Após 8 anos sem representação feminina, Ilhéus terá duas vereadoras

Ivete e Professora Enilda ocuparão duas vagas na Câmara Municipal. Fotos: internet/reprodução.

A partir de 1º primeiro de janeiro de 2021, Ilhéus terá duas vereadoras na Câmara Municipal. As eleitas são de partidos antagônicos: Ivete (DEM) e Professora Enilda (PT).

A última vereadora da cidade foi a Professora Carmelita durante o mandato 2009 a 2012. De lá para cá foram 8 anos de Poder Legislativo Municipal composto apenas por homens.

Ivete Maria De Souza é servidora pública federal (INSS) aposentada, tem 68 anos, nasceu em Itajuípe e é divorciada. Tem nível superior completo e declarou possuir como bem um carro no valor de quase R$ 40 mil. Foi candidata outras vezes, mas não venceu. Com o resultado exitoso em 2020, faz parte da tradição que às vezes elege funcionários do INSS, como o ex-vereador Edson Caranha (2005 a 2008).

Enilda Mendonça Oliveira é professora do ensino fundamental, tem 53 anos, nasceu em Ilhéus e é casada. Tem nível superior completo e declarou possuir bens que valem R$ 324 mil. É sindicalista e destacou-se na defesa dos servidores municipais afastados pelo prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, em janeiro de 2020. Tentou ser vereadora em 2016, mas faltaram 3 votos para conquistar a vaga, por isso ficou na 1ª suplência.

Tanto Ivete (625 votos) como Enilda (1480 votos) foram eleitas em partidos que fazem oposição ao atual prefeito. Terão 19 colegas homens no parlamento e muito trabalho pela frente para combater o machismo.

Como qualquer município brasileiro, Ilhéus tem tradição patriarcal, poucas ruas com nomes de mulheres e nunca teve uma prefeita. Recentemente, a cidade foi notícia em todo Brasil, quando uma pessoa não identificada gravou um homem agredindo uma mulher com vários socos no rosto.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *