Ilhéus registra mais 46 casos de Covid-19 neste sábado (29)

Photo by Andressa Anholete / Getty Images.

O boletim municipal deste sábado (29) mostra que Ilhéus permanece com 205 mortes causadas por Covid-19.

Hoje a cidade apresentou aumento de 46 no número de casos confirmados da Covid-19, chegando a 6.038. Na sexta-feira (28) eram 5.992 casos confirmados.

O número de casos ativos no sábado é de 274, na sexta o número era de 275, uma diferença de 01 caso ativo.

São considerados ativos os casos que permanecem monitorados pela vigilância epidemiológica, com sintomas da Covid-19 e que podem infectar outras pessoas. Esses casos descartam pacientes curados e aqueles que infelizmente faleceram. Formam um indicador importante para saber se a pandemia ganha ou perde força.

Itabuna registra 67 casos novos de Covid-19 neste sábado (29)

O boletim da Prefeitura de Itabuna deste sábado (29) afirma que o município está com 9925 casos confirmados de Covid-19. Na sexta-feira (28) o número era de 9.858. O aumento foi de 67 casos em 24 horas.

A cidade permanece com 210 mortes de acordo com o boletim.

Em Itabuna o número de casos ativos diminuiu. Neste sábado o número é de 3.204, ontem eram 3.653 casos, uma diferença de 449 em 24 horas. São considerados ativos os casos que permanecem monitorados pela vigilância epidemiológica, com sintomas da Covid-19 e que podem infectar outras pessoas. Esses casos descartam pacientes curados e aqueles que infelizmente faleceram. Formam um indicador importante para saber se a pandemia ganha ou perde força.

Itabuna tem 6.511 casos curados, 24 internados em UTI e 49 internados em leito clínico.

Bahia está com 12.829 casos ativos neste sábado (29)

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 3.813 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +1,5%) e 2.712 curados (+1,2%). Dos 254.790 casos confirmados desde o início da pandemia, 236.659 já são considerados curados e 12.829 encontram-se ativos. A base de dados completa dos casos suspeitos, descartados, confirmados e óbitos relacionados ao coronavírus está disponível em https://bi.saude.ba.gov.br/transparencia/.

Para fins estatísticos, a vigilância epidemiológica estadual considera um paciente recuperado após 14 dias do início dos sintomas da Covid-19. Já os casos ativos são resultado do seguinte cálculo: número de casos totais, menos os óbitos, menos os recuperados. Os cálculos são realizados de modo automático.

Os casos confirmados ocorreram em 415 municípios baianos. Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram Almadina (5.655,20), Ibirataia (5.525,08), Dário Meira (4.845,94), Itabuna (4.794,04) e Salinas da Margarida (4.640,33)

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 472.365 casos descartados e 85.681 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas deste sábado (29).

Na Bahia, 21.886 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Óbitos (mais…)

Ilhéus: mesmo com queda no número, Banco da Vitória é o bairro com mais casos ativos de Covid-19

Banco da Vitória.

De acordo com o Mapa da Covid-19 de Ilhéus, elaborado pelo vice-prefeito José Nazal, com dados coletados até a sexta-feira (28), o Banco da Vitória continua sendo o bairro com o maior número de casos ativos da Covid-19 (33). O número diminuiu de 50 para 33, segundo o monitoramento municipal.

O bairro é seguido pelo Malhado (32), Nossa Senhora da Vitória (31), Conquista (30) e Avenida Esperança (29).

Em relação aos distritos, Olivença (10) é a localidade que mais tem pessoas infectadas na fase de disseminação do vírus. Confira a tabela.

São considerados ativos os casos que permanecem monitorados pela vigilância epidemiológica, com sintomas da Covid-19 e que podem infectar outras pessoas. Esses casos descartam pacientes curados e aqueles que infelizmente faleceram. Formam um indicador importante para saber se a pandemia ganha ou perde força.

Veja o mapa.

 

Mapa e tabela de José Nazal.

Inema registra os primeiros casos de Covid-19

Inema. foto: Reprodução.

Inema, distrito de Ilhéus, que fica a 92 km de distância da sede, registrou os primeiros casos de Covid-19.

Os dois casos de Inema apareceram 157 dias após o primeiro registro no município de Ilhéus.

A informação está no Mapa da Covid-19 de Ilhéus, elaborado pelo vice-prefeito José Nazal, que traz os dados até a última sexta-feira (28).

Veja o mapa.

Mercado de trabalho mostra estabilidade após pandemia, aponta Ipea

Imagem ilustrativa

Fonte: Agência Brasil.

O mercado de trabalho brasileiro mostra sinais de estabilidade, com algum viés de recuperação, ainda que de forma discreta, após o tombo causado pelos efeitos econômicos da pandemia. Os dados foram divulgados na sexta-feira (28), em boletim do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), baseado na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad Covid-19) referente à semana de 2 a 8 de agosto.

Segundo a Carta de Conjuntura do Ipea, ainda que não seja possível notar uma reação mais robusta do mercado de trabalho, a simples estabilidade nos índices já pode apontar que houve uma interrupção na tendência de queda, que vinha se mostrando desde o mês de março, notadamente a partir de maio e junho, quando houve o pico da pandemia principalmente no Rio de Janeiro e São Paulo.

A taxa de desocupação foi de 13,3% na semana de referência, próxima da média de julho, de 13,1%. O nível da ocupação também apresentou estabilidade em relação ao mês anterior, situando-se em 47,9%, nível idêntico à média de julho.

“O nível de ocupação costuma reagir aos movimentos do nível de atividade de forma defasada. Assim, o recuo da população ocupada observado em junho e julho teria refletido a forte retração da atividade econômica observada no início da pandemia, e sua estabilidade no período mais recente já poderia ser interpretada como reflexo da melhora dos indicadores econômicos a partir de maio”, destacaram os técnicos do Ipea.

Segundo eles, se não houver piora das condições sanitárias associadas à pandemia, o que poderia levar a novas restrições ao funcionamento das atividades econômicas, “seria razoável esperar que o nível de ocupação passasse a recuperar-se gradualmente nos próximos meses”. (mais…)