DEPUTADO PEDRO TAVARES ENCAMINHA PROJETO DE LEI EM DEFESA DOS DIREITOS DO CONSUMIDOR

Deputado Pedro Tavares em seu gabinete.
Deputado Pedro Tavares em seu gabinete.

O deputado estadual Pedro Tavares é autor do projeto de lei (n° 20.375/2013) que obriga órgãos privados de defesa do consumidor a divulgar, amplamente, o cadastro de fornecedores e prestadores de serviços flagrados em ações lesivas aos consumidores.

Segundo o deputado, a legislação existente já determina essa postura por parte dos órgãos públicos. Por isso o foco do projeto sobre as instituições privadas de defesa do consumidor.

 O segundo artigo da proposta se refere aos dois âmbitos. Tanto os órgãos públicos como os privados terão de estabelecer e divulgar canais diretos, para o atendimento, registro e consulta das reclamações aos direitos dos consumidores.  O deputado Pedro Tavares confia no apoio dos seus pares, para que o projeto corra pelas vias institucionais, com brevidade.

UM PERFIL DE PABLO GEOVANE, O MENINO DESAPARECIDO

Fotografia feita sobre o cartaz espalhado pela família de Pablo.
Fotografia feita sobre o cartaz espalhado pela família de Pablo.

ELE COSTUMAVA CARREGAR COMPRAS NO NELSON COSTA

Pablo Geovane está desaparecido desde o dia 1º de julho. Ele tem 10 anos e mora no Nelson Costa, Avenida Lotus, número 845. O garoto vive com dois (dos seus seis) irmãos na casa da avó, a senhora Joselita Araújo.

Aline Andrade, mãe de Pablo.
Aline Andrade, mãe de Pablo.

Dona Joselita criou as cinco primeiras crianças geradas por sua filha Aline Andrade (32), mãe de Pablo. Aline é casada e mora no conjunto habitacional do projeto estatal “Minha casa, minha vida”, perto do Banco da Vitória. A falta de escola nas redondezas fez com que Pablo se mudasse, definitivamente, para a casa da avó. Pablo cursa a 4º série, no Centro Comunitário Nelson Oliveira. Segundo seu tio, José Eduardo, P. Geovane é estudioso e muito querido pelas professoras.

Antes do desaparecimento, mesmo contra a vontade da Avó, Pablo começou a trabalhar carregando compras. Apesar da proibição da família, o menino insistia na labuta, escondido. Na manhã daquela segunda-feira (01/07), dona Joselita alertou seu neto sobre a pontualidade do almoço. Ele respondeu: “não se preocupe, não, vó, em qualquer canto que chegar eu como”. A brincadeira dessa frase tomou outros sentidos, depois do sumiço da criança.

Pablo não foi registrado pelo pai – Paulo Geovane. Segundo a família, Paulo nunca foi um pai presente e uma de suas poucas visitas ao filho foi há mais de um ano. Ainda assim, o tio do garoto não descarta a possibilidade de Pablo ter sumido em busca de familiares do pai, em Itabuna. Essa possibilidade se reforçou com a notícia de que uma empresária itabunense disse ter visto um garoto com as características de Pablo, em Itabuna, na Rua Paulino Vieira.

Dona Joselita, avó de Pablo.
Dona Joselita, avó de Pablo.

A família do desaparecido também não descarta a hipótese de rapto. Segundo a avó, Pablo é acostumado a andar pelas proximidades de sua casa e não se perderia no Nelson Costa. Entrosado com parentes e amigos, ainda de acordo com dona Joselita, o menino não tinha motivos para fugir. Além de regular e comprometido com os estudos, Pablo participava do coral da Igreja Restauração Pentecostal. É com a camisa do grupo Jardim de Deus que o menino aparece na foto dos cartazes espalhados pela família.

No intervalo desses 15 dias, desde quando Pablo desapareceu, sua mãe só pôde ir duas vezes ao Nelson Costa. Dona Joselita tem tomado as providências pelo aparecimento do neto. Ela registrou ocorrência na Polícia Civil de Ilhéus, mas nenhum policial veio à sua casa se informar sobre a situação. Notícias sobre o afogamento de uma criança levaram-na ao Instituto Médico, mas avó não reconheceu seu neto no corpo afogado.

Qualquer pessoa com pistas sobre o paradeiro de Pablo Geovane deve entrar em contato com a família, através dos números (73) 8206-5613 e 8181 -1303.

SOCIEDADE APOIA O REÚNE ILHÉUS NA OCUPAÇÃO DO PARANAGUÁ

Donativos entregues pela população ilheense ao movimento de ocupação do Palácio Paranaguá.
Donativos entregues pela população ilheense ao movimento de ocupação do Palácio Paranaguá.

Muitos cidadãos ilheenses estão dando apoio prático à ocupação do Palácio Paranaguá. Integrantes do coletivo Reúne Ilhéus estão recebendo doações de comida e água. O gesto solidário é uma demonstração clara de apoio da sociedade pelas  reivindicações de melhoria e barateamento do transporte público, pauta imediata do movimento que ocupa a prefeitura de Ilhéus.

Agora há pouco, o governo liberou o acesso dos manifestantes aos bebedouros e banheiros do Palácio municipal.

MOVIMENTO REÚNE ILHÉUS OCUPOU O PARANAGUÁ

Reunião entre representantes do governo e integrantes do movimento Reúne Ilhéus.
Reunião entre representantes do governo e integrantes do movimento Reúne Ilhéus.

Nesta tarde, integrantes do movimento social Reúne Ilhéus ocuparam o Palácio Paranaguá. Representantes do governo receberam os ativistas e tentaram negociar a desocupação. Estavam presentes, os secretários de desenvolvimento urbano, Isaac Albagli, responsável pelas questões que envolvem o transporte público municipal, Paixão Barbosa (sec. de Comunicação), Victor Da Veiga – chefe de gabinete, Ricardo Machado (sec. administrativo) e o secretário de relações institucionais, Jailson Nascimento.

O major Câmara, da Polícia Militar, também participou da conversa. O oficial militar pediu cuidado com o patrimônio público, pela sua integridade. Membros do governo acusam os ativistas de terem arrombado uma porta da prefeitura, mas não há sinal de arrombamento no local.

A pauta do movimento Reúne Ilhéus pede a redução da tarifa e a entrega dos balancetes das empresas de ônibus da cidade, Via Metro e São Miguel. Primeiro passo para encaminhar as concessões públicas dos serviços de transporte à transparência financeira e administrativa. A posição oficial do governo não é de confronto, mas pede, encarecidamente, pela preservação do patrimônio público. 

Movimento Reúne Ilhéus dentro do Palácio Paranaguá.
Movimento Reúne Ilhéus dentro do Palácio Paranaguá.

REDA FOI SUSPENSO NA SECRETARIA ESTADUAL DE EDUCAÇÃO

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia informa que, devido a problemas técnicos no sistema eletrônico de classificação de candidatos, foram suspensas as inscrições para o processo seletivo simplificado destinado à contratação de 92 profissionais pelo Regime Especial de Direito Administrativo (Reda). Um novo período para inscrições será divulgado em breve. A Secretaria da Educação esclarece que serão mantidas as inscrição realizadas na última segunda-feira (15/07).

ILHÉUS ENTRE TURISTAS E MENDIGOS

Imagem ilustrativa da esmola dada ao pedinte.
Imagem ilustrativa da esmola dada ao pedinte.

Hoje, segundo o jornalista Aderino França, em seu Facebook, Ilhéus recebeu um grande grupo de turistas agenciados pela CVC. Evento importante para o movimento do comércio local. Contudo, o que chamou sua atenção foi a falta de guardas municipais e policiais militares no centro da cidade. O que incentivou a aproximação de pedintes.

De acordo com o jornalista, durante todo trajeto, os visitantes foram incomodados por mendigos. Principalmente, na Rua Antônio Lavigne de Lemos e na praça da Catedral de São Sebastião. Áreas importantes do turismo ilheense.

Comentário do blog.

É importante notar que, pedintes nas ruas refletem os graves problemas socioeconômicos enfrentados por muitas cidades. Ilhéus não é diferente. Mendigos são cidadãos sem acesso à cidadania. Diante dos turistas, a mão estendida é principalmente um problema da concentração de renda.

YULO OITICICA DEFINE SUA PRÉ-CANDIDATURA A DEPUTADO FEDERAL

Deputado estadual Yulo Oiticica.
Deputado estadual Yulo Oiticica.

Em plenária do seu mandato, o deputado estadual Yulo Oiticica (PT) anunciou sua pré-candidatura à câmara. O evento foi realizado sábado (13), na Quadra dos Bancários, em Salvador.

Lideranças estaduais do seu partido exaltaram o trabalho de Oiticica durante quatro legislaturas. O presidente do PT na Bahia, Jonas Paulo, esteve entre eles: “Yulo é um grande parlamentar na defesa de diversos segmentos da sociedade”.

SERVIÇOS MUNICIPAIS SERÃO PARALISADOS NOS DIAS 17 E 18 DE JULHO

SINSEPI LOGLíderes sindicais anunciam a paralisação dos serviços municipais de Ilhéus, nós próximos dias 17 e 18 de julho. A decisão foi tomada em assembleia realizada na última sexta-feira (12). O ato envolve diversos setores estratégicos, como agentes de saúde, educação, trânsito e guarda municipal.

 As categorias criticam a demora do prefeito Jabes para assinar o acordo da campanha salarial 2013. Condenam também a falta de transparência com que o governo trata os números da folha de pagamento do município. Diante do impasse, os sindicatos não voltarão a se reunir com o governo apenas para discutir índices orçamentários. Os servidores exigem a apresentação de uma proposta de reajuste salarial.

Os trabalhadores acusam a administração municipal de atrasar, propositadamente, a condução dos debates, com o intuito de jogar a sociedade contra as categorias sindicais. Caso a paralisação prevista não surta efeito, as chances de uma greve geral (por tempo indeterminado) aumentam. 

MÉDICOS ESTRANGEIROS: O HAITI AGRADECE E O BRASIL NECESSITA

Médico cubano vacina criança haitiana contra tétano.

Entidades médicas brasileiras alavancaram o coro contra a medida provisória que incentiva a contratação de profissionais estrangeiros. Alegam a necessidade de revalidação dos diplomas acadêmicos. Argumentam também que, o problema da saúde pública nacional não é a falta de médicos,  mas a precariedade infraestrutural do setor.

Enquanto isso, em entrevista à imprensa, o primeiro ministro do Haiti (Laurent Lamothe) agradeceu o apoio recebido de Cuba, nessa área. Os conceituados médicos cubanos têm papel importante na estruturação do serviço de saúde haitiano.

Comentário do blog:

Guardadas as proporções da comparação, o Brasil precisa dos médicos cubanos (ou espanhóis, portugueses e etc.) tanto quanto o Haiti. Existem muitos “Haitis” em nosso território, especialmente, longe dos grandes centros urbanos que, não formam e não conseguem atrair profissionais dessa área.

RECURSOS REPASSADOS PELA UNIÃO SÃO PALIATIVOS, AFIRMA JABES

Jabes Ribeiro, prefeito de Ilhéus.
Jabes Ribeiro.

Hoje, em entrevista ao programa “Notícia em pauta”, da Rádio Baiana, Jabes voltou a falar no pacto federativo. Perguntado sobre o repasse de verbas anunciado aos municípios pela presidência da república, ele defendeu a necessidade de aumento dos valores que a União repassa às prefeituras.

Estimado em pouco mais de um milhão de reais, segundo o prefeito, o montante destinado à Ilhéus servirá como recurso paliativo. Portanto, apenas amenizará a debilidade dos serviços públicos municipais. Como no caso do sistema de saúde.