Estudantes da rede estadual avaliam o segundo dia de provas do Enem

Foto: Divulgação.

Os estudantes das escolas da rede estadual de ensino que participaram, no domingo (24), do segundo e último dia da versão impressa do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), fizeram uma avaliação das provas aplicadas. De forma geral, eles destacaram as expectativas em ingressarem no Ensino Superior a partir da pontuação obtida no exame; o tempo disponível para responder as provas; e o nível das questões, além da preocupação com a segurança, tendo em vista o atual cenário de pandemia do novo coronavírus.

O estudante Vantuíres Santos Junior, 18 anos, 3º ano, do Colégio Estadual Monteiro Lobato, localizado em Firmino Alves, acredita que se saiu bem no segundo dia. “As provas foram boas, apesar de terem várias questões para resolver, tornando-se cansativas. Mas respondi todas sem problemas. Só tive um pouco de dificuldade na área de Ciências da Natureza. Pretendo fazer Arquitetura que é a área que me identifico”, afirma.

Para o estudante Samuel Ribeiro, 18, 3º ano, do Colégio Estadual Félix Mendonça, em Itabuna, o suporte do colégio foi essencial na sua preparação. “Nesta edição do Enem, apesar de estar receoso quanto à segurança sanitária promovida durante a aplicação das provas, fui realizar o exame. Ainda que eu tenha passado por um ano acadêmico atípico, em razão da pandemia, espero ter logrado êxito para, assim, galgar o tão sonhado ingresso na universidade. O colégio também contribuiu de forma fundamental para a nossa preparação no período de paralisação das aulas, através de aulas e atividades on-line ministradas pelos nossos professores, com temáticas que eram cobradas no Enem”, conta.

A estudante Queila Vieira Milhor, 2º ano, do Colégio Estadual Thales de Azevedo, falou da experiência no Enem. “A realização das provas foi bem tranquila no Colégio Mãe Stella, no Cabula, pois não tinha muitos estudantes nas salas e o distanciamento foi de dois metros de uma carteira para outra, além do álcool em gel disponível apenas ao entrar na sala”. Mas, em relação ao conteúdo, ela diz que achou “um tanto complicado, levando em consideração que estamos com as aulas suspensas devido à pandemia”.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *