Bernadete e Jack do PSOL: “Marão quer paralisar profissionalmente Luke Rey e Emilio Gusmão”

 

 

PSOL.

Ilhéus, 16 de outubro de 2020.

Nota de Repúdio ao prefeito de Ilhéus.

Por meio desta nota pública, Bernadete e Jack, candidatas a prefeita e a vice-prefeita de Ilhéus (PSOL), prestam solidariedade ao jornalista Emilio Gusmão e ao radialista Luke Rey que sofrem na pele assédio judicial promovido por inúmeras ações movidas pelo prefeito Marão, que está inconformado com as denúncias relacionadas a atos de sua autoria que atentam contra o interesse público.

Repudiamos o autoritarismo do prefeito Mário Alexandre, que por meio dessa tentativa de caçada judicial, objetiva paralisar profissionalmente Luke Rey e Emilio Gusmão, além de dificultar a sobrevivência destes profissionais de imprensa no período de crise econômica gerada pela pandemia do novo coronavírus.

Com essa perseguição, o prefeito tenta calar a voz daqueles que exercem junto ao povo o direito de liberdade de imprensa, essencial à democracia e resguardado pela Constituição Federal de 1988.

Nesse período preocupante da vida brasileira e com as eleições municipais de 2020 se aproximando, gestos autoritários como os praticados pelo prefeito Mário Alexandre nos impõem o dever da denúncia e de repúdio às referidas perseguições. Reafirmamos a essencialidade das liberdades públicas e o dever de lealdade democrática para com o nosso povo.

Bernadete Souza e Jackeline Meira (PSOL).

Bernadete Souza e Jackeline Meira (PSOL).


One response to “Bernadete e Jack do PSOL: “Marão quer paralisar profissionalmente Luke Rey e Emilio Gusmão”

  1. Os significativos serviços de utilidade pública, a força opinativa e crítica do jornalismo investigativo praticado com seriedade e credibilidade pelo Blog do Gusmão no âmbito da audiência da população regional. A participação do jornalismo deste blog é de reconhecida relevância para todos que o acompanham diariamente. Cercear esse direito que é de todos nós, leitores, editores, articulistas e o próprio comunicólogo Emilio Gusmão é de uma brutalidade e truculência que não se compatibiliza com atuação da Justiça praticada em nosso país. Águas passadas que já caracterizou com tirania as práticas restritivas de antigas ditaduras radicais. O Brasil é um país democrático e a nossa Justiça é livre para impor direitos iguais para todos. Acatar os argumentos da defesa dos direitos políticos do homem público logo, passível de criticas e censuras da população e imprensa, em detrimento dos ilheenses nos assusta. Uma aprofundada análise nos argumentos e méritos apresentados pelos advogados do senhor prefeito deveria merecer acurada e criteriosa análise. Se houve ofensas à hora do ilustríssimo prefeito, dê-se ao condenado o direito de defesa e/ou retratação pública. Calar a imprensa livre em pleno século XXII transparece algo assustador para todos nós. E nem por isso nosso ilustre e patriótico presidente Bolsonaro pensou em ceder ou renunciar à presidência do Brasil diante a enxurrada de todo tipo de críticas da imprensa sobre seu governo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *