Secretários de saúde. Uildson Nascimento chama Geraldo Magela de “mentiroso, vil e ardiloso”

Uildson e Magela.

O secretário de saúde de Itabuna, Uildson Nascimento, contestou as informações divulgadas pela Prefeitura de Ilhéus à imprensa no último dia 03 de junho, onde afirmava que o município era o que tinha realizado mais testes da Covid-19 no interior da Bahia. Num comparativo, o material distribuído pelo governo ilheense citava ainda um suposto número inferior de testes realizados em Itabuna.

De acordo com Uildson, ao invés de 3.878 testes, como foi erradamente informado pela Prefeitura de Ilhéus, Itabuna realizou 7.951 testes até o dia 2 de junho. Uildson detalhou que os testes foram realizados em 3.360 profissionais de segurança; 962 profissionais de saúde; 385 servidores municipais; 100 detentos; 584 pessoas em monitoramento e com suspeita da doença; 390 idosos em abrigos e 70 pessoas de outras categorias. Outras 2.100 pessoas foram testadas na modalidade “PCR”. Dessa maneira, Itabuna testou 3.944 pessoas a mais que Ilhéus, no período citado.

Uildson acrescentou ainda que Itabuna investiu cerca de R$ 1,8 milhão em mais 20.000 testes rápidos adquiridos através de pregão eletrônico. O material é distribuído em unidades de saúde e utilizado em ações realizadas em bairros com maior número de casos registrados.

De acordo com Uildson, o secretário de saúde de Ilhéus, Geraldo Magela, “ao invés de fabricar dados mentirosos, o que lhe é peculiar, deveria vir a público explicar o destino que deu aos mais de R$ 3 milhões recebidos do Ministério da Saúde no mês de abril desse ano para usos exclusivo no combate e enfrentamento da Covid-19 em Ilhéus, além de explicar também sobre as diversas denúncias que pairam sobre ele, como a acusação de estelionato praticado contra uma idosa de 73 anos; sobre os R$ 300 mil destinados à aquisão de equipamentos para o posto do bairro Nossa Senhora da Vitória; a aquisição de medicamentos de origem duvidosa; as “farras das diárias”; o contrato de R$ 4 milhões com a clínica de parentes do prefeito Mário Alexandre; a compra de álcool em gel numa ‘birosca’ em Coaraci; a omissão na taxa de ocupação dos leitos de UTI; as licitações direcionadas, dentre muitas outras coisas”, disse.

“Magela sempre foi um mentiroso, ardiloso e vil, deixando marcas negativas por onde passou, que diga a sociedade de Itabuna, Teixeira de Freitas e Eunápolis, somente para citar alguns municípios”, ascrecentou Uildson.

Ao Blog do Gusmão, o secretário de Itabuna registrou sua “indignação, repúdio, repulsa e perplexidade” com Magela, que para ele, é “um cidadão com atitudes mesquinhas que em nada contribuem para ações de melhoria na qualidade de vida do ilheense”.

Leia o texto de Uildson Nascimento na íntegra que nos foi enviado por e-mail:

Em matéria divulgada no portal da Prefeitura Municipal de Ilhéus (03.06.2020) https://www.ilheus.ba.gov.br/detalhe-da-materia/info/ilheus-e-o-municipio-que-mais-ja-realizou-testes-covid-19-no-interior-da-bahia/113733 e amplamente distribuída aos veículos de comunicação na qual afirma que “Ilhéus é o Município que mais já realizou testes Covid-19 no interior da Bahia”, onde num dos trechos afirma que a cidade de Itabuna realizou “realizou 3878 testes ao todo”. Na qualidade de titular da pasta da Saúde do município de Itabuna, venho a público, contestar os dados informados pelo Secretário daquela cidade ao tempo que esclarece que os testes rápidos aplicados até a data de 02 de junho de 2020 temos o seguinte: Profissionais de Segurança 3.360, Profissionais de Saúde 962, Servidores Municipais 385; Presidio 100; Pessoas monitoradas e suspeitas 584, Abrigos 390; Outros 70, o que totaliza 5.851 pessoas testadas. Já na modalidade de PCR foram testadas 2.100 pessoas. Isso demonstra que o município testou 7.951 pessoas e não 3.878, conforme informa a matéria, diferentemente do município de Ilhéus que até o dia 02.06 testou apenas 4007. Ressalto que a Secretaria de Saúde de Itabuna, ainda adquiriu 20.000 testes rápidos através de Pregão Eletrônico, que estão sendo distribuídos em todas as unidades básicas de saúde, UPA 24 horas, SAMU 192 e Policlínica Municipal,  que custaram recursos na ordem de R$ 1.800.000,00 (um milhão e oitocentos mil reais). Ainda como estratégia definida pela equipe técnica, realizaremos testagens nos bairros com o maior número de casos positivos, como ocorreu no último dia 03.06.2020 no bairro de Fátima. Os testes rápidos, ainda serão utilizados em drive thru, barreiras sanitárias, condomínios populares, feiras, ações itinerantes, etc. Adquirimos swab – material utilizado para coleta de amostras clínicas para realização de exames microbiológicos, que é um método de detecção do novo coronavírus, também através de processo licitatório foram licitados 30.000 unidades, onde 5.000 unidades serão entregues na próxima segunda-feira (08.06), essa aquisição se deve pelo fato da disponibilização insuficiente desse material por parte da Secretaria de Saúde do Estado – SESAB. Com essas ações de testagens demonstra a preocupação que o municipio tem em identificar o maior número de positivados para ações de prevenção e controle da doença. O Secretário daquele município ao invés de fabricar dados mentirosos, o que lhe é peculiar, deveria vir a público especialmente aos ilheenses, explicar qual o destino que deu aos R$ 3.355.957,25, recebidos do Ministério da Saúde no mês de abril/2020, recursos exclusivos para o combate e enfrentamento a COVID 19. Deveria explicar também as diversas denúncias que pairam sobre ele, a exemplo do estelionato praticado a uma idosa de 73 anos – http://www.blogdogusmao.com.br/2020/05/27/exclusivo-secretario-de-saude-de-ilheus-geraldo-magela-e-acusado-de-aplicar-um-golpe-numa-idosa-de-73-anos/, dos R$ 300 mil reais destinados a aquisição de equipamentos para o Posto do bairro Nossa Senhora da Vitória – http://www.blogdogusmao.com.br/2020/03/05/marao-e-magela-sao-denunciados-no-mpf-por-uso-indevido-de-verba-para-o-posto-de-saude-do-nossa-senhora-da-vitoria/, dos medicamentos de origem duvidosa – http://www.blogdogusmao.com.br/2019/07/04/magela-e-os-medicamentos-de-origem-duvidosa/, das farras das diárias – http://www.blogdogusmao.com.br/2019/03/18/saude-camara-de-vereadores-de-ilheus-vai-convocar-secretario-geraldo-magela/, do contrato de 4 milhões de reais com a Clinica de parentes do prefeito – http://www.blogdogusmao.com.br/2019/02/05/contrato-de-r-4-milhoes-com-a-clinica-de-familiares-do-prefeito-atende-o-interesse-da-populacao-afirma-magela/, a compra de álcool em gel numa birosca na cidade de Coaraci/BA – https://www.pimenta.blog.br/2020/05/13/covid-19-mp-ba-apura-irregularidades-em-contratos-da-prefeitura-de-ilheus/, a omissão na taxa de ocupação dos leitos de UTI – http://www.blogdogusmao.com.br/2020/05/01/governo-marao-nao-divulga-informacoes-sobre-5a-morte-por-covid-19-e-omite-taxa-de-ocupacao-de-leitos-de-uti/,  de licitações direcionadas – http://www.blogdogusmao.com.br/2019/02/27/empresa-sysvale-e-favorita-para-vencer-licitacao-em-ilheus/, dentre muitas outras. Magela sempre foi um mentiroso, ardiloso e vil deixando marcas negativas por onde passou, que diga a sociedade de Itabuna, Teixeira de Freitas e Eunápolis, somente para citar alguns municípios. Aqui deixo minha indignação, repúdio, REPULSA e perplexidade com esse cidadão que com essas atitudes mesquinhas em nada contribui para ações de melhoria na qualidade de vida do ilheense como sou.

Uildson Henrique Nascimento

Secretário de Saúde de Itabuna



2 responses to “Secretários de saúde. Uildson Nascimento chama Geraldo Magela de “mentiroso, vil e ardiloso”

  1. Conforme previmos em comentário anterior, o excelentíssimo senhor prefeito Marão não goza de suficiente autoridade para despachar o pedido de exoneração do poderoso secretário de saúde Geraldo Magelo. Forças políticas ocultas lá de cima e conhecimento profundo sobre tudo que foi processado na saúde de Ilhéus impedem a exclusão do Magela do time de secretários mais poderosos próximos do Marão. Coisas de Ilhéus. Impossível haver outra cidade com semelhante personalidade politica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *