Itabuna: morre técnica em enfermagem da linha de frente contra Covid-19 no Hospital de Base

Patrícia Oliveira.

Itabuna perdeu uma técnica em enfermaem que estava na linha de frente contra a Covid-19 no Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães (Hblem). Pátrícia da Silva Oliveira, de 49 anos, foi contaminada pelo novo coronavírus e não resistiu à doença. Ela deixa um filho de 14 anos. Em nota, o prefeito Fernando Gomes lamentou o ocorrido. “Deu sua vida ajudando a salvar outras”, disse.

 



2 responses to “Itabuna: morre técnica em enfermagem da linha de frente contra Covid-19 no Hospital de Base

  1. Falando nisso os funcionários da UTI covid estão recebendo o salário pela metade que foi estipulado pela coordenação.
    Dentro outros hospitais que pagam 2400 o base do está pagando 1500 aos seus funcionários gente autoridade , cadê os 40% setor fechado e salubridade mais adicional isso e um absurdo , muito riscos eles estão correndo para receber um valor que não está dentro das normas e que foi falado que receberia mais pela coordenação de enfermagem . Vamos rever isso os funcionários de lá precisa de um olhar mais atendo pois estão se contaminado sem ter respaldo nem um , relato de uma funcionária que está idignada com tudo isso …espero que vejam oque acontece lá .

  2. Além dessa forma desumana , os funcionários não estão recebendo EPIs adequando , roupa só tem direito a uma por plantão , quer dizer que vc. Sai do setor contaminado e não pode tomar banho porque não tem roupa privativa para efetua a troca , e sem contar que o salário de maio os funcionários não receberam , .. os funcionários do covid são estão lá pq foi falando em uma proposta salarial digna mais não e bem essa realidade não pagaram o valor corretamente. Flata de respeito com os funcionários da UTI covid . E em questão a horas de descanso só tem direto a 1 hora ou seja a exposição ao vírus se torna maior , e já tem funcionários saindo doentes . Quem irá cuida dos pacientes se os funcionários não estão satisfeitos e não recebem o valor correto ?
    Autoridades vamos ver essas condições de trabalho escravo .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *