Sinebahia Itabuna oferta vagas de trabalho nessa quarta-feira (30)

 

Sine Itabuna te vaga para advogado.

Confira abaixo as oportunidades de emprego do Sinebahia Itabuna. As vagas estarão disponíveis nesta quarta-feira, 30 de outubro. A agência funciona no Shopping Jequitibá. Não esqueça de levar o número do PIS, PASEP ou NIS, Carteira de Trabalho, RG, CPF, comprovante de residência e certificado de escolaridade.

AUXILIAR ADMINISTRATIVO (PCD)

Vaga Exclusiva Para Pessoas Com Deficiência

Ensino Médio Completo

Não exige experiência

02 VAGAS

 

OPERADOR DE TELEMARKETING (PCD)

Vaga Exclusiva Para Pessoas Com Deficiência

Ensino Médio Completo

Não exige experiência

05 VAGAS

 

ADVOGADO

Ensino Superior Completo em Direito

Experiência mínima de 6 meses na função

Disponibilidade total de horário

01 VAGA

 

VENDEDOR PRACISTA

Ensino Médio Completo

Não exige experiência

10 VAGAS

 

CALDEIREIRO

Ensino Médio Completo

Experiência mínima de 6 meses na carteira

Possuir disponibilidade total de horário

01 VAGA

  (mais…)

Conferência Macroterritorial em Ilhéus define ações de Ciência, Tecnologia e Inovação

Evento aconteceu na Uesc nesta terça,29.

A Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), do Governo do Estado, realizou, nesta terça-feira (29), na Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), em Ilhéus, a etapa regional Litoral Sul das Conferências Macroterritoriais de Ciência, Tecnologia e Inovação. O evento, que acontece até dia 31 em onze cidades baianas, tem o objetivo de identificar as principais demandas e elaborar a nova política estadual do setor, considerado estratégico para o desenvolvimento regional. Além disso, a conferência elege os 20 delegados sulbaianos que participarão da IV Conferência de CT&I, nos dias 5 e 6 de dezembro, em Salvador.

Os 20 delegados escolhidos em cada macroterritório ficarão responsáveis por apresentar as demandas das regiões, representando os segmentos empresarial, Institutos de Ciência e Tecnologia, (universidades, centros de pesquisa), poder público, sociedade civil organizada e entidades de representação setorial, como, por exemplo, Fieb, Sebrae, Ibametro, dentre outros.

De acordo com o superintendente de Desenvolvimento Científico da Secti, Washington Rocha, o governo “está construindo uma nova política estadual de Ciência e Tecnologia e o Sul da Bahia é uma região importante no contexto estadual. A participação de todos os segmentos da sociedade democratiza o processo e amplia o atendimento às demandas e dá mais eficiência à gestão pública”. (mais…)

O aniversário de Lula e o que sobrou de nossas instituições

Ontem nas mais diversas cidades do Brasil e em várias das principais cidades do mundo se comemorou, publicamente, o aniversário de 74 anos de Lula, que se encontra, naquela mesma data, preso há 568 dias no distante estado do Paraná.

Por: Julio Gomes

Longe de tornar-se uma manifestação de culto à persona do líder, como é comum vermos na política, sobretudo quando o líder se encontra exercendo o poder – tal como ocorre tanto nas ditaduras totalitárias quanto em pequenas cidades do interior, onde os poderosos do dia são bajulados em busca de uma retribuição em forma de cargo remunerado – os atos em torno do aniversário do ex-Presidente assumiram um caráter bem diverso, que vai muito além da sua pessoa.

De fato, Lula foi brilhante quando, ao discursar em um dos mais significativos momentos da vida política brasileira, antes de entregar-se às forças policiais que o levariam para a carceragem em Curitiba, afirmou ipisis literis que “Eu não sou um ser humano, sou uma ideia. E não adianta tentar acabar com as ideias”. As comemorações do dia de ontem mostraram exatamente isso. (mais…)

População está com medo de comprar peixes e frutos do mar, afirma presidente de Colônia de Pesca

Imagem ilustrativa.

Em conversa com o BG, o ex-vereador Zé Neguinho, presidente da Colônia de Pescadores Z-34, do bairro Malhado, informou a atual situação dos pescadores e marisqueiros após a chegada do óleo nas praias de Ilhéus.

Zé Neguinho explicou que antes dos primeiros sinais serem vistos nas praias, a colônia já vinha trabalhando para acalmar os pescadores, que estão nervosos e apreensivos com a situação. Ele informou que os pescadores devem procurar a colônia para que juntos possam acionar as autoridades competentes e tentar resolver os problemas.

Zé Neguinho disse que ainda não conversou com especialistas para saber se há ou não proibição do consumo. “Buscaremos providências junto aos governos estadual e federal para compensar os pescadores que forem afetados pelo óleo”, disse o presidente. Ele informou também que Ilhéus tem 6000 pessoas, aproximadamente, que adquirem renda por meio da pesca. Só a Colônia Z-34 tem 2300 pescadores cadastrados.

“A colônia está trabalhando no cadastramento de todos pescadores, revendedores e marisqueiros para apresentar dados concretos aos órgãos competentes, pois em alguns estados afetados já houve liberação de parcela do defeso e nós contamos com essa lei”, destacou.

Presidente da Colônia Z-34, Zé Neguinho.

“Em outras cidades, o impacto do óleo foi muito grande e afetou os corais. É nos corais que há a reprodução de alguns peixes e com isso [a contaminação] toda a produção será perdida. Muitas marisqueiras já foram prejudicadas”, explicou Zé Neguinho.

Para o presidente da Colônia, o impacto do óleo foi muito ruim para a cadeia da pesca, pois as pessoas que consomem peixes e frutos do mar estão com medo de comprá-los, devido ao risco de intoxicação. “A venda continua liberada e até o momento não há proibição”, explicou.

Segundo Zé Neguinho, nesta terça-feira, 29, o governo federal estabeleceu um período adicional (de 1º de novembro a 31 de dezembro de 2019) do seguro-defeso para as comunidades de pescadores atingidas pelo óleo.
Mais detalhes sobre o seguro-defeso neste link.

Óleo nas praias: Governo do Estado e Marinha unem esforços

Foto: REUTERS / Adriano Machado.

A Marinha terá um maior estreitamento de ações com as entidades do Governo do Estado que estão no fronte de combate às manchas de óleo nas praias da Bahia. O comunicado foi feito pelo vice-almirante Silva Lima, comandante do 2° Distrito Naval, ao governador em exercício João Leão, em reunião na manhã da segunda-feira (28).

“Unir esforços é importante para resolver este desastre ambiental de forma célere. Essa parceria com a Marinha vem contribuir com o trabalho árduo que o Governo da Bahia vem fazendo desde a chegada do óleo em nosso litoral, por meio da dedicação das equipes do Inema e da Secretaria de Meio Ambiente, da Defesa Civil, Corpo de Bombeiros, Bahia Pesca, entre outros. Ressalto ainda os voluntários da sociedade, que têm participado ativamente das ações”, destaca Leão.

O assento de órgãos governamentais da Bahia no Grupo de Acompanhamento e Avaliação (GAA-Bahia), do 2° Distrito Naval, composto por Marinha, Ibama e ANP, teve início no final de semana. “Os representantes do Governo estadual vão participar do nosso centro de controle local e isto não colide com o comando unificado que já foi estabelecido. São ações complementares que facilitarão a interlocução com o Governo Federal e as entidades que estão em Brasília”, afirma o vice-almirante Silva Lima.

Una registra manchas de óleo

Una registra manchas de óleo e sobe para 19 nº de cidades atingidas na Bahia — Foto: Divulgação/ICMBio sul da Bahia.

Fonte: G1 Bahia

A cidade de Una, no sul da Bahia, registrou aparição das manchas de óleo na segunda-feira (28), aumentando para 19 o número de municípios contaminados no estado. As manchas chegaram também na foz do Rio Itapicuru, no município de Conde – que tem outros locais afetados – e na Praia dos Gringos, em Maraú.

Manchas de óleo no Nordeste: o que se sabe sobre o problema
Além disso, as praias de Moreré (distrito de Boipeba), em Cairu e Algodões, em Maraú, ambas no baixo sul da Bahia, tiveram novas placas da contaminação, depois de já terem sido limpas.

Em Una, a praia atingida foi a de Comandatuba. De acordo com o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), pescadores encontraram cerca de 40 kg do óleo flutuando no local e retiraram. Outra mancha também foi encontrada na areia da praia, e retirada por um hotel que fica na região.

Faculdade de Ilhéus realizou exame simulado do ENEM 

Faculdade de Ilhéus – Fachada (Foto: Pedro Augusto)

Centenas de estudantes de escolas públicas e privadas participaram do exame simulado do ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio) promovido pela Faculdade de Ilhéus e realizado neste domingo, 27. A prova teve início às 13 horas, na sede da instituição, localizada no bairro São Francisco, zona sul da cidade, e transcorreu em clima de tranquilidade.

O chamado Simuladão do ENEM faz parte das atividades do canal De olho no Enem, criado pela Faculdade de Ilhéus para disponibilizar aulas gratuitas de disciplinas exigidas pelo exame oficialmente aplicado pelo Ministério da Educação. Todo o conteúdo das aulas pode ser conferido através do site http://www.deolhonoenem.com.br, de acordo com o regulamento estabelecido para o cadastro dos interessados.

Além de promover o exame simulado do ENEM, a Faculdade de Ilhéus vai premiar os primeiros classificados das escolas públicas inscritas no programa com bolsas de estudo, com a finalidade de estimular o acesso de estudantes de baixa renda ao ensino superior, considerando os cursos de graduação oferecidos na instituição. As bolsas contemplam os cursos de Administração, Ciências Contábeis, Direito, Enfermagem, Engenharia Civil, Nutrição, Odontologia e Psicologia.

A expectativa é de que o valor total de bolsas de estudo a serem distribuídas seja de aproximadamente meio milhão de reais. A escola pública inscrita no programa De olho no Enem que tiver o maior número de participantes no Simuladão também será premiada com um aparelho de projeção de slides e outras ferramentas. De acordo com a diretora acadêmica da Faculdade, o resultado do exame simulado deverá ser divulgado no prazo de 15 dias.

O diretor-geral da instituição, professor Almir Milanesi, acompanhou todos os procedimentos para efetivação do programa De olho no Enem. Ele afirmou que o incentivo aos estudantes que vão realizar o ENEM na região é uma prática constante da Faculdade de Ilhéus. “Temos compromisso em ofertar educação de qualidade e assim contribuir com o desenvolvimento regional”, salientou Milanesi.

Desmistificando o “déficit” e a crise da Previdência Social

Desmistificando o “déficit” e a crise da Previdência Social[1]

Sérgio Ricardo Ribeiro Lima[2]

Ricardo Candea Sá Barreto[3]

Atribui-se a Joseph Goebbels, político e ministro da propaganda do Partido Nazista na Alemanha, de 1933 a 1945, a seguinte frase que atravessou décadas: “uma mentira repetida mil vezes se torna verdade”. Essa frase parece estar na ordem do dia.

Parece-me que virou um consenso a afirmação de que a Previdência Social é deficitária e se não for feita uma reforma urgentemente, o sistema previdenciário entrará em colapso. Não se trata de que não seja necessária uma reforma, mas, o que se questiona, é o artifício usado pelo governo para justificar a reforma e, mais ainda, a natureza dessa reforma que foi aprovada, no Congresso e no Senado.

O objetivo dessa resenha é desmistificar o discurso da falência da Previdência Social e mostrar, através de dados oficiais e com base na Constituição Federal de 1988, que, ao contrário do que se vem alardeando, a Previdência Social não está em crise nem é deficitária. O texto abaixo foi inspirado no livro que lançamos (apenas por meio eletrônico e gratuito) em setembro deste ano, sobre este tema.

A aprovação do Sistema de Seguridade Social e seu respectivo Orçamento, de várias fontes além das fontes tradicionais (trabalhadores, empresas e Estado), representou um avanço significativo para o sistema de saúde e de aposentadoria do cidadão brasileiro. Na realidade, o povo brasileiro, a partir dos avanços sociais na Constituição de 1988, passou a vivenciar o início de um Sistema de Proteção Social amplo. Avanço social conquistado pelos trabalhadores europeus, conhecido pelos 30 Anos Dourados, após a Segunda Guerra Mundial, até final da década de 1960, quando o capitalismo novamente entra em crise. (mais…)

Azevedo tenta compor base de Rui Costa e se dá mal

Notinhas

Capitão Azevedo.

No último final de semana, um almoço foi organizado em Itabuna, na mansão do ex-candidato a deputado estadual, Rafael Moreira, para tentar aproximar o ex-prefeito, Capitão Azevedo, da base do governador Rui Costa.

Azevedo foi o primeiro a chegar e ficou isolado. Os convidados, incluindo Davidson Magalhães e Augusto Castro, só chegaram no final da tarde. Na conversa, os dois ressaltaram a necessidade de uma renovação na política em Itabuna, deixando Azevedo e os organizadores frustrados.

Ficou estabelecido que Azevedo não é visto com bons olhos pelos aliados do governador. Enquanto isso, o médico Mangabeira, outro prefeiturável, agrega partidos ligados a ACM Neto.

Membros do PCdoB, PP, PT, PSD, PSB, que apoiam Rui Costa, afirmam que Azevedo não se encaixa no contexto governista. Já ACM Neto tentou levar o ex-prefeito para o DEM, mas Azevedo acreditou que teria mais oportunidade de estar na base do governo estando no PL (antigo PR).

O problema é que poucos confiam em Azevedo, que nas eleições estaduais de 2010 prometeu apoio a Paulo Souto e Geddel (hoje preso e condenado) e acabou não apoiando ninguém.

Muitos acreditam que o Capitão mesmo estando no PL é ligado e leal a ACM Neto, que também desconfia e articula para que Mangabeira seja o candidato dele. Neto almeja a composição de uma aliança com Azevedo, que não aceita ser vice numa chapa.

Por  enquanto, Azevedo segue com poucas perspectivas.

Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 35 milhões no próximo sorteio

Mega-sena acumulou mais uma vez.

No sorteio nº 2202 da Mega-Sena, que ocorreu no sábado, 26, nenhuma aposta acertou as seis dezenas sorteadas (11, 29, 37, 38, 43 e 60). A Quina (cinco dezenas certas) teve 48 apostas ganhadoras. Cada uma recebeu prêmio de R$ 51.806,91. A Quadra teve 3717 apostas ganhadoras e o prêmio foi de R$ 955,73 para cada vencedor.

 No próximo sorteio, previsto para o dia 30 de outubro, quarta-feira, a estimativa de prêmio da Mega-sena é de R$ 35.000.000,00.

Os sorteios são realizados duas vezes por semana, às quartas e aos sábados. A aposta mínima, de 6 números, custa R$ 3,50.

Flica encerra a nona edição com crescimento de público e inovação nas atrações

Último dia da programação da Feira Literária Internacional de Cachoeira (Flica 2019). Foto: Camila Souza/GOVBA

A nona edição da Festa Literária Internacional de Cachoeira (Flica) chegou ao fim neste domingo (27), após quatro dias de intensas atividades culturais, com foco especialmente na diversidade dos temas. Mais de 35 mil visitantes participaram de lançamentos de livros, mesas de debates e outras ações, que incluíram iniciativas das secretarias estaduais de Cultura (Secult), da Educação, do Turismo (Setur), de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi) e de Políticas para as Mulheres (SPM), no Espaço Educar para Transformar, onde se concentraram as atividades promovidas pelo Governo do Estado.

A mesa de encerramento, neste domingo, contou com as escritoras Bárbara Uila e Ludmila Singa e com a slamer Nega Faya. Segundo o coordenador-geral da Flica, Emmanuel Midad, a festa vem crescendo a cada ano. “A 9ª edição foi um sucesso total. A gente estima que mais de 35 mil pessoas tenham passado por Cachoeira nesses quatro dias de festa”. Para ele, a parceria com o Governo do Estado foi fundamental, como principal patrocinador. “O Governo do Estado participou também com conteúdo, as diversas secretarias estiveram presentes no espaço Educar para transformar, na fundação Hansen Bahia, com lançamentos de livros, saraus, shows musicais e outros eventos. Este ano a grande novidade foi o Geração Flica, com ações voltadas para receber os jovens inclusive de escolas de outros municípios”.

O jornalista e escritor Valdeck Almeida participou de diversas atividades durante os quatro dias de festa. “A Flica, como o próprio nome diz, é uma festa. Eu me sinto realmente inserido nesta festa. Para mim foi um momento de êxtase, eu pude escolher entre poesia, crônica, romance e me deleitar com o que a festa nos proporciona”.

Lançamentos (mais…)

Estado intensifica ações de combate à sífilis e sífilis congênita

A Bahia registrou entre 2015 e 2019 mais de 34 mil novos casos de sífilis.

A Bahia registrou entre 2015 e 2019 mais de 34 mil novos casos de sífilis. Deste total, 43,18% correspondem a gestantes. Com o objetivo de reduzir esses números, as unidades da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) intensificaram as ações de combate à sífilis e sífilis congênita (transmitida da mãe para o bebê) neste sábado (26), dia D da campanha nacional.

De acordo com a subsecretária da Saúde do Estado, Tereza Paim, a sífilis é uma Infecção Sexualmente Transmissível (IST) curável e exclusiva do ser humano, causada pela bactéria Treponema pallidum. “As unidades estaduais estão realizando rodas de conversa, distribuição de preservativos, além de testes rápidos, aconselhamento e, caso necessário, o início imediato do tratamento”, afirma a subsecretária, ao pontuar ainda que as gestantes são um público de extremo interesse devido a possibilidade de passarem para o feto.

Dezessete unidades da rede estadual materno-infantil participaram da mobilização, com ações de conscientização, prevenção e tratamento da sífilis. São elas: Maternidade Albert Sabin (MAS), Maternidade Tsylla Balbino (MTB), Iperba, Centro de Parto Humanizado João Batista Caribé, Hospital Geral Roberto Santos (HGRS), Hospital Geral Menandro de Faria (HGMF), Hospital Geral de Ipiaú, Hospital Geral de Camaçar (HGC)i, Hospital Geral de Guanambi, Hospital Estadual da Criança (HEC), Maternidade de Referência Professor José Maria De Magalhães Neto, Hospital Eurídice de Santana, Hospital Geral de Itaparica, Hospital Deputado Luís Eduardo Magalhães, Hospital Regional Deputado Luís Eduardo Magalhães, Hospital Regional Dr. Mario Dourado Sobrinho e Hospital do Oeste (HO).

Sífilis congênita

A sífilis congênita é transmitida para a criança durante a gestação (transmissão vertical). Por isso, é importante a realização do teste para detecção durante o pré-natal. Foram registrados entre 2015 e 2019 mais de 5.500 diagnósticos positivos em menores de um ano na Bahia.

Lei garante amamentação durante concursos públicos

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil.

Fonte: Agência Brasil

Em vigor desde o dia 18 de outubro, a Lei 13872/19 garante, às mães lactantes, o direito de amamentar seus filhos, de até 6 meses de idade, durante provas de concursos públicos. A amamentação é permitida por períodos de até 30 minutos por filho, em intervalos de duas horas. Apesar de a nova lei representar avanço, especialistas avaliam ser necessária a compreensão dos fiscais de prova, no sentido de flexibilizar os prazos previstos pela legislação.

“É importante que o fiscal de provas tenha conhecimento e seja sensibilizado quanto a importância da amamentação porque, talvez, o bebê precise de um pouco mais do que 30 minutos”, explica a gerente do Banco de Leite Humano (BLH) do Instituto Nacional de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira (IFF/Fiocruz), Danielle Aparecida da Silva.

Mãe e servidora concursada do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Valesca Lira defende, além de períodos maiores do que 30 minutos a cada duas horas de prova, que a lei possibilite também a amamentação de crianças com idade superior a 6 meses. (mais…)

Segundo associação, filho de vereador instalou trailer numa vaga de estacionamento para idosos e deficientes

Trailer do filho do vereador Ery Bar.

No último sábado, 19, o BG publicou uma matéria sobre um trailer instalado pelo filho do vereador Ery Bar, que dá apoio ao prefeito Mário Alexandre na Câmara Municipal de Ilhéus, na Praça Castro Alves, mais conhecida como Pracinha de Irene.

Alguns dias depois, nossa redação recebeu, via WhatsApp, uma nota da Apraça – Associação dos Comerciantes e Ambulantes e Permissionários da Praça Castro Alves, formada há mais de 10 anos, com alguns esclarecimentos.

Os associados afirmam que constantemente buscam diálogo com a Prefeitura com objetivo de conseguir a revitalização do local e a criação do espaço gastronômico, com quiosques e equipamentos públicos que garantam segurança e lazer aos usuários.

Eles explicaram que não compactuam com a instalação do trailer Dil Lanches, de propriedade do filho do vereador Ery Bar, pois a administração municipal em acordo com os comerciantes, proibiu a instalação de novos comércios, deixando o local privativo para os que já estão em atividade há mais de dez anos.

A associação pediu à Prefeitura a instalação de vaga prioritária para idosos e deficientes, e justamente no espaço da vaga, o trailer ‘Dil Lanches” foi instalado. Segundo os comerciantes, isso vem dificultando o acesso de pedestres e cadeirantes à praça. A associação acredita que a gestão municipal não compactua com isso. O vereador Ery Bar, segundo os comerciantes, tem usado do cargo para ameaçar os comerciantes, dizendo que serão retirados do local.

A Apraça afirma que o trailer não pertence ao filho do vereador e sim ao próprio Ery Bar. Em conversas com alguns comerciantes o BG obteve a informação de que é o filho de Ery que permanece mais tempo no trailer. Como não tivemos acesso aos documentos da permissão, só podemos afirmar quem toca o “empreendimento”.

Comerciantes estão indignados com a instalação deste trailer, pois outros já tentaram instalar equipamentos na praça e foram impedidos. A associação já enviou ofício à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Meio Ambiente e Urbanismo relatando o ocorrido e aguarda resposta, assim como nós do BG.

Leia na íntegra a nota enviada pela Apraça.

O BG não conseguiu contato com o vereador Ery Bar. O espaço está aberto.

O simulacro de procto-arma. O dedo ameaçador e o simbolismo do falo agressivo

As perdas momentâneas do autocontrole, do equilíbrio emocional, da razão ou, o tal do “ir pra cima”, tinham até recente passado, raras e pontuais ocorrências episódicas. Com o evoluir do tempo, passou à condição de usual e corriqueira, sobretudo quando nos referimos às emolduradas classes sociais mais altas e, àquelas ligadas ao poder político direta ou indiretamente, cujas personagens são mais susceptíveis e vulneráveis a esses convulsivos chiliques midiáticos. Não raro, essas refregas de furor na sua quase totalidade, não passem de simbólicos cânticos de guerra territorialista, como o dos pássaros que delimitam suas áreas de alimentação ou dos sapos-boi que bufam contra invasores que se insinuam para suas sapas no seu charco.

Por: Mohammad Jamal.

Nada que se conclua em olho roxo; dentes amolecidos, galos e pintos à cabeça (pintos galinhos) ou coisa que exija uma visitinha ao médico particular ou o disfarçar-se atrás de um óculo escuro de alguma grife famosa tipo Maui Jim; Oakley; Fendi ou Prada, dentre outras preciosidades mais caras do mundo Top. Chilique é coisa de gente chique; grã-fina e importante. Não é pra nós não. Aqui em baixo, no proletariado, agente sai é no pau, na porrada mesmo; depois vai pra fila do SUS, sem frescuras ou pudores tomar uns pontos; curar as lesões corporais, sem B. Os. Raras diferenças ficam pra depois. (mais…)