Marão tem 72h para justificar derrubada de árvores na Avenida

Mário Alexandre, prefeito de Ilhéus.

Um despacho publicado na terça-feira (06) pela juíza Carine Nassri da Silva, da 1ª Vara da Fazenda Pública de Ilhéus, dá ao prefeito Mário Alexandre o prazo de 72 horas para que se manifeste no processo sobre as árvores derrubadas pela prefeitura  na Avenida Soares Lopes, em julho de 2020.

O mandado obriga a Prefeitura de Ilhéus a informar quais as medidas concretas que estão sendo adotadas a preservar, restaurar ou compensar eventuais perdas ambientais, paisagísticas no local dos fatos.

A ação civil pública que originou o processo é de autoria do Instituto Nossa Ilhéus e do Instituto Floresta Viva. Ambas fazem parte do movimento Preserva Ilhéus, que reuniu mais de vinte mil assinaturas contra a derrubada das amendoeiras da Avenida.

A derrubada das árvores desabrigou milhares de pássaros. Na ocasião, a prefeitura alegou que estava autorizada a derrubar as amendoeiras.

*Com informações do site Ilhéus Comércio.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *