Cacá afirma que Marão afastou servidores de maneira cruel e defende a reintegração

O candidato a prefeito de Ilhéus, Cacá Colchões.

O candidato a prefeito de Ilhéus, Cacá, da coligação O Futuro é Agora, reafirmou hoje, dia 24, o compromisso de adotar providências para a reintegração dos servidores admitidos entre 83-88, afastados pelo atual prefeito de forma desumana e cruel. Ao lado de Everaldo Anunciação, candidato a vice, Cacá conversou com uma comissão de servidores, na segunda-feira (19), e ouviu relatos emocionados desses trabalhadores diante das dificuldades que suas famílias vivem por causa da atitude do prefeito.

Afastados de seus postos de trabalho, desde janeiro de 2019, os servidores de 83-88 têm sofrido uma verdadeira perseguição política por parte do prefeito, que submete suas respectivas famílias a uma série de humilhações, deixando-os sem segurança alimentar e sérios problemas de saúde. Sem direito a salário, vale-alimentação ou qualquer outro benefício, os servidores aguardam a decisão do Tribunal de Justiça para a reparação de seus direitos trabalhistas.

Para Cacá, o prefeito agiu com profunda maldade contra os servidores, quando traiu os acordos mantidos com as diretorias dos sindicatos e os afastou da Prefeitura após 34 anos de serviços prestados ao município. “Isso é um erro histórico. O respeito a esses servidores é uma questão de Justiça”, afirmou Cacá.

O candidato a vice-prefeito, Everaldo Anunciação, disse que também já foi vítima desse tipo de ação política quando era servidor da Ceplac, mas resistiu e foi reintegrado pela Justiça. Para ele, o prefeito de Ilhéus tem um problema ético no trato dessas questões, além de não ter compromisso popular com o social.

Se eleito prefeito, Cacá afirmou que imediatamente reunirá os procuradores do município com os representantes jurídicos dos servidores afastados para encontrar uma solução diante desse problema. Até porque, essa atitude irresponsável do prefeito pode gerar precatórios milionários contra a Prefeitura.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *