Mestre Joelson, um dos líderes do Assentamento Terra Vista, declara apoio ao Cacique Ramon

Mestre Joelson. Foto: Reprodução.

Uma das lideranças do Assentamento Terra Vista, o mestre Joelson utilizou as redes sociais para declarar apoio ao Cacique Ramon, candidato a vereador pelo PSOL. No Vídeo, Joelson, que é agricultor, educador popular e ativista agroecológico, conclamou a população de Ilhéus a apoiar o Cacique Ramon. “Ele precisa se eleger para defender os povos originais, Tupinambás, a sua aldeia e seu povo. Neste sentindo, eu peço todo apoio, todo compromisso com a luta indígena para o cacique Ramon. Esse é o nosso grande guerreiro”, enfatizou Joelson.

Valderico Júnior afirma que é o único candidato com condições de vencer Marão

Valderico Júnior durante evento no Cond. Sol e Mar. Foto:  Ascom/DEM.

O empresário Valderico Junior, candidato a prefeito de Ilhéus pelo DEM (25), pediu que os moradores do município avaliem bem o cenário eleitoral, para que tomem a decisão correta diante da urna. Com a polarização da disputa, “nossa candidatura é a única capaz de vencer o desgoverno atual”, declarou o democrata.

“Isso está muito claro nas ruas. A população de Ilhéus quer mudança e já entendeu que professor Dorival Filho e eu somos os únicos candidatos com chances reais de derrotar o grupo político que está no poder”, explicou Valderico Junior.

De acordo com o democrata, é muito importante que as pessoas não desistam de votar, pois “a esperança de melhorar a política de Ilhéus está mais viva do que nunca. Faltam poucos dias para transformarmos em realidade o sonho de construirmos um novo caminho para o município”.

“Vamos nos unir ainda mais nessa reta final para chegarmos ainda mais fortes no domingo, o Dia D”, convocou Valderico Junior.

Da:Ascom/DEM

Presidente do TRE anuncia proibição de eventos políticos presenciais na Bahia a partir desta 4ª feira

Presidente do TRE-Ba, Jatahy Júnior. Foto: Reprodução.

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), o desembargador Jatahy Júnior, anunciou, durante coletiva ocorrida na tarde desta terça-feira, 10, a proibição de eventos políticos presenciais como comícios, carreatas, passeatas, bandeiraços, caminhadas.

A ação faz parte das medidas do TRE-BA para as eleições em momento de pandemia de Covid-19. E a proibição passa a valer a partir de amanhã. De acordo com a resolução administrava, assinada hoje pelo presidente, fica vedada, também, a distribuição de panfletos, folhetos, adesivos e demais materiais físicos de campanha.

“Nas eleições 2020, existe o desafio do novo coronavírus circulando. E a gente recebeu mais de 1.200 denúncias de desrespeito de normas de distanciamento e aglomerações em campanhas, através do nosso Disk-Aglomeração. O objetivo é preservar a saúde pública”, disse Jatahy Júnior.

O Disque-Aglomeração é um canal exclusivo para denúncias ligadas à concentração de pessoas em atos de campanha eleitoral em municípios do estado. O serviço funciona todos os dias, das 9h às 24h, por meio do número (71) 3373-9000.

O desrespeito ao decreto de proibição das campanhas presenciais pode gerar o cancelamento do registro político, multa e a cassação de um futuro mandato. A inibição dos atos por parte do poder policial não afasta a posterior apuração da prática de ato de propaganda eleitoral irregular, acrescentou o presidente. As campanhas eleitorais devem ocorrer apenas por meio online.

 

Justiça proíbe Marão de usar imagem do governador Rui Costa no comitê da campanha

Mário Alexandre e Rui Costa. Foto: Reprodução.

A juíza eleitoral Raquel Ramires François, da 25ª Zona Eleitoral de Ilhéus, determinou em decisão publicada nesta segunda-feira (9) o prazo de 24 horas para a retirada da placa colocada junto ao Comitê Central da campanha do prefeito e candidato à reeleição, Mário Alexandre (PSD), sob pena de multa diária no valor de dez mil reais e retirada forçada.

A decisão diz respeito ao descumprimento do limite legal de 4 m² da placa e por constar a imagem do Governador da Bahia, filiado ao PT, partido que não faz parte da coligação. Para a juíza, a placa “usa a imagem do filiado ao PT, partido que integra coligação adversária, o que tem potencial de confundir o eleitorado e até induzi-lo ao erro.

Ainda de acordo com a decisão da juíza Raquel Ramires, a lei só permite o uso da imagem de militante que integre partido que faça parte da coligação, não sendo permitido o uso da imagem do militante de outro partido.
A decisão atende a uma representação feita pela Coligação Pela Mudança que Ilhéus quer, composta pelos partidos MDB, Cidadania, DEM, Patriota, PTC e PSDB. Após a notificação, os representantes devem cumprir a determinação e apresentarem resposta em prazo legal.

Veja a decisão.

Conquista tem o maior número de infectados pela Covid-19 entre os bairros de Ilhéus

Vista aérea da Conquista. Foto: José Nazal.

O bairro Conquista (13) assumiu a liderança na quantidade de casos ativos de Covid-19 em Ilhéus. É o que mostra o último mapa elaborado pelo vice-prefeito José Nazal, com dados coletados até segunda-feira (9). O Pontal (8) fica em segundo lugar em número de infectados pela doença.

Na sequência, Teotônio Vilela (7), Hernani Sá e Barra do Itaípe (5) Malhado e Nossa Senhora da Vitória (4), Nelson Costa, Centro e Jardim Savoia (3) e Esperança e Boa Vista (2).

Entre os distritos, Olivença (6) segue com o maior número de pessoas infectadas na fase de disseminação do vírus. Confira a tabela.

São considerados ativos os casos que permanecem monitorados pela vigilância epidemiológica, com sintomas da Covid-19 e que podem infectar outras pessoas. Esses casos descartam pacientes curados e aqueles que infelizmente faleceram. Formam um indicador importante para saber se a pandemia ganha ou perde força.

Veja o mapa.

Em menos de dez dias, Disque-Aglomeração do TRE-BA ultrapassa mil denúncias

 

 

O Disque-Aglomeração do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) já ultrapassou mil denúncias, em menos de dez dias de atendimento. Na manhã desta segunda-feira (9/11), a Ouvidoria do órgão já havia contabilizado 1.053 denúncias, sendo 21,4% de eventos que já aconteceram, 49,5% estavam acontecendo no momento do contato e 29,1% estavam agendados.

O presidente do Regional baiano, desembargador Jathay Júnior, considera a ferramenta fundamental para a realização das Eleições municipais 2020. “Normalmente, as eleições são difíceis, principalmente no interior do estado, que quanto menor a cidade, maior a disputa e o grau de paixão. Com a pandemia, o grau de dificuldade aumentou ainda mais. Por isso, nós, da Justiça Eleitoral, estamos firmes e contamos com a colaboração do cidadão para inibir aglomerações, obedecendo às recomendações sanitárias”.

Das 1.053 queixas, o número aproximado de participantes em eventos com a presença de mais de 201 a 400 pessoas receberam maior número de reclamações (22,5%); atividades entre 100 e 200 pessoas representam 21,6% das reclamações.

O município com maior quantidade de denúncias é Mirante (pertencente a 59ª Zona Eleitoral) com 103 registros, seguido de Iguaí (146ª ZE) com 89; Poções (59ª ZE) com 57; Lençóis (89ª ZE) com 41 e Caldeirão Grande (115ª ZE) com 33.

De acordo com a Ouvidoria, 82,2% das denúncias se referem ao não uso de máscara durante eventos; 81,2% sobre desobediência ao distanciamento social; 53,3% passeatas; 51,3% carreatas e 32,2% comícios.

Disque-Aglomeração

Inaugurado no sábado (31), o canal exclusivo para denúncias ligadas à concentração de pessoas em atos de campanha eleitoral no estado conta com um call center – que funciona todos os dias, das 9h às 24h, por meio do número (71) 3373-9000 – e um formulário digital, disponível 24 horas por dia, todos os dias da semana, lançado no último dia 02 de novembro.

O formulário está disponível no site do Regional www.tre-ba.jus.br. Para acessá-lo, basta clicar no banner do Disque-Aglomeração. Após preencher os dados solicitados, é possível enviar fotos e vídeos que comprovem a denúncia.

TSE exige que eleitor use máscara para votar

Foto: Reprodução.

 

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, reafirmou ontem (9) que os eleitores só poderão entrar nas seções eleitorais para votar se estiverem usando máscaras. As eleições municipais serão realizadas no próximo domingo (15) em todo país, exceto no Distrito Federal. Serão eleitos prefeitos, vice-prefeitos e vereadores.

Em setembro, o TSE elaborou um protocolo sanitário para garantir que os eleitores possam votar com segurança em meio à pandemia da covid-19.

Pelas regras, os eleitores só poderão para entrar nos locais de votação se estiverem usando máscaras faciais e deverão higienizar as mãos com álcool em gel antes e depois de votar. A distância de 1 metro entre eleitores e demais pessoas presentes às seções também deverá ser mantida. O TSE recomenda ainda que o eleitor leve sua própria caneta para assinar o caderno de votação.

No entendimento de Barroso, o uso de máscara “não é questão de livre arbítrio”. “Todo eleitor deve levar sua própria máscara, sair de casa com sua máscara. Esta não é uma ordem do TSE, mas é uma orientação de quase todos os municípios brasileiros. Esta é a regra no mundo inteiro. No mundo civilizado inteiro, as pessoas estão usando máscaras quando vão a um local público. Portanto, estamos apenas seguido recomendação médica e o senso comum. Se estiver sem máscara, não vota”, afirmou o ministro.

Segundo o presidente do TSE, as regras do protocolo sanitário serão fiscalizadas pelo mesário que estiver na função de chefe da seção eleitoral. “Em rigor, nem vai entrar ninguém no local de votação sem a máscara e não vai permanecer sem observar o distanciamento social. Se for necessário, ele [mesário] pode chamar a polícia, mas essa haverá de ser uma situação puramente residual. No mundo civilizado, as pessoas cumprem as regras e respeitam as outras”, disse Barroso.

Bahia registra 840 novos casos de Covid-19, segundo último boletim

 

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 840 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,2%) e 883 recuperados (+0,3%). Dos 363.986 casos confirmados desde o início da pandemia, 350.388 já são considerados recuperados e 5.780 encontram-se ativos. A base de dados completa dos casos suspeitos, descartados, confirmados e óbitos relacionados ao coronavírus está disponível no Business Intelligence.

Para fins estatísticos, a vigilância epidemiológica estadual considera um paciente recuperado após 14 dias do início dos sintomas da Covid-19. Já os casos ativos são resultado do seguinte cálculo: número de casos totais, menos os óbitos, menos os recuperados. Os cálculos são realizados de modo automático.

Os casos confirmados ocorreram em 417 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (25,67%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram: Ibirataia (8.940,70), Almadina (6.661,79), Itabuna (6.657,82), Aiquara (6.567,70) e Madre de Deus (6.518,75).

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 748.474 casos descartados e 85.304 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta segunda-feira (09/11).

Na Bahia, 29.537 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19.

Óbitos

O boletim epidemiológico de hoje contabiliza 22 óbitos que ocorreram em diversas datas. A existência de registros tardios e/ou acúmulo de casos deve-se a sobrecarga das equipes de investigação, pois há doenças de notificação compulsória para além da Covid-19.

Outro motivo é o aprofundamento das investigações epidemiológicas por parte das vigilâncias municipais e estadual a fim de evitar distorções ou equívocos, como desconsiderar a causa do óbito um traumatismo craniano ou um câncer em estágio terminal, ainda que a pessoa esteja infectada pelo coronavírus.

O número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 7.818, representando uma letalidade de 2,15%. Dentre os óbitos, 56,02% ocorreram no sexo masculino e 43,98% no sexo feminino. Em relação ao quesito raça e cor, 54,30% corresponderam a parda, seguidos por branca com 18,10%, preta com 15,02%, amarela com 0,74%, indígena com 0,10% e não há informação em 11,74% dos óbitos. O percentual de casos com comorbidade foi de 71,85%, com maior percentual de doenças cardíacas e crônicas (74,59%).