Boletim Covid-19 (09/06): Ilhéus tem 723 casos confirmados pelo estado; novo óbito é registrado

Boletim epidemiológico (09/06).

O Boletim Epidemiológico da Bahia, atualizado nessa terça-feira (9) pela secretaria estadual de saúde, mostra que Ilhéus possui 723 casos confirmados da Covid-19. Outros 22 aguardam a validação do município. Já o boletim da Prefeitura Municipal confirma 693 casos. Ainda de acordo com as informações municipais, foi confirmado mais um óbito pela Covid-19 no município, que agora soma 40 vítimas. Estão em monitoramento 215 pessoas.

Bahia registra 30.481 casos confirmados de Covid-19

As informações são do Boletim Epidemiológico da Bahia (09/06).

A Bahia registra 30.481 casos confirmados de coronavírus (Covid-19), o que representa 19,03% do total de notificações no estado. O boletim epidemiológico ainda contabiliza 13.484 pessoas recuperadas, 937 óbitos e 16.060 indivíduos monitorados pela vigilância epidemiológica e com sintomas da Covid-19, o que são chamados de casos ativos.

Os casos confirmados ocorreram em 342 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (57,73%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 1.000.000 habitantes foram Ipiaú (7.738,76), Itajuípe (7.564,30), Uruçuca (7.066,62), Salvador (5.979,78) e Urandi (5.883,06).

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 47.160 casos descartados e 82.518 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 16 horas desta terça-feira (9).

Na Bahia, 4.468 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19.

Diversos serviços da Sefaz-Ba migraram para o meio virtual durante a pandemia

113 serviços estão disponíveis para os contribuintes no site da SefazBa.

Em função da pandemia de coronavírus e da declaração de situação de emergência em toda a Bahia, a Secretaria da Fazenda do Estado (Sefaz-Ba) realizou a migração para o meio virtual de 22 serviços que antes eram prestados apenas de forma presencial.

Com isso, o site www.sefaz.ba.gov.br passou a ter papel mais ativo na interface do fisco estadual com os contribuintes. Ao entrar na página, basta clicar no ícone “Carta de Serviços ao Cidadão”, localizado na lateral direita do site, para ter acesso à relação completa desses serviços e conferir se a demanda poderá ser resolvida no próprio site ou então com o envio de documentação via e-mail. Ao todo, 113 serviços estão disponíveis para os contribuintes no site da SefazBa.

Caso encontre qualquer dificuldade, o contribuinte pode enviar e-mail para [email protected] ou ligar para o Call Center da SefazBa, por meio dos telefones 0800 071 0071 (apenas para ligações de fixo) e 71 3319-2501 (ligações de fixo e celular), que funcionam de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Os suportes via telefone e e-mail também foram reforçados para fornecer toda a informação necessária aos cidadãos.

Novos serviços em meio virtual

Ao clicar no ícone Carta de Serviços ao Cidadão, a relação completa está disponível no banner localizado no alto da página, intitulado “Covid-19 – Conheça os procedimentos virtuais para atendimento aos contribuintes”.

Os serviços que antes eram prestados de forma presencial e foram adaptados para a nova realidade durante a pandemia são os de entrega de documentação para cálculo do ITD (Imposto de Transmissão Causa Mortis e Doação de Quaisquer Bens e Direitos), de solicitação de emissão de Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) e Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica (NFC-e) por Microempreendedor Individual (MEI), de solicitação de isenção de ICMS e IPVA, além da impugnação de notificação fiscal.

Entre os novos serviços disponíveis no meio virtual estão ainda: acompanhamento de processos na Diretoria de Administração Tributária da Região Metropolitana (DAT-Metro), solicitação de Autorização de Impressão de Documentos Fiscais (AIDF), comprovação de quitação do IPVA, convalidação de crédito e crédito extemporâneo, entrega de documentação e mídia relacionadas aos Convênios 115/03 e 126/98, credenciamento de locadoras, entrega de defesa administrativa, solicitação de desbloqueio de ambiente de contingência da NF-e, habilitação para diferimento, solicitação de inscrição de produtor rural, pedidos de parcelamento de impostos (para as situações antes não disponíveis na internet), restituição de imposto, retificação do Documento de Arrecadação Estadual (DAE).

(mais…)

Temos de “estar juntos” na unidade dos propósitos, sem sucumbirmos ao perigo das verdades únicas.

Busque conhecer o funcionamento das instituições, dos poderes, dos direitos, das garantias, ou seja, vá em busca de informações variadas que ajudem na qualificação da cidadania. Todo cidadão é um ser de direitos, mas também garantidor dos mesmos. Para isso, conhecer as origens, os tipos e a legislação garantidora constitui tarefa de todos. Se desconhecemos o que nos é de direto, os usurpadores de direitos alimentarão nossa amnésia. Temos de “estar juntos” e armados de conhecimento.

Por Caio Pinheiro e Rans Spectro.

Para se consertar um país, é imperativo conhecê-lo para além das percepções superficiais. Todavia, é aí que reside o “x” da questão quando pensamos nas iniquidades socioeconômicas que flagelam milhares de habitantes desse canto ao sul da América Latina. Por aqui, educação, habitação, saneamento básico, distribuição de renda e desenvolvimento econômico carecem de conserto. Contudo, são muitos os brasileiros que desconhecem as engrenagens da nação. De gestores públicos a cidadãos indignados, predomina o achismo nas avaliações das nossas mazelas.

Assim, o exercício da cidadania política fica longe de produzir as resolutividades demandadas pelas urgências nacionais. É verdade que voltamos às ruas? Sim. Pela democracia, contra o racismo, criticando o recrudescimento das ideias fascistas, pelo fim do extermínio de vidas negras etc. Estamos requerendo direitos! Mas, considerando a morosidade das mudanças, fica evidente que nossos gritos não penetraram nos ouvidos moucos daqueles(as) responsáveis pela gestão da coisa pública.

Então, perguntamos: onde está o erro? Acreditamos que o erro se encontra na estratégia. Para vencer essa guerra, precisamos manter intactos os princípios e reavaliar constantemente as estratégias, do contrário padeceremos da síndrome do derrotismo. Para começar, podemos ser mais reticentes com as generalizações. Generalizar é um ato de preguiça intelectual. Colocar tudo/todos no mesmo balaio interdita a compreensão da complexidade dos problemas. Daí, nesse momento, a palavra de ordem deve ser “conhecer”.

Busque conhecer o funcionamento das instituições, dos poderes, dos direitos, das garantias, ou seja, vá em busca de informações variadas que ajudem na qualificação da cidadania. Todo cidadão é um ser de direitos, mas também garantidor dos mesmos. Para isso, conhecer as origens, os tipos e a legislação garantidora constitui tarefa de todos. Se desconhecemos o que nos é de direto, os usurpadores de direitos alimentarão nossa amnésia. Temos de “estar juntos” e armados de conhecimento.

No entanto, estarmos juntos pode não bastar? Interpretações desconexas das relações socioeconômicas fazem parte do jogo democrático. A pluralidade das narrativas é em si a democracia. Com efeito, nos regimes democráticos, toda e qualquer mudança se assenta no consenso. É a história de que a opinião da maioria deve sobrepor-se à minoria. Sob essa perspectiva, as mudanças que almejamos jamais serão bancadas pela uniformidade de ideias como defendem os protofascistas, mas, sim, através do consenso democrático que valoriza as diferenças que nos permitirão alcançar a unidade de propósitos.

Viver em sociedade é, queira ou não, aceitar as suas regras. Isso não necessariamente significa ser apático e permissivo ante o que se explicita como passível de mudança. E, para que tais mudanças e transformações se sucedam, existem duas formas básicas de ação: ou busca-se entendê-las e utilizar das ferramentas políticas que a sociedade nos oferta para operar e protagonizar as referidas mudanças, ou propõem-se rupturas drásticas, o que a História mostra que geralmente vem acompanhado de derramamento de sangue. Enquanto houver possibilidades democráticas de ação, assim cremos e assim nos diz o bom senso, vidas devem ser poupadas.

(mais…)

Coleta de dados para o projeto MoveIlhéus entra em nova fase e se adapta ao contexto da pandemia

Projeto traz elementos para gestores melhorarem mobilidade urbana.

O Grupo de Estudos e Pesquisa em Comportamento Motor, da Universidade Estadual de Santa Cruz reabriu nesta semana a 2ª onda de coleta de dados do projeto “MoveIlhéus: conectando experiência, comportamento e espaço urbano”. O projeto foi adaptado para o contexto da atual pandemia, com inserção de informações sobre os cuidados do dia-a-dia.

Agora, cada participante receberá um relatório individual contendo informações sobre o nível de atividade física e as orientações de práticas que poderão ser realizadas neste momento de distanciamento social. Para participar da pesquisa acesse o site http://moveilheus.uesc.br/.

A comunidade poderá interagir ainda com o grupo de pesquisa através das redes sociais Facebook, Instagram e YouTube pelo perfil @moveilheus.

O projeto tem como objetivo trazer elementos que auxiliem os gestores públicos na adoção de ações para a melhoria da mobilidade urbana e da saúde da população de Ilhéus.

Profissional da saúde com Covid-19 acusa clínica em Ilhéus de colocá-la para fora ao tentar realizar exame

Área da recepção da Multimagem. (Foto: divulgação)

Uma denúncia enviada ao Blog do Gusmão trata sobre um atendimento realizado na última quinta-feira (04) na clínica Multimagem, localizada na Av. Cidade Nova, em Ilhéus.

De acordo com o relato da denunciante, uma mulher profissional da saúde que testou positivo para Covid-19, ela foi colocada para fora da clínica a pedido de uma atendente, após a mesma perceber que se tratava de uma pessoa contaminada pelo coronavírus.

A denunciante explicou que foi diagnosticada na quarta-feira (03) através de um exame do tipo “swab”, mas já apresentava sintomas desde o domingo (31). Na quinta-feira (04) ela procurou a Unidade de Atendimento Covid-19, instalada no Centro de Convenções de Ilhéus. Apresentando baixa saturação, o médico lhe solicitou um exame de tomografia do pulmão. A mulher, que nesse momento já se sentia fraca, seguiu em direção à clínica.

Ao chegar na recepção, a denunciante afirmou que foi questionada pela atendente sobre procedimento que seria realizado. “É tomografia?”. Após a resposta positiva, a atendente pediu que a mulher se retirasse da clínica e aguardasse do lado de fora, sem se importar com o seu estado de saúde, o que teria lhe gerado um enorme constragimento. Ela também contou que presenciou a mesma situação com outros pacientes.

Através do relato, a mulher observou que a atendente, naquele momento, não possuía equipamento de proteção individual adequeado, sendo a clínica uma das referências na cidade para este tipo de exame, um dos principais para diagnótisco da infecção.

A denunciante solicita que a coordenação da clínica “recicle seus funcionários quanto ao atendimento aos pacientes contaminados”.

Outro lado:

O BG manteve contato com a clínica e conversou com uma administradora, que pediu para não ser identificada. A funcionária disse que não tinha nada a comentar sobre o caso específico e que pretende enviar uma nota de esclarecimento ao blog, posteriormente.

Itabuna: PRF prende casal com quase 30 Kg de maconha transportado em caixas de papelão

Droga teria vindo de São Paulo.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu, na noite de segunda-feira (08), um casal por tráfico de drogas. A ocorrência se deu em frente a unidade policial da PRF, localizada no Km 503 da BR 101, em Itabuna. A dupla transportava quase 30 Kg de maconha escondidos no porta-malas.

Passava das 23h, quando policiais rodoviários federais deram ordem de parada a um Siena, com placas de Coronel João Sá (BA). Ao solicitar documentação do motorista e passageira do veículo, os policiais perceberam que o casal aparentava nervosismo.

Desconfiados, os policiais decidiram fazer uma busca no carro. Ao abrir o porta-malas do veículo, a equipe encontrou 35 tijolos escondidos em duas caixas de papelão que totalizaram 29,96 quilos.

O homem de 53 anos, informou aos policiais que foi procurado por dois homens, no estado de São Paulo, para trazer uma encomenda para sua terra natal. Relatou ainda que imaginava que estaria transportando roupas e não maconha. Já a mulher de 32 anos que disse trabalhar como professora e confessou desconhecer que trazia produto ilícito no carro.

Dada às circunstâncias, o casal foi preso em flagrante delito por tráfico de drogas (art. 33 da Lei 11.343/2006) e foi apresentado à autoridade policial de plantão da Delegacia de Polícia Civil, para formalização dos procedimentos cabíveis.

Fake news: Governo do Estado não encaminhou areia em caixas com álcool em gel a Teixeira de Freitas

Vídeo apresenta imagens que foram gravadas no Rio Grande do Norte.

O Governo do Estado da Bahia não encaminhou a nenhum município baiano caixas com álcool em gel e areia. Depois de circular nos estados de Pernambuco e Rio Grande do Norte, a notícia mentirosa associada a um vídeo está sendo disseminada, agora na Bahia, por meio de aplicativos de mensagens e das redes sociais.

“Chegaram em Teixeira de Freitas os produtos enviados pelo governo Rui Costa […] Os caras mandam dois litros e colocam areia porque o estado compra em muita quantidade”, diz a mensagem com a grafia errada do nome do governador da Bahia.

Na verdade, o vídeo foi gravado no Hospital Regional do Seridó, em Caicó, no Rio Grande do Norte, e o material que está dentro das caixas com álcool em gel não é areia, são grânulos para absorção de material inflamável, utilizado por alguns fabricantes para evitar acidentes com o produto.

De acordo com o site Boatos.Org, especializado em checagem de fatos, os produtos foram comprados pelo Ministério da Saúde para o município do Rio Grande do Norte, portanto não tem qualquer relação com compras realizadas pelos três estados nordestinos já relacionados a fake news até este momento: Bahia, Pernambuco e Rio Grande do Norte.

Fato

Na noite do último sábado (6), chegaram ao município de Teixeira de Freitas 20 respiradores para enfrentamento da pandemia de Covid-19. Os equipamentos, que foram enviados pelo Ministério da Saúde do Governo Federal, em uma ação conjunta com a empresa Suzano Papel e Celulose, são destinados ao Hospital de Campanha do Município.

A estrutura do Hospital de Campanha é uma parceria do Governo do Estado com a Suzano. Esta informação é fato e está nos sites e redes sociais oficiais. Antes de compartilhar um conteúdo, o Governo do Estado orienta que baianas e baianos pesquisem e busquem informações oficiais. Fake News é crime.

Em 28 de maio, entrou em vigor na Bahia a lei de combate à disseminação de fake news (notícias falsas). De acordo com a nova lei, a criação e disseminação de notícias falsas sobre epidemias, endemias e pandemias será punida com multa, que varia entre R$ 5 mil e R$ 20 mil.

A punição vale para os responsáveis por elaborar, divulgar e utilizar softwares ou outros mecanismos para o compartilhamento em massa de fake news. Os valores da multa serão usados no combate à pandemia.

Bahia tem 18 municípios com transporte suspenso; total chega a 309

Nilo Peçanha passou a integrar a lista de municípios com transporte suspenso.

Os municípios Angical, Aracatu, Barra da Estiva, Botuporã, Central, Guajeru, Iuiu, Laje, Malhada, Mortugaba, Muquém de São Francisco, Nilo Peçanha, Nova Canaã, Piatã, Quijingue, São Miguel das Matas, Serra do Ramalho e Ubaíra terão o transporte intermunicipal suspenso a partir de quarta-feira (10).

A medida de suspensão de transporte, que foi prorrogada até o dia 21 de junho, tem o objetivo de conter o avanço do coronavírus na população baiana. Ficam proibidas nesses municípios a circulação, saída e chegada de qualquer transporte coletivo intermunicipal, público e privado, rodoviário e hidroviário, nas modalidades regular, fretamento, complementar, alternativo e de vans.

A decisão foi publicada em decreto no Diário Oficial do Estado (DOE) desta terça-feira (9). O decreto ainda autoriza a retomada do transporte em Anagé, Brotas de Macaúbas, Itapebi, Jaborandi, Jiquiriçá, Jussara, Lajedão, Maraú, Matina, Mirante, Nova Soure, Palmeiras, Paramirim, Paratinga, Rio do Pires, Souto Soares, Tanque Novo, Utinga e Varzedo, cidades com 14 dias ou mais sem novos casos de Covid-19.

Lista de municípios

A Bahia possui 309 municípios com transporte suspenso. São eles: Acajutiba, Adustina, Água Fria, Aiquara, Alagoinhas, Alcobaça, Almadina, Amargosa, Amélia Rodrigues, Andaraí, Angical, Anguera, Antas, Antônio Cardoso, Aporá, Araçás, Aracatu, Araci, Aramari, Aratuípe, Aurelino Leal, Baianópolis, Banzaê, Barra, Barra da Estiva, Barra do Choça, Barra do Mendes, Barra do Rocha, Barreiras, Barrocas, Barro Preto, Belmonte, Boa Vista do Tupim, Bom Jesus da Lapa, Bonito, Boquira, Botuporã, Brumado, Buerarema, Buritirama, Cabaceiras do Paraguaçu, Cachoeira, Caetité, Cairu, Caldeirão Grande, Camacã, Camaçari, Camamu, Campo Alegre de Lourdes, Campo Formoso, Canarana, Canavieiras, Candeal, Candeias, Candiba, Cândido Soares, Cansanção, Canudos, Capim Grosso, Caraíbas, Caravelas, Cardeal da Silva, Casa Nova, Castro Alves, Catu, Central, Cícero Dantas, Cipó, Coaraci, Cocos, Conceição da Feira, Conceição do Almeida, Conceição do Coité, Conceição do Jacuípe, Conde, Condeúba, Coração de Maria, Coronel João Sá, Correntina, Crisópolis, Cristópolis, Cruz das Almas, Curaçá, Dário Meira, Dias D’Ávila, Dom Basílio, Encruzilhada, Entre Rios, Esplanada, Euclides da Cunha, Eunápolis, Fátima, Feira de Santana, Filadélfia, Firmino Alves, Floresta Azul, Formosa do Rio Preto, Gandu, Glória, Gongogi, Governador Mangabeira, Guajeru, Guanambi, Guaratinga, Iaçu, Ibicaraí, Ibicuí, Ibipeba, Ibipitanga, Ibirapitanga, Ibirapuã, Ibirataia, Ibitiara, Igrapiúna, Iguaí, Inhambupe, Ilhéus, Ipecaetá, Ipiaú, Ipirá, Irará, Irecê, Itabela, Itaberaba, Itabuna e Itacaré.

(mais…)