Colbert Martins é reeleito em Feira de Santana; baixarias nas redes sociais podem ter gerado uma virada

Colbert Martins. Foto: Ney Silva/Acorda Cidade.

Colbert Martins(MDB) foi reeleito prefeito de Feira de Santana, neste domingo (29). Até a publicação desse texto, ele tinha 54,33% dos votos válidos no segundo turno das eleições 2020.

Colbert venceu Zé Neto que ficou em segundo lugar com 45,67%. É a primeira vez após 24 anos que a disputa pela prefeitura de Feira de Santana é decidida no segundo turno.

No primeiro turno Zé Neto ficou em primeiro com 41,55% (119.862 votos) e Colbert em segundo com 38,18% (110.146 votos).

A campanha em Feira de Santana foi muito acirrada nos últimos dias. O candidato do PT enfrentou críticas de natureza pessoal e isso pode ter alterado o quadro. Zé Neto, que é deputado federal, foi acusado de abandonar o pai idoso e de assediar assessoras. A baixaria tomou conta das redes sociais e pode ter influenciado os eleitores.

Colbert Martins Filho é formado em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal da Bahia (UFBA), Salvador, 1978. Em Feira de Santana foi chefe de Medicina Social do Instituto Nacional de Assistência Médica e Previdência Social – INAMPS, 1985-1987, diretor regional de Saúde, Diretoria Regional de Saúde – DIRES, 1987-1989, subsecretário de Saúde, SESAB, 1989; professor de Epidemiologia da Universidade Estadual de Feira de Santana, UEFS, desde 1989. Em Salvador, diretor do Sindicato dos Médicos do Estado da Bahia, 1990-1992 e vice-presidente da Associação Baiana de Medicina, ABM, 1995-1997. Nomeado secretário Nacional de Programas de Desenvolvimento do Turismo do Ministério do Turismo, 09/03/2011.

Foi o criador do projeto para a implantação da Região Metropolitana de Feira de Santana, que foi sancionada pelo governador Jaques Wagner em 6 de julho de 2011 pela Lei Complementar nº 35, e entrou em vigor a partir do dia 7 de julho de 2011, dia em que o decreto foi publicado no Diário Oficial.

Foi deputado estadual (1991-1995) e deputado federal em três legislaturas: 1997-1999, 2003-2007, 2007-2011, e suplente de deputado federal 2015-2019.

Com informações do site Acorda Cidade.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *