Em entrevista, ex-secretário de saúde de Itabuna critica Fábio Vilas-Boas e elogia Fernando Gomes

Uildison Nascimento. (Foto: Na Chapa Quente)

Do Ilhéus Comércio:

No dia 10 de junho, uma quarta-feira, Uildson Nascimento descobriu por meio da imprensa que o prefeito Fernando Gomes decidiu retirá-lo do comando da Secretaria Municipal de Saúde em plena pandemia de Covid-19.

A notícia se confirmou. Dois depois, estava encerrada sua passagem de quase nove meses pelo governo de Itabuna. Fernando o substituiu por Juvenal Maynart.

Técnico em contabilidade, Uildson Nascimento tem larga experiência na administração pública. Já comandou a Secretaria de Saúde de Ilhéus (2011) e a Secretaria de Planejamento de Ubaitaba (2017-2018). Também ocupou outros cargos nas prefeituras de Ilhéus e de Itabuna.

Na entrevista abaixo, ele fala da experiência de trabalhar com o prefeito Fernando Gomes e elogia o mandatário. Por outro lado, critica as escolhas do secretário de saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, na gestão da crise do novo coronavírus. Também destaca os pontos positivos do seu trabalho à frente da Secretaria de Saúde de Itabuna. Leia.

Você enfrentou muitas dificuldades no início do trabalho na secretaria?

O início foi tumultuado e complicado. Encontramos uma equipe desmotivada e uma rede desorganizada. Faltavam materiais básicos no almoxarifado, como esparadrapos e gazes. Os secretários que me antecederam não fizeram bem o dever de casa. Tomaram decisões equivocadas. Uma dessas decisões, que culminou em diversos problemas, foi fechar a pediatria do [Hospital Manuel] Novaes. Também encerraram o vínculo do SUS com o Hospital São Lucas, que era a porta de entrada para o Hospital Calixto Midlej. Outra decisão atabalhoada.

Qual foi o maior desafio no comando da Secretaria de Saúde de Itabuna?

Itabuna é sede da macrorregião sul. Pessoas de muitas cidades usam serviços que funcionam lá. Encontramos muitos problemas nas áreas de pediatria, obstetrícia e oncologia. Atenção primária estava toda desorganizada. As unidades de saúde estavam totalmente destruídas. Começamos a reformar paulatinamente. Não tínhamos recursos no início. Resolvemos o problema da falta de insumos. Hoje não faltam materiais nas unidades de saúde. O maior desafio foi reorganizar a atenção primária e avançar com os serviços de pediatria, obstetrícia e oncologia.

Você deixou o governo magoado? Pergunto por que você ficou notavelmente emocionado quando conversamos sobre a sua saída.

Eu não tenho nenhum tipo de mágoa. Saio da gestão com a cabeça erguida de quem cumpriu seu dever. Nós tínhamos uma meta: reorganizar todo o sistema de saúde. Avalio que alcançamos 70% desse objetivo maior.

(mais…)

Itabuna confirma mais 100 casos da Covid-19 em um dia e passa dos 1.000 ativos

Itabuna possui 2.131 casos confirmados, segundo Prefeitura.

De acordo com o boletim epidemiológico da Prefeitura de Itabuna, o município confirmou em 24 horas mais 100 casos da Covid-19. De acordo com as informações municipais, até essa quinta-feira (25) são 2.131 casos confirmados em Itabuna. O número de óbitos permanece o mesmo (64) e a ocupação de UTI também (36). Estão em monitoramente e isolamento social 1.509 pessoas. Houve aumento no número de casos ativos, que agora somam 1.044 (+83).

Veja os números completos de Itabuna nessa quinta-feira:

Ainda: 1.044 casos ativos.

Ilhéus: Rui quer entregar a ponte, Marão pede adiamento e ignora Nazal

Nazal, onde Mário Alexandre nunca esteve. (Foto: reprodução \ Facebook)

O governador Rui Costa deseja entregar à população ilheense a tão aguardada ponte Jorge Amado. O ato promete ser simples, para evitar aglomerações neste período de pandemia. Basicamente, uma última vistoria e liberação do trânsito, reunindo apenas alguns representantes locais. A data pretendida pelo governador é o dia 28, próximo domingo, aniversário de 486 anos da cidade. Porém, uma questão envolve Mário Alexandre, prefeito de Ilhéus.

Nessa semana, Mário anunciou que foi contaminado pelo novo coronavírus e desenvolveu a Covid-19, apesar dos sintomas leves que afirma sentir isolado em casa. Dias depois, o advogado e militante político Mesaque Soares exigiu a divulgação do teste realizado no prefeito, mas sem êxito, por enquanto (veja aqui).

Por sua vez, o vice-prefeito de Ilhéus, José Nazal, profundo conhecedor dos detalhes técnicos da nova ponte e entusiasta da obra, aguarda a “convocação” de Mário Alexandre para substituí-lo no ato com o governador (que apoia a ideia), no entanto, segue ignorado. Nem mesmo doente, Mário “passou a caneta” para o vice, e continua despachando de casa. O prefeito de Ilhéus tenta, inclusive, adiar a data de inauguração nos bastidores da política, por meio do senador Otto Alencar (do mesmo partido de dele, o PSD).

Vale ressaltar que, muito diferente de Nazal, Mário Alexandre apenas fez “visitas ilustrativas” durante o decorrer da construção da nova ponte, sendo motivo de riso entre engenheiros e operários as suas “contribuições técnicas”.

Bahia registra 2.360 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas

Boletim Epidemiológico 25/06.

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 2.360 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +4,5%), 60 óbitos (+3,9%) e 1.672 curados (+6,1%). Dos 54.291 casos confirmados desde o início da pandemia, 29.193 já são considerados curados, 23.497 encontram-se ativos e 1.601 tiveram óbito confirmado.

As confirmações ocorreram em 366 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (49,88%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram Ipiaú (1.323,32), Gandu (1.197,42), Itajuípe (1.156,61), Uruçuca (1.111,17) e São José da Vitória (1.025,28).

O boletim epidemiológico contabiliza 54.291 casos confirmados, 149.657 casos descartados e 69.531 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta quinta-feira (25).

Na Bahia, 7.025 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19

Lukas Paiva pediu para assistir nascimento do filho, mas juíza negou

Lukas Paiva.

De acordo com o site Ilhéus Comércio, o vereador Lukas Paiva pediu autorização da Justiça para assistir o nascimento do seu filho, previsto entre o final de junho e início de julho.

Lukas, que está no presídio Ariston Cardoso há pouco mais de um mês, teve o pedido negado pela juíza Emanuele Vita, da 1ª Vara Criminal de Ilhéus.

Em sua decisão, a juíza lembrou que Lukas ficou foragido por 60 dias, antes de se entregar à polícia. Ele é acusado de participar de um esquema criminoso quando presidiu a Câmara de Vereadores de Ilhéus.

Município na Bahia é orientado a não patrocinar ‘lives’ com recursos públicos

Orientação foi direcionada à Prefeitura Municipal e Câmara de Vereadores.

A Prefeitura e Câmara Municipal de Iguaí foram orientadas, em recomendação encaminhada hoje, dia 25, pelo Ministério Público estadual, a não contratar ou dar continuidade a contratações já iniciadas de artistas e empresas para a realização de apresentações ao vivo (“lives”) por meio de redes sociais on-line ou qualquer outra plataforma de compartilhamento de vídeos.

A promotora de Justiça Solange Anatólio solicitou ao prefeito e ao presidente da Casa Legislativa que informem ao MP sobre contratações eventualmente já formalizadas e que, em 24 horas, respondam sobre as medidas tomadas quanto à recomendação.

Segundo a promotora de Justiça, há informações veiculadas pela imprensa de que o Município e a Câmara de Iguaí patrocinariam a realização, por plataformas virtuais, do evento ‘Artistas da Terra’ no próximo dia 27.

Na recomendação, a promotora destacou que os recursos públicos devem priorizar o enfrentamento da pandemia, inclusive podendo configurar uma irregularidade o uso de verbas que possa prejudicar essas ações, em um cenário de redução da receita municipal.

Ela apontou ainda que Iguaí se encontra em situação de emergência decretada e o último boletim epidemiológico, do dia 24, registrou 172 casos confirmados de Covid-19 no município, com quatro mortes.

Uruçuca: Moacyr afirma que continua no cargo e “divulgação de sentença é política”

Moacy Leite.

O prefeito de Uruçuca, Moacyr Leite Júnior, comentou nesta quinta-feira (25) sobre a condenação, em primeira instância, proferida no último dia 22 pelo Juiz Daniel Álvaro Ramos, determinando o afastamento dele por improbidade administrativa.

Segundo o gestor, o processo se deu porque em 2012, último ano do seu mandato anterior, a prefeitura deveria ter repassado o duodécimo à Câmara de Vereadores até o dia 20 de dezembro, mas devido a escassez de recursos e a situação que o país atravessava, e sem nenhum apoio do governo estadual e federal na época, foi comunicado à direção do legislativo que o repasse seria feito no 28.

No entanto, de acordo com o prefeito, os vereadores da época, “possivelmente orientados pelo futuro procurador do município, que tomaria posse no primeiro dia do ano seguinte, ingressaram com pedido de bloqueio do recurso, com a alegação de que, como havia perdido a eleição, poderia terminar o ano e não efetuar o pagamento do duodécimo”. O recurso foi bloqueado e pago a Câmara no dia 28, conforme havia sido acordado.

O prefeito Moacyr Leite Júnior ressaltou que “agora é um momento político e interessa aos opositores esses fatos”, mas que, apesar de estar com os esforços e pensamentos direcionados a combater a pandemia do coronavírus, vai recorrer da decisão.

“Nosso jurídico já está tomando as providências. A decisão é em primeira instância, portanto, continuo no cargo, lutando para conter essa praga que nos assola e trabalhando em prol da população. Estou tranquilo em relação a isso, porque não houve dolo e nem beneficiamento pessoal. Só estranho que, em um momento como esse, um juiz, quase oito anos depois, dê essa sentença. A oposição, que nada fez pelo município, tenta dessa forma prejudicar a imagem de uma gestão séria e comprometida”, concluiu.

Moradores do Acuípe do Meio e Ribeirão Branco denunciam abandono de estrada

Estrada que liga comunidade à rodovia BA-001. (Foto: Ascom-DEM-Ilhéus)

O empresário Valderico Junior, pré-candidato a prefeito de Ilhéus, coordena a consulta popular para a elaboração do plano de governo participativo. Em contato por telefone com o presidente municipal do DEM, moradores do Acuípe do Meio e Ribeirão Branco denunciaram o abandono da estrada que liga a comunidades à rodovia BA-001.

“A reclamação é a mesma em praticamente todas as comunidades rurais. Recebi as fotos do Acuípe e de Ribeirão Branco. Nós conhecemos essa realidade em outros lugares de Ilhéus”, explicou Valderico Junior.

Valderico Junior.

Junior propõe que prefeitura trate a manutenção das vias como prioridade e aperfeiçoe a logística para o uso das máquinas nesse serviço, além de empregar mais homens e equipamentos nesse trabalho.

“Faltam investimentos e coordenação de esforços”, explica o democrata. “Isso prejudica toda a população do interior. Causa uma série de problemas. O agricultor não consegue levar a produção para a cidade. Se hoje tivesse aula, o estudante não poderia ir à escola. O acesso do professor também seria prejudicado. Tudo porque a prefeitura é incapaz de manter uma rotina de manutenção das estradas”, conclui.

O Acuípe do Meio pertence ao distrito de Olivença, que ocupa grande parte do território sul do município de Ilhéus. Localizada na mesma região, Ribeirão Branco é ainda mais afastada da BA-001. Mesmo antes do impacto da pandemia de Covid-19 sobre os serviços de transporte, os moradores de Ribeirão precisavam caminhar cerca de duas horas para chegar ao ponto de ônibus mais próximo, no Acuípe do Meio.

ASCOM-DEM-Ilhéus.

Covid-19: Itabuna notifica menos casos do que Ilhéus; “sumiço” nos dados traria cenário diferente

Diferença atual é de 1.497 registros de casos notificados.

De acordo com os boletins epidemiológicos distribuídos pelas prefeituras municipais, existem mais casos notificados da Covid-19 em Ilhéus do que Itabuna. A diferença é 1.497 registros entre os municípios.

Até essa quarta-feira (24), Ilhéus possuía 9.525 casos notificados, enquanto Itabuna, 8.028.

Casos notificados correspondem a pacientes com febre e pelo menos um sintoma respiratório, como tosse ou dificuldade para respirar. Esses casos também devem ser comunicados ao Ministério da Saúde pelas prefeituras.

No dia 15 desse mês, o Blog do Gusmão denunciou o “sumiço” de mais de 500 casos notificados nos boletins da Prefeitura de Ilhéus (veja aqui). No mesmo dia, os dados foram corrigidos e quase 3 mil casos a mais foram revelados (veja aqui), sem qualquer explicação sobre o ocorrido. Caso as correções não acontecessem, o cenário atual seria diferente, com Itabuna com mais casos notificados do que Ilhéus.

Itabuna e Ilhéus possuem mais de 1.300 casos ativos da Covid-19

Itabuna possui mais casos ativos que Ilhéus.

Juntas, Itabuna e Ilhéus possuem 1.375 casos ativos da Covid-19.  Os dados são dos boletins epidemiológicos atualizados nessa última quarta-feira (24) pelas prefeituras de cada município.

Segundo as informações, Itabuna possui 961 casos ativos, enquanto Ilhéus, 414. Os municípios ocupam a terceira e sétima posição no ranking do Estado, respectivamente. A cidade com maior número de casos ativos na Bahia continua sendo Salvador, com 9.609 infectados.

Confira nos números de Itabuna até essa quarta-feira (24):

Mais oito municípios têm transporte suspenso na Bahia; total chega a 305

Uibaí entrou para a lista de municípios com transporte suspenso na Bahia.

O transporte intermunicipal será suspenso Abaíra, Cristópolis, Formosa do Rio Preto, Maiquinique, Nova Redenção, Nova Soure, Uibaí e Utinga a partir de sexta-feira (26). A decisão, que foi publicada em decreto no Diário Oficial do Estado (DOE) nesta quinta (25), tem o objetivo de conter o avanço do coronavírus na população baiana.

Ficam proibidas nesses municípios a circulação, a saída e a chegada de qualquer transporte coletivo intermunicipal, público e privado, rodoviário e hidroviário, nas modalidades regular, fretamento, complementar, alternativo e de vans. Também continuam suspensas, até o dia 6 de julho, a circulação, a saída e a chegada de ônibus interestaduais no território baiano.

O decreto ainda autoriza a retomada do transporte intermunicipal em Iramaia, Itanagra, Itiruçu, Jucuruçu, Pé de Serra, São José do Jacuípe e São Miguel das Matas 7, cidades com 14 dias ou mais sem novos casos de Covid-19.

Lista de municípios

No total, Bahia possui 305 municípios com transporte suspenso. São eles: Abaíra, Abaré, Acajutiba, Adustina, Água Fria, Aiquara, Alagoinhas, Alcobaça, Almadina, Amargosa, Amélia Rodrigues, América Dourada, Anagé, Andaraí, Andorinha, Antônio Cardoso, Antônio Gonçalves, Aporá, Apuarema, Aracatu, Araci, Aramari, Aurelino Leal, Baianópolis, Baixa Grande, Banzaê, Barra, Barra da Estiva, Barra do Choça, Barreiras, Barro Preto, Barrocas, Belmonte, Biritinga, Boa Nova, Bom Jesus da Lapa, Boninal, Boquira, Brejões, Brumado, Buerarema, Buritirama, Caatiba, Cabaceiras do Paraguaçu, Cachoeira, Caém, Caetité, Cairu, Caldeirão Grande, Camacã, Camaçari, Camamu, Campo Alegre de Lourdes, Campo Formoso, Canarana, Candeal, Candeias, Candiba, Cândido Soares, Cansanção, Canudos, Capela do Alto Alegre, Capim Grosso, Caravelas, Casa Nova, Castro Alves, Catolândia, Catu, Cícero Dantas, Dom Basílio, Cipó, Coaraci, Conceição da Feira, Conceição do Almeida, Conceição do Coité, Conceição do Jacuípe, Conde, Condeúba, Coração de Maria, Cordeiros, Cravolândia, Crisópolis, Cristópolis, Cruz das Almas, Curaçá, Dário Meira, Dias D’Ávila, Dom Macedo Costa, Encruzilhada, Entre Rios, Esplanada, Euclides da Cunha, Eunápolis, Feira de Santana, Filadélfia, Floresta Azul, Formosa do Rio Preto, Gandu, Gentio do Ouro, Glória e Gongogi.

(mais…)

Taxa de ocupação de UTI na Bahia é de 76%

De acordo com o Boletim Epideológico da Bahia (24/06), no estado, dos 2.188 leitos disponíveis do Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivos para coronavírus, 1.351 possuem pacientes internados, o que representa uma taxa de ocupação de 62%.

No que se refere aos leitos de UTI adulto e pediátrico, dos 901 leitos exclusivos para o coronavírus, 684 possuem pacientes internados, compreendendo uma taxa de ocupação de 76%.

O número de leitos é flutuante, representando o quantitativo exato de vagas disponíveis no dia. Intercorrências com equipamentos, rede de gases ou equipes incompletas, por exemplo, inviabilizam a disponibilidade do leito. Novos leitos são abertos progressivamente mediante o aumento da demanda.

Bahia reduz em 54% o número de acidentados com fogos de artifício e explosão de bombas durante o São João

(Foto: Folha)

As duas unidades estaduais de referência no tratamento de vítimas de queimaduras por fogos e explosão de bombas contabilizaram 28 atendimentos no período de 20 a 24 de junho, uma queda de 54,09% em relação ao mesmo período do ano passado.

O Hospital Geral do Estado teve o maior número de ocorrências relacionadas aos festejos juninos, com um total de 23 atendimentos, sendo 12 vítimas de queimaduras por fogos e 11 por explosão de bomba. Já o Hospital Regional de Santo Antônio de Jesus, também referência no atendimento a queimados, deram entrada cinco pessoas vítimas de queimaduras e fogos de artifício.

Na avaliação do secretário da Saúde do Estado da Bahia, Fábio Vilas-Boas, a redução expressiva de acidentados deve-se a uma série de fatores: “a pandemia de coronavírus fez com que alguns municípios proibissem a venda de fogos de artifício e fogueiras devido a fumaça e isto somado as restrições impostas pelo Governo do Estado para evitar aglomerações, aliado a fiscalização da polícia militar e prefeituras para os que desobedecessem, fizeram com que tivéssemos essa redução”, explica o secretário.

No mesmo período de 2019, as duas unidades registraram 61 atendimentos de pacientes vítimas de queimaduras e fogos de artifício.

Em Ilhéus, 318 pessoas aguardam resultado de exame da Covid-19; mais de 1.200 casos já foram confirmados

Imagem ilustrativa. (Foto: Breno Esaki)

Com 1.228 casos confirmados da Covid-19 até essa quarta-feira (24), o município de Ilhéus possui 318 pessoas que aguardam o resultado para exame da Covid-19. As informações constam no boletim epidemiológico atualizado ontem pela Prefeitura de Ilhéus. O número de curados pela doença é de 761, segundo as informações municipais. Os casos notificados somam 9.525.

Ilhéus: 3 novos óbitos foram registrados pela Covid-19 e pessoas em UTI aumentou

Imagem ilustrativa. (Foto: Adão de Souza-PBH/Fotospublicas)

De acordo com boletim epidemiológico da Prefeitura Municipal Ilhéus, atualizado na noite de ontem (quarta, 24), o município registrou 3 novos óbitos em decorrência da Covid-19 entre terça (23) e quarta.

No total, 53 vidas foram perdidas por causa da doença. Outro dado que sofreu acréscimento foi o número de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTIs) ocupados, que passou para 52 (+2).

Confira os dados de Ilhéus até essa quarta-feira (24):