que iniciaram o retorno mais seguro à atividade econômica, ainda que cercada de cuidados, alguns itens básicos foram observados: a existência de vagas não ocupadas em UTIs, o processo de diminuição de casos ativos e a disponibilidade de planos de rápido retorno às restrições anteriores. Localidades que não observaram essas condições tiveram que desistir pouco após a reabertura. Isso aconteceu, por exemplo,em Feira de Santana, que tem população 3 vezes maior, iniciou reabertura do comércio em 21/04 e viu seus números oficiais de infectados quase empatar com os de Ilhéus, retornando ao distanciamento social.

A cidade de Ilhéus tem todos os seus 31 leitos de UTI atualmente ocupados. As projeções para a evolução da doença não apontam para diminuição do número de casos ativos, embora o distanciamento tenha diminuído a velocidade de contágio. Os cálculos do Portal Geocovid-19 (http://portalcovid19.uefs.br/) indicam que a manutenção da evolução na mesma taxa atual resultaria em um número máximo de casos ativos simultâneos pouco superior a 1.000, em fins de agosto. Caso retornemos ao nível de isolamento do início da pandemia, quando as atividades estavam em ritmo normal, Ilhéus chegaria ainda em julho a aproximadamente 4.500 casos simultâneos. Ainda que se possa garantir uma taxa de contágio intermediária, com as medidas protetivas dentro dos estabelecimentos, o que é incerto e também desconsidera o comportamento das pessoas nas ruas e nos transportes coletivos, teríamos em 60 dias um número de infectados ativos simultâneos próximo de 3.000 na cidade.

Curso de Direito promove aulas especiais na Faculdade de Ilhéus no mês de junho

O curso de Direito da Faculdade de Ilhéus promove, durante este mês, uma série de aulas especiais com o objetivo de atualizar os discentes quanto a alteração de algumas questões da legislação brasileira decorrente do período de pandemia da covid-19. As aulas serão transmitidas de forma remota, sempre às 16 horas, na Plataforma Teams, para alunos e professores do curso.

O projeto de aulas especiais, realizado pelo Núcleo de Práticas Jurídicas (Nupraj) do curso de Direito da Faculdade de Ilhéus, terá início na próxima segunda-feira, dia 8 de junho, às 16 horas. O convidado para a primeira aula é o professor Matheus Biset, que falará sobre o tema A Prática nas Prisões Processuais Penais.

Já no dia 9 de junho, no mesmo horário, o prof. José Cairo Júnior, mestre em Direitos Sociais pela Universidad Castilla La Mancha, Espanha, abordará o tema Atualidades sobre o Coronavírus e as Relações de Trabalho. O professor Tiago Ayres, mestre pela Universidade Federal da Bahia, vai ministrar a aula especial no dia 16, às 16 horas, sobre Eleições 2020 e as Atualizações na Legislação Eleitoral.

O projeto terá continuidade no dia 17 com uma aula da professora Melissa Ourives Veiga, mestra em Direito pelo Centro Universitário 7 de Setembro, sobre a Violência contra a Mulher. E no dia 18 de junho, o professor Luís Carlos do Nascimento, mestre em Direito Público pela Universidade Federal de Pernambuco, fará uma abordagem sobre o tema Audiência de Instrução. Para mais informações acesse o site www.faculdadedeilheus.com.br.

Ilheense que mora na Suiça conta como o pais enfrenta o novo coronavírus

Parque em Lausanne durante feriado na Suiça, na última segunda-feira (01). (Foto: Robert Gusmão).

Por Robert Gusmão Alves.

Écublens, dia 03 de junho de 2020.

Atualmente, a Suíça contabiliza um número de 3.871 casos confirmados de Covid-19 e 1.657 óbitos pela infecção.

A curva vem sendo descendente, sinalizando que as medidas que foram adotadas pela Confederação e o Ministério da Saúde vem funcionando. Ainda no dia 11 de março, o “Tessin”, região que faz divisa com a Itália, que até então era o país onde o vírus tinha sido mais letal, foi a primeira a fechar escolas e fronteira.

O pequeno país, que está no meio desse “tiroteio europeu”, conta com um sistema de saúde que vem se mostrando sólido e eficaz, e não veio a colapsar, como ocorreu notadamente na França e igualmente na Itália. A “assurance maladie”, o equivalente a um plano de saúde que é obrigatório para cada cidadão domiciliado no país, vem arcando com as despesas hospitalares e custeia parte do transporte de pacientes em ambulâncias.

No dia 02 de junho, o número de óbitos devido à Covid-19 foram três, mas não ocorreram óbitos em todo território suiço nas últimas 24 horas. Segundo o Ministério da Saúde, um total de 400.793 testes foram efetuados, com somente 9% positivos.

O índice de contaminação se mantém a 360 casos por 100.000 habitantes, com uma idade média de 52 anos de idade nos casos confirmados.

Nesse mesmo dia, o jornal “20 minutes” destaca numa manchete: “Bolsonaro e a pandemia: como Trump, só que pior”. A coluna publicada pelo jornal local vem batendo na tecla, citando a “obsessão econômica e pela Cloroquina” que destaca o Brasil no noticiário internacional.

A seguinte pergunta é: quem terá mais sangue nas mãos e força de bater com os punhos firme em pontas de facas? Essa teimosia vem custando muitas vidas e é um exemplo a não ser seguido, mas sabemos que a realidade é outra de um continente para outro.

No dia 13 de março, foi adotada a estratégia: um “confinamento semi-aberto”, declarado pela Confederação. Fechamento de estabelecimentos, como restaurantes e escolas, mantendo assim só serviços essenciais, como supermercados e farmácias.

A estratégia foi benéfica a todos, evitando subnotificações e ocupações de leitos hospitalares.

Medidas adotadas como empréstimos de bancos com juros muito baixos para ajudar alguns empresários a manterem suas empresas e funcionários não evitaram que várias pessoas fossem parar no “chômage partiel”, que é uma espécie de seguro desemprego.

Poucas pessoas circularam nas ruas bem esvaziadas e diante das aglomerações a fiscalização foi bem rígida, com policiais circulando de bicicleta ao redor de parques para multar reuniões com mais de 5 pessoas. A multa é o equivalente hoje a R$ 600,00.

Em contraponto, uma boa parte, notadamente jovens, minimizam a situação como em algumas partes do mundo, saindo nas ruas e à beira de lagos como se tudo estivesse normal.

Verdade que podemos às vezes não entender muito bem a situação e o que vem sendo recomendado, como por exemplo: o uso de máscara, que só posteriormente foi recomendado. Mas o fato é que, passar em meio de um tiroteio, ainda de olhos fechados, mostra uma conscientização e insensibilidade de boa parte da população mundial. Na Suiça a situação foi diferente e a imensa maioria deu exemplo

Uma volta à quase normalidade no dia 11 de maio

Café em Lausanne. (Foto: Robert Gusmão)

Com reabertura de alguns estabelecimentos, restaurantes e salas no quadro esportivo foram disponibilizadas com restrições e distanciamento.

O Retorno foi bem pensado, de maneira progressiva em diferentes etapas do desconfinamento. As Medidas especiais foram adotadas como esse café localizado no centro de Lausanne, que no primeiro momento fez um serviço de consumo “delivery”. Quando foi possível retomar o atendimento presencial, o estabelecimento adotou um cuidado maior com a higiene, desinfectando mesas e cadeiras pós passagem dos clientes. Divisórias também foram instaladas.

(mais…)

Fernando Gomes afirma que números da Covid-19 de Ilhéus não são verdadeiros

Notinhas.

Fernando Gomes no programa Balanço Geral. Imagem extraída de vídeo.

“Os seus títulos têm relevância, porém, o mais importante é a natureza dos seus argumentos”.

Otavio Filho (escritor, professor aposentado e artista plástico).

 

O prefeito de Itabuna, Fernando Gomes, não é médico e não tem formação de nível superior, contudo, em entrevista ao apresentador Tom Ribeiro, da TV Cabrália, nesta quarta-feira (3), ele deu uma aula de verdade (em relação aos números da Covid-19) ao seu colega de Ilhéus, Mário Alexandre, que usa jaleco e fez o juramento de Hipócrates.

Fernando, um octogenário reconhecidamente lúcido, colocou em dúvida os números apresentados pela cidade vizinha. “Têm municípios aí que não estão falando a verdade. Ilhéus mesmo tem problema. Aqui tem mil [casos] e morreram 39. Lá tem 500 [casos] e morreram 37. Eu acho que está errado esse número”, disse o prefeito. Especialistas em epidemiologia e estatística afirmam que o número de mortos é proporcional ao número de infectados. A quantidade de óbitos não mente, regra que evidencia a manipulação dos dados em Ilhéus.

O prefeito itabunense também disse que em sua gestão a mentira sobre a pandemia não é admitida. “Eu não quero número errado aqui comigo. Eu quero a coisa certa. Tem que me dar o que é correto, para passar o que é correto. Eu não quero mentira em meu governo”, falou em voz alta.

Apesar de ressaltar a importância dos números reais, Fernando cometeu o mesmo erro que Mário Alexandre ao determinar a reabertura do comércio local a partir da próxima semana.

Ontem o BG revelou, em primeira mão, um texto do Físico Zolacir Trindade (UESC) com questionamentos à veracidade do estudo assinado pelo secretário de saúde de Ilhéus, Geraldo Magela, que justificou com dados manipulados a reabertura do comércio.

Assista.

Sesc lança projeto virtual como incentivo à produção artística nacional

Em função das mudanças de comportamento social causadas pela pandemia de Covid-19, a classe artística foi fortemente atingida, com o fechamento dos equipamentos culturais e a impossibilidade de apresentações presenciais. Esse cenário é agravado ainda pela imprevisibilidade da volta dos espetáculos.

É nesse contexto que o Sesc lança o projeto Sesc Cultura ConVIDA!, para incentivar a produção artística em todas as vertentes e levar as apresentações para dentro das casas da plateia.

De 3 a 7 de junho, artistas de todo o país poderão inscrever seus trabalhos por meio do site www.sesc.com.br/convida. Serão contemplados até 470 projetos de arte educação, artes cênicas, artes visuais, audiovisual, biblioteca/literatura, música e patrimônio cultural, com investimento previsto de R$ 587.500,00.

Com foco em trabalhos não divulgados nos grandes meios de comunicação, o projeto inclui ainda oficinas, debates e podcasts com profissionais que integrem o sistema produtivo da cultura.

“O Sesc Cultura ConVIDA! é a manutenção do trabalho de fomento, difusão e incentivo à produção artística nacional, que o Sesc promove ao longo de mais de sete décadas. Com esta iniciativa pretendemos não só valorizar o trabalho dos artistas de todas as regiões e movimentar a economia criativa, como também contribuir para a qualidade de vida e bem-estar do público neste cenário de isolamento social”, disse a Diretora de Programas Sociais do Departamento Nacional do Sesc, Lucia Prado.

Cada proponente poderá realizar apenas uma inscrição e as propostas apresentadas deverão respeitar as medidas de isolamento social que estejam em vigor no momento da sua execução.

As comissões de cada segmento são compostas por profissionais de Cultura do Sesc que atuam no planejamento e desenvolvimento da programação cultural da instituição.

Acampamento de traficantes é desmontado em Jequié

Material foi apreendido após denúncia anônima. (Foto: divulgação)

Um acampamento utilizado por uma organização criminosa foi desarticulado, na tarde de ontem (terça-feira, 2), pela Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe) Central. A estrutura ilegal estava montada na zona rural do município de Jequié, região Sudoeste da Bahia.

Uma denúncia anônima guiou os PMs até a localidade Beira Rio. As guarnições se separaram no terreno e iniciaram o protocolo de patrulha rural. Às margens do Rio de Contas o acampamento foi localizado e um grupo de traficantes armado reagiu à presença policial atirando.

Houve confronto e dois criminosos terminaram feridos. A dupla foi socorrida, mas não resistiu. No local foram apreendidos dois revólveres calibre 38, munições, 10 kg de maconha e 1 kg de pasta base de cocaína.

O caso foi registrado na Delegacia Territorial (DT) de Jequié.

Ações integradas melhoram o acolhimento de familiares e pacientes no Hospital Regional Costa do Cacau

Hospital Regional da Costa do Cacau.

Os setores de Serviço Social e Psicologia do Hospital Regional Costa do Cacau (HRCC), em Ilhéus, realizam ações integradas para acolher familiares e pacientes também da Unidade Covid-19. Esse atendimento especial tem como objetivo garantir o acolhimento humanizado durante a pandemia.

Profissionais dessas duas áreas se uniram para fortalecer suas atividades de assistência social e orientação psicológica, em um momento delicado. O paciente acometido pela Covid-19, internado na ala específica para tratamento da doença, não pode receber visitas presenciais de parentes e amigos.

Por esse motivo, esse acolhimento diferenciado, acontece desde o primeiro momento, com a entrada do paciente. Assistentes sociais e psicólogos fazem vistas diárias aos pacientes para amenizar as dores emocionais e sociais causadas pelo distanciamento entre os pacientes e suas famílias.

Toda essa atividade integrada visa melhorar a relação paciente, família e unidade hospitalar para que se torne mais harmônica, ajudando na recuperação do enfermo.

De acordo com Maria das Graças dos Santos Souza, assistente social do HRCC, no momento de visitas no leito, ocorre o diálogo e transmissão de recados dos familiares para os pacientes. “Dessa forma, a gente consegue amenizar a angústia causada por esse distanciamento. Precisamos ser os mediadores desse diálogo, os interlocutores entre a família e o paciente, assim, as famílias se sentirão mais acolhidas”, destacou.

A assistente social sinaliza que a ideia é a humanização e o acolhimento mais amplos aos familiares e pacientes durante o internamento. “A família recebe informações sobre as normas internas da unidade. Como é esse processo de contato, com o hospital e a família, como passamos as informações sobre o paciente, pelas equipes de Psicologia e Serviço Social, atendendo necessidades dos pacientes e seus familiares”, relatou.

O médico Almir Gonçalves, diretor assistencial do HRCC, afirma que, assim como todas as equipes do hospital, os setores de Serviço Social e Psicologia, sempre oferecem os melhores serviços na assistência humanizada. “Sempre que temos interações entre nossos profissionais de diversas áreas, potencializam, ainda mais, a qualidade dos nossos serviços”, informou.

Prefeito de Uruçuca é contra reabertura do comércio em Ilhéus e Itabuna

Moacyr Leite.

O prefeito de Uruçuca, Moacyr Leite Junior (DEM), declarou que a abertura do comércio nas cidades vizinhas Ilhéus e Itabuna trata-se de uma temeridade.

Em uma live com o site Bahia Notícias, nesta quarta-feira, 3, Moacyr criticou a atitude, que chama de absurdo, já que as duas cidades, juntas, alcançaram mais de 1.600 casos confirmados e mais de 50 óbitos.

Moacyr adiantou que sua equipe está estudando a possibilidade de decretar um lockdown (bloqueio total) nós próximos dias no município.

”Uruçuca está entre Ilhéus e Itabuna e os urucuquenses certamente vão se deslocar para fazer compras, o que pode causar contaminação”, concluiu. * Informações do iPolítica.

Ilhéus registrou 5 novos óbitos pela Covid-19; homem de 36 anos morreu no mesmo dia de internação

Homem de 36 anos e idosos foram as últimas vítimas confirmadas. (Foto ilustrativa \ O Globo)

Subiu de 29 para 34 o número de pessoas que morreram por causa da Covid-19 em Ilhéus. As informação foi confirmada nessa última terça-feira (02) pela Prefeitura Municipal e a secretaria de saúde da Bahia.

Entre as vítimas, um homem de 36 anos, portador de doença cardiovascular. Ele foi internado no dia 30 de maio, data em que também perdeu a vida por conta da infecção, em um hospital da rede pública.

As outras vítimas da Covid-19 no município foram idosos de 64, 74, 75 e 96 anos de idade.

Itabuna: Ministério Público cobra estudos que justifiquem a reabertura do comércio

MP-BA cobrou estudos que justifiquem a reabertura anunciada.

Em primeira mão. A Prefeitura de Itabuna tem 48h para apresentar, ao Ministério Público da Bahia (MP-BA), estudos técnicos que justifiquem a reabertura do comércio no município, anunciada nessa última terça-feira, dia 2, para a próxima semana.

De acordo com o MP-BA, uma “política de quarentena horizontal precoce deve ser amparada em dados técnico-científicos”. O Ministério Público também argumenta que a quarentena social é a única capaz, neste momento, de retardar a contaminação pelo novo coronavírus.

A Prefeitura também deverá informar a quantidade de leitos e quais unidades de saúde estão disponíveis para tratamento da Covid-19 em Itabuna, atualmente.

Bahia tem mais 22 municípios com transporte suspenso; total chega a 281

Ituberá entrou na lista de municípios com transporte suspenso. (Foto: Pinterest)

Água Fria, Andaraí, Aramari, Aurelino Leal, Caldeirão Grande, Candeal, Caravelas, Correntina, Dom Basílio, Itapitanga, Ituberá, Jandaíra, Lafaiete Coutinho, Lapão, Maetinga, Palmas de Monte Alto, Ribeirão do Largo, Ruy Barbosa, Santanópolis, Serra Dourada, Serrolândia e Wanderley terão o transporte intermunicipal suspenso a partir de quinta-feira (4).

A medida tem o objetivo de conter o avanço do coronavírus na população baiana. Ficam proibidas nesses municípios a circulação, saída e chegada de qualquer transporte coletivo intermunicipal, público e privado, rodoviário e hidroviário, nas modalidades regular, fretamento, complementar, alternativo e de vans.

A decisão foi publicada em decreto no Diário Oficial do Estado (DOE) desta quarta-feira (3). O decreto ainda autoriza a retomada do transporte em Aracatu, Barro Preto, Caculé, Medeiros Neto e Pedrão, cidades com 14 dias ou mais sem novos casos de Covid-19.

Lista de municípios

A Bahia possui 281 municípios com transporte suspenso. São eles: Acajutiba, Adustina, Água Fria, Aiquara, Alagoinhas, Alcobaça, Amargosa, Amélia Rodrigues, Anagé, Andaraí, Anguera, Antas, Antônio Cardoso, Aporá, Apuarema, Araçás, Araci, Aramari, Aratuípe, Aurelino Leal, Baianópolis, Barra, Barra do Choça, Barra do Mendes, Barra do Rocha, Barreiras, Barrocas, Belmonte, Boa Vista do Tupim, Bom Jesus da Lapa, Boquira, Brumado, Buerarema, Buritirama, Cabaceiras do Paraguaçu, Cachoeira, Caém, Caetité, Cairu, Caldeirão Grande, Camacã, Camaçari, Camamu, Campo Alegre de Lourdes, Campo Formoso, Canavieiras, Candeal, Candeias, Candiba, Cândido Soares, Cansanção, Canudos, Capela do Alto Alegre, Capim Grosso, Caraíbas, Caravelas, Cardeal da Silva, Casa Nova, Castro Alves, Catu, Cícero Dantas, Cipó, Coaraci, Cocos, Conceição da Feira, Conceição do Almeida, Conceição do Coité, Conceição do Jacuípe, Conde, Condeúba, Coração de Maria, Coronel João Sá, Correntina, Crisópolis, Cristópolis, Cruz das Almas, Curaçá, Dário Meira, Dias D’Ávila, Dom Basílio, Encruzilhada, Entre Rios, Esplanada, Euclides da Cunha, Eunápolis, Fátima, Feira de Santana, Filadélfia, Floresta Azul, Gandu, Glória, Gongogi, Governador Mangabeira, Guanambi, Iaçu, Ibicaraí, Ibipeba, Ibirapitanga, Ibirapuã, Ibirataia, Ibitiara, Igrapiúna, Iguaí, Inhambupe, Ilhéus, Ipecaetá, Ipiaú, Ipirá, Irará, Irecê, Itabela, Itaberaba, Itabuna e Itacaré.

(mais…)

Zona sul de Ilhéus terá abastecimento de água interrompido nesta quinta-feira

22 localidades terão o abastecimento interrompido.

A Embasa informou que realizará uma limpeza e desinfecção dos reservatórios de água tratada no subsistema do Pontal e outras localidades da zona sul de Ilhéus. Por conta disso, o abastecimento de água será temporariamente interrompido amanhã (quinta-feira, 4).

O procedimento será iniciado no período da manhã e a previsão de término é somente à noite. A normalização do abastecimento deve acontecer em até 24h.

A Embasa recomenda que os consumidores tenham disponível um reservatório de água compatível com o consumo diário de água do imóvel durante o período de normalização do serviço.

As localidades afetadas serão: BA 415, Barreira, Ceplus, Hernani Sá I e II, Ilhéus II, Jardim Atlântico, Loteamento São Caetano, Mar a Vista, Mar de Ilhéus I, Nossa Senhora da Vitória, Nelson Costa, Pérola do Mar, Pontal, Parque Olivença, Praia Dourada, Rodovia Ilhéus-Olivença, Santo Antônio de Pádua, São João, Sapetinga, Sol e Mar I e II, Urbis.