Ilhéus tem 1.196 casos confirmados da Covid-19

De acordo com Boletim Epidemiológico da Prefeitura de Ilhéus, o município possui 1.196 casos confirmados da Covid-19 até essa terça-feira (23). Os casos ativos somam 408. As pessoas curadas são 738. Aguardam resultado de exames 278 pessoas. Ilhéus não registrou aumento no número de ocupação de UTI’s (50) e de óbitos (50) entre segunda e terça-feira.

Advogado exige que Mário Alexandre apresente resultado de teste para Covid-19

Mesaque Soares e Mário Alexandre. Advogado exige apresentação do resultado.

Na manhã de segunda-feira (22), a Prefeitura Municipal de Ilhéus comunicou que o prefeito Mário Alexandre foi contaminado pelo novo coronavírus e desenvolveu a Covid-19 (veja aqui).

Mesmo sendo um médico e sabendo do resultado do teste, Mário Alexandre ignorou as recomendações das autoridades de saúde e, com ajuda de um cinegrafista, gravou um vídeo em que aparece sem máscara falando sobre o resultado de seu exame. O vídeo foi editado e introduzido um fundo musical melancólico durante a fala (assista aqui).

Hoje (23), o advogado e ativista Mesaque Soares publicou um vídeo nas redes sociais exigindo que o prefeito mostre o resultado de seu exame, sem que seja necessário algum tipo de ação judicial para isso. “O princípio da transparência da administração pública impõe a divulgação do resultado”, argumenta o advogado.

Assista o vídeo:

Bahia registra 1.998 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas

Boletim Epidemiológico 24/06.

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 1.998 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +4,2%), 50 óbitos (+3,5%) e 1.950 curados (+8,4%). Dos 49.084 casos confirmados desde o início da pandemia, 25.255 já são considerados curados, 22.338 encontram-se ativos e 1.491 tiveram óbito confirmado.

As confirmações ocorreram em 362 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (50,57%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram (1.262,18), Itajuípe (1.088,28), Uruçuca (1.081,92), Gandu (1.058,54) e São José da Vitória (1.007,60).

O boletim epidemiológico contabiliza 49.084 casos confirmados, 101.758 casos descartados e 105.784 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta terça-feira (23).

Na Bahia, 6.554 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19.

Ilhéus: município atende MP-BA e queima de fogos e fogueiras ficam proibidas

Força policial poderá ser utilizada em caso de descumprimento.

Atendendo uma recomendação do Ministério Público da Bahia (MP-BA), o município de Ilhéus proibiu, como festejo junino, a montagem e queima de qualquer tipo de fogueira, comercialização e queima de fogos de artifício, montagem de “arraiás”, fechamento de ruas ou qualquer outro tipo de manifestação com esse intuito.  A proibição é válida para todo o território municipal e foi publicada no Diário Oficial. O descumprimento pode gerar desde multas à perda de alvarás. O uso de força policial não foi descartado para inibir os infratores.

Ilhéus: protesto contra Centro da Covid-19 em Mamoan interdita novamente rodovia

Novo protesto contra Centro de Acolhimento para pacientes da Covid-19 interdita a BA-001 nessa terça-feira (23).

Moradores da comunidade de Mamoan, zona norte de Ilhéus, interditaram novamente a rodovia BA-001, no trecho que liga Ilhéus a Itacaré. O novo protesto teve início na tarde dessa terça-feira, 23.

Os manifestantes são contra a instalação de um Centro de Acolhimento para pacientes da Covid-19 num hotel desativado na localidade, como pretende fazer a Prefeitura de Ilhéus. Eles alegam que Mamoan não possui estrutura básica de saneamento e unidade de saúde, o que poderia colocar suas vidas em risco. Além disso, afirmam que os moradores da localidade não foram consultados sobre o assunto (veja aqui).

Os manifestantes atearam fogo em materiais que impedem a passagem de veículos na estrada. A polícia Militar acompanha a situação. Este é o segundo protesto no local em menos de um mês (veja aqui).

Veja imagens gravadas no local:

Estar na internet não vai garantir suas vendas durante a pandemia

O relacionamento nas mídias sociais não se dá na lógica verticalizada. Não existe uma única verdade absoluta. Seu cliente não é refém da sua loja. Ele tem o poder de curtir, comentar ou não em suas publicações. A pessoa que, antes, era passiva, agora se tornou um consumidor ativo.

Por Talita Barbosa.

A pandemia da Covid-19 não só nos obrigou a rever nossos hábitos de higiene, mas também a repensar nossas práticas de consumo. Para manter o distanciamento social, as pessoas têm dado preferência a compras feitas pela internet, seja por um site de e-commerce ou pelo WhatsApp da loja.

Descobrimos, então, que o que seria o futuro digital já se faz presente em nossas vidas. Com o “novo normal”, milhares de empresas precisaram se adaptar de um dia para o outro. Correram para criar seus perfis nas mídias sociais e colocar site de e-commerce na internet.

Mas apenas ter perfis em plataformas digitais e site não são sinônimo de sucesso nas vendas on-line. Entender como cada canal funciona e como ocorre a comunicação, num universo onde não existe mais um cliente passivo, está sendo um desafio para muitos empresários.

O relacionamento nas mídias sociais não se dá na lógica verticalizada. Não existe uma única verdade absoluta. Seu cliente não é refém da sua loja. Ele tem o poder de curtir, comentar ou não em suas publicações. A pessoa que, antes, era passiva, agora se tornou um consumidor ativo.

Mídias sociais são muito mais sobre relacionamentos e comunidades do que lucro acima de tudo. Para entender isso melhor, basta observar o sucesso das empresas Netflix e Nubank na internet. O que elas têm em comum? Procuram ser amigas dos seus consumidores e construir uma comunidade engajada na internet.

Os seguidores do Nubank se sentem tão íntimos do banco, que são capazes de defendê-lo em discussões virtuais, caso alguém ouse reclamar de algum serviço. Sequer percebem que se trata de uma empresa que possui uma receita de R$ 2,1 bilhões e não de alguém indefeso.

Investir numa estratégia de marketing digital, que tenha como objetivo construir um relacionamento a longo prazo com os clientes pode ser incrivelmente benéfico para o empresário, além de ser mais barato.

Se tornar amigo do seu cliente exige uma estratégia digital bem fortalecida, mas em compensação o dinheiro gasto com anúncios será bem menor. Sim, o futuro é digital, mas o relacionamento continuará sendo de humano para humano.

Talita Barbosa é jornalista, estrategista digital na @artcontentagencia e pós-graduanda em gestão cultural (UESC).

Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Blog do Gusmão.

Pela primeira vez, Itabuna tem mais casos curados do que ativos da Covid-19

Boletim epidemiológico 22/06.

De acordo com o boletim epidemiológico divulgado na segunda-feira, dia 22, Itabuna, pela primeira vez durante a pandemia do novo coronavírus, possui mais pacientes curados do que casos ativos da Covid-19. Do total de 1.879 casos confirmados, 933 estão curados e 883 permanecem ativos. Segundo as informações municipais, 1.351 estão em monitoramento; 129 aguardam a coleta de exames; 299 o resultado e 11 pessoas estão internadas em UTI. Itabuna já perdeu 63 vidas para a Covid-19.

Nove mandados de prisão são cumpridos em Ilhéus; criminosos planejavam morte de denunciante

Uma das armas apreendidas com os criminosos. (Foto: divulgação)

Nove mandados de prisão foram cumpridos, nas primeiras horas da manhã de segunda-feira (22), por equipes das polícias Civil e Militar em Ilhéus. Fruto de investigações realizadas por equipes da 7ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Ilhéus), os criminosos presos na operação ‘Aritaguá’ eram procurados por homicídio qualificado desde abril deste ano.

Segundo contou o coordenador regional da 7ª Coorpin, delegado Evy Paternostro, os criminosos planejaram a morte de um homem após descobrirem que, incomodado com o tráfico de drogas na região, ele denunciava a atuação dos grupos em Aritaguá, zona rural de Ilhéus.

“Apesar da vítima não ter nenhuma relação com a criminalidade, as investigações indicaram que o irmão dele era ligado a uma facção rival. Isso nos faz acreditar que a atitude tenha sido motivada por vingança”, contou o delegado, lembrando que “mesmo procurados por homicídio qualificado, grande parte do bando tinha ligação com o tráfico de drogas na região”.

Os nove homens tiveram os mandados de prisão cumpridos e seguem custodiados na 1ª Delegacia Territorial (DT) de Ilhéus, onde aguardam interrogatório. Dois deles, encontrados com um revólver calibre 32 e uma espingarda, foram flagranteados por posse irregular de arma de fogo.

“Continuamos com empenho nas investigações em busca de mais três criminosos envolvidos no crime”, concluiu o delegado.

Apoiaram a operação as equipes da 6ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Itabuna), além das Companhias Independentes de Policiamento Especializado (Cipe) Cacaueira, Independente da Polícia Militar (70ª CIPM/Ilhéus) e Independente de Polícia e Proteção Ambiental (Cippa/Ilhéus).

MEC revoga portaria que acabava com cotas para negros e índios

Medida foi publicada hoje (23) no Diário Oficial da União. (Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

O Ministério da Educação tornou sem efeito a Portaria nº 545/2020, publicada no último dia 18, que revogava a Portaria nº 13/2016, que estabelecia a necessidade de criação, naquele ano, de políticas afirmativas nos cursos de pós-graduação. A Portaria nº 559/2020 , que torna sem efeito o ato da semana passada, foi publicada hoje (23) no Diário Oficial da União.

A portaria de 2016 estabelecia, que, em um prazo de 90 dias, as instituições federais de ensino superior deveriam apresentar propostas sobre inclusão de negros, indígenas e pessoas com deficiência em seus programas de pós-graduação (mestrado, mestrado profissional e doutorado), como políticas de ações afirmativas.

A Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão do Ministério Público Federal (MPF), no Rio de Janeiro, estava apurando a legalidade da revogação da medida. Com o ato de hoje, a portaria volta a vigorar.

Questionado, o Ministério da Educação informou que a Portaria nº 13/2016 “foi revogada com base no Artigo 8º, do Decreto nº 10.139/2019”, que obriga a anulação de normas “cujos efeitos tenham se exaurido no tempo”. Em nota, a pasta acrescentou que a Lei nº 12.711/2012, em vigor, prevê a concessão de cotas e ações afirmativas exclusivamente para cursos de graduação.

Bahia tem mais 14 municípios com transporte suspenso; total chega a 300

Dom Basílio entrou para a lista de municípios com transporte suspenso.

O transporte intermunicipal será suspenso em Abaré, América Dourada, Andaraí, Apuarema, Caém, Capela do Alto Alegre, Dom Basílio, Ipecaetá, Morpará, Queimadas, Quixabeira, Santa Teresinha, São Felipe e Várzea Nova a partir de quarta-feira (24). A decisão, que foi publicada em decreto no Diário Oficial do Estado (DOE) nesta terça (23), tem o objetivo de conter o avanço do coronavírus na população baiana.

Ficam proibidas nesses municípios a circulação, a saída e a chegada de qualquer transporte coletivo intermunicipal, público e privado, rodoviário e hidroviário, nas modalidades regular, fretamento, complementar, alternativo e de vans. Também continuam suspensas, até o dia 6 de julho, a circulação, a saída e a chegada de ônibus interestaduais no território baiano.

O decreto ainda autoriza a retomada do transporte intermunicipal em Angical, Anguera, Barra do Mendes, Belo Campo, Carinhanha, Chorrochó, Correntina, Formosa do Rio Preto, Guajeru, Ibipitanga, Jacaraci, Jussari, Malhada, Nova Fátima, Pilão Arcado, Serra do Ramalho e Tanhaçu, cidades com 14 dias ou mais sem novos casos de Covid-19.

Lista de municípios

No total, Bahia possui 300 municípios com transporte suspenso. São eles: Abaré, Acajutiba, Adustina, Água Fria, Aiquara, Alagoinhas, Alcobaça, Almadina, Amargosa, Amélia Rodrigues, América Dourada, Anagé, Andaraí, Andorinha, Antônio Cardoso, Antônio Gonçalves, Aporá, Apuarema, Aracatu, Araci, Aramari, Aurelino Leal, Baianópolis, Baixa Grande, Banzaê, Barra, Barra da Estiva, Barra do Choça, Barreiras, Barro Preto, Barrocas, Belmonte, Biritinga, Boa Nova, Bom Jesus da Lapa, Boninal, Boquira, Brejões, Brumado, Buerarema, Buritirama, Caatiba, Cabaceiras do Paraguaçu, Cachoeira, Caém, Caetité, Cairu, Caldeirão Grande, Camacã, Camaçari, Camamu, Campo Alegre de Lourdes, Campo Formoso, Canarana, Candeal, Candeias, Candiba, Cândido Soares, Cansanção, Canudos, Capela do Alto Alegre, Capim Grosso, Caravelas, Cardeal da Silva, Casa Nova, Castro Alves, Catolândia, Catu, Cícero Dantas, Dom Basílio, Cipó, Coaraci, Conceição da Feira, Conceição do Almeida, Conceição do Coité, Conceição do Jacuípe, Conde, Condeúba, Coração de Maria, Cordeiros, Cravolândia, Crisópolis, Cruz das Almas, Curaçá, Dário Meira, Dias D’Ávila, Dom Macedo Costa, Encruzilhada, Entre Rios, Esplanada, Euclides da Cunha, Eunápolis, Feira de Santana, Filadélfia, Floresta Azul, Gandu, Gentio do Ouro, Glória e Gongogi.

(mais…)

Uesc começa a atuar no diagnóstico da Covid-19 no próximo fim de semana

O Lafem/Uesc possui equipamentos para teste padrão ouro do novo coronavírus.

O pleno funcionamento do Laboratório de Farmacogenômica e Epidemiologia Molecular, da Universidade Estadual de Santa Cruz (Lafem/Uesc), no diagnostico de SARS-CoV-2/Covid-19, deve ocorrer a partir deste fim de semana.

O laboratório vai atuar em parceria com o Laboratório Central Gonçalo Moniz (Lacen-BA), e as amostras biológicas para realização do diagnóstico serão encaminhadas mediante acordo entre as diretorias do Lacen e do Núcleo Regional de Saúde Sul, vinculado à Vigilância Sanitária do Estado.

A iniciativa de auxiliar o Governo do Estado no diagnóstico do SARS-CoV-2 surgiu de um grupo de servidores da instituição. Para tanto, o Lafem/Uesc foi adequado em atendimento à Nota Técnica nª 02 de 02/04/2020 do Lacen-BA para habilitação de laboratórios para o diagnóstico de SARS-CoV-2/Covid-19, a qual exige a classificação de Nível de Biossegurança 2 (NB-2).

Diversas ações foram realizadas no Lafem/Uesc, como adequação da estrutura física, novo dimensionamento dos espaços para adequação do fluxo de trabalho, confecção de manuais de Procedimentos Operacionais Padrão (POPs) e Programa de Gerenciamento de Resíduos Sólidos de Saúde (PGRSS).

Também foram feitas inspeção da Vigilância Sanitária para obtenção de Alvará Sanitário e inscrição junto ao Governo Federal para obtenção do Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES), além de regularização da responsabilidade técnica junto ao Conselho Regional de Farmácia e mobilização de equipamentos de outros laboratórios, por meio da colaboração de diversos docentes da instituição.

O reitor Alessandro Fernandes de Santana destaca que a Uesc tem atuação desde o recôncavo ao extremo sul da Bahia e está inserida em Ilhéus, região onde se concentram os principais focos da Covid-19 no estado, depois de Salvador. “É importante ressaltar que, nessa fase, contamos com o valoroso apoio financeiro da Uesc e do Instituto Arapyaú para garantir a operacionalização do laboratório com a manutenção e calibração de equipamentos e aquisição de Equipamentos de Proteção Individual e outros insumos”, afirma o reitor.

Atualmente, o Lafem/Uesc possui todos os equipamentos necessários para realização da técnica de RT-PCR, considerada teste padrão ouro para o diagnóstico do novo coronavírus. Um Extrator de RNA foi adquirido pela universidade, com recurso da Finep, e tem previsão de chegar ao campus até esse fim de semana. Inicialmente, a capacidade do laboratório será de 40 amostras por dia e, com a implantação do extrator de RNA, poderá chegar a 200 amostras/dia, em pleno funcionamento.

A equipe do laboratório é formada por servidores/pesquisadores da Uesc com experiência em Biologia Molecular: Ana Paula Melo Mariano, Bianca Mendes Maciel, George Rego Albuquerque, Sandra Rocha Gadelha e Wilson Barros Luiz e a gerente de Laboratórios Mylene de Melo Silva.