Bahia pode chegar a 3 mil mortes até o fim de julho, alerta Rui Costa

Rui Costa.

Em balanço nas redes sociais para avaliar as ações de enfrentamento da pandemia, o governador Rui Costa ressaltou nesta segunda-feira (6) fez um novo apelo pelas medidas de prevenção e alertou para o número alto de mortes causadas pelo novo coronavírus no país e no estado. Do domingo até esta segunda, o estado registrou 61 óbitos.

“Se mantido esse ritmo, chegaremos a 100 mil mortes no final de julho no Brasil e a 3 mil mortes na Bahia”, alertou, em transmissão feita via Instagram. Atualmente, o país já acumula 65 mil vítimas fatais e o estado, 2.168.

Na avaliação, o governador reafirmou a recomendação anunciada pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesab) para antecipar a internação dos pacientes logo nos primeiros sinais de infecção pelo Sars-CoV-2.

Rui destacou que, com base na experiência acumulada desde o início da pandemia, a medida reduz a necessidade de UTI e a letalidade. “Nossa orientação é no sentido de fazer a internação para que a gente garanta a medicação o tratamento adequado já nos primerios sintomas mais relevantes”.

Rui Costa explicou ainda que 52% das infecções pelo coronavírus acometem mulheres. As faixas etárias mais afetadas, em números absolutos, são de 30 a 39 anos, de 40 a 49 anos e de 20 a 29 anos. Apesar de apresentar uma gravidade maior, o grupo acima de 80 anos responde apenas por 2,4 mil casos.

* Informações do Bahia.ba



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *