Morre o radialista Néo Bastos, o “Catedrático”

Néo Bastos.

O radialista e suplente de vereador, Néo Bastos, morreu na madrugada desta quinta-feira, 30, aos 61 anos. De acordo com informações, Néo sentiu falta de ar na quarta-feira (29) e foi ao hospital. O quadro pulmonar se complicou e o radialista não resistiu.

Em junho, Manuel Felix Kruschewsky Bastos foi internado em estado grave. O radialista foi diagnosticado com baixa oximetria (quantidade de oxigênio no sangue medida indiretamente). A situação se agravou após Néo testar positivo para Covid-19.

No dia 23, ele deixou a Unidade de Terapia Intensiva – UTI e foi liberado do hospital após alguns dias. Néo Bastos, conhecido como o “Catedrático”, foi radialista durante muitos anos, comentarista esportivo e ocupou uma vaga na Câmara de Vereadores de Ilhéus por sete meses no lugar de Jerbson Moraes.

O velório acontece no SAF do bairro da Conquista. Só é permitida a entrada de 10 pessoas por vez ao local. O sepultamento acontece às 16h no Cemitério da Vitória.

*Com informações do site iPolítica.



One response to “Morre o radialista Néo Bastos, o “Catedrático”

  1. Um ser humano maravilhoso. Sempre gentil e intransigente na sua natureza ponderada. Mais uma vítima da Covid-19. Deixará saudade!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *