Ilhéus ultrapassa Itabuna em número de mortos por Covid-19

De acordo com os boletins publicados pelas secretarias municipais de saúde, o número de mortos por Covid-19 em Ilhéus superou o de Itabuna.

Os boletins de terça-feira (21) mostram que Ilhéus estava com 112 óbitos, enquanto Itabuna contava com 94.

Além desses números, Ilhéus está com 733 pacientes cumprindo isolamento, 59 pacientes internados na UTI e 305 pessoas aguardando resultado da coleta.

A cidade vizinha está com 1.843 pessoas em monitoramento, 237 aguardando resultado, 29 internados em UTI e 61 internados em leito clínico.

Itabuna tem aumento de 94 casos de Covid-19 em 24 horas

102 pessoas já morreram vítima da Covid-19 em Itabuna.

O Boletim Epidemiológico da Sesab desta terça-feira (21) aponta que Itabuna está com 4.244 casos confirmados de Covid-19.

Na segunda-feira (20), o boletim informou que a cidade contava com 4.150, o que mostra um aumento de 94 casos em 24 horas.

Com relação ao número de contaminações ativas, Itabuna está com 345, uma queda de 54 casos em comparação com a segunda-feira, quando o número era de 399.

A cidade permanece com 102 óbitos de acordo com a Sesab.

Na relação dos 50 municípios com mais casos confirmados no estado, Itabuna está em 3º.

Em 24 horas, Ilhéus registra mais 6 mortes e 67 casos de Covid-19, informa o boletim da Sesab

De acordo com o Boletim Epidemiológico da Sesab divulgado nesta terça-feira (21), Ilhéus registra 2.365 casos da Covid-19. Ontem (20), a cidade contava com 2.298, uma diferença de 67 casos em 24 horas.

O boletim afirma que desses casos, 320 são ativos e que o município soma 98 mortes, um acréscimo de seis vidas ao número contabilizado na segunda-feira.

Na relação dos 50 municípios com mais casos confirmados no estado, Ilhéus está em 7º lugar.

Bahia registra 3.552 casos de Covid-19 nas últimas 24 horas

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 3.552 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +2,9%), 45 óbitos (+1,6%) e 4.172 curados (+3,9%). Dos 126.844 casos confirmados desde o início da pandemia, 112.204 já são considerados curados, 11.704 encontram-se ativos e 2.936 tiveram óbito confirmado de Covid-19.

Os casos confirmados ocorreram em 406 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (38,18%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram Gandu (3.249,70), Itajuípe (2.596,26), Dário Meira (2.212,89), Ipiaú (2.105,81) e Aurelino Leal (2.037,98).

Bahia tem mais nove municípios com transporte intermunicipal suspenso

Rodovia BR 101.

Barra da Estiva, Bonito, Catolândia, Feira da Mata, Ibiquera, Licínio de Almeida, Pedrão, Rio do Antônio e Várzea do Poço terão o transporte intermunicipal suspenso a partir de quarta-feira (22). A decisão, que tem o objetivo de conter o avanço do coronavírus na população baiana, foi publicada em decreto no Diário Oficial do Estado (DOE) desta terça (21).

Ficam proibidas nesses municípios a circulação, a saída e a chegada de qualquer transporte coletivo intermunicipal, público e privado, rodoviário e hidroviário, nas modalidades regular, fretamento, complementar, alternativo e de van. O decreto ainda mantém suspensas, até 31 de julho, a circulação, a saída e a chegada de ônibus interestaduais no território baiano.

O decreto também autoriza a retomada do transporte intermunicipal em Ibitiara e Novo Horizonte, cidades com 14 dias ou mais sem novos casos de Covid-19.

Lista de municípios (mais…)

Covid-19 já matou 102 pessoas em Ilhéus

No último domingo (19), a Secretaria de Saúde de Ilhéus informou que 99 pessoas morreram devido à Covid-19.

Nesta segunda-feira (20), o número de vidas ceifadas aumentou em três. Segundo a Sesau são 102 pessoas mortas na cidade.

A prefeitura informou que há 665 pacientes cumprindo isolamento, 59 pacientes internados na UTI e 296 pessoas aguardando resultado da coleta.

Boletim Sesab: em 48 horas, Ilhéus registra mais 163 casos de Covid-19

De acordo com o Boletim Epidemiológico da Sesab divulgado no sábado (18), Ilhéus registrava 2.135 casos da Covid-19. Dois dias depois, o boletim do órgão estadual registrou 2.298, ou seja, mais 163 casos no município, elevação que equivale a 7,63%.

O boletim afirma que desses casos, 354 são ativos e o município soma 92 mortes. A cidade vizinha, Itabuna, está com 4.150 casos da doença sendo 399 ativos e 102 óbitos.

Na relação dos 50 municípios com mais casos confirmados no estado, Itabuna está em 3º lugar e Ilhéus em 7º.

Bahia registra 1.123 casos de Covid-19 nas últimas 24 horas

.

De acordo com informações da Secretaria de Saúde da  Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 1.123 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,9%), 51 óbitos (+1,8%) e 3.488 curados (+3,3%). Dos 123.292 casos confirmados desde o início da pandemia, 108.032 já são considerados curados, 12.369 encontram-se ativos e 2.891 tiveram óbito confirmado de Covid-19.

Bahia registra 1.931 casos de Covid-19 nas últimas 24 horas


Segundo informações da Secretaria Estadual de Saúde da Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 1.931 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +1,6%), 47 óbitos (+1,7%) e 4.840 curados (+4,9%). Dos 122.169 casos confirmados desde o início da pandemia, 104.544 já são considerados curados, 14.785 encontram-se ativos e 2.840 tiveram óbito confirmado de Covid-19.​

Secretaria de saúde de Ilhéus evita diagnósticos clínicos de Covid-19

A Secretaria de Saúde de Ilhéus não tem considerado os casos em que os diagnósticos de Covid-19 foram realizados clinicamente, ou seja, sem a realização de exames ou testes.

Esse tipo de procedimento acontece quando os moradores de uma casa passam a apresentar os sintomas da doença, depois de uma pessoa do mesmo lar ter sido diagnosticada por meio de exame. Nestes casos, diante dos sintomas característicos da Covid-19, os médicos podem diagnosticar os pacientes que os sentem, mesmo sem a realização dos testes, uma vez que mantiveram contato com pessoas reconhecidamente infectadas.

O Informativo Epidemiológico Microrregião Ilhéus-Itabuna, publicado pela UESC na última quinta-feira (16), informa que até o dia 15 de julho, em Ilhéus apenas 9 pessoas foram registradas com a doença por meio do diagnóstico “clínico epidemiológico”. Em Itabuna, 42 pacientes foram registrados após o mesmo procedimento.

Com essa prática, a secretaria comandada pelo controverso Geraldo Magela ignora uma regra comum da medicina: “a clínica é soberana”.

Ilhéus e Itabuna têm o mesmo número de mortos por Covid-19; coincidência mostra que Ilhéus tem subnotificação acentuada, afirma especialista

Itabuna e Ilhéus.

O Boletim Epidemiológico da SESAB deste sábado (16) revela que Ilhéus e Itabuna acumulam o mesmo número de mortos por Covid-19. Cada cidade tem 126 pessoas falecidas devido às complicações geradas pelo vírus Sars-Cov-2.

O número igual de vítimas fatais mostra que há subnotificação acentuada de casos em Ilhéus, afirma um especialista ouvido pelo BG. Segundo o Boletim, Itabuna soma 3.938 casos registrados, enquanto Ilhéus tem 2135.

Já que o número de mortes é igual, a diferença no número de casos registrados não deveria ser tão representativa, diz o especialista que pediu para não ser identificado.

Dados do Informativo Epidemiológico Microrregião Ilhéus-Itabuna, publicado pela UESC na última quinta-feira (16), corroboram a subnotificação, uma vez que mostram uma diferença grande entre os números de casos ativos das duas cidades.  Até o dia 15 de julho, Itabuna tinha 1113 casos ativos e Ilhéus 625.

Bahia registra 2.284 casos de Covid-19 nas últimas 24 horas

Segundo informações da secretaria estadual de saúde, na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 2.284 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +2,0%), 45 óbitos (+1,7%) e 3.827 curados (+4,2%). Dos 118.657 casos confirmados desde o início da pandemia, 94.923 já são considerados curados, 20.996 encontram-se ativos e 2.738 tiveram óbito confirmado de Covid-19.​

Lockdown em Uruçuca gerou efeitos positivos, mas o período foi insuficiente

Uruçuca.

O lockdown realizado em Uruçuca de 11 a 15 de junho trouxe efeitos positivos, mas não duradores no combate à Covid-19..

Logo após a suspensão das atividades não essenciais, decretada pelo prefeito Moacyr Leite Junior, a circulação de pessoas diminuiu de 60% a 65% para 40% a 45%.

Em Uruçuca, o número de casos novos diminuiu do 10º ao 14º dia após a redução da mobilidade populacional. De 22 a 29 de junho, os efeitos positivos passaram a ser constatados, uma vez que a tendência semanal de casos novos diminuiu. Isto aconteceu porque há um período de tempo necessário que inicia na infecção e passa pelo surgimento dos sintomas, busca por atendimento médico, até o conhecimento do resultado positivo.

Estágios da infecção por SARS-COV2 e métodos diagnósticos. Fonte: Grupo Força Colaborativa COVID-19 Brasil, Orientações sobre Diagnóstico, Tratamento e Isolamento de Pacientes com COVID-19.

Antes do lockdown, a tendência semanal variava de 5 a 10 casos novos por dia. Com a radicalização necessária das medidas protetivas, Uruçuca registrou uma queda considerável, menos de 5 casos novos a cada 24 horas.

Porém, com o fim das restrições no dia 16 de junho, a partir do dia 30 do mesmo mês o número de casos novos cresceu novamente, voltando a variar de 5 a 10 por dia. Isso indica que o lockdown durante quatros dias foi insuficiente.

Segundo especialista da UESC ouvido pelo BG, o lockdown deve ter 14 dias consecutivos, no mínimo.

Os dados citados neste texto são do Informativo Epidemiológico Microrregião Ilhéus-Itabuna, publicado pela UESC ontem (quinta-feira, 9).

Veja o Informativo Epidemiológico da UESC.

Comércios abertos e 100% de ocupação nos leitos de UTI; prefeitos de Ilhéus e Itabuna apertaram a tecla “foda-se”

Pressionados pelos setores produtivos da economia, Marão e Fernando Gomes vão colocar mais vidas humanas sob o risco da morte.

Em menos de 30 dias, as duas cidades podem necessitar de mais 490 leitos de UTI, caso o isolamento social caia para 25% (índice anterior à pandemia).

O Informativo Epidemiológico Microrregião Ilhéus-Itabuna, publicado ontem (quinta-feira, 9) pela Universidade Estadual de Santa Cruz, torna evidente que os prefeitos Mário Alexandre e Fernando Gomes se distanciaram da ciência e da academia ao tomarem decisões erradas sobre o enfrentamento à Covid-19.

As duas cidades mantêm suas áreas comerciais em funcionamento, apesar de haver ocupação total nos leitos de UTI destinados ao tratamento de pacientes em estado grave.

De 02 a 08 de julho, Ilhéus registrou mais 282 casos de Covid-19, com aumento de 20% e estava com 548 casos ativos. A cidade mantém taxa de isolamento social em torno de 40%. Se continuar com esse índice, até o dia 06 de agosto vai necessitar de mais 15 leitos de UTI. Caso o isolamento social caia para 25%, serão necessários mais 100 leitos.

Já Itabuna, na mesma semana, registrou mais 487 casos, com aumento de 18% e estava com 1278 cacos ativos. A cidade mantém taxa de isolamento em torno de 40%. Se continuar com esse índice, até o dia 06 de agosto vai necessitar de mais 130 a 140 leitos de UTI. Caso o isolamento social caia para 25%, segundo a projeção do Informativo da UESC, serão necessários aproximadamente 390 leitos de UTI.

Vale lembrar que as duas cidades não dispõem de recursos para instalar mais leitos de UTI e atender essa demanda. Os sistemas municipais de saúde também não conseguirão mais profissionais especializados para labutar nesse tipo de equipamento hospitalar.

O índice de contaminação (coeficiente de incidência por 100 mil habitantes) de Ilhéus no dia 08 de julho foi de 1.023,86. Em Itabuna foi 50% maior (1.520).

Nos boletins de ontem (quinta-feira, 9), Ilhéus registrou 75 mortos e Itabuna 79.

Veja o Informativo Epidemiológico da UESC.