Ex-assessor de Ângela Sousa é acusado de ameaçar coordenador da campanha de Valderico Junior 

O coordenador da campanha de Valderico Jr. o jornalista Waldomiro Júnior, prestou queixa contra Lucas.

Na noite dessa sexta-feira, 13, o empresário Lucas Lopes da Silva, ex-assessor da ex-deputada estadual Ângela Sousa (PSD), teria sido acusado de fazer ameaças contra o coordenador da campanha eleitoral de Valderico Junior (DEM) a prefeito de Ilhéus, o jornalista Waldomiro Júnior.

Lucas estaria sendo acusado de ameaçar Waldomiro por meio de duas chamadas telefônicas. O motivo da possível ameaça teria sido a divulgação de denúncia do Ministério Público Federal (MPF) contra Ângela, em que Lucas também figura como réu. Nos telefonemas, o empresário disse que encontraria Waldomiro e lhe faria pagar na forma dele (Lucas) e que ninguém poderia evitar.

Em seguida, via WhatsApp, Lucas Lopes da Silva teria enviado mensagem de texto a Waldomiro Júnior. “Vou te ver irmão”, escreveu.

A ex-deputada Ângela e outros réus são acusados de fazer parte de uma organização criminosa que, segundo o MPF e a Polícia Federal, teria fraudado e superfaturado licitações de prefeituras baianas. A acusação é resultado das investigações da Operação Águia de Haia, deflagrada em 2017.

De acordo com os investigadores, os acusados desviaram cerca de 43 milhões de reais do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Básica, o FUNDEB. Os três processos de que a ex-deputada é alvo tramitam na Justiça Federal, que, em maio de 2018, determinou o bloqueio de bens dos réus avaliados em cerca de 12 milhões de reais.

Na Ação de Improbidade Administrativa NF nº1.14.001.000922/2017-12, o Ministério Público Federal cita depoimento de Lucas Lopes da Silva à Polícia Federal, relatando repasses de cheques enviados pelo empresário Kells Belarmino Mendes para Ângela Sousa.

Conforme a denúncia, Lucas disse à Polícia Federal que pegou os cheques em um envelope e foi orientado por Ângela Sousa a usar os recursos para “custear gastos com a pré-campanha a vereadores e eventos da deputada em Ilhéus”.  Esse trecho está nas páginas 23 e 24 da acusação (documento anexo) e foi reproduzido no vídeo que teria irritado o empresário.

Na manhã deste sábado, 14, Waldomiro Júnior registrou boletim de ocorrência na 7ª Coorpin, a delegacia da Polícia Civil em Ilhéus.

O empresário Lucas Lopes, ex-assessor da ex-deputada estadual Ângela Sousa (PSD), é acusado de ameaçar Waldomiro Júnior.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *