Ilhéus: carro e moto colidem na frente do Assaí; pelo menos uma pessoa morreu

Impacto teria acontecido frontalmente.

Na noite deste sábado (04), um grave acidente entre uma motocicleta e um carro foi registrado nas proximidades do Assaí, na zona sul de Ilhéus. O condutor da moto, identificado como Raphael Freitas, faleceu no local.

Informações preliminares apontam que a motocicleta colidiu frontalmente com o veículo. Com o impacto, o condutor foi arremessado a metros de distância.

* Informações do Ilhéus24h.

Bahia registra 3.171 casos novos de Covid-19 e 49 óbitos em 24 horas

Boletim Epidemiológico da Bahia 04/07.

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 3.171 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +3,9%), 49 óbitos (+2,4%) e 2.173 curados (+4,0%).

Dos 85.485 casos confirmados desde o início da pandemia, 57.160 já são considerados curados, 26.275 encontram-se ativos e 2.050 tiveram óbito confirmado.

As confirmações ocorreram em 391 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (45,28%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram Itajuípe (2.093,60), Gandu (2.024,50), Ipiaú (1.706,89), Uruçuca (1.491,30) e Itabuna (1.384,94).

O boletim epidemiológico contabiliza 85.485 casos confirmados, 178.994 casos descartados e 87.812 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas deste sábado (4).

Na Bahia, 9.699 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui.

Taxa de ocupação

Na Bahia, dos 2.283 leitos disponíveis do Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivos para coronavírus, 1.500 possuem pacientes internados, o que representa uma taxa de ocupação de 66%.

No que se refere aos leitos de UTI adulto e pediátrico, dos 913 leitos exclusivos para o coronavírus, 732 possuem pacientes internados, compreendendo uma taxa de ocupação de 80%.

Cabe ressaltar que o número de leitos é flutuante, representando o quantitativo exato de vagas disponíveis no dia. Intercorrências com equipamentos, rede de gases ou equipes incompletas, por exemplo, inviabilizam a disponibilidade do leito. Ressalte-se que novos leitos são abertos progressivamente mediante o aumento da demanda.

Confusão em Canavieiras. Prefeito teria agido politicamente com morte de ex-prefeito

Enterro de Almir Melo, vítima de infarto, e não de Covid-19, como informou Dr. Almeida.

A morte do ex-prefeito de Canavieiras, Almir Melo, continua sendo assunto no município. Ocorrida no último domingo (28), a partida de Almir agora é alvo de questionamentos ao prefeito “Dr. Almeida”.

Áudios que circulam no WhatsApp revelam que no dia do óbito, Dr. Almeida, que é médico, afirmou que “tudo indicava” que a morte teria ocorrido pela Covid-19, e que estaria “completamente descartada” a possibilidade da causa ter sido por infarto do miocárdio, como era suspeitado inicialmente.

Ouça:

 

Por conta disso, e seguindo as orientações da Vigilância Sanitária local, Dr. Almeida informou que o caixão de Almir deveria ser lacrado e o corpo enterrado naquele mesmo dia, sem velório.

O sepultamento ocorreu no dia seguinte (segunda, 29), mas contrariando as recomendações, uma multidão seguiu no cortejo de despedida do ex-prefeito.

Dias depois, o filho Almir Melo Jr. utilizou as redes sociais para mostrar um segundo resultado de exame realizado no ex-prefeito, que testou negativo para a Covid-19. De acordo com ele, um teste rápido já havia sido realizado no hospital, também com resultado negativo para a doença. O filho alega que, por conta da insistência no diagnóstico errado, não pôde dar o último beijo no pai (o velório não foi realizado).

A verdadeira causa da morte foi sim o infarto do miocárdio.

A situação criou um clima de revolta em Canavieiras e o Dr. Almeida é acusado de ter agido politicamente. O vereador Jorge Garcia levou o assunto ao plenário da Câmara, com documentos que contradizem a fala do prefeito, que por sua vez, passou a negar o dito.

Assista (vídeo que circula nas redes):

Atendendo a pedido de médica, Bolsonaro envia 40 mil caixas de cloroquina para Porto Seguro

Raissa recebendo medicamento.

Do Correio:

Porto Seguro recebeu uma carga de 40 mil doses de hidroxicloroquina na manhã de ontem (sexta-feira, 3). O medicamento foi enviado a pedido de Jair Bolsonaro.

Nas redes sociais, o presidente da República informou que enviou as doses após o medido de uma médica baiana.

“Nunca recebi tantos vídeos no telefone. Viram a doutora Raissa Soares fazendo apelo a mim para que chegasse a hidroxicloroquina na tua cidade. Não tinha. Sabemos, por testemunho de pacientes e médicos, em grande parte do Brasil, que o tratamento da covid na fase inicial tem tido sucesso. Ela fez o apelo a nós, liguei para o Pazuello, ele assinou na quarta e hoje partiu o avião de São Paulo para Salvador. Está previsto para chegar sexta, por volta das 8h, 40 mil doses de hidroxicloroquina em Porto Seguro”, disse Bolsonaro, durante live realizada nas redes sociais, citando o general Eduardo Pazuello, ministro da Saúde.

Os medicamentos foram entregues para a própria médica, que informou que as doses serão distribuídas entre unidades de saúde em Porto Seguro e cidades da região, como Itapetinga, Itabela, Eunápolis e Itamaraju.

“Essa medicação é para Porto Seguro, mas também para outras localidades. Vou conversar com a Secretaria de Saúde do município para que essas doses sejam distribuídas pela região, para que ninguém precise se deslocar até Porto Seguro para se tratar”, disse a profissional de saúde em vídeo de agradecimento gravado para Bolsonaro.

“Eu, sozinha, falei com meu marido que gravaria um vídeo para o presidente, porque estávamos precisando do remédio e não estávamos conseguindo”, completou.

O Correio procurou a Prefeitura de Porto Seguro que, através da sua assessoria de comunicação, informou que os medicamentos serão destinados às 30 unidades de saúde, além de três Unidades de Pronto Atendimento, e para o Hospital Regional Luiz Eduardo Magalhães.

“Em princípio, os medicamentos são para atender Porto Seguro, sem que haja um compromisso firmado em distribuir as doses para outras cidades. Os medicamentos serão entregues às unidades locais de acordo com a demanda de cada uma”, informou a assessoria.

Ainda não há nenhuma evidência científica de que a cloroquina ou a hidroxcloroquina têm eficácia contra a Covid-19.

Bahia tem mais cinco cidades com transporte suspenso; total chega a 356

Correntina entrou para a lista de municípios com transporte suspenso na Bahia.

Aratuípe, Barro Alto, Cordeiros, Correntina e Sebastião Laranjeiras terão o transporte intermunicipal suspenso a partir deste domingo (5). A decisão, que tem o objetivo de conter o avanço do coronavírus na população baiana, foi publicada em decreto no Diário Oficial do Estado (DOE) deste sábado (4).

Ficam proibidas nesses municípios a circulação, a saída e a chegada de qualquer transporte coletivo intermunicipal, público e privado, rodoviário e hidroviário, nas modalidades regular, fretamento, complementar, alternativo e de van. O decreto ainda mantém suspensas, até 12 de julho, a circulação, a saída e a chegada de ônibus interestaduais no território baiano.

Lista de municípios

No total, a Bahia possui 356 cidades com transporte suspenso. São elas: Abaíra, Abaré, Acajutiba, Adustina, Água Fria, Aiquara, Alagoinhas, Alcobaça, Almadina, Amargosa, Amélia Rodrigues, América Dourada, Anagé, Andaraí, Andorinha, Anguera, Antas, Antônio Cardoso, Antônio Gonçalves, Aporá, Apuarema, Araçás, Aracatu, Araci, Aramari, Aratuípe, Aurelino Leal, Baianópolis, Baixa Grande, Banzaê, Barra, Barra da Estiva, Barra do Choça, Barra do Mendes, Barreiras, Barro Alto, Barro Preto, Barrocas, Belmonte, Boa Vista do Tupim, Bom Jesus da Lapa, Bom Jesus da Serra, Boninal, Botuporã, Boquira, Brejões, Brumado, Buerarema, Buritirama, Caatiba, Cabaceiras do Paraguaçu, Cachoeira, Caculé, Caém, Caetité, Cafarnaum, Cairu, Caldeirão Grande, Camacã, Camaçari, Camamu, Campo Alegre de Lourdes, Campo Formoso, Canarana, Canavieiras, Candeal, Candeias, Candiba, Cândido Soares, Cansanção, Canudos, Capela do Alto Alegre, Capim Grosso, Caraíbas, Caravelas, Carinhanha, Casa Nova, Castro Alves, Catu, Chorrochó, Cícero Dantas, Cipó, Coaraci, Conceição da Feira, Conceição do Almeida, Conceição do Coité, Conceição do Jacuípe, Conde, Condeúba, Coração de Maria, Cordeiros, Coribe, Correntina, Cotegipe, Cravolândia, Crisópolis, Cristópolis, Cruz das Almas, Curaçá, Dário Meira, Dias D’Ávila, Dom Basílio, Dom Macedo Costa, Elísio Medrado, Encruzilhada, Entre Rios, Esplanada, Euclides da Cunha, Eunápolis, Fátima, Feira da Mata, Feira de Santana, Filadélfia, Firmino Alves, Floresta Azul, Formosa do Rio Preto, Gandu, Gentio do Ouro, Glória e Gongogi.

A restrição também inclui Governador Mangabeira, Guanambi, Guaratinga, Heliópolis, Iaçu, Ibiassucê, Ibicaraí, Ibicoara, Ibicuí, Ibipeba, Ibipitanga, Ibirapitanga, Ibirapuã, Ibirataia, Ibotirama, Ichu, Igaporã, Igrapiúna, Iguaí, Ilhéus, Inhambupe, Ipecaetá, Ipiaú, Ipirá, Iraquara, Irará, Irecê, Itabela, Itaberaba, Itabuna, Itacaré, Itaetê, Itagi, Itagibá, Itagimirim, Itaguaçu da Bahia, Itaju do Colônia, Itajuípe, Itamaraju, Itamari, Itambé, Itanhém, Itaparica, Itapé, Itapebi, Itapetinga, Itapicuru, Itapitanga, Itaquara, Itarantim, Itatim, Itiruçu, Itororó, Ituberá, Jacaraci, Jacobina, Jaguaquara, Jaguarari, Jaguaripe, Jandaíra, Jequié, Jeremoabo, Jiquiriçá, Jitaúna, João Dourado, Juazeiro, Jucuruçu, Jussara, Jussari, Lafaiete Coutinho, Laje, Lajedão, Lajedo do Tabocal, Lamarão, Lapão, Lauro de Freitas, Licínio de Almeida, Livramento de Nossa Senhora, Luís Eduardo Magalhães, Macajuba, Macarani, Macururé, Madre de Deus, Maiquinique, Mairi, Malhada, Malhada de Pedras, Manoel Vitorino, Mansidão, Maracás, Maragogipe, Maraú, Mascote, Mata de São João, Medeiros Neto, Miguel Calmon, Milagres, Monte Santo, Morpará, Morro do Chapéu, Mortugaba, Mucugê, Mucuri, Mulungu do Morro, Mundo Novo, Muniz Ferreira, Muquém de São Francisco, Muritiba, Mutuípe, Nazaré, Nilo Peçanha, Nordestina, Nova Canaã, Nova Ibiá e Nova Itarana.

(mais…)

Governo do Estado decreta toque de recolher em mais 11 cidades baianas

Decretos publicados no Diário Oficial do Estado (DOE) deste sábado (4) estabelecem toque de recolher em mais 11 cidades baianas. A medida adotada pelo Governo do Estado visa conter o avanço da contaminação pelo novo coronavírus no interior da Bahia.

Nos municípios de Camaçari, Candeias, Conde, Dias D’Ávila, Itaparica, Lauro de Freitas, Madre de Deus, São Francisco do Conde, São Sebastião do Passé e Simões Filho fica estabelecida a restrição de locomoção noturna, vedados a qualquer indivíduo a permanência e o trânsito em vias, equipamentos, locais e praças públicas, das 18h às 5h. O decreto passa a vigorar a partir do domingo (5) e tem validade até o dia 12 de julho.

Ainda nessas 10 cidades da Região Metropolitana de Salvador (RMS) fica autorizado, das 5h às 17h, somente o funcionamento dos serviços essenciais e, em especial, as atividades relacionadas ao enfrentamento da pandemia, o transporte e o serviço de entrega de medicamentos e demais insumos necessários para manutenção das atividades de saúde, as obras em hospitais e a construção de unidades de saúde.

Correntina

Já no município de Correntina, outro decreto estadual estabelece o toque de recolher a partir deste sábado (4) e tem validade até o dia 10 de julho. Na cidade do oeste baiano, a restrição também será entre 18h e 5h.

Tanto em Correntina quanto nas cidades da RMS, ficam excetuadas da vedação o deslocamento noturno para ida a serviços de saúde ou farmácia, para compra de medicamentos, ou situações em que fique comprovada a urgência. A restrição não se aplica aos servidores, funcionários e colaboradores, no desempenho de suas funções, que atuam nas unidades públicas ou privadas de saúde. A Polícia Militar da Bahia (PM-BA) apoiará as medidas necessárias adotadas pelos Municípios.

Itabuna, Itapetinga e Itaberaba

Na sexta-feira (3), o Estado estabeleceu toque de recolher em Itabuna e Itapetinga até o dia 8 de julho. Em Itabuna, a restrição compreende o período das 18h às 5h e é válida até 8 de julho Já em Itapetinga, a circulação noturna não será permitida até 19 de julho, das 19h às 5h. Outro decreto publicado no DOE de sexta (3) prorrogou a mesma medida em Itaberaba, onde a restrição noturna continua até 9 julho, das 18h às 5h.