Prefeitura de Ilhéus desconhece lei que transfere gestão de trecho da Rodovia Jorge Amado para o município

Trecho da BR 415 que será da responsabilidade do município de Ilhéus. Foto: José Nazal.

Por meio da Lei nº 14.271/2020, que incorpora trechos de rodovias estaduais às áreas urbanas de 4 municípios, o governo estadual passou para Ilhéus a gestão do trecho da BR-415 que vai da rodoviária ao Banco da Vitória. A informação foi passada ao BG pelo vice-prefeito José Nazal.

Além de Ilhéus, também se enquadram na lei os municípios de Candeias, Lauro de Freitas e Firmino Alves que possuem áreas urbanas cortadas por rodovias estaduais.

A solicitação foi feita pela Prefeitura de Ilhéus ao governo estadual em 2017 e a lei passou a valer no dia 22 de julho, mas a Prefeitura de Ilhéus desconhece a novidade, pois não divulgou nada a respeito até a publicação desta notícia.

Vale ressaltar que a lei entrou em vigor há 50’dias e poderia ser usada como instrumento de propaganda pelo gestor que vai tentar a reeleição.

A partir de agora, Ilhéus fica responsável pela manutenção, construção, operação e sinalização do trecho da rodovia incorporado à sua área urbana. Desta forma, algumas mudanças devem acontecer, como a fiscalização que deixará de ser feita pela Polícia Rodoviária Estadual e passará para a Sutram.

Mapa explicativo dos efeitos da Lei nº 14.271/2020. Elaboração: José Nazal.

Itabuna registra 2.320 casos ativos de Covid-19 nesta sexta (11)

O boletim da Prefeitura de Itabuna da sexta (11) afirma que o município está com 11.178 casos confirmados de Covid-19. Houve um aumento de 163 casos desde a quarta (09), quando o número era de 11.015.

A cidade está com 235 mortes de acordo com o boletim.

Nesta sexta a cidade registrou 2.320 casos ativos.

Itabuna tem 8.623 casos curados, 31 internados em UTI e 54 internados em leito clínico.

Covid-19: Ilhéus registra três mortes e 453 casos ativos

O boletim municipal da sexta-feira (11) mostra que em Ilhéus o número de mortes aumentou.

A cidade está com 212 óbitos, três a mais do que na quinta (10).

De acordo com o boletim municipal, a cidade está com 6.513 casos confirmados da Covid-19. Um aumento de 42 casos em 24 horas.

O número de casos ativos aumentou. Nesta sexta o número é de 453, sendo 398 em isolamento e 55 em UTI.

Bahia tem 7.674 casos ativos de Covid-19 nesta sexta (11)

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 2.182 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,8%) e 2.155 curados (+0,8%). Dos 279.509 casos confirmados desde o início da pandemia, 265.969 já são considerados curados e 7.674 encontram-se ativos. A base de dados completa dos casos suspeitos, descartados, confirmados e óbitos relacionados ao coronavírus está disponível em https://bi.saude.ba.gov.br/transparencia/.

Para fins estatísticos, a vigilância epidemiológica estadual considera um paciente recuperado após 14 dias do início dos sintomas da Covid-19. Já os casos ativos são resultado do seguinte cálculo: número de casos totais, menos os óbitos, menos os recuperados. Os cálculos são realizados de modo automático.

Os casos confirmados ocorreram em 416 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (29,23%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram: Ibirataia (6.106,32), Almadina (5.948,02), Itabuna (5.365,27), Dário Meira (4.976,66), Salinas da Margarida (4.793,52).

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 545.560 casos descartados e 69.687 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta sexta-feira (11).

Na Bahia, 24.269 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Óbitos

(mais…)

Hospital Regional Costa do Cacau retoma internato hospitalar ainda este mês e sinaliza residência médica para 2021   

Hospital Regional da Costa do Cacau.

O Hospital Regional Costa do Cacau (HRCC), em Ilhéus, integrante da rede da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) e conveniado ao Sistema Único de Saúde (SUS), além de prestar assistência médica à população do sul do Estado, oportuniza a experiência profissional para estudantes de diversas áreas de saúde.

A unidade hospitalar começou 2020 recebendo, pela primeira vez, estudantes do sexto ano do curso de medicina, da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) para acompanharem as atividades médicas no HRCC, por meio de um estágio supervisionado (internato hospitalar), com orientação de médicos graduados.

Devido a emergência sanitária global, imposta pela pandemia do novo coronavírus, agente causador da Covid-19, que no Estado da Bahia, se iniciou no primeiro trimestre 2020, foi determinado por questões relacionadas a biossegurança, a suspensão dos estágios dos estudantes da área de saúde das instituições de ensino superior. A medida foi aplicada em toda a rede da Sesab, incluindo o HRCC.

Nos últimos 30 dias, com a determinação do secretário de saúde da Bahia, Fábio Villas-Boas, de organização dos esforços para retorno mais breve possível das atividades, o HRCC e o Instituto Brasileiro de Desenvolvimento da Administração Hospitalar (IBDAH) se articularam juntos, sob a coordenação da Escola Estadual de Saúde Pública, para garantir máxima segurança aos estudantes, no retorno às suas atividades, ainda este mês.

Esses alunos passarão por todas orientações e treinamentos necessários, que tem como objetivo prepará-los para prevenção do contágio da Covid-19, em ambiente hospitalar. Além disso, o HRCC adota medidas para desinfecção e descontaminação de ambientes, reforçando a segurança sanitária na unidade. Essas aplicações possibilitarão o retorno desses estágios, que são orientados por médicos do HRCC e professores da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC).    (mais…)

Brasileiros estão lendo menos e Bíblia segue sendo o livro mais lido, aponta pesquisa ‘Retratos da Leitura’

‘Retratos da Leitura’ mostra que brasileiros que mais leem têm entre cinco e treze anos de idade Foto: Ana Branco / Agência O Globo.

De O Globo.

Os brasileiros estão lendo menos, aponta a pesquisa “Retratos da Leitura”, divulgada nesta sexta-feira. Segundo o estudo, o país perdeu 4,6 milhões de leitores em quatro anos: em 2019, 100,1 milhões de pessoas — isto é, 52% da população — tinham o hábito de ler. Quatro anos antes, a leitura era praticada por 56% dos brasileiros. A pesquisa também apontou que as crianças de cinco a dez anos estão lendo mais, na contramão de todas as outras faixas etárias, e que a Bíblia ainda é o livro mais lido no país.

Realizado pelo Instituto Pró-Livro em parceria com o Itaú Cultural, o estudo considera como leitores as pessoas que leram pelo menos um livro, inteiro ou em partes, nos três meses anteriores ao levantamento dos dados, realizado entre outubro de 2019 e janeiro de 2020. Foram realizadas 8.076 entrevistas, em 208 municípios de 26 estados.

Cinco livros por ano

Apesar da queda no número de leitores, o brasileiro manteve a média de livros lidos por ano: são cerca de cinco obras por pessoa, sendo metade delas lidas integralmente e metade, de forma parcial. Dois em cada três brasileiros que leem costumam largar um livro sem terminá-lo, e 28% dos leitores leem mais de uma obra ao mesmo tempo.

No ano passado, 108,7 milhões de brasileiros — ou seja, 56% da população — disseram ter lido pelo menos um livro, inteiro ou em partes. O número é menor do que o registrado em 2015, quando 115,9 milhões de pessoas (62% do país) leram pelo menos uma obra. Em relação aos que leram pelo menos um livro de literatura, o índice é ainda mais baixo: apenas um a cada três brasileiros o tinham feito. (mais…)

Caixa paga auxílio emergencial para nascidos em maio

Caixa Econômica Federal. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Da Agência Brasil.

A Caixa Econômica Federal paga hoje (11) auxílio emergencial para 4 milhões de beneficiários nascidos em maio. O pagamento de hoje faz parte do ciclo 2, que começou pelos beneficiários nascidos em janeiro, no dia 28 de agosto. Essa etapa de pagamentos vai até 27 de outubro.

Neste ciclo, mais três grupos foram incluídos: trabalhadores que fizeram o cadastro nas agências dos Correios entre 2 de junho e 8 de julho; trabalhadores que fizeram a contestação pelo site da Caixa ou App Caixa Auxílio Emergencial de 3 de julho a 16 de agosto e foram considerados elegíveis; beneficiários que tenham recebido a primeira parcela em meses anteriores, mas que tiveram o benefício reavaliado em agosto. No caso das reavaliações, o benefício foi liberado novamente para 148 mil pessoas.

Os recursos podem ser movimentados por meio do aplicativo Caixa Tem. Com ele é possível pagar boletos e fazer compras na internet e nas maquininhas em mais de 1 milhão de estabelecimentos comerciais.

O calendário de pagamentos do auxílio emergencial é organizado em ciclos de crédito em conta poupança social digital e de saque em espécie. Os beneficiários recebem a parcela a que têm direito no período de acordo com o mês de nascimento. Para os beneficiários nascidos em maio, os saques e transferências serão liberados no dia 3 de outubro.

Mais dois municípios têm transporte suspenso na Bahia

Rodovia BR 101.

Érico Cardoso e Rio do Pires terão o transporte suspenso a partir de sábado (12). A medida, que tem o objetivo de conter o avanço do novo coronavírus na população baiana, foi publicada em decreto no Diário Oficial do Estado (DOE) desta sexta-feira (11).

Ficam suspensas nesses municípios a circulação, a chegada e a saída de qualquer transporte coletivo intermunicipal, público e privado, rodoviário e hidroviário, nas modalidades regular, fretamento, complementar, alternativo e de vans.

O decreto ainda autoriza a retomada do transporte intermunicipal em Brotas de Macaúbas e Macaúbas, cidades com 14 dias ou mais sem novos casos de Covid-19.

Lista de municípios

(mais…)

Bahia firma parceria com a Rússia para comercializar 50 milhões de doses da vacina contra coronavírus

© Reuters/Athit Perawongmetha/Direitos Reservados.

O fundo soberano da Rússia (RDIF) e o Governo da Bahia assinaram um acordo de cooperação para o fornecimento de até 50 milhões de doses da vacina russa Sputnik V, a primeira contra coronavírus registrada no mundo. O acordo permitirá que a Bahia, por meio da Bahiafarma, comercialize a vacina em território brasileiro, com a possibilidade de entrega a partir de novembro de 2020, desde que aprovada pelos órgãos reguladores do Brasil.

De acordo com o secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, “a vacina está sendo testada em cerca de 40 mil pessoas em todo o mundo, se mostrando segura e eficaz até o momento. Ministrada em duas doses, ela utiliza a plataforma de adenovírus humano, que é conhecida e estudada há décadas. Outras vacinas em estágio de pesquisa utilizam adenovírus de macaco ou mRNA, o que significa que seus efeitos e reações adversas precisam ser estudados por mais tempo”.

O adenovírus humano é uma plataforma para o desenvolvimento de vacinas que tem se mostrado segura ao longo de décadas, incluindo 75 publicações científicas internacionais e mais de 250 ensaios clínicos.

Testes clínicos

(mais…)