Ex-assessor de Ângela Sousa é acusado de ameaçar coordenador da campanha de Valderico Junior 

O coordenador da campanha de Valderico Jr. o jornalista Waldomiro Júnior, prestou queixa contra Lucas.

Na noite dessa sexta-feira, 13, o empresário Lucas Lopes da Silva, ex-assessor da ex-deputada estadual Ângela Sousa (PSD), teria sido acusado de fazer ameaças contra o coordenador da campanha eleitoral de Valderico Junior (DEM) a prefeito de Ilhéus, o jornalista Waldomiro Júnior.

Lucas estaria sendo acusado de ameaçar Waldomiro por meio de duas chamadas telefônicas. O motivo da possível ameaça teria sido a divulgação de denúncia do Ministério Público Federal (MPF) contra Ângela, em que Lucas também figura como réu. Nos telefonemas, o empresário disse que encontraria Waldomiro e lhe faria pagar na forma dele (Lucas) e que ninguém poderia evitar.

Em seguida, via WhatsApp, Lucas Lopes da Silva teria enviado mensagem de texto a Waldomiro Júnior. “Vou te ver irmão”, escreveu.

A ex-deputada Ângela e outros réus são acusados de fazer parte de uma organização criminosa que, segundo o MPF e a Polícia Federal, teria fraudado e superfaturado licitações de prefeituras baianas. A acusação é resultado das investigações da Operação Águia de Haia, deflagrada em 2017.

De acordo com os investigadores, os acusados desviaram cerca de 43 milhões de reais do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Básica, o FUNDEB. Os três processos de que a ex-deputada é alvo tramitam na Justiça Federal, que, em maio de 2018, determinou o bloqueio de bens dos réus avaliados em cerca de 12 milhões de reais.

Na Ação de Improbidade Administrativa NF nº1.14.001.000922/2017-12, o Ministério Público Federal cita depoimento de Lucas Lopes da Silva à Polícia Federal, relatando repasses de cheques enviados pelo empresário Kells Belarmino Mendes para Ângela Sousa.

Conforme a denúncia, Lucas disse à Polícia Federal que pegou os cheques em um envelope e foi orientado por Ângela Sousa a usar os recursos para “custear gastos com a pré-campanha a vereadores e eventos da deputada em Ilhéus”.  Esse trecho está nas páginas 23 e 24 da acusação (documento anexo) e foi reproduzido no vídeo que teria irritado o empresário.

Na manhã deste sábado, 14, Waldomiro Júnior registrou boletim de ocorrência na 7ª Coorpin, a delegacia da Polícia Civil em Ilhéus.

O empresário Lucas Lopes, ex-assessor da ex-deputada estadual Ângela Sousa (PSD), é acusado de ameaçar Waldomiro Júnior.

Ilhéus volta a registrar mais uma morte por covid-19, segundo boletim

O boletim municipal divulgado na sexta-feira (13) mostra que em Ilhéus o número de mortes sofreu alteração, já que a cidade voltou a registrar mais um óbito. Ilhéus registra atualmente 256 óbitos.

Ainda de acordo com o boletim municipal, a cidade possui 7362 casos confirmados da Covid-19. Houve aumento de 3 casos desde o último boletim divulgado no último dia (12), quando haviam 7.359.

O número de casos ativos em Ilhéus é de 43, sendo que 17 cumprem isolamento e 26 pacientes se encontram internados na UTI. 7063 pessoas estão curadas da doença.

Pontal e Conquista estão empatados em número de casos de covid-19 em Ilhéus, conforme boletim

Os bairros Conquista e Pontal (7) estão empatados na quantidade de casos ativos de Covid-19 em Ilhéus. É o que mostra o último mapa elaborador pelo vice-prefeito José Nazal, com dados coletados até esta sexta-feira (13).

Na sequência, Teotônio Vilela, Esperança e Centro (4), Nelson Costa e Savoia (2) e Malhado, N. S da Vitória, Hernani Sá, Basílio, Barra do Itaípe, São Francisco, Iguape, Cidade Nova, Ilhéus II e São Miguel (1).

Entre os distritos, Olivença (3) é o único a registrar casos de pessoas infectadas na fase de disseminação do vírus. Confira a tabela.

São considerados ativos os casos que permanecem monitorados pela vigilância epidemiológica, com sintomas da Covid-19 e que podem infectar outras pessoas. Esses casos descartam pacientes curados e aqueles que infelizmente faleceram. Formam um indicador importante para saber se a pandemia ganha ou perde força.

Veja o mapa

Novo boletim aponta mais duas mortes por Covid-19 em Itabuna

339 pessoas já morreram vítima da Covid-19 em Itabuna.

De acordo com o Boletim da Prefeitura de Itabuna divulgado nesta sexta-feira (13), o município registrou mais duas mortes por covid-19, nas últimas 24 horas. São 13.915 casos confirmados da doença, com 239 casos ativos, trinta e dois casos a mais que no último boletim divulgado no dia 12, quando haviam 13.883 casos confirmados.

Já chega a 339 o número de pessoas que perderam a vida para a Covid-19 em Itabuna. De acordo com o informe, os óbitos inseridos a cada boletim correspondem aqueles que ocorreram em dias anteriores e estavam sob investigação, não tendo, necessariamente, ocorrido nas últimas 24h.

Itabuna tem 13. 337 pessoas curadas da doença, 8 pessoas em internamento clínico e 16 internados na UTI.

Treinamento apresenta soluções para tecnologia e informática no Hospital Regional Costa do Cacau

Foto: Ascom/ HRCC

Na última terça-feira (10), coordenadores de áreas do Hospital Regional Costa do Cacau (HRCC), em Ilhéus, participaram de um treinamento para abertura de chamados ao setor de Tecnologia e Informática (TI), com o objetivo de agilizar as demandas geradas através do Vision, sistema digital de gestão hospitalar e prontuário eletrônico.

De acordo com Julierme Chaves, analista de TI do HRCC, e instrutor da capacitação, o encontro serviu para buscar a melhoria no fluxo de informações entre a TI e os setores do hospital. “Com essa prática alinhada, os setores trabalharam de forma mais assertiva, resultando em um atendimento mais eficaz e mais ágil para os pacientes, melhorando a assistência na unidade”, explicou.

Para o analista, a orientação do chamado ao setor de TI, através do GLPI, software de gerenciamento de tecnologia e informática pode agilizar a resolução de problemas encontrados por usuários do sistema digital.  “Essas informações foram repassadas para coordenadores, que repassarão as instruções para outros colaboradores, apresentando todo o fluxo de entrada, de abertura, atribuições e finalizações do chamado, dando o feedback a TI, melhorando a resolutividade de nossos serviços”, disse.

Ruan Lima, encarregado administrativo, responsável pelo setor de portaria, maqueiros e recepção do HRCC, relatou que o treinamento foi muito importante, principalmente para as suas atividades, ligadas diretamente aos pacientes. “Um melhor conhecimento do sistema  serve para que a gente  dinamize mais ainda as retomadas de sistemas, ou intercorrências que venham acontecer, fazendo com que não atrapalhe o fluxo da entrada do nosso cliente, desde o cadastro até o atendimento dele, melhorando ainda mais os resultados, com esse feedback, que a gente passa para a TI”, avaliou.

Para Isadora Fernandes, analista de RH do HRCC, o sistema Vision auxilia nas atividades laborais, uma vez que o suporte da TI se faz relevante no dia a dia do seu setor. “O treinamento esclareceu dúvidas, quanto ao manuseio do sistema e trouxe uma informação nova, que foi o feedback, que pretende ajustar a qualidade dos serviços prestados pela informática”, comentou.