Fábrica em Ilhéus é investigada após contaminação de funcionários

Mucambo.

O Ministério Público do Trabalho (MPT) na Bahia abriu procedimento para apurar denúncias de que a fábrica Mucambo, em Ilhéus, estaria vivendo um surto de Covid-19, sem adotar medidas para prevenir o contágio entre seus funcionários.

O caso está sob a responsabilidade ds procuradora Marselha Silvério, que já avalia formas de solicitar informações da empresa e deverá emitir recomendação para adoção de medidas preventivas e de gestão de surto.

As denúncias, que foram feitas por empregados da empresa, atribuem o contágio á administração da indústria, alegando que os funcionários ficam em setores interligados, próximos uns dos outros sem material de proteção adequado, como máscaras e álcool em gel, além de não serem adotadas medidas preventivas como afastamento de pessoas infectadas pela covid-19 em tempo hábil, nem redução da quantidade de pessoas na fábrica.

O MPT vai solicitar informações à empresa e não afastou a possibilidade de convocar funcionários para prestar depoimento e esclarecer os fatos. O MPT também irá apurar denúncias de perseguição da empresa aos empregados que acionaram órgãos de imprensa para relatar os fatos. O órgão salienta que vai investigar de que forma estão sendo adotadas medidas que permitam o controle de um eventual surto da doença na organização.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *